ou

O GTD é um método de produtividade que pode ser aplicado de maneira igual a todas as áreas da vida (de fato, ele serve justamente para que você gerencie tudo), mas muitos leitores me pedem para escrever um post sobre aplicação do GTD nos estudos – em especial, na faculdade. Por isso, espero que este post atenda as expectativas.

Captura de tela 2015-09-15 00.03.34

Antes de começarem as aulas

A primeira coisa é cuidar do seu arquivo de referência com relação aos documentos de matrícula e outros relacionados à faculdade. Você pode ter uma pasta (com etiqueta: “Faculdade”) física, para guardar contrato e outros documentos assinados. Pode também valer a pena manter uma cópia digitalizada dos documentos mais importantes, caso precise deles quando não estiver em casa ou não os tiver levado com você, para consulta ou mesmo comprovação. Para isso, você pode usar o Evernote (e gerenciar com uma etiqueta “Faculdade” todas as notas relacionadas) ou outro aplicativo como Dropbox e Google Drive (meus preferidos).

O próximo passo é inserir no seu calendário (e você pode usar uma agenda de papel ou calendários eletrônicos para isso) todos os prazos que você já tem com relação às aulas e sua faculdade. Início das aulas, datas de avaliações, prazos para levar o restante dos documentos e por aí vai.

Sua faculdade agora também é uma área de foco que você vai cuidar nos próximos anos – “sub-área” da área principal: estudos ou intelectualidade (fica totalmente a seu critério – a semântica é o que menos importa). Se pensarmos nos horizontes do GTD, temos como visão concluir a faculdade em 4, 5 ou 6 anos. Dependendo do ano em que você está, concluir a faculdade pode ser um objetivo (até 2 anos) ou um projeto (até 1 ano).

Muitas pessoas acreditam que cada disciplina deva ser considerada um projeto, mas não é assim que funciona o raciocínio. As disciplinas na verdade podem ser sub-sub-áreas de foco dentro de Estudos > Faculdade – e, como em todas as áreas de foco, seu papel é cuidar e garantir standards. Se você está estudando para ter uma carreira, cada disciplina é um aprendizado que você poderá manter mesmo depois de concluir a faculdade.

É importante, no GTD, e isso se aplica tanto aos estudos quanto a qualquer outra área, processar cada informação de acordo com o fluxograma, a saber:

workflow-map-pessoal

Você pode ter, com relação à faculdade, tudo o que está nesse fluxograma: projetos para algum dia, ideias para lembrar mais para a frente, arquivos de referência, ações para resolver na hora (menos de 2 minutos), ações para delegar (especialmente trabalhos em grupo), ações para fazer de acordo com o contexto, projetos e arquivos de suporte a projeto. Cada um desses deve ser definido individualmente, e essa definição vem do processamento, dessa etapa de esclarecer.

Portanto, não se apegue a ideias pré-concebidas de que uma disciplina = um projeto, porque nem sempre. Talvez você possa até considerar “Concluir disciplina X” um projeto, mas às vezes vale mais a pena ter próximas ações isoladas com relação a essa disciplina ao longo do semestre e, caso aconteçam projetos (ex: “Trabalho em grupo Y”), tratar diferente também. Tudo depende. GTD não é escrito em pedra. O que é correto é processar cada informação individualmente.

Quando começarem as aulas

O que eu recomendo pessoalmente aqui é que você tenha em casa uma caixa de entrada em sua mesa de estudo (e um local de estudo organizado, por favor!) e uma pasta para servir como caixa de entrada na sua mochila. É nela que você vai inserir todos os papéis que chegarem até você ao longo do dia, inclusive anotações de aulas.

Sim, porque inclusive eu vou recomendar que você tenha uma pasta com muitas folhas de sulfite, canetas de acordo com o seu gosto e, durante as aulas, tome notas com as folhas, para processá-las individualmente e diariamente. Isso garantirá que você revisará suas notas ao menos uma vez por dia, e em termos cognitivos existem estudos que mostram que revisar a matéria antes de dormir ajuda na memorização e no aprendizado / entendimento do que foi ensinado em sala de aula.

Algumas pessoas gostam de usar um caderno por disciplina. Se você entendeu o conceito acima e conseguir aplicá-lo mesmo com cadernos (em vez de folhas soltas), não tem problema algum. Mais uma vez, o importante é entender como funciona.

