ou

Muitos leitores têm me perguntado sobre as novas versões de planos do Evernote, então resolvi escrever um post falando a respeito. O pessoal da Evernote Brasil me enviou algumas informações, que compartilho:

“Oferecer uma ferramenta eficiente e acessível sempre foi uma prioridade do Evernote, por isso a plataforma apresenta novos níveis de produtividade que vão ajudar as pessoas a escrever, pesquisar, compartilhar e apresentar o trabalho da sua vida em um só lugar. A mudança vem acompanhada de uma redução nos valores dos planos para se adaptar ao atual cenário econômico brasileiro e auxiliar no rendimento de seus usuários.

Evernote Basic: Permite organizar e acessar informações em diferentes dispositivos, além de capturar páginas da web e compartilhar notas. Esta é versão gratuita da plataforma.

Evernote Plus: Nova versão do Evernote, com o Plus é possível acessar aos conteúdos armazenados em qualquer dispositivo, independentemente da conexão. Ela funciona offline, além de disponibilizar um 1 GB de espaço e possuir mais ferramentas de segurança. O plano dessa opção custará R$ 4,50 por mês ou R$ 40,00 por ano.

Evernote Premium: Nesta versão, que tem o objetivo de elevar sua produtividade ao máximo, além de todas as funcionalidades, o armazenamento de informações é ilimitado. Com o preço reduzido, este plano agora custa R$ 9 por mês ou R$ 80 por ano.

“Queremos que cada vez mais pessoas possam utilizar nossa ferramenta para aumentar a organização, eficiência e criatividade. Os momentos de instabilidade econômica pedem as melhores ferramentas para elevar o nível de produtividade e é por isso que criamos estes três níveis mais acessíveis aos brasileiros”, explicou Luís Samra, gerente geral de Evernote para América Latina.”

Comparando as três novas versões, temos:

# A versão Basic, gratuita, atende perfeitamente a maioria dos usuários que criaram uma conta e ainda querem explorar melhor a ferramenta antes de decidir se serve para eles ou não. Se o Evernote faz parte do seu workflow, vale a pena investir em um plano pago. O Basic oferece funcionalidades básicas para organizar suas informações, criar notas e coletar ideias. Existem algumas limitações, porém nada que impeça o uso e a possibilidade de ter uma experiência satisfatória com o Evernote. Dá para usar o Web Clipper, compartilhar notas, criar listas de tarefas, sincronizar as notas com todos os seus dispositivos e usar o Work Chat. O limite de transferência mensal continua sendo de 60Mb, como era antes.

# A versão Plus custa apenas R$4,50 por mês e foi desenhada para usuários ativos do Evernote que já estejam familiarizados com as funções básicas da ferramenta e procuram mais espaço para armazenamento, entre outras funcionalidades. O principal recurso deste plano é poder ter acesso às notas offline, além de salvar e-mails e outros recursos de proteção no acesso. Pode transferir até 1Gb de arquivos por mês, o que atende bem a maioria das pessoas.

# A versão Premium custa R$9,00 por mês e é a versão mais avançada do Evernote, com mais funcionalidades para levar sua produtividade ao máximo. Com o Evernote Premium você obtém todas as funções do Plus, além de contar com armazenamento ilimitado, captura de cartões de visitas e buscas avançadas. Com este produto, todas as funções para trabalhar de forma produtiva estão em seu alcance. Ou seja, se você usa MUITO o Evernote, vale a pena ter a versão Premium. Para mim, o grande diferencial é não ter mais limites de uploads mensais! Lembrem-se que antes o valor do Premium era R$9,90 por mês e havia o limite de 4Gb, então acho bastante sensato para quem era Premium continuar sendo agora. um recurso legal do Premium é ter o log de alterações em cada nota.

planos-evernote

Enfim, resumão:

Nunca usou o Evernote, mas quer testar para ver se funciona para você? Vá de Basic.

Já usa o Evernote no seu dia a dia, mas não extensivamente? Vá de Plus.

O Evernote faz parte do seu dia a dia e você usa para tudo, sem conseguir imaginar sua vida sem a ferramenta? Vá de Premium.

