ou

Esse tema tem sido frequente por aqui porque sempre fiz questão de usar minha própria experiência para aprender e compartilhar a respeito no blog. Como estou trabalhando em casa, não poderia deixar de ser diferente. Desta vez, reuni dicas que, ao meu ver, podem fazer toda a diferença quando a gente se organiza para trabalhar em modelo home-office.

1. Não é para todo mundo

Quando se tem que acordar às 06:00 de uma segunda-feira chuvosa para trabalhar, é comum pensar como seria maravilhoso trabalhar em casa. Porém, fazer isso demanda muita disciplina, controlar os horários e ficar um pouco maluco por não encontrar com as pessoas – mesmo os chatos do escritório. Faz diferença não ver pessoas e ficar o tempo todo apenas conversando pela Internet. Além do que, nem toda profissão é compatível com o modelo home-office e não é porque a sua não é que você vai largar tudo para viver de algo que ainda não sabe direito o que é.

2. Gerencie seus prazos com rigor

Use o GTD. Tenha controle dos prazos, das entregas, antecipe projetos. Tenha um inventário de tudo o que precisa ser feito – estabeleça prioridades. Gerencie direito seus e-mails.

3. Não “delargue”

É muito comum, para quem trabalha em home-office, dar tanta autonomia às pessoas da equipe que o trabalho acaba ficando um pouco largado. Não seja essa pessoa! Não se trata de controlar e ser chato(a), mas saber o que foi delegado a quem, quando cobrar, quando apoiar. A conversa olha-no-olho não vai existir todos os dias, mas vocês precisam se falar.

4. Utilize boas ferramentas

Hoje acho imprescindível utilizar a melhor ferramenta do mercado, que é o Evernote Business, na minha opinião. Todos os outros são excelentes e têm suas funções, mas o EB é o mais completo. Não “economize” aqui. Como todo o gerenciamento é na nuvem, vale ter algo legal, confiável e com bastante recursos.

5. Tire o home do office

Trabalhar em casa não é sinônimo de home-office. Encontre as pessoas em outros lugares, trabalhe na padaria, na cafeteria, na livraria. Alugue um espaço de coworking uma ou duas vezes por semana. Visite seu amigo no escritório. Você tem essa mobilidade!

Você trabalha em casa? Como costuma se organizar?

Thais Godinho
25/02/2015
Veja mais sobre:
17
Como se desfazer das coisas – pequenas reflexões
25 bons motivos para você se organizar
Guia definitivo do Vida Organizada para usar o GTD no Evernote – Parte 6 – Metas, objetivos e visão

 

  1. Daniel Moraes 25/02/2015

    Olá, Taís! Como vai?

    Adorei ler suas dicas, pois tenho um homne-office em casa e utilizo apenas nos finais de semana, uma vez que trabalho em uma empresa privada durante a semana.
    Fico agardecido pelas valiosas dicas e saiba que elas me ajudaram a enxergar melhor o meu espaço que divido com parceiros!

    Fotíssimo abraço!

    Daniel Moraes
    http://www.irmaoslivreiros.com/

  2. Julia 25/02/2015

    Oi Thais, para que exatamente você usa o Evernote no trabalho (além de referência do GTD), e por que o Business? Tenho necessidades específicas e estou precisando organizar minhas referências, atualmente espalhadas em Dropbox, GDrive, Evernote e alhures. Cada um tem recursos que os outros não têm e não sei se dá para centralizar, até porque, em diferentes áreas/grupos de trabalho, as equipes usam sistemas diferentes.

    • Thais Godinho respondeu Julia 25/02/2015

      Estou usando o Business para testar como ferramenta.

      Eu uso outras ferramentas sim, também. Citei o EB para gerenciar o trabalho em equipe, apenas.

  3. Leiliane Pinheiro 25/02/2015

    oi Thais! Trabalho fazendo home apenas na rotina de escritório, mas tenho clientes a ser visitados. É mais externo que home office, mas tem dias que precisamos colocar a papelada em dia, e essas dicas são valiosas… o que acho mais difícil são as distrações – tipo coloca roupa pra lavar… ou vou fazer só um almocinho rápido.. – enfim, tem que ter muito foco. Mas amo esse formato. A flexibilidade de horários, a maneira que você pode controlar a rotina pessoal/profissional. Amo!

