Recebi há alguns dias como presente da Livraria Cultura o novo Kobo Aura H20. Para quem não sabe, o Kobo é um leitor de e-books, e essa nova versão é simplesmente… à prova d’água! Como assim, gente? Fiz a mesma pergunta mentalmente, mas eis como funciona:

O Kobo Aura H2O é o primeiro e-reader com design à prova de poeira e à prova d’água do Brasil (por até 30 minutos, sob 1m de água, com a tampa de vedação fechada), que você pode levar para a praia ou piscina sem precisar se preocupar. Se molhar ou derramar bebida sobre ele, ainda funcionará normalmente. Você pode secar com um pano e retomar a leitura. Quem mora em apartamento, frequenta muito a piscina ou vai à praia, já deve ter pensado que seria terrível se o e-reader molhasse e estragasse. Mesmo que o e-reader fique submerso, com esse novo Kobo nada vai acontecer. Achei meio incrível!

120315-kobo-mesa

Como vocês sabem, eu já tenho um Kindle simples, que foi o meu primeiro e-book. Sempre tive vontade de ter um Kobo para testar, além de ser da Livraria Cultura. <3 Quando o Kobo chegou, fiquei impressionada pela qualidade da imagem na tela. Apesar de ser em preto e branco (como a maioria dos e-readers), a resolução faz muita diferença. Pesquisei e descobri que ele tem uma tela diferente mesmo, com a tecnologia Tela Carta E-Ink HD.

Pois bem, tomei coragem e deixei ele deslizar para dentro de um balde água e, quando tirei, o resultado foi esse:

120315-kobo-agua

Aparece uma mensagem dizendo que água foi identificada no aparelho, pedindo para limpar rapidamente. Eu fiz isso para tirar a foto, mas vocês podem ver a tela acima.

O novo Kobo Aura H20 pesa apenas 233g e possui capacidade para armazenar até 3 mil e-books (!), ou 30 mil (!!!), se você aumentar a capacidade com um cartão SD. Aliás, o fato de poder usar cartão SD é uma grande vantagem, se compararmos com outros modelos de e-readers.

A touchscreen desse novo Kobo é rápida como em um tablet, o que contou muitos pontos a favor. Não sei como era nos Kobos anteriores, mas achei bem rápida nesse modelo.

Outra característica que faz diferença é a luz interna, que não incomoda a vista e pode ser ajustada de acordo com o nível de luminosidade do ambiente. Se você não precisar, pode deixar totalmente sem luz, economizando ainda mais a bateria. Aliás, a bateria é um capítulo a parte – ele promete a duração de até 2 meses sem precisar carregar. Eu ainda não fiquei com ele todo esse tempo para postar aqui, mas vou comentando sobre a minha experiência nas redes sociais.

120315-kobo2

120315-kobo

Confira todas as vantagens incríveis do novo Kobo Aura H20 clicando aqui.

Eu acho que chegou o tempo que todos nós, bibliófilos de plantão, precisamos pensar em ter menos livros em casa e considerar o uso de um bom dispositivo desses como nosso aliado. Gosto de ter e ler livros físicos, mas percebo que muitos livros que eu tenho eu não precisaria ter em formato físico. É muito chato quando termino de ler um livro e não quero mantê-lo, porque tenho o leve trabalho de doar, dar de presente, vender ou trocar no Skoob Plus, por exemplo. Pode parecer mimimi mas, para quem compra e lê muito livro, gera um trabalhinho. É muito prático poder ter uma alternativa legal e de qualidade para armazenar e-books.

A organização que pretendo fazer com o Kobo será a seguinte: tenho um projeto de vida que é ler os grandes clássicos da literatura (obras de ficção). No geral, os livros que gosto de ter em formato físico são livros de não-ficção, que uso para estudar, grifar, estudar. Livros de ficção eu compro e leio uma, duas, três vezes, mas não interajo com o papel em si, mas com o texto. Por isso, vale a pena então utilizar o Kobo para os meus livros de ficção. É assim que pretendo me organizar daqui em diante.

Obrigada, Livraria Cultura, pelo super presente. <3 Agora vou atrás da minha capinha na loja para personalizá-lo e protegê-lo. Já estou apaixonada.

