ou

Quando surgiu a ideia de escrever um post para o blog falando sobre a simplificação da rotina para o ano novo, fiquei me perguntando o que eu ainda poderia escrever que não tivesse sido escrito aqui ou em qualquer outro lugar a respeito. Afinal, de uns anos para cá, o mundo pareceu abraçar a ideia de simplicidade voluntária, querendo tornar tudo no dia a dia mais simples de fazer, sem tanta complicação. Resolvi escrever uma espécie de relato pessoal, então, com as percepções que eu tenho tido atualmente sobre a questão da simplicidade e até do minimalismo aplicados à nossa rotina.

Sono, acordar cedo, dormir tarde

Sou uma pessoa naturalmente noctívaga – e não sei se isso pode ser cientificamente dito (afinal, tudo não depende de hábitos?). Funciona assim: posso ter acordado muito cedo. Mas, se deixar, vou dormir tarde mesmo assim, porque é o meu natural. As pessoas matutinas acordam cedo mesmo que tenham ido dormir tarde, porque não conseguem ficar na cama depois de determinado horário. Acho que é mix de costume, metabolismo e hábito mesmo.

Para mim, essa rotina do sono ficou um pouco bagunçada desde que eu comecei a trabalhar em casa, porque às vezes tenho horários fixos e outras vezes não. Tem dias que preciso acordar antes das cinco horas da manhã para ministrar um treinamento em um lugar longe, enquanto há dias que eu levanto às dez horas (geralmente depois de um dia de treinamento). Para dormir, é bem difícil. Nunca consigo dormir antes das 22 horas – quiçá, das 23. Eu gostaria sim de manter uma rotina para acordar todos os dias às seis, por exemplo, mas não consigo. Meu descanso é importante e estou focando em ter de sete a nove horas de sono por noite. Não sei se é a melhor alternativa, mas é o que vem sendo possível.

050114-simplifique01

Quem é mãe sabe que é muito difícil dormir cedo. Pelo menos aqui em casa, a hora que o Paul vai dormir é quando eu consigo fazer coisas que demandam mais a minha concentração, como estudar, ler um livro ou escrever. Com o horário de verão, ele está indo dormir por volta das 21:30, o que significa que seria impossível, para mim, ir dormir antes das 23. Mais alguém passa por isso aqui?

Então, o que faço é respeitar esse horário e, depois que ele dormir, executar poucas atividades, até mesmo para não perder o sono. Porém, não posso ignorar essas horas, que são parte importante do meu dia a dia.

Trabalho

Minha rotina do trabalho tem ficado mais simplificada de uns dois meses para cá. Como eu comentei em outro post, há pouco tempo, quando eu comecei a trabalhar por conta própria eu quis pegar muitos trabalhos de uma só vez, por insegurança mesmo, o que me deixou um pouco sobrecarregada. Na organização, não tem segredo – é preciso aprender a dizer não. Por isso, comecei a ser um pouco mais rigorosa com essa minha regra e organizar melhor a minha rotina. Por exemplo: se eu vou trabalhar fora durante três dias na semana, não agendo nada para os outros dois, para conseguir fazer tudo o que eu preciso fazer. Tem funcionado! Mas não é fácil.

É de fundamental importância ter meus projetos e atividades organizados e planejar a cada semana (no GTD, o planejamento é feito semanalmente). Isso me dá uma dimensão real do tempo investido em determinados projetos e me faz ver que não dá para fazer tudo o que eu gostaria de fazer.

050115-simplifique02

Algo que eu resolvi fazer também é investir um pouco mais em coisas que facilitem (e simplifiquem) o meu dia a dia, como usar mais táxi, por exemplo, e otimizar o meu tempo e o do meu marido. Tem funcionado muito bem! Estou viciada naqueles aplicativos de solicitar táxi (uso especialmente o Easy Táxi e o 99). basicamente, você seleciona o modo de pagamento e envia um sinal de que está esperando um táxi. Algum taxista nas redondezas aceita o seu pedido e vem te buscar. É extremamente prático e não depende de ter táxi no ponto mais próximo para você conseguir se deslocar.