Eu sou Premium até 2018. 🙂

Existe ainda a versão Business, que custa R$24,00 por usuário/mês, recomendada para quem quer ter um controle maior das informações compartilhadas em equipe.

planos-faq

Espero ter ajudado a esclarecer quem estava com dúvidas sobre que novo plano escolher. Para baixar ou usar o Evernote, acesse o site deles aqui.

Thais Godinho
08/05/2015
Veja mais sobre:
Evernote
29
Definindo critérios para compra de livros
7 maneiras mais eficazes de economizar tempo (para mães extremamente ocupadas)
O que eu aprendi com o David Allen em Amsterdam

 

  1. Bia 08/05/2015

    Só não tenho o premium porque estou sem condições orçamentárias para qualquer gasto adicional (qualquer um mesmo). Assim que sobrar dinheiros com certeza vou voltar a ser premium. Aliás, ótimo pedido de presente barato e útil rs. Vou incluir na minha lista de presentes!

    Beijo Thais

  2. Renan 08/05/2015

    Thais!

    A minha operadora de celular tem uma parceria com o Evernote e me oferece uma ano do Plano Premium. Fiquei surpreso, do nada recebi uma msg dizendo que eu teria o plano Premium durante um ano por ser cliente. 🙂

  3. Débora 08/05/2015

    Utilizo o Evernote há poucas semanas (graças ao Vida Organizada :D), então por enquanto estou com o Basic, mas achei os novos planos atraentes e acessíveis.
    Thais, só uma rápida observação: no box pautado com as comparações entre os três planos, consta que o limite mensal de uploads no Basic é de 60Gb, em vez de 60Mb. Quem dera fosse, rsrs. Registrei por aqui porque me pareceu a forma mais fácil de contatá-la.
    Ótimo post, como de costume. Obrigada!

  4. Lilian 08/05/2015

    Amo o Evernote e não consigo mais imaginar minha vida sem ele! Faço propaganda pra todo mundo!!! Sou premium já faz tempo, mas confesso que agora fiquei pensando nessa versão Plus, pois confesso que quase não uso os recursos extras da Premium… Mas realmente os valores melhoraram bastante! Parabéns, time Evernote!

  5. Davi Dalben 08/05/2015

    Olá, Thais!

    Sou Premium e devo continuar assim porque é a única categoria além da Business onde o serviço de digitalização dos cartões de visita vai continuar funcionando como é hoje. Mas fiquei em dúvida sobre esta observação que existe no blog do Evernote em inglês:

    “For those paying users in regions where the price decreased, please read our FAQ on how to switch to the lower price.” (https://blog.evernote.com/blog/2015/04/29/introducing-evernote-plus-and-the-new-evernote-premium/)

    Na FAQ brasileira não encontrei nada a respeito e ainda não consegui consultar o suporte. Você sabe se haverá alguma compensação para quem pagou o valor antigo?

    Um abraço!

    • Thais Godinho respondeu Davi Dalben 08/05/2015

      Não sei, mas enviei o post para o pessoal da Evernote Brasil e eles devem monitorar as dúvidas por aqui, para responder os leitores. Espero que respondam em breve!

    • Julia respondeu Davi Dalben 13/05/2015

      Oi Davi,

      Os preços já deveriam ter sido ajustados para usuários existentes no dia 29/04/2015. Para usuários que pagam por mês não tem problema, para o anual você terá que entrar em contato com o suporte: https://evernote.com/intl/pt-br/contact/support/ e eles vão avaliar a possibilidade de reembolsar o valor da diferença.
      Note que se você pagou pelo serviço no site da Evernote, é muito mais simples, mas se foi feita uma compra dentro das lojas do Google e da Apple em dólares é mais complicado.

      • Davi Dalben respondeu Julia 14/05/2015

        Obrigado, Julia. Abri um tíquete, vamos ver o que respondem.

  6. Ana Carolina 08/05/2015

    Evernote hoje
    evernote amanhã
    evernote para sempre
    <3 <3 <3

  7. Adriana Soares 08/05/2015

    Mais claro e objetivo, impossível, me ajudou muito!

  8. Daniele 08/05/2015

    Confesso que não me achei no evernote…não sei nem por onde começar… até que tentei… ah!!! Adoro o vida organizada pois já me ajudou a mudar muita coisa em minha vida.

