ou

Ao longo da sua vida, você já deve ter reparado que há diversos momentos em que precisamos tomar decisões ou pensar sobre algum assunto e, se tomarmos notas, o que escrevemos pode se perder por aí, em meio a tanto papel, tanta pasta, tantos cadernos. Eu gostaria de compartilhar então como eu costumo me organizar quando eu lido com ideias. Afinal, sou publicitária, blogueira e escritora – três atividades profissionais que mexem muito com a criatividade, então não quero perder nenhuma ideia que eu tenho. Vamos lá:

Tenha um mural ou quadro branco

Eu sou uma pessoa bastante visual, daquelas que precisam escrever para pensar. Meu cérebro funciona melhor se eu puder expressar as minhas ideias em um quadro branco na parede, em uma lousa ou com um mural, onde coloco folhas e post-its.

Desenhe mapas mentais

Mapas mentais são um recurso brilhante para fazer associação de ideias – perfeito para fases iniciais de planejamento, quando você não sabe exatamente que caminho seguir. Eu gosto de fazer mapas mentais à mão (em folhas de sulfite mesmo) ou no Mind Meister.

Centralize suas ideias em uma caixa de entrada e processe diariamente

Se você gosta de tomar notas em lugares diferentes, procure centralizar esse material e processar diariamente. Ou seja, todos os dias, pegue o que juntou na sua caixa de entrada e decida o que fazer com relação àquilo – mesmo que, muitas vezes, seja apenas arquivar. Pelo menos o material não se perde. Isso é imprescindível.

Faça listas

Eu adoro fazer listas (#maniadeorganização) mas, além de serem um excelente recurso para a gente se organizar, elas também são ótimas para irmos elencando as ideias para depois aprofundarmos nelas.

Tenha um sistema útil de arquivamento

Pode ser com pastas suspensas, com pastas de elástico, e até mesmo uma versão digital. Eu tenho ambos (para a versão digital, uso o Evernote). Para arquivar, use um sistema alfabético, que não tem erro.

E você, como organiza suas ideias?

Thais Godinho
30/06/2015
14
Linkagem de domingo {54}
Hoje não tem post!
De volta ao minimalismo