Ao longo desses oito anos escrevendo e estudando muitos assuntos relacionados a organização e produtividade, eu percebi alguns erros que eu cometia e que vejo muitas pessoas cometendo, prejudicando sua produtividade diária. Veja então uma lista com coisas que você precisa parar de fazer se quiser ser mais produtivo:

Ignorar seu nível de energia ao longo do dia

A partir de uma certa idade, fica bem óbvio para a gente em que momento do dia nos sentimos mais ou menos produtivos. A ideia aqui é reservar o período do dia em que você se sente mais produtivo para investir em atividades que demandem foco total e criatividade, ou mesmo aqueles problemas mais cabeludos que precisamos resolver. Não utilize seu período mais produtivo do dia para fazer reuniões, por exemplo. Reuniões devem ser feitas naquele período em que você está com a energia mais baixa mesmo, porque a interação da reunião é uma maneira natural de manter a mente trabalhando, mesmo que você esteja cansado. Outra coisa que deve ser feita nos períodos de energia mais baixa são as tarefas de rotina, que você já tem no piloto automático e não precisa pensar muito para fazer. Se estiver realmente cansado, deixe para esse momento alguma tarefa rotineira que você realmente goste. No meu caso, eu aproveito para conferir meu Instagram e ler meus feeds.

Acordar cada dia em um horário diferente

Esse hábito, para mim, é terrível. Eu venho de longos anos aprendendo a dormir tarde aos finais de semana, porque meu marido faz shows e fui acompanhá-lo muitas vezes. Porém, comumente, hoje em dia, tenho reuniões no sábado bem cedo, ou treinamentos na segunda-feira (e preciso acordar 5 horas da manhã, ou até antes). Se eu ficar brincando com o meu metabolismo, o resultado será um dia péssimo, em que meu corpo irá reclamar e minha mente não vai funcionar direito. Isso eu estou dizendo por experiência própria, apesar de já ter lido algumas pesquisas científicas a respeito. Eu não acordo 5 horas da manhã em casa quando não tenho treinamento, mas quero chegar lá. O que eu sei é que não dá para pegar “o dia do descanso” e acordar 11 horas da manhã, por exemplo, a não ser que tenha acontecido alguma exceção no dia anterior. Às vezes, quando passo por uma semana bem ocupada, eu sinto que preciso pegar um dia para acordar mais tarde e descansar. Porém, o segredo está em dormir muito mais cedo, não mudar o horário em que acordo. Quando acordo tarde nesse dia, fico me sentindo letárgica o dia todo, além de perder horas preciosas. Portanto, eu acho fundamental parar de acordar cada dia em um horário diferente e acordar em uma média de horário mesmo aos finais de semana. O que faz meu corpo ficar bem não é dormir mais, mas ter essa rotina igual todos os dias.

 Checar as redes sociais o tempo todo

Bom, essa dica é comum, mas não poderia deixar de aparecer aqui. Como eu trabalho com Internet, não tenho como não acessar as redes sociais, pois elas são parte do que eu faço. Porém, eu estabeleci algumas regrinhas que facilitam. Por exemplo, eu utilizo uma ferramenta para agendamento de postagens no Facebook e no Twitter. Uma vez por semana, agendo as postagens em todos os meus canais e, ao longo da semana, vou agendando novas publicações. Eu não preciso entrar nas redes sociais para fazer isso – administro de uma outra plataforma. Uma vez por dia, em horários determinados, acesso meus canais para responder dúvidas e comentários, ver a repercussão das postagens, e isso basta. Sequer considero, hoje em dia, entrar em qualquer rede social sem ter trabalhado bastante nas minhas metas diárias, porque senão a tendência é perder minutos (ou horas) preciosos ali mesmo.