  4. Nilza 25/02/2015

    Trabalho em casa há quatro anos.
    O mais difícil, para mim, é combater a procrastinação. Dependo da internet e ela está lá, com tantos atrativos a oferecer em tempo integral! Este é um motivo por que não tenho facebook.
    Aprendi o seguinte:
    1. Quem depende de internet deve trabalhar com prazo fatal antecipado. Pelo menos 3 dias antes do prazo fatal real. A gente pode ficar sem sinal, o portal pode ficar em manutenção, podemos ficar sem energia elétrica. Como perder prazo é inadmissível, o jeito e calibrar a mente para o prazo menor, presumindo que falhas vão ocorrer.
    2. Em geral eu ficava sozinha em casa (ou com a diarista). Como dependo de outras coisas além do computador, trabalhar em cafés ou coworking não é possível. Por este motivo, gostava de almoçar fora sempre que possível, mesmo que sozinha. Sair de casa é preciso, no mínimo para um café.
    3. Como tenho marido e filha, aprendi a trabalhar nos horários convencionais. Se necessário, acordo bem cedo e jamais trabalho à noite. Finais de semana, só em caso de extrema urgência. Quem trabalha fora, quer atenção da família após um longo dia de trabalho.
    4. Justamente porque me forço a trabalhar em horário convencional, os familiares aprenderam que não estou disponível nestes horários, mesmo estando em casa. Na minha família, apenas a minha mãe demorou mais a compreender, mas se adaptou.
    5. Quem trabalha em casa não bate cartão, mas sim administra prazos. O truque para não se atrapalhar com consultas médicas, dentista, reunião na escola do filho, é adiantar o trabalho até o compromisso. Funciona melhor do que repor o atraso depois.
    6. Quem puder deve ter um escritório totalmente separado. O meu está esquisito. A mesa do meu marido com computador está aqui, mas ele não me atrapalha.
    7. Se eu dependesse de reuniões, tentaria ter um endereço externo ou pelo menos um acesso externo ao cômodo da casa. Funcionários me trazem serviço toda semana. Entram na minha casa, vêem a mesa do café da minha e passam pelos quartos (um deles é o escritório). São educados, mas sinto a privacidade invadida. Na minha próxima casa gostaria que meu escritório pudesse ser acessado sem visão dos demais cômodos da casa.
    8. Quando a minha querida diarista está aqui, ela fica invisível. Em dado momento, ela aparece com café fresquinho na bandeja. Eu a convido para tomar café comigo e falamos bobagem por dez minutos. É reconfortante.
    Espero ter ajudado!
    Bjs,

    • Alexis respondeu Nilza 03/03/2015

      Nilza que barato vode tomar um cafe com sua diarista. Sim eu faço a mesma quando a moça q me ajuda na faxina vem mas a cada 15 dias. Nos demais se sinto MUITO sozinha, mas nao quero voltar a aguentar aqueles que nao agradam nem o menino Jesus no escritorio. O que fazer… ai ai

  5. Cristiane Meloni 25/02/2015

    Olá Thais,

    Ótimas dicas, realmente uma boa dica é sair e visitar amigos e clientes fora do home.
    Gosto de fazer estudos ou concluir projetos, no meu caso descritivo de consultoria de Feng Shui em outros locais como bibliotecas públicas e livrarias.
    Obrigada!
    Ontem passei uma tarde maravilhosa estudando na livraria cultura no conjunto nacional.
    Abraços

  6. Ana Yuan 25/02/2015

    Disciplina é a palavra chave não é mesmo, senão nos perdemos no foco, ainda estou na luta com isso, mas vou chegar lá, suas dicas sempre ajudam com certeza bjs

    http://www.antestardedoquenunca1.blogspot.com

  7. Hugo 25/02/2015

    Olá, Thaís!

    Tenho muita vontade de usar o GTD, mas sempre que leio algo sobre ele, parece tão complexo, que desisto sem tentar.

    Que texto/vídeo mais simplificado posso ler/assistir para mudar de opinião e perceber que vale a pena adotá-lo?

    Obrigado!

  8. Regiane 25/02/2015

    Trabalhei fora por dez anos e apenas há 6 meses comecei a trabalhar em casa. Ainda estou lutando para ter disciplina. Cumpro os prazos, mas as vésperas de entrega de trabalho são sempre tumultuadas a ponto de achar que o mundo vai acabar e não dar conta…rs Ou torcer para não acabar a luz durante uma chuva. Quanto à parte de ficar sozinha em casa, junto com a mudança de trabalho houve a mudança de cidade, então passo muito tempo apenas com a companhia dos meus cachorros. É bom ouvir que é normal estranhar ficar sozinha durante tanto tempo em casa. Adoraria ler mais sobre o assunto no blog.

  9. Graciela 26/02/2015

    Olá Thaís,

    Eu trabalho no sistema Home Office há 10 anos. Não é fácil como as pessoas que trabalham fora de casa pensam.

    Existem algumas vantagens, como as relacionadas ao trânsito, entre outras, mas existem outros ônus.

    Você explicou muito bem nesse post.