Para quem quiser adquirir o seu, a Livraria Cultura começa a vendê-lo hoje no site. Clique aqui para conferir.

publicidade-vida-organizada

31 Comentários

  1. Thaís, a certificação para o uso com água deve ser a mesma da outorgada ao Samsung Galaxy S5. Assim, creio que é contra-indicado para o uso na água do mar, em qualquer água salgada.

    Não tenho certeza por ser usuário do Kindle e não do Kobo. Você pode confirmar essa minha dúvida? Obrigado! Abraço!

  2. Eu tenho o Kobo Glo e amo! Se o meu estragasse, com certeza recompraria o mesmo modelo. A luz faz diferença (por isso não compraria apenas o Touch), mas fora isso, o aparelho satisfaz as minhas necessidades. 🙂

  3. ótima dica! Parece ser realmente muito bom! Só tem o preço um pouquinho salgadinho…mas para quem usa muito vale a pena ter um produto de qualidade. bjo

      • O que me atrai justamente é a economia de espaço… Porque por mais que quando a gente começa a coleção de livros a gente ache que vai manter todos pra sempre, na prática a gente acaba percebendo que livros pra guardar não são tantos mesmo… Dá pra dar uma boa filtrada!

        Eu recentemente comprei uma nova estante para guardar meus livros, mas o próximo investimento nessa área será certamente um e-reader 😀

  4. Eu tenho um LEV, da Saraiva, e também é muito bom. Mas ainda não consegui abrir mão da minha estante GIGANTE…KKKK
    Ah, temos o mesmo projeto em comum: eu também vivo lendo clássicos da literatura, só por gostar mesmo.:)
    Para isso, o e-reader me ajudou bastante, já que a maioria dos títulos clássicos possuem versões de domínio público, e fica bem prático para ler em qualquer lugar. Se depoios do ” test drive” eu me apaixonar mesmo pela história, vou atrás da versão convencional. Bjs!

      • Estou sim. Facilitou muito o fato de poder levar muitos livros para qualquer lugar de uma só vez. Sou uma leitora compulsiva, não consigo ler um livro de cada vez, estou sempre com quatro ou cinco em andamento, e fica impossível carregar quatro ou cinco livros físicos na bolsa. Já com o LEV…
        Depois, acabou com a eterna briga entre meu marido e eu sobre a luz acesa até altas horas para ler.
        Foi minha primeira experiência em E-reader, comprei num impulso e confesso que estou adorando. Mas não abandonei completamente as versões em papel, principalmente daqueles que gosto mais. 🙂

  5. Dá pra colocar ebooks que já estão no PC e arquivos como diretrizes? (uso muitooo no meu trabalho), qual o formato dos ebooks? E tem acesso à internet?? (pra baixar as diretrizes?). Sou loucaaaa pra ter um, alucinada, mas ainda não encontrei “o cara certo”.

  6. Tenho um 2 kindles(sim, um mais barato por que no Rio é a realidade, um é do ladrão) acho esse Kobo muito interessante, meu unico porém de testar outros e-readers é que ja tenho muitos livros comprados na Amazon, mas é muito interessante lançarem outras opções como esse e o Lev da Saraiva.

  7. Oie Thaís, eu sou louca por e-readers e em 6 meses consegui dois…rs

    O Lev Saraiva comprei quando lançou na Bienal de SP e depois em dezembro ganhei o kindle voyage (ainda não lançado no Brasil). Adoro usá-los e acho que logo irei testar este kobo, nem me imaginava usando um e-reader, de repente conheci e adorei a experiência. Agora eu recomendo para todos os amigos e insisto em mostrar as vantagens de fazer grifos, compartilhar trechos, dicionários etc. Claro que a qualidade da tela conta muito também.

  8. Eu acabei de comprar o meu Kindle, e estou aguardando ansiosamente a sua chegada…
    comprei o kindle mesmo por comodismo, já que eu pude trocar meus pontos num programa de fidelidade.
    mas se eu precisasse pesquisar e comprar, quem sabe compraria o kobo, que pelo o que pude ver, tem mais opções de livros em português (apesar de que todos os que procurei até hoje na Amazon, encontrei).
    e pensando como vc disse, Thais, é verdade! o preço vale a pena e muito se comparado ao preço de uma estante. fora o local que se dispõe para isso, que hoje em dia é tão difícil!

    obrigada pelo respeito com seus leitores, pois mesmo sendo um post patrocinado, vai ao encontro de tudo o que vc sempre escreveu e ensinou, e pretende nos ajudar num item super importante como a organização da nossa leitura!