Dizer “sim” para tudo o que aparece

Agora que estou trabalhando como autônoma, considero muito difícil dizer “não” para propostas de trabalho. De verdade! Rola uma preocupação enorme com o fechamento das contas no final do mês e a vontade é a de sair abraçando o mundo para conseguir fazer tudo o que deseja. Em pouco mais de dois meses vivendo assim, eu estou tentando pegar leve hoje em dia. Como diz o Christian Barbosa, a gente deve dizer “sim” para atividades de equilíbrio e de resultado, e esse é o meu foco atual. Ontem mesmo fiz uma análise das minhas atividades profissionais e as separei em três grupos: o que está me dando dinheiro agora, o que vai me dar dinheiro em breve e o que não está me rendendo nada. Minha agenda deve priorizar o primeiro grupo e encaixar o segundo somente depois de ter feito essa priorização. O terceiro grupo de coisas, eu só encaixo se realmente sobrar tempo. Isso para atividades profissionais, viu gente? Não estou falando de vida pessoal aqui. Essa priorização tem me ajudado a tomar decisões no dia a dia e a dizer mais “não” quando eu tenho que dizer.

Fazer tudo sozinha

Depois de ler o livro do Tim Ferriss (“Trabalhe 4 horas por semana”), eu percebi como estava sendo cabeça dura por querer fazer tudo sozinha. É claro que, para delegar, ou você tem uma equipe, ou precisa ter dinheiro para pagar para as pessoas fazerem algo para você. Porém, mesmo em casa, passei a delegar mais coisas para o meu marido fazer – tarefas do dia a dia mesmo, como ir ao correio ou ao banco, por exemplo. Ele não se importa e eu tiro uma carga enorme das minhas costas com pequenas coisas que, queira ou não, demandam tempo. Veja: não é para abusar das pessoas hein? No nível profissional, é para pagar alguém mesmo. Em casa, não vejo mais qual o problema em contratar uma faxineira diarista para fazer o trabalho pesado uma vez por semana ou a cada quinze dias. O Tim Ferriss me deu a lição mais importante, que vou comentar a seguir.

Não ter noção do quanto vale a sua hora de trabalho

O Tim Ferriss fala uma coisa muito importante (fundamental, eu diria) em seu livro, que é sobre quanto custa a sua hora de trabalho. Bem, faça as contas de quanto você ganha por mês, dividindo entre as suas horas de trabalho, e você terá a sua conta. Para que serve isso? Para tomar decisões. Então, por exemplo: se minha hora vale 50 reais, quanto estarei “pagando” para perder meu sábado inteiro fazendo faxina, em vez de passear com o meu filho? Se a diária de uma faxineira custa 100 reais, isso não é um gasto, mas um investimento de tempo enorme que faço em coisas mais importantes. Da mesma maneira, se trabalhamos 8 horas por dia e recebemos 20 reais por hora, um emprego que nos pague 40 reais por hora, mas demande meio período de trabalho, é mais vantajoso. Por quê? Porque o tempo é o bem mais precioso que a gente tem. Podemos usar o tempo disponível para investir no que é realmente importante para a gente. Use o valor da sua área de trabalho para tomar decisões profissionais (mudar de emprego, aceitar um trabalho freelancer). Não aceite nada abaixo do que vale sua hora de trabalho. Tente sempre melhorá-la um pouco e ir subindo seu patamar. Essa é a ideia.

Querer ser perfeita

Essa eu já abandonei faz tempo – provavelmente, quando o meu filho nasceu. Não quero ter uma casa perfeitamente limpa, uma comida perfeitamente preparada, uma roupa perfeitamente passada, um dia perfeitamente produtivo. Hoje eu quero o suficientemente organizado e produtivo, e só. Eu tinha um chefe que dizia que o ótimo é inimigo do bom, e eu finalmente entendi essa frase quando parei de querer fazer tudo perfeitamente. O que acontece é que, quando a gente é perfeccionista (e eu sou, MUITO), a gente demora mais para fazer as coisas, porque tem que ficar perfeito. Ou então, a gente fica com dificuldade de delegar. Ou pior ainda: fica postergando aquilo porque, se não for para fazer de forma perfeita, melhor nem começar! Quando eu percebi que ser perfeccionista estava atrapalhando a minha vida, eu resolvi tomar a sábia decisão de parar com isso e simplesmente fazer o que tem que ser feito. É uma eterna luta, mas extremamente necessária.