Comer, preparar comida

Já comentei aqui em casa que meu marido é responsável pela comida porque ele está estudando para isso, mas ultimamente eu tenho gostado de aliviar um pouco essa parte para ele e preparar comidinhas de vez em quando. No geral, preparamos alimentos a cada dois dias, sendo que, no dia a dia, no máximo grelhamos uma carne ou legumes que valem a pena ser comidos fresquinhos na hora mesmo.

Quando nós casamos, eu gostava de preparar comidas mais complicadas, com mais de um acompanhamento, sempre inventando coisas novas. Acho isso incrível mas, no dia a dia, não dá para fazer sempre. Por isso, acho de fundamental importância ter os “curingas da casa” (aqueles pratos que todo mundo gosta e não se importa de repetir) e ir planejando semanalmente também as compras do mercado (veja como montar um menu semanal).

Uma coisa que eu quero fazer menos em 2015 é comer fora, para economizar mesmo.

Condução, deslocamento

Grande parte do nosso dia a dia é gasta com deslocamentos e trânsito, especialmente para quem mora em São Paulo ou no Rio de Janeiro. O que eu procuro fazer é otimizar esse tempo. Como comentei acima, estou usando bastante táxi. Essa foi uma decisão que tomei ao fazer as contas de quanto custaria ter um segundo carro. Eu não tenho carta de motorista mas, se tivesse, eu não poderia usar o nosso carro, que fica com o meu marido, pois ele leva e busca o filhote na escola, faz mercado e tudo o mais. Ou seja, mesmo se eu tivesse carta, não ficaria com o carro. Ter um segundo veículo seria inviável e desnecessário. Como uso muito raramente, compensa mais utilizar um táxi mesmo.

Aqui em São Paulo existe a grande vantagem de poder utilizar as linhas do metrô. Uso bastante metrô! Achei engraçado que, outro dia, uma leitora me reconheceu na estação Sé (lotada!) e disse: “não acredito que encontrei a Thais na estação Sé!”. Achei engraçado. Eu acho que é um meio de transporte que precisa de muitas melhorias, mas funciona bem. Se você quiser chegar rápido em qualquer lugar, vá de metrô! Além disso, aproveito o período de deslocamento no trem para ler bastante. Tem dias que consigo ler um livro inteiro nessa ida e volta, o que é ótimo, já que gosto muito de ler. São coisas que a gente pode desprezar no dia a dia achando que perdemos tempo utilizando transporte público, mas há tanto a ser feito quando não se está dirigindo!

Meditação

Desde que mudei para São Paulo, não frequentei mais o centro budista. Eu gostava muito do centro que eu frequentava em Campinas e, além do mais, era perto da minha casa (eu ia a pé). Hoje, fica do outro lado da cidade e, para mim, é mais complicado. Mesmo assim, tenho estudado muito e praticado em casa, mesmo menos do que eu fazia antes. Em dezembro, quis investir mais tempo nisso porque percebi o quão estressada eu fiquei depois da mudança, e a meditação faz toda a diferença.

Gosto de meditar um pouco quando acordo e ao longo do dia, quando sinto necessidade. Essa rotina está bem estabelecida para mim.

Limpeza e arrumação da casa

Sou muito a favor de fazermos nós mesmos a limpeza da casa, mas confesso que nem sempre acho que essa é a saída mais simples. Outro dia fiz um teste com uma dessas empresas que agendam online o serviço de uma faxineira (em breve farei o post na blog) e achei bastante prático, mas só usei uma vez. Eu sou um pouco como a Monica (Friends) – limpar é terapêutico. Eu GOSTO de limpar e arrumar a casa, mas o que acontece é que muitas vezes eu não consigo. É frequente chegar depois das 21 horas depois de um dia de treinamento e ainda ter coisas no geral para fazer – ficar com o Paul, colocá-lo para dormir, revisar algum material para o dia seguinte. E, no mais, eu costumo ficar com as pernas bem cansadas depois de trabalhar de pé e falando o dia todo. Por mais vontade que eu tenha de, sei lá, esfregar o chão da cozinha, fisicamente fica bem complicado.

O que eu tenho feito, portanto, é o que eu recomendo aqui: focar no essencial. Cheguei seriamente a pensar em ter alguém para me ajudar em casa, mas não levei essa ideia adiante. Talvez seja mais simples sim e, com o tempo, acho que acaba sendo natural você delegar muitas funções da sua vida. Porém, como conseguimos fazer aos poucos e na medida do necessário, continuamos levando.