Você pode manter as folhas de sulfite com suas anotações em uma pasta da disciplina, ter uma pasta com divisórias e colocar tudo dentro, ou simplesmente digitalizar tudo e armazenar no Evernote para acessar de qualquer lugar sem ter que carregar peso. Ter um tablet pode ajudar muito em sala de aula, e eu recomendo. O Evernote, inclusive, serve não apenas para digitalizar notas, como para tirar fotos do quadro com as anotações do professor, gravar áudios e por aí vai. Uma ferramenta utilíssima que certamente fará diferença no seu estudo.

ryan_scanned_notes

Lembre-se que o Evernote em si tem muitos recursos bacanas para estudantes (e professores), como a possibilidade de linkar notas, criar índices de notas, compartilhar notas e cadernos, montar apresentações e muitos mais. Vale a pena navegar na web em busca de dicas diversas.

Ao processar suas notas das aulas, aplique o fluxograma do GTD. Demanda alguma ação? Pode ser ler, estudar outro livro, ler texto recomendado pelo professor, acessar artigo tal, fazer resumo do ponto X. Muitas ações podem ser demandadas de cada folha com notas. Se for o caso, processe essas ações em seu sistema de gerenciamento de ações (como, por exemplo, o Todoist).

Crie uma etiqueta no Evernote para cada disciplina, para assim poder agrupar todas as notas que tenham suas anotações em sala + conteúdos diversos que salvar via Internet. Você pode usar inclusive aplicativos do próprio Evernote que facilitam essa coleta, como o Web Clipper.

Tenha no Evernote um caderno que também funcione como caixa de entrada, para inserir todas as notas novas e, diariamente, processá-las.

Outras etiquetas no Evernote que podem ajudar são: “Provas”, “Trabalhos”, “Redações”, “E-books”, “Apostilas”, “Exercícios” e por aí vai. Depende muito das categorias de conteúdos que você precisa administrar para estudos.

Pode usar cadernos em vez de etiquetas? Claro que pode. A logística da implementação técnica não importa no GTD, mas o entendimento dos conceitos.

A revisão semanal

O que certamente poderá ajudá-lo(a) muito em seus estudos é a revisão semanal do GTD. Uma vez por semana (escolha o melhor dia para você):

  • Planeje sua semana seguinte (ou a semana vigente, se for segunda-feira) vendo os prazos em seu calendário, as ações pontuais que devem ser feitas em cada dia, seus compromissos, aulas, provas. Colete as providências necessárias para se programar. Precisa estudar para alguma prova? Fazer algum resumo? Apresentar algum trabalho? Estudar em grupo?
  • Veja as próximas semanas para coletar possíveis providências que possam ser antecipadas. Se tiver uma prova muito importante daqui a três semanas, pode iniciar um planejamento agora (que inclusive pode até virar um projeto).
  • Revise todos os seus projetos em andamento e suas listas de próximas ações.

Veja mais sobre a revisão semanal aqui.

Como vêem, não tem muito segredo ao aplicar o GTD para os estudos na faculdade, a não ser personalizações do que você já pode estar fazendo com o seu sistema GTD.

Thais Godinho
17/09/2015
20
Organize suas contas de uma vez por todas
Sugestão de cardápio para a semana de 10 a 16 de setembro
Antes e depois da leitora: espelho do banheiro

 

  1. Muito obrigada, Thais! Ótima postagem.
    Estava fazendo quase a mesma coisa – mas tinha considerado as disciplinas como projetos, mesmo.
    Bem, agora estou estudando sozinha para vestibular e, como falta pouco tempo, tem sido uma loucura. Mas com certeza o GTD tem me ajudado muito 🙂
    Espero estar ano que vem cursando o que desejo e implementar essas dicas.

    P.S.: Aliás, foi lendo seu livro e o do David Allen que percebi estar realizando atividades (outro curso) nada condizentes com o que pretendo para meu futuro hehheh

  2. Viviane 18/09/2015

    Muito bom o post!!
    Sabe o que eu gostava muito que você fazia Thais?
    Aqueles links de leitura no domingo.

  3. Stefanni Brasil 18/09/2015

    AMEEEEI, Thaís! Precisava desse post! Eu arrumei uma pasta para faculdade no Drive, com todas as disciplinas, porque como faço TI, salvo muita coisa pra abrir em programas específicos, etc. Isso da revisão semanal é a peça-chave, me ajuda muito! Graças a você, sou uma pessoa melhor. Abraços!!

  4. Fernanda 18/09/2015

    Thais, muito esclarecedor tudo o que vc escreveu! Li o livro do David Allen, mas não havia compreendido como aplicar na faculdade… agora ficou tudo claro.

    Muito obrigada,

    Beijos!