    ótima recomendação.
    bjos

  9. Tenho o Kobo Glo e amo!!!! Ele anda comigo para cima e para baixo! Meu namorado até tem ciúmes dele! Pode? Adoro ler na cama e para isso a luz faz toda a diferença. A resistência dele também é ótima! Pois todos os dias acabo pegando no sono com ele na mão e depois o jogo no chão, literalmente. (nessa hora acordo assustada, hahaha).
    Assim como a Thaís gosto de ler nele os livros de ficção, romances e etc. Os livros de estudo prefiro ter o físico. Já tentei, inclusive tenho a coleção do Freud nele, mas não me concentro por tempo suficiente. Então esses tem que ser no papel mesmo.
    Enfim, tenho um caso de amor com meu Kobo! <3

  10. Gente eu quero um porem para ler arquivos em PDF da faculdade ou arquivos maiores tecnicos de 300 à 500 páginas arquivos pesado alguem ai já vez o teste ou pode fazer e comentar o q achou ? Valeu

  11. Gente, agora dá pra ler na banheira sem preocupação! rsrsrsrs 🙂
    Eu tenho um Kindle Paperwhite a amo! Assim como o namorado da Lara, meu marido também tem ciúmes do meu, porque carrego ele comigo o tempo todo! hahahaha
    Comprei um pouco incrédula, achando que seria difícil abrir mão do livro físico, mas pelo contrário, me apaixonei pela praticidade não só na hora de carregar pra cima e pra baixa, mas também pela praticidade de comprar online e poder ler imediatamente. Aumentei a leitura depois do Kindle! <3

  12. Comprei meu Kobo Glo tem quase 2 anos, também tem essas mesmas características do touchscreen e da luz. Tinha comprado pra ler o material da monografia na época, mas acabei usando mesmo para livros de ficção, inclusive em outras línguas. Posso carregar o livro em Português e no idioma original e ter acesso aos dois ao mesmo tempo caso queira fazer comparações, além de poder contar com o dicionário na língua do texto que estou lendo. Recomendo demais!

    Abraços,
    Nádia.

  13. Tenho um Kobo glo, comprei-o no impulso numa promoção, por isso nem pesquisei entre ele e o Kindle. Porém, dei azar, tive que trocá-lo, deu um trabalhinho, mas o segundo exemplar veio ok. Nunca pude testar um Kindle, mas me arrependi ao constatar que a biblioteca da Amazon é muito maior e mais completa do que a da Livraria Cultura… Se pudesse escolher, teria comprado um Kindle =(

  14. Thais,

    Eu tenho o Kobo clássico, sem luz. No dia que o comprei não tinha dinheiro suficiente para o Kobo H2O, mas eu gostei bastante da aquisição. Muito bom poder levar a biblioteca dentro da bolsa e poder ler na sala de espera do médico ou dentista, quando preciso ir a esses lugares. Gostaria muito de poder ter o novo, mas isso ainda é um sonho, qualquer dia eu transformo em realidade… kkkkkkk.
    Essa semana eu fiz uma ótima aquisição: o Livro do David Allen (em português… meu inglês é péssimo) e estou avançando nas descobertas do Evernote. Meu apartamento já mudou demais depois disso e o ambiente de trabalho também! Meu marido não aguenta mais me ouvir falar no Evernote… não aguenta mais competir com o elefantão verde… kkkkkkkk… Mas, eu estou amando! Obrigada por compartilhar!
    Abração!
    Drica.

    • Uma retificação: eu falei Kobo, mas na verdade eu tenho o LEV básico, da Saraiva. Descupla… eu me empolguei… kkkkkkkkkkkkk

  15. Thais, tenho um Kindle Paperwhite e é ótimo. A luz da tela é divina.

    Quando você recebe esses produtos para testar, tem de devolver?

    • Depende do que a empresa pede e do acordo. Nesse caso, o produto foi o “pagamento” pela resenha. Tem empresas que enviam o produto, pagam pelo teste e depois buscam (nunca aconteceu comigo, mas já recebi propostas com carros, máquinas de lavar, essas coisas).

DEIXE UMA RESPOSTA