Minha meta para 2015 é simplificar ainda mais essa rotina, buscando soluções.

Leituras

2014 foi o ano em que eu li menos na minha vida. ler é como respirar, para mim – é aquela atividade que me deixa bem, “em casa”. Sou acostumada a ler muito e, por isso, em 2015 estou estabelecendo algumas metas de leitura mensais. Vou testar em janeiro para ver a quantidade ok de livros que consigo ler por mês atualmente. Eu trabalho bem com metas então acvho que isso é uma forma de simplificar o que gostaria de ler.

050115-simplifique03

Tempo com a família

É incrível como, se deixar, a família fica de lado no dia a dia. Por isso, o que eu tenho feito é reservado momentos na agenda ao longo de toda a semana para ter tempo de qualidade (e em quantidade!) com o nosso filho, além de fazer sempre atividades com o meu marido. Também estamos investindo em mais tempo com as outras pessoas da nossa família, como almoçando na casa da sogra, viajando para visitar a minha mãe, meu marido está levando o pai dele para pescar e estamos passeando com as nossas sobrinhas. Tem sido muito divertido! No geral, sou aquela pessoa quem, se deixar, nunca sai de casa. Acho que já deu, sabe? Gosto muito de ficar em casa e aproveitar os momentos de lazer. porém, é divertidíssimo fazer coisas com eles e sempre fico com aquele gostinho de quero mais quando saímos e nos divertimos.

Em 2015, quero fazer mais programas baratos e gratuitos. Tem tanta coisa! Quero ir mais a exposições, teatro, parques e museus.

Eu acredito que simplificar a rotina é algo que não tem segredo. Precisamos identificar aquilo que é essencial e dizer não para todo o resto. O fato de não ter segredo não significa que seja fácil – não é! Porém, só nós podemos tomar as rédeas da nossa própria vida e fazer isso acontecer. Eu espero ir em um ritmo bem mais lento este ano, porque para quem trabalha em casa, o risco de ficar correndo e se sobrecarregar é enorme!

Thais Godinho
05/01/2015
Veja mais sobre:
Minimalismo
56
Como organizar: Desenhos e trabalhos de escola das crianças
10 resoluções de organização para 2011
Dicas de atividades físicas para pessoas que não têm tempo

 

  1. Isabella 05/01/2015

    Thais, sobre dormir tarde; eu trabalho em casa há um ano e meio e MEGA feliz. Como já percebi que o meu horário de maior produção é depois de meio-dia até uma ou duas da manhã, eu me deixo dormir até um pouco mais tarde e às vezes tiro uma soneca no meio do dia quando acordar mais tarde não é possível. Eu desencanei dessa coisa de ter que acordar cedo, pois não adianta, produzo muito menos.

    • Thais Godinho respondeu Isabella 06/01/2015

      O problema é que com filho e horários a cumprir com clientes, não há tanta liberdade assim. =/

  2. Anna 05/01/2015

    Eu comecei o ano priorizando a mim mesma e quero seguir nessa linha. Eu sempre priorizei meus afazeres de casa,amigos e familia,mas preciso aprender a inverter essa ordem,primeiro meu bem estar e exercicios,depois familia,depois a casa e depois os amigos. Ja comecei a ler mais e em relacao a casa vou fazer as coisas mais tranquilamente,pra mim sempre foi muito dificil deixar uma tarefa domestica para outro dia,se tem que ser feita deve ser feita agora rsrs mas existem coisas muito mais importantes,como cuidar melhor da alimentacao e se exercitar. Quanto a ter alguem em casa pra ajudar todos os dias ja tive e nao compensa,na epoca minha filha era pequena e eu precisava de alguem para cuidar dela quando eu precisasse sair,mas para cuidar da casa uma faxineira uma vez por semana ou ate de 15 em 15 dias resolve. Por morar fora do Brasil eu entendi que essa nossa mania de limpar casa todo dia e jogar agua em tudo nao e necessario,acho tao importante saber manter a organizacao como saber organizer,minha rotina esta mais tranquila. Este ano o blog comecou com tudo,amei a postagem e as novas ideias.