  5. Adair Neto 19/09/2015

    Conheci o GTD por este blog. De início achei complicado e desnecessário para minha vida. Comecei a trabalhar recentemente e percebi a importância do método. Eu queria inicialmente usar o GTD apenas para o trabalho, mas percebo que ele contribuirá muito mais se eu o levar para estudos e minha vida pessoal também.

    Minha dúvida agora é: como equilibrar trabalho e vida pessoal (sei que essa distinção é discutível) se tudo é organizado dentro de um mesmo método?

    • Thais Godinho respondeu Adair Neto 20/09/2015

      Esse é justamente o objetivo do GTD!

      • Carla respondeu Thais Godinho 26/08/2016

        Estou na mesma…tentando equilibrar uma rotina com filhos, casa, trabalho e estudar pra concurso. Loucura…mas espero que o GTD ajude.
        Thaís, algum post falando da aplicação do método nos estudos pra concurso?

        • Thais Godinho respondeu Carla 26/08/2016

          Sim, tem bastante coisa no blog sobre o assunto. Há alguns anos fiz até uma série de posts!

  6. Emanuelle 19/09/2015

    É só uma dúvida …
    Você não pratica mais o fly lady?
    De repente senti falta.

  7. Lanna Freitas 20/09/2015

    Thais, você é incrível! Acompanho seu blog há alguns anos (acho que +/- 2) e li esse post com uma sensação de que você está fazendo um ótimo “trabalho” comigo, porque na vida acadêmica já coloco em prática 90% do que você escreveu nesse post. Muito legal ver que tô no caminho certo! Sou grata.

  8. João Paulo Monteiro 21/09/2015

    Olá, Thais!

    Parabéns por mais este excelente post!

    Tenho uma dúvida. Eu utilizo o Toodledo para gerenciar minhas tarefas, utilizo a conta silver pelo recurso das subtarefas, mas meu Sistema está ficando cada vez mais bagunçado e estou testando diversas maneiras para resolver (dá um trabaaaaalho reorganizar tudo, mas eu gosto kk!). Você mostrou uma sacada que talvez seja meu principal problema com a organização talvez você possa me tirar uma dúvida: Atualmente eu utilizo Pastas para as áreas de foco (Estudo, Trabalho, Financeiro, Pessoal, etc.) mas como eu poderia criar Sub áreas de foco Estudo > (Faculdade, Inglês, etc.)? Usar as tarefas poderia ser uma boa solução? O problema eh que os ações e projetos se tornariam sub tarefas, mas como eu iria quebrar essas subtarefas?

    Desculpa se for algo muito específico >.<

    Obrigado!

    • Thais Godinho respondeu João Paulo Monteiro 21/09/2015

      Esse é o problema de organizar por áreas de foco. 🙂
      A melhor recomendação para organizar seus projetos é: como eu preciso ver na revisão semanal?
      Isso pode ajudar.

      • João Paulo Monteiro respondeu Thais Godinho 23/09/2015

        Eu vou tentar ir ajustando a cada revisão semanal, uma hora vai dar certo KKKK 😀

        Muito Obrigado!

  9. Dalva 22/09/2015

    Thais, vi que a DAC disponibiliza os inserts para GTD no site deles, de forma paga, mas vi q ainda não tem o de 2016. Vc sabe se terá o do ano q vem e quando é liberado para compra? Eu uso planner de papel no ARC, tamanho A5. Obrigada.

    • Thais Godinho respondeu Dalva 22/09/2015

      Ainda não sei, mas deve ser mais perto do ano que vem mesmo, talvez outubro.

  10. Fernanda 23/09/2015

    Thais, eu ainda não consegui entender como funciona o GTD ou como aplicar. Acho complicado e tenho medo de ser mais uma atividade para me preocupar. De qualquer forma, gostaria de deixar uma dica de estudo: criar notas Cornell. É até hoje o melhor método que vi para fazer anotações e revisões das matérias.

  11. ellayne 24/09/2015

    amei todas as dicas! cada dia aprendo mais aqui no teu blog. Sou sua fã

  12. Ana Luiza 27/09/2015

    Adorei o post, Thais! Acompanho o seu blog há um bom tempo, sempre encontro conteúdos interessantes. Esse foi extremamente útil para mim e super didático. Obrigada por compartilhar!

  13. Ana 23/01/2016

    “Pode usar cadernos em vez de etiquetas? Claro que pode. A logística da implementação técnica não importa no GTD, mas o entendimento dos conceitos.” Nossa, minha vida mudou agora! haha É que eu achava que os cadernos serviriam mais às áreas como “projetos”, enquanto as sub-áreas teriam que ficar dividas mesmo pelas etiquetas.
    Quanto mais leio sobre o GTD, mais percebo o quanto ele facilita a vida.