ou

090415-ocupado-produtivo

Eu não gosto de estar ocupada nem de dizer que eu não tenho tempo. Porém, às vezes sinto que essas palavras querem pular da minha boca. Quando isso acontece, eu aprendi a ter a percepção de que algo está errado e que eu preciso tomar providências. Foi uma habilidade que adquiri com tantos anos do blog e uso do GTD, eu acho. Porém, é um assunto importante para todas as pessoas hoje, porque muitas vezes vejo todo mundo tão ocupado e, ao conversar, escuto muito frases como:

“Eu trabalho tanto mas, ao mesmo tempo, parece que não fiz nada de importante.”

“Estou extremamente esgotada/o mentalmente, mas minha vida não parece sair do lugar.”

“Estudei tanto, trabalhei pra caramba, mas ao mesmo tempo que celebro minhas conquistas, não sei se era exatamente o que eu queria.”

Você se identificou com uma dessas frases – ou todas? Você pode estar sofrendo da síndrome da pessoa ocupada que não é produtiva.

Vamos falar sobre o que é ser uma pessoa produtiva?

Uma pessoa produtiva é aquela que aproveita o tempo que tem. Desde o que vai fazer nos próximos 2 minutos até o que vai fazer nos próximos 2 anos.

Ser produtivo não diz respeito ao trabalho, apenas. Se você tira férias e passa o tempo todo trabalhando ou mexendo no celular enquanto seus filhos estão te chamando na piscina, suas férias não foram produtivas. Ser produtivo/a é fazer as coisas com significado.

Se você perceber que está passando muito tempo do seu dia extremamente ocupado/a, sem tempo para fazer aquilo que considera importante – e isso pode ser desde um curso para a sua carreira até deitar e descansar no sofá depois de um dia cheio, pergunte-se se você está sendo produtivo/a ou apenas ocupado/a.

No geral, o simples sentimento de frustração já te diz a resposta.

Cuide do seu tempo. É da sua vida que estamos falando.

Ah, e não vale se manter ocupado/a para disfarçar a falta de produtividade, ok? Você pode enganar os outros, mas não a si mesmo/a.

Thais Godinho
09/04/2015
Veja mais sobre:
52
Como usar cada tamanho de Filofax
O básico para gerenciar tarefas segundo o GTD
Projetos com prazo X Projetos sem prazo

 

  1. Dulci Dantas 09/04/2015

    Thais,
    Obrigada por escrever este texto pra mim!
    rsrsrs
    Brincadeiras a parte, sim eu tenho esse sentimento horrível de frustração de estar sempre fazendo milhões de coisas e, na verdade, estar correndo atrás do próprio rabo. Estou me esforçando para romper esse ciclo improdutivo.
    Adorei o post.
    Dulci

    • Thais Godinho respondeu Dulci Dantas 09/04/2015

      Dulci, obrigada por comentar.
      No geral, quando a gente se sente assim, falta olhar para os grandes propósitos da nossa vida.
      Ao fazer isso, as coisas começam a se encaixar mais.

  2. Viviane Vieira 09/04/2015

    Acho que ser produtivo é você realmente estar presente de corpo e alma na atividade que está fazendo. Seja ela no trabalho, família, amigos… Como diz o GTD “Você está ali porque é o que deveria estar fazendo naquele momento”.

  3. Deborah 09/04/2015

    Bom dia, Thais!

    Gostaria de saber o que fazer quando não nos sentimos produtivos o suficiente.
    Dou prioridade as minhas atividades, faço um pouco do que preciso todo dia, mesmo assim, sinto que não estou indo a lugar nenhum…

    Obrigada!

    Deborah

    • Thais Godinho respondeu Deborah 09/04/2015

      Talvez seja falta de ver um pouco mais lá na frente, Deborah.
      Dá uma olhadinha no texto “Como definir prioridades” que tem aqui no blog, que pode ajudar.
      Obrigada!