  3. Anna 05/01/2015

    Eu acho que temos sim uma tendencia natural quanto ao gostar mais da noite ou do dia. Eu sempre fui notivaga e amava fazer tudo a noite,dormia entre 1 e 3 da manha todos os dias ,levantava entre 7 e 8 e nao me sentia cansada. Tive fibromyalgia (ou tenho e esta controladissima?!) e deixei de sentir dores com acupuntura,exercicios e dormindo mais tempo,hoje em dia nao abro mao das 7,8 horas de sono,no verao durmo ente 10:30 e 11:30 e no inverno durmo 9 da noite no maximo. Na minha opiniao o que difere uma pessoa noturna da diurnal e que por mais que sintamos cansaco durante o dia nao sentimos sonolencia,ja para os diurnos qualquer hora a menos de sono faz diferenca e onde eles encostam coneguem dormir rsrs

  4. Victória Morena 05/01/2015

    Eu preciso fazer essa reflexão para otimizar e simplificar o meu dia a dia! Muito inspirador Thais!

  5. Suelen Teixeira 05/01/2015

    Olá Thais.

    Revisando minhas metas do ano passado percebi que conquistei várias coisas que havia desejado. Porém muitas outras ficaram de lado, e estas foram justamente as que demandavam de mim, organização, disciplina e foco. Para esse ano eu quero priorizar essas coisas em minha vida, senão vou terminar mais um ano com esta sensação de que o que dependia só de mim mais uma vez ficou para trás. Se eu já visitava o Vida Organizada com certa frequência acho que vou bater ponto por aqui todos os dias agora.

    Já estou pensando o que posso fazer para simplificar minha rotina e assim que tiver clareza volto aqui para te contar.

    Tenha um bom dia!

  6. Amanda 05/01/2015

    Ai Thais, sabe quando você sente orgulho de alguém? Pois é! Estou me sentindo assim sobre você. Leio o blog a um tempo e sempre me pareceu que você era alguém muito MUITO caseira mesmo e fiquei feliz em ler que você vai sair mais com a família! Isso é tão legal, e sobre as atividades gratuitas são essas que ficarão na memória dos pequenos.
    Lembro muito bem dos domingos em que meu pai abria mão de ver futebol pra me levar no parquinho, e AMO até hoje parquinhos, principalmente a balança.
    Cultivar memórias vale a pena e essa é a minha principal meta de 2015! Beijo grande.

  7. Monique Heemann 05/01/2015

    Thais, tenho que dizer que estou muito empolgada com seus posts neste novo novo. Estão profundos, muito honestos como sempre e repletos de experiências pessoas – algo que te aproxima de nós, leitores, a inspira quem busca dicas para se organizar mais. Adorando! Parabéns!

  8. Arthur Olinto 05/01/2015

    Oi, Thais. Obrigado por nos brindar com mais um excelente post. Uma dúvida sobre o táxi: sou estudante de Engenharia e concurseiro. Também, tenho uma deficiência que me dá o benefício de andar grauitamente nos transportes públicos. Quando estiver estabilizado, penso na possibilidade de não ter um carro, mas andar só de ônibus e de táxi. O que você acha? Eu creio que compensa, de longe!

    Obrigado. Bom 2015 pra você!

    Abraço.

    • Thais Godinho respondeu Arthur Olinto 06/01/2015

      Já li que se você se deslocar no máximo 15km por dia, vale a pena usar táxi.

  9. Rô Rezende 05/01/2015

    Tô me identificando demais com essa sua nova vida! Adorando rsrsrs… é muito diferente a vida trabalhando fora da trabalhando em casa, né? Principalmente quando se tem filhos.

  10. Abe Gomes 05/01/2015

    Eu também tenho refletido bastante sobre a rotina nestes últimos dias.. Obrigada, Thais! beijos

  11. Jess 05/01/2015

    quanta reflexão bacana thais!

    2015 começou no minimalismo para mim. Preciso aprender a ser mais simples esse ano, do contrário não me recuperarei da estafa que 2014 deixou.