    Com organização a gente consegue melhorar tudo, inclusive nossos hábitos. Eu me forço a sair de casa todas as manhãs (de 5:30 as 6:30 de segunda a sexta) para nadar ou fazer outros exercícios. Assim tenho bastante tempo antes das 8:00 para organizar-me e entrar no escritório pronta para o trabalho. Do escritório para dentro eu não estou mais em casa e o uso do GTD está melhorando muito as coisas.

    Além disso utilizo algumas técnicas de foco para me concentrar e vivo testando coisas novas para ir aprimorando o meu rendimento e motivação.

    Você sabe o quanto tem me ajudado com o seu trabalho e eu lhe sou eternamente grata por isso.

    um grande abraço!!

  10. Mistelko 26/02/2015

    Também trabalho em casa há 5 anos e concordo com todas as dicas da Nilza. No meu caso o que é diferente:
    1. Minha filha tem 4 anos e fica na escola só meio período, então quando está em casa tenho que equilibrar o tempo com ela. Tirar 1 hora específica pra ela tem a ajudado a respeitar o tempo em que estou trabalhando. Ela valoriza, tem orgulho e tem como ideal a mamãe trabalhando.
    2. Trabalho com criação e inspiração é fundamental. O que aprendi é que quando o cérebro cansa não adianta forçar a barra. É preciso levantar, fazer algo físico (estender roupa, ir ver a correspondência, dançar, enfim algo que mexa com o corpo). Na hora de voltar vale a pena trabalhar em outro projeto, se possível.
    3. Rendo muito de manhã, mas aproveito todo tempo que tiver. Às vezes em meia hora vc adianta alguma coisa com a cabeça fresca.
    4. Espaço, estrutura e equipamento são fundamentais. Vc precisa se sentir profissional. Tirar o pijama ajuda nessa sensação e evita que vc seja pega desprevenida.
    5. Para que a família respeite o seu horário de trabalho, vc tem que trabalhar mesmo. Se em alguns dias vc trabalha e em outros não, nunca vão te levar a sério…

  11. Ju 26/02/2015

    Olá Thais,
    Trabalho em casa desde o final de 2011, cuidando do administrativo/financeiro da empresa da família. Abri mão da minha profissão – professora – para assumir essa responsabilidade. Tenho um cômodo da casa só para o escritório e a minha principal dificuldade é a mesma da Nilza: lidar com a tendência à procrastinação.
    Confesso que não é nada fácil para mim exercer tantos papeis diferentes no dia a dia: esposa, cuidar dos afazeres da casa (todos), dos cachorros e de mim mesma. Há algumas vantagens no esquema home office, mas também há desvantagens: fico tempo demais em casa, misturo os horários e, como não tenho empregada ou diarista, as coisas ficam bem complicadas em alguns momentos.
    Ainda não encontrei um ponto de equilíbrio e isso está provocando muito estresse. Na grande maioria das vezes estou no piloto automático e atuo por demanda.
    Tenho acompanhado seu blog em busca de dicas, já instalei o Evernote, comprei o livro do Daniel, mas confesso que ainda há um longo caminho a percorrer, pois ao mesmo tempo que tenho facilidade em buscar estratégias tenho muita dificuldade em implementá-las.
    Mas um dia eu chego lá e enquanto isso, vou fazendo o que posso!
    Beijo
    Ju

  12. Luísa Rossi 26/02/2015

    Olá Thais,

    Muito obrigada por compartilhar essas dicas. Comecei a trabalhar de casa esse ano e confesso que manter o foco é realmente uma tarefa a parte. E também pelo meu tipo de trabalho, tenho muita demanda via e-mail, Skype e telefone, as vezes organizar todas as informações que chegam até mim, processa-las e depois compartilha-las é bastante desafiador. Me esclarece muito suas postagens.

    Bjs!

  13. elis 02/07/2015

    Olá Thais, passo por aqui quase todos os dias para aprender esse monte de coisas legais que voce nos ensina, estou me organizando junto com o FlyLady tambem, e ja vi muita diferença na minha vida, coisas que lutei a vida toda e nao conseguia, ter a casa arrumada com 3 filhos pequenos é uma delas. Mas estou enfrentando dificuldades em relaçao ao meu trabalho, como sou autonoma ninguem me cobra, mas tambem nao ganho mais dinheiro por conta disso, as crianças vao para a escola de manha, entao fico dividida entre arrumar a casa ou trabalhar, porque eles chegarão na hora do almoço e depois disso fica tudo mais dificil de fazer. como eu poderia fazer para me organizar a ponto de nao faltar em um lado ou outro. Ficaria muito agradecida se voce me ajudasse, obrigada. Elis

    • Thais Godinho respondeu elis 02/07/2015

      Querida Elis,
      A forma que tenho como ajudar é atualizando o blog diariamente com conteúdo de qualidade sobre organização.
      Mais do que isso, infelizmente não tenho como fazer, pois recebo muitas demandas pessoais diariamente.
      Agradeço a compreensão.