  4. Lorrane 09/04/2015

    Amo mais esse blog a cada dia! Tenho implementado aos poucos o método GTD na minha vida, principalmente por meio do seu site e já vi uma mudança significativa! Sigamos para ser cada dia mais produtiva e menos ocupada! 🙂

  5. Carolina Rodrigues 09/04/2015

    Ai meu Deus me identifiquei demais com este post. Tomara que eu consiga aprender!

  6. Deborah 09/04/2015

    Seu blog está na minha barra de favoritos. Entro todos os dias, mais de uma vez por dia. Eu sei que você é mais para uma rock person, mas o fato é que você é a diva que eu quero copiar.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. Hugo Morais 09/04/2015

    Ser produtivo é fazer as suas atividades do trabalho, estudo, lar com paciência, tranquilidade, dedicação e feliz. Abraço!

  8. Leli Martins 09/04/2015

    Eu compreendo… mas mesmo assim continuo com dúvidas. haha (complexidade)
    As palavras ‘eu não tenho tempo’ também vivem pulando da minha boca mesmo que eu saiba que isto é questão de prioridade. Mas de qualquer forma, eu não posso colocar mais atividades em um dia do que cabem nas 16 horas viáveis, correto? Mesmo que todas sejam coisas que eu precise/goste de fazer. Aí eu não terei tempo mesmo.
    Falo isso porque às vezes eu já tenho meu dia delineado e aparecem pessoas pedindo favores, ou querendo que eu saia com elas… se eu estou sentada trabalhando (ou no meio de outra atividade importante), eu digo que não tenho tempo naquele momento/dia. Me sinto meio culpada, mas acho que é o que tem que ser feito.

    • Thais Godinho respondeu Leli Martins 09/04/2015

      Exatamente, não terá. Por isso você precisa priorizar.
      Dê uma olhada no texto “Matemática do planejamento”, que fala exatamente como equilibrar as horas de trabalho com as interrupções etc.
      Obrigada por comentar!

  9. Nívea 09/04/2015

    Não ando muito produtiva, mas muito ocupada. Por isso a chateação diária. Ansiosa para mudar este comportamento.

    • Thais Godinho respondeu Nívea 09/04/2015

      Nívea, é importante encontrar significado.
      Dê uma olhada no texto do blog sobre como encontrar sua missão pessoal, pode ajudar.
      Obrigada por comentar!

  10. Sheila Santos 09/04/2015

    Boa noite, Thais
    Esse texto caiu no colo como uma verdadeira bomba, pois me sinto exatamente assim, perdida.
    Sinto que não aproveito bem o tempo que tenho e não faço as atividades com significado, simplesmente vou fazendo, mas de um jeito não muito adequado.
    Tenho que entregar a minha monografia da pós e faço tudo menos ela. Tenho que planejar as minhas aulas, mas cadê meu foco?
    E aproveitando a ocasião como você se planejava para as aulas que você ministrava?
    Parabéns pelo conteúdo do site, cada vez mais adequado a muitas realidades.
    Beijos

    • Thais Godinho respondeu Sheila Santos 13/04/2015

      Obrigada, Sheila.
      No geral, eu trato cada aula como um projeto (GTD).
      Se tiver mais algumas dúvida, me fala. Obrigada por comentar.

      • Sheila Santos respondeu Thais Godinho 13/04/2015

        Tenho dúvidas sim, se você puder se mais clara em como você trata as suas aulas como um projeto de GTD vai ser de muita valia.
        Beijos

        • Thais Godinho respondeu Sheila Santos 17/04/2015

          Oi Sheila,

          Eu aplico o natural plan model do David Allen a todos os meus projetos, sejam aulas ou não. Não sei muito o que explicar além da explicação no próprio livro (eu seria injusta ao tentar resumir), então recomendo a leitura do livro do GTD.

          Obrigada por comentar.

  11. Jeffrey Oliveira 09/04/2015

    Olá, Thais. Primeiramente parabéns pelo blog e pela sua realização de ter conhecido de perto o mestre David Allen. Grande mérito o seu. Conheci o GTD aqui neste importante espaço, que aborda desde a organização no sentido mais imediato e também no sentido maior, a organização dos grandes projetos. Como sempre, é um prazer ler seus textos sobre organização, bem como as orientações sobre o GTD e Toodledo (infelizmente esse app no meu smartphone não sincroniza. Tive de abandoná-lo). Porém, graças a você, estou muito contente em ter conhecido o Evernote. Bom, deixando a digressão de lado, é bem esclarecedora a distinção entre estar ocupado e ser produtivo. Parabéns mais uma vez. Excelente trabalho o seu. Um grande abraço.