    • Josi respondeu Jess 06/01/2015

      concordo com vc, Jess! o ano de 2014 me provocou uma estafa grande, quero me livrar do peso que esta ano me proporcionou. minimalizar é um bom caminho…

  12. Ana Yuan 05/01/2015

    Oi Thais que post legal super me identifiquei com a parte do sono e mais tempo com a familia. Como é bom começar o ano, refletindo coisas assim, obrigada viu bjs
    http://www.antestardedoquenunca1.blogspot.com

  13. Daniele 05/01/2015

    Adorei o post… simplesmente tudo o que disse é o que está se passando comigo. Minha meta é simplificar neste ano de 2015… e minha prioridade é criar minha agenda. Tenho estado tão angustiada para ficar mais tempo com minha família pois tenho um menino de três e meio e um bebê de nove meses…. obrigada por me clarear as idéiasurgiu e ver que é possível… abraços

  14. Regiane 05/01/2015

    Acompanho seu blog a bastante tempo e sempre aprendo muito. Não sou de comentar, mas essa sua nova fase se parece muito com a minha fase atual. Você escolheu seguir esse caminho e no meu caso acabei seguindo o caminho de trabalhar em casa com o que amo por consequência, foi tudo acontecendo e quando dei conta estava fazendo exatamente o que queria. É maravilhoso trabalhar em casa, só que realmente é preciso muita disciplina para conseguir conciliar tudo. Outro dia percebi que estava fazendo 3 coisas ao mesmo tempo e uma delas deu errado. Já estou nesse rotina há 3 anos e aprendendo a cada dia. Mesmo trabalhando em casa não preparo o almoço, meu marido vem almoçar em casa e acaba trazendo, porque não dá para abraçar e fazer tudo, algumas coisas estou abrindo mão e me sentindo bem melhor com isso. Simplificar e desapegar.
    Beijos e parabéns e obrigada por sempre me inspirar.

  15. Natália 05/01/2015

    Olá, adoro seu blog! Por falar em leitura…Tenho muita vontade de ler mais, mas às vezes não sei por onde começar. Vc pode indicar livros para leitura? Pra quem quer começar a ler mais, etc… Bjão!

    • Thais Godinho respondeu Natália 06/01/2015

      Olá Natália, tem uma categoria chamada “Recomendo” onde recomendo sites, blogs, livros e revistas. Dê uma olhadinha!

  16. Amanda Cristina 05/01/2015

    Em 2015 também quero uma vida mais simples. Ano passado tive que trabalhar bastante com o meu tempo, para conseguir aproveitar cada minutinho e terei que manter o ritmo agora. Também não quero abandonar minhas leituras, pelo contrário, espero que consiga fazer muitas e muitas! 🙂
    Adorei o post, tal como todos os outros. Assinei para recebê-los por e-mail, por isso nunca comento, mas estou sempre lendo e pegando as dicas. Com toda a certeza aprendi muita coisa nesse ano acompanhando o blog! <3

    Beijinho! ♥ Primeiro Livro

  17. Emanuelle 05/01/2015

    Thais… moro em Teresina, capital do Piaui, aqui o clima é quente e seco, por isso a poeira é uma constante, assim a casa tem que varrer todo dia, em 2014.2 simplifiquei: arranjei uma pessoa e deleguei essa função – limpar a casa. O resto continua com minha rotina. Mas o stress diminuiu de tal forma. Eu indico para todo mundo tercerize 50% do trabalho doméstico e nunca tenha um segundo carro.

  18. Cintia 05/01/2015

    Oi Thais encontrei o seu site/blog no final do ano passado, e foi o GRANDE achado para minha vida! Primeiramente muitooo obrigada por manter um blog desse jeito, ele faz muito bem as pessoas! Já comecei a me organizar e projetar 2015, estou animada, e seguindo mtos dos seus conselhos. Preciso fazer 2015 um ótimo ano, e sei que depende de mim e sei que preciso estar organizada para isso! Tenho muito mas muito interesse mesmo no budismo, e gostaria que você indicasse alguns livros. Nao li nada ainda a respeito, mas o meu interesse é de mto tempo já. Preciso me aprofundar. Bjos e um ótimo 2015!

    • Thais Godinho respondeu Cintia 06/01/2015

      Obrigada, Cintia! Fiz essa recomendação em outro blog que eu tenho (thaisgodinho.com), dê uma olhada!

  19. Queria mesmo conhecer um pouco dessa rotina de trabalhar em casa, ainda mais com filhos. Sou casada, mas ainda não tenho filhos e percebi pelo seu depoimento que é uma correria! Simplificar é preciso. O cardápio semanal, do GTD e outras metas para 2015 estou refletindo sobre elas à medida que leio seu livro. Muito bom!