  9. Ana Carolina Souto Maior Bernini 09/05/2015

    Eu comecei usando o Evernote já na versão premium devido à parceria com a vivo. Qdo a assinatura expirou no final do ano passado, eu passei um mês no basic para ver como era, mas acabei renovando o premium e o indico para td mundo.

    Para quem usa o Evernote pra tudo e pode pagar, a versão premium é a melhor opção sem sombra de dúvida.

  10. Ricardo 09/05/2015

    Uso o Google Keep. É gratuito, faz o mesmo, e ainda da ora colaborar nas anotações com outras pessoas (fazer lista de compras a 4 mãos, por exemplo).

    • Thais Godinho respondeu Ricardo 09/05/2015

      E todo seu conteúdo pode ser usado pelo Google. 🙂

      Nada é gratuito.

      • Ricardo respondeu Thais Godinho 09/05/2015

        Ao menos sei quem tem acesso aos meus dados. (Vale a leitura: http://jasonkincaid.net/2014/01/evernote-the-bug-ridden-elephant/ )

        Uso e abuso do Google (now, keep, drive, …) com ciência da como minhas informações estão sendo usadas.

        Nada contra o evernote, já usei muito. Mas ainda acho o keep mais prático pra mim.

        De QQ forma, acho muito bacana o site e essa matéria também. Já me ajudou muito. =)

        Obrigado!!

        • Thais Godinho respondeu Ricardo 10/05/2015

          Bom, não existe privacidade na nuvem – não foi isso o que eu quis dizer. Penso que o problema do Google é que ele simplesmente pode usar seus textos e informações para vender. Não que ele efetivamente fará isso… mas eu trabalho com conteúdo, dados de clientes, publicidade e não gostaria de ver um texto meu sendo usando em uma campanha apenas porque tive esse descuido.

          Obrigada por ter comentado.

  11. Douglas 12/05/2015

    E aquele post falando como você tá usando o Evernote atualmente?

  12. AnaCris Ramos 09/07/2015

    Olá Thaís, antes de tudo, adoro seu trabalho… ao pesquisar sobre GTD encontrei você e não desgrudo mais.
    Estou até constrangida do meu pedido devido a todos os comentários acima, mas se quero ajuda não vou me intimidar. Estou com bastante dificuldade de usar o Evernote. Estou tentando gerar uma biblioteca de artigos, mas inserir o conteúdo e links parece ser tão moroso. Mas pode ser que eu não esteja fazendo da forma mais prática. Enfim, pode indicar algum vídeo ou artigo que me ajude?
    Não quero desistir da ferramenta.

    Obrigada e beijo grande!

    • Thais Godinho respondeu AnaCris Ramos 13/07/2015

      Oi AnaCris, tudo bem?
      Olha, existe um vasto leque de materiais. No próprio site do Evernote há a seção de FAQ, bastante completa, que vivo relendo para aprender coisas novas.
      Eu recomendo também o e-book do Vladimir Campos – Organizando a vida com o Evernote.
      Espero que ajudem.
      Obrigada!

  13. Lucas 17/07/2015

    Eu achava que não tinha limitação para anexarmos os documentos ou vídeos… Mas tem uma limitação de 200mb. Esta limitação pode ser aumentada?

    Att.,

  14. Fernanda 15/07/2016

    Bom dia Thais,

    Será que poderias falar um pouquinho sobre as novas condições do Evernote?
    Obrigada.

    Fernanda

  15. Ricardo 03/04/2017

    Sou Premium, mas com as limitações dos cadernos, me fez pensar em mudar para o Business.
    Só que estou com receio por não conhecer.

    Uso o Evernote para cuidar de todas as informações com base nos atendimentos a diversos projetos e suportes que sou responsável em manter.
    Em minha estrutura, fiz cadernos por projetos e dentro deles os sub-cadernos contendo os históricos por locais
    O que acha?
    Migro para o Business?
    Ele têm maior quantidade de cadernos a oferecer?

    Obrigado

    • Thais Godinho respondeu Ricardo 04/04/2017

      Se eu não me engano, o limite é o mesmo de número de cadernos. Sugiro migrar para etiquetas!