    • Thais Godinho respondeu Jeffrey Oliveira 11/04/2015

      Obrigada, Jeffrey!
      Como assim não sincroniza? Que sistema operacional seu celular utiliza?

      • Jeffrey H. S. Oliveira respondeu Thais Godinho 11/04/2015

        Olá, Thais. O sistema do meu celular é o Android. Usava o Toodledo na versão gratuita mesmo. No site Toodledo, no qual ainda sou cadastro, mas não frequento mais, as alterações que eu fazia online (registro de tarefas, lembretes) pelo notebook não sincronizavam com o aplicativo do celular, ou vice-versa. Então, descobri na Play Store o aplicativo DGT GTD, que é muito bom porque segue o princípio do Toodledo. Se eu descobrir como resolver esse problema da sincronização no Toodledo, volto a usá-lo. Um grande abraço.

  12. SaMadland 10/04/2015

    Thais, conheci seu blog logo após casar e ter que cuidar de uma casa grande! Novas rotinas, foi então que descobri como seria bom ser uma pessoa organizada! Como seria bom ter um planejamento sobre as tarefas, sobre a vida!
    Porém, seu blog foi além das expectativas de 2013, e hoje sigo como uma verdadeira coach, até como uma amiga imaginária paulistana! Rsrssrs. Desde então, tento seguir suas dicas, tento analisar a minha vida e isso ajudou na minha carreira.
    Hoje aplico no meu dia-a-dia o GTD, porém sinto dificuldade em fazer revisão semanal às sextas!!! Pretendo melhorar nesse quesito.
    Obrigada por tudo, estou em um novo trabalho (home office) a mais de trinta dias, e “por falta de tempo” não fiz meu primeiro post no seu blog.
    Utilizo realmente suas dicas, no trabalho, na casa e na vida! Mil beijos (se responder ficarei muito feliz) =) =D

    • SaMadland respondeu SaMadland 10/04/2015

      Ah, esqueci de dizer precisas incluir o Norte do Brasil na sua agenda.
      Escrevo de Belém do Pará. bjus

      • Thais Godinho respondeu SaMadland 11/04/2015

        Que legal! Tenho um post com uma pesquisa de interesse para ir nos estados – por favor, preencha lá, pois estamos contabilizando as estatísticas para analisar a viabilidade de ida para cada um desses lugares. Obrigada!

    • Thais Godinho respondeu SaMadland 11/04/2015

      Muitos comentários legais, Sa! Obrigada por sempre acompanhar o blog.
      Me fala quais têm sido as suas dificuldades para fazer a revisão semanal, para eu te ajudar.

  13. Camila Teixeira 10/04/2015

    Excelente texto. Bom tema para reflexão.

  14. Cris 10/04/2015

    Ser uma pessoa organizada é estar sempre implementando os seus métodos, por isso é um estado de vigília constante. Essa é uma ação que faço permanente em minha vida…detesto ter a sensação de estar perdendo tempo…então tudo e para qualquer ação tem um propósito, se não tiver propósito não estou sendo produtiva, estou perdendo tempo! OSEH

    • Thais Godinho respondeu Cris 11/04/2015

      Isso mesmo, Cris, é um hábito. E, como todo hábito, a gente tem que alimentar para ele não morrer.
      Obrigada por comentar!

  15. Carla Corrêa 10/04/2015

    Esse post veio na hora certa. O que dificulta muita minha produtividade, principalmente com as tarefas de casa, é a carga negativa do dia de trabalho, tem dias que chego em casa com uma energia tão pesada que não tenho disposição para nada. Thais alguma dica, para lidar com a essa energia pesada que infelizmente consumimos no dia a dia? Eu pareço uma esponja para energias negativas rsrsrs.