    Ótimo post Thaís!

  20. Regina 05/01/2015

    Olá, conheci a pouco o seu blog. Parabéns! Obrigada pelos bons textos!
    Estou lutando ( e perdendo de 10 x0) com os excessos, as tralhas…pretendo sobreviver e aliviar a carga.
    Para as suas resoluções culturais p/ 2015, sugiro uma visita ao museu da imigracao. Totalmente remodelado. Vale a visita!
    Um abraço
    Regina

    • Thais Godinho respondeu Regina 06/01/2015

      Sempre tive vontade de conhecer! Obrigada pela lembrança.

  21. Simara 05/01/2015

    Oi Thais, descobri seu blog por acaso buscando orientações na net de como organizar a casa. Ele foi o 1º da lista, isto foi no ano passado não me recordo bem quando, mas desde então, sou leitora assídua do blog.. É muito prazeroso acompanhar o blog, seus ensinamentos têm mudado a minha vida, de verdade!! Tenho três filhos e a casa fica muito bagunçada, (SEMPRE!!) ainda não consegui deixar do jeito que quero.. Mas não tenho dúvidas de que chegarei lá, parabéns pelo seu trabalho tão especial, tô amando as postagens de 2015 e não quero perder nada, você me inspira! Beijos!

  22. Cristiane Meloni 06/01/2015

    Olá Thais, um excelente 2015 para você!
    Esta semana li um post de uma amiga que pelo 2o. ano não faz promessas e desejos para o ano vindouro e sim escolhe uma palavra (bem elaborada) e segue o foco abrangendo o significado. ex. Feminino ou Generosidade, Amor, família etc.
    Enfim, gostei da ideia e do desafio. A palavra escolhida foi: Simplicidade
    Adorei ver que de uma forma ou outra foi a sua opção também. Outro assunto em comum é a meditação. Nossa como tem feito bem para minha existência.
    Legal em sintonia com você!

    Beijos fraternos

  23. Fernanda 06/01/2015

    Também quero me dedicar mais a frequentar lugares e espaços culturais e gratuitos, até porque é disso que se alimenta o meu Blog (um dos rsrs)
    Beijos!

  24. Katia Omori 06/01/2015

    Olá Thaís!
    Faz algum tempo que gostaria de escrever algo, mas acredito que o momento seja agora.
    Há um ano, procurando sobre dicas de decoração encontrei o Vida Organizada, e de lá para cá acesso frequentemente o site, inclusive olhando as postagens antigas, pois o que você criou nessa página é incrível, não apenas pelos artigos, que têm conteúdo é são super simples de se lerem, mas pela forma como você interage com as pessoas. Li algumas vezes que um dos seus objetivos é inspirar as pessoas, bem, posso falar por mim: você me inspirou.
    Eu ainda estou engatinhando no GTD, comprei o livro do David e vou lê-lo a fim de me aprofundar e aplicar o método de maneira mais efetiva, mas a partir do site eu já consegui deixar de “esquecer de fazer as coisas” bem como organizar meus compromissos e obrigações, além de identificar o que é importante na minha vida, definindo prioridades e objetivos compatíveis com meus sonhos.
    Destralhar tem sido meu verbo de ordem. E como é libertador entender que as lembranças não estão em objetos e sim nos nossos corações, eu tinha o péssimo hábito de guardar coisas inúteis que julgava importante apenas por recordar uma época feliz sendo que a felicidade está em mim e não numa coisa.
    Eu tenho uma rotina muito corrida, sou casada, trabalho e faço faculdade, moro em uma casa grande e não tenho diarista, meu marido é militar, portanto mudança é algo recorrente… enfim, se não me organizar posso não dar conta, mas depois que comecei a acompanhar o Vida Organizada tem sido mais fácil aprender a lidar com todas essas áreas de responsabilidade.
    Ainda tenho muito o que evoluir, mas olhando um ano para trás vejo que já caminhei alguns passos e isso me motiva a continuar.
    Só a título de exibicionismo, no momento estou numa fase de colocando a casa em ordem, não tirei um dia para tentar organizar a casa inteira, estou fazendo um pouco cada dia, além de que já me inscrevi para o desafio de janeiro!
    Parabéns pelo seu trabalho e do fundo do meu coração todo sucesso para você!
    PS: Seu livro ainda não chegou na Leitura de Porto Velho – RO.
    Abraços!

    • Thais Godinho respondeu Katia Omori 06/01/2015

      Obrigada pelo depoimento, Katia.
      espero que você consiga comprar o livro online.
      Bjo

  25. jaque 06/01/2015

    Oi Thais, este livro, baseado em pesquisas e estudos científicos, fala sobre os cronotipos de pessoas:
    http://www.amazon.com/Internal-Time-Chronotypes-Social-Youre/dp/0674065859#productDescription_secondary_view_pageState_1417965547555
    Beijos

  26. Josi 06/01/2015

    Thais, leva teu filhote no museu do Catavento em SP, fica pertinho do metrô Dom Pedro. é sensacional! vcs vão amar…

  27. Alessandra 06/01/2015

    Me identifiquei muito com seus comentários sobre sono e limpeza da casa (aqui incluo cozinhar também). Também trabalho em casa – gosto muito, pelo menos nos dias que posso só trabalhar e fazer minhas coisas. Não consigo levantar cedo e por consequência trabalho até as 21:30. Não é muito legal, mas é o que tem dado certo. Dormir só 1 da manhã mesmo. Gostaria muito de ‘acertar’ estes horários.
    E ainda: moro com meus pais que são idosos e não tem mais nenhuma condição de fazer nenhum serviço doméstico. Então eu assumi grande parte das tarefas, e mesmo utilizando o Fly Lady é difícil fazer a manutenção da casa, trabalhar, estudar, dormir 8 horas e etc. Por isso, estou considerando seriamente chamar uma faxineira (vou aguardar o post sobre as empresas que agendam serviço online ansiosa!)… pois infelizmente não sou como você, não gosto de fazer faxina, não!
    Beijos.

  28. Fernanda Pire 06/01/2015

    Me identifiquei demais com sua situacao,embora more em cidade pequena. Tb tenho um filho pequeno, durmo tarde,mas preciso acordar cedo, pqe ele acorda cedo e quer atencao. Para mim, as prioridades sao espiritualidade,familia e trabalho. Foco nisso e vou levando a vida. Tem sido assim desde que ele nasceu e acho q nao vai mudar tao cedo. Mas, a vida simples tb traz felicidade, isso e o q importa,nao e? Bjs e tdo de bom!
    Fernanda Pires

  29. Lene Moraes 06/01/2015

    Oi Thais, acompanho seu blog desde o ano passado e sou totalmente apaixonada por ele.
    No final desse ano resolvi que finalmente iria começar a colocar suas dicas em prática.
    Então essa semana comecei a limpar a casa por zona e fazer a limpeza utilizando o cronograma diário e o semanal.
    Deveria ter começado ontem, mas infelizmente ontem eu estava muito doente (garganta ruim, dor de cabeça), então como hoje amanheci bem e não fui trabalhar (hoje foi minha folga), resolvi fazer as tarefas de ontem e hoje e deu super certo. Fiz a tarefas diárias , as semanais de segunda e terça e limpei minha área de serviço (zona 1, para mim). Estou muito feliz. Espero mesmo que eu consiga. Sei que terei que adaptar melhor essas rotinas, estou testando ainda para ver como será melhor para mim, mas já foi um ótimo começo.
    A desorganização é um grande problema para mim. Sou muito desorganizada e acabo me perdendo na minha bagunça, mas estou cheia de esperanças…
    Estou lendo seu livro (maravilhoso) e o do David Allen (um pouco difícil de entender). Espero que eles me ajudem bastante.

    Amo seus vídeos de leituras, porque sou uma apaixonada por livros. Espero ler muito em 2015. Na verdade espero ser feliz em 2015, porque está muito complicado.

    Um grande beijo e sucesso sempre.

    • Thais Godinho respondeu Lene Moraes 06/01/2015

      Obrigada por acompanhar o blog, Lene. Fico feliz por ajudar.