    • Thais Godinho respondeu Carla Corrêa 11/04/2015

      Meditação. <3

      • Carla Corrêa respondeu Thais Godinho 27/04/2015

        Não sei se já tem, mas não seria uma idéias para post??? 😀 😀

        • Thais Godinho respondeu Carla Corrêa 27/04/2015

          Tem um montão de posts sobre meditação, dê uma olhada na categoria! 🙂

  16. Jess 10/04/2015

    estou em um momento de rever hábitos e comportamentos.
    Não me identifico com essas frases acima, porém acho que estou tendo dificuldade em priorizar algumas coisas.

    Quer dizer, por mais que eu não me sinta perdida, ou ache que as coisas que tenho feito não tem sentido, me sinto extremamente cansada.

    mas implementar o descanso em alguns momentos da vida parecem impossíveis. Eu ainda estou aprendendo a lidar com isso.

    obrigada por escrever!
    Bjs

    • Thais Godinho respondeu Jess 11/04/2015

      É uma eterna construção esse planejamento, Jess. É bem difícil a gente encontrar um ritmo bom, por isso é interessante a gente nunca ignorar aquilo que esteja chamando a nossa atenção. No seu caso, você pensa que falta equilíbrio entre atividade e descanso – então seria legal dedicar um tempinho de brainstorm sobre isso para ver que ações são identificadas.

      Obrigada por comentar. <3

  17. Ana Lúcia Barros 10/04/2015

    Oie. Concordo plenamente com você.
    =*

  18. Robertha 10/04/2015

    Thais, bom dia!
    Impossível não repetir os comentários anteriores e agradecer por mais um post inspirador.

    🙂

  19. Gláucia Pinheiro 11/04/2015

    Olá Thais, que maravilha este post! Há tempos (Por isso descobri seu blog) venho sentido essa insatisfação em todas as áreas da minha vida. É um eternamente “ocupada” que estou tentando mudar, e agora há uma questão de saúde envolvida. Então, só tenho agradecer por você ajudar compartilhando assuntos tão importantes.
    Beijos!

    • Thais Godinho respondeu Gláucia Pinheiro 13/04/2015

      Obrigada, Gláucia… espero que o blog ajude um pouco.

  20. Michele 12/04/2015

    Eu odeio essas pessoas que acham ser ocupada e glamouroso. Eu amo ter tempo para o inesperado, tomar um café e curtir meus filhotes. Mas abri mão de viver trabalhando e comprando para compensar tanto trabalhar.
    Trabalho como autônoma e adapto para minha rotina, gasto bem menos e penso no futuro.
    Adaptei-me a vida frugal e não estou vivendo para ostentar e sim viver bem. Prefiro ostentar com meu tempo.

    • Thais Godinho respondeu Michele 12/04/2015

      Eu também amo fazer tudo isso, mas não odeio as pessoas não. Acho que é importante a gente, que entende a importância desses pequenos atos, espalhar o “como fazer” para que elas possam ser ajudadas.

  21. Thais Barbosa 12/04/2015

    Thais minha xará rs!!

    Simplesmente AMEI o texto, simples e objetivo.

    Parabéns pela sua iniciativa de ajudar pessoas com a organização de suas vidas em todas as áreas. A partir do seu blog, percebo que estou muito mais produtiva e já peguei VÁRIAS dicas que aplico em minha vida. Estou no período de graduação (primeiro semestre) e como não estava conseguindo organizar meus estudos de maneira adequada, decidi ler o livro do Alexander Meirelles (citado já no blog) e estou gostando muito, este é só um exemplo das coisas em que seu blog me é útil. Continue ajudando as pessoas da maneira que faz, pois isso muda muitas vidas de forma positiva!!! Bjos

    • Thais Godinho respondeu Thais Barbosa 13/04/2015

      Muito obrigada, Thais.
      O livro do Alexandre é maravilhoso, não?

  22. Aline de Souza 24/04/2015

    De junho do ano passado em diante tenho me sentindo muito cansada mentalmente, a ponto de não conseguir organizar minhas coisas em geral,e eu sou super organizada.
    Mas vou vencer este cansaço.