  30. Regina 06/01/2015

    Thaís, procurei pelo seu livro na Fnac e Livraria da Vila ( ambas em Pinheiros) e nao encontrei. Pode indicar onde sao vendidos? Muito grata! Regina

    • Thais Godinho respondeu Regina 06/01/2015

      Olá Regina, tudo bem?
      O que aconteceu é que deve ter esgotado o estoque, pois o livro está à venda nas principais livrarias, incluindo as citadas.
      Sugiro comprar online! Todas as lojas têm: Submarino, Americanas, Amazon etc.
      Obrigada!

  31. Thais 07/01/2015

    Thais

    Eu também tenho filho pequeno, filha, na verdade. É complicadíssimo dispor de tempo para os afazeres de casa, nossas próprias metas individuais, trabalho e vida social tendo filho. Eu sou concurseira nas horas vagas e em 2014 eu acordei diversas vezes as 4h da manhã para estudar. Estudava até as seis e ia para o trabalho depois. Claro que eu dormia cedo, mas eu fazia assim porque eu não consigo estudar de noite, pois sinto muito sono. Sou o contrário de você, sou matutina!
    E concordo totalmente em relação a passeios em família. Procuro fazer caminhadas durante a semana com meu marido e filha e aos finais de semana costume visitar amigos e familiares. Adoro ficar em casa, mas se fico muito em casa tenho impressão de que a vida está passando e eu não estou aproveitando.

    Enfim… adoro seu blog. Lei-o diariamente!

  32. Patricia 09/01/2015

    Olá Thais, que seu novo ano seja próspero.

    Simplificar é complexo, pelo menos para mim. rs

    Me conta uma coisa, como distribui seu tempo entre leituras de blogs/artigos e leituras de livros?
    Ainda não consegui achar um equilíbrio aí. Tenho um feedly com os assuntos que mais me interessam, mas te digo que vão de A a Y ( literalmente).
    Você também é assim?

    E às vezes me vejo com vários textos e livros e não sei qual priorizar…

    Aquele abraço 😉
    Pati

    • Thais Godinho respondeu Patricia 09/01/2015

      Cada um, cada um. Eu priorizo as leituras de trabalho, que me agregam de alguma maneira. O resto é lazer.

  33. Audineia 13/01/2015

    Então, Thaís… a rotina de casa eu de fato terceirizei. Tenho uma faxineira semanalmente, é suficiente porque não tenho filhos. Como se diz, deixei a arrumação e me preocupo só com a organização. Tenho investido também no social, sair com amigos e com a família, faz muita falta. Minha meta esse ano não é ler, e sim escrever, fazer coisas do tipo esse post, colocar no papel minhas ideias pois escrevendo meio que as palavras se materializam e fica mais fácil assumir compromissos consigo mesma.
    []’s

  34. Haida Reis 13/01/2015

    Querida Thais!

    Tenho acompanhando seu blog e confesso que tem me ajudado muito! Adoro suas dicas e a clareza como você explica tudo.
    Minhas metas para 2015 são de simplificar e criar prioridades como você tem falado em seus posts.
    Desejo muita luz e sucesso para você.
    Bjos Haida

  35. […] Pensando em uma rotina mais simples para 2015 {Vida Organizada}: conheci o blog Vida Organizada num período em que realmente estava precisando me organizar mais, organizar minha rotina, otimizar afazeres, etc. Foi um prato cheio! Li muitos posts antigos e agora sigo acompanhando pra não perder nadinha. O site é super profissional e tem dicas valiosíssimas! Esse é uma boa pra começar a por 2015 em ordem! […]

  36. Felipe Rangel 09/02/2015

    Thais, onde fica o centro que vc frequentava em Campinas?
    Estou a muito tempo relutando em ir, mas li o seu relato sobre livros de budismo (tb leio muito) e fiquei interessado…
    Poderia me indicar?

    • Thais Godinho respondeu Felipe Rangel 09/02/2015

      Claro! budismocampinas.org.br
      Fica no Guanabara

      • Felipe Rangel respondeu Thais Godinho 09/02/2015

        Oi Thais, muito obrigado.

        Entrei no site, fucei em tudo, mas não encontrei o endereço… Fica ali na avenida brasil mesmo?

        • Thais Godinho respondeu Felipe Rangel 09/02/2015

          Está na página de contato. 🙂

          Rua Camargo Pimentel, 620

          • Felipe Rangel respondeu Thais Godinho 09/02/2015

            rs… desculpe… não tinha visto.

            Muito obrigado.