Viver uma vida ocupada

Aqui a gente volta um pouco na questão do aprender a dizer “não”. Descansar é importante. Ter tempo livre, também. Ter uma agenda super ocupada não leva a nada, somente à morte mais cedo ou doenças como estresse, dores de estômago, estafa etc. Não é porque a gente tem um tempo livre na agenda que ele deve ser ocupado. Esses respiros são importantes no nosso dia a dia. O segredo é colocar na agenda somente o que deve ser feito naquele dia, sem “lista de desejos”, sem “encaixar” coisas que “acho que dá”, porque são essas pequenas coisas que tornam o nosso dia a dia cansativo e estressante. Vamos fazer um movimento para parar com a glorificação do “estar ocupado” e focar mais em ter uma mente tranquila, com prioridades bem definidas e projetos bem encaminhados. Se a gente deixar, a vida passa, a gente estando ocupado ou não.

22 Comentários

  1. Adorei, Thais. Me deu mais um puxão de orelha na questão do perfeccionismo. Obrigada por tudo o que você escreve pra gente 🙂

  2. Oi Thais! Adorei esse post, obrigada pelas dicas e por relembrar o que eu já sabia. Eu tenho um motto que é “Presence over productivity” e quando eu foco nele eu sou mais produtiva porque estou realmente presente no que eu faço e não apenas preocupada em ser produtiva.
    Bom final de semana!

  3. Adoro esse blog! É isso mesmo, você vai lembrando a gente e a gente vai se esforçando para colocar em prática!

    PS.: Estou ansiosa pelas resenhas dos livros que voce comprou na bienal!!!

  4. Olá, Thais. Quase nunca comento em seu blog, pois vejos os posts pelos feeds no e-mail, mas hoje senti a necessidade de fazê-lo e te parabenizar por esse trabalho incrível!!
    Cada post é uma luz, traz um ideia nova, dá um gás, sabe? Quando eu me sinto meio perdida, leio algum texto seu sobre organização ou motivação e acabo mudando td a minha perspectiva (pra melhor, claro! rsrs).
    Muito da minha forma de trabalho atual vem de suas dicas.
    Parabéns mesmo, continue sempre com estes posts inspiradores!

    Rapha.

  5. Olá Thais, faz um tempo que não comento, mas te visito sempre.
    Vou te apresentar uma pessoa que você vai se apaixonar, será o novo David Allen, para você. Mas ela fala mais sobre a mente, bate em muitas coisas que você defende, e eu também. Os vídeos estão em inglês, há alguns dublados, mas sei que você vai entender. Eu tinha um certo preconceito, mas hoje escuto todo dia.
    POR FAVOR ASSISTA! Acho que quando você começar a escutar você vai falar: UAU! Sou eu falando?

    A anatomia de um habito: https://www.youtube.com/watch?v=7TaCCKgnOjg
    Como D-sestressar sua vida: https://www.youtube.com/watch?v=tds_VTrJQ8s
    Tomando decisões certas: https://www.youtube.com/watch?v=F0q0lKrkG5Q
    É hora de um ajustamento nas atitudes: https://www.youtube.com/watch?v=EWan_FkOvJ4
    5 hábitos de um espírito saudável: https://www.youtube.com/watch?v=7pB_vEXaU9M

    E existem vários, um melhor que o outro. Já houve tempos que eu baixava o áudio e a escutava 15 vezes, porque ela mesma disse que você tem que repetir ‘meditar’ algo várias vezes até aquilo fazer parte de você.

    Ela fala também sobre um fator principal que mesmo lendo seu blog, livros de produtividade e sites eu não descobria, uma coisa que guardei como um segredo. O porquê não conseguia me organizar, e acabava frustrado e desanimado.

    Resumindo, ela explica que existem duas partes de nós, nossa consciência e a nossa carne. A carne sempre entra na frente quando queremos ter uma atitude coerente, ou mudar um habito. A carne é a fonte de desejos que fica flamejando o tempo inteiro, é onde fica a parte que nos faz começar 10 coisas e não terminar nenhuma. E depois vem a consciência que é um presente de Deus, que nos avisa instantaneamente quando estamos fazendo algo errado. Isso significa que, eu não preciso esperar me sentir organizado para me organizar. Eu não preciso sentir vontade de fazer exercícios para começar a fazer. E toda vez que fazemos aquilo que é certo, mesmo que não sentimos vontade de fazer, é quando crescemos. Assim somos “promovidos”, damos um passo em diante. Mas ela sempre diz, “every new level you face a new devil”. Então sempre vamos enfrentar novos medos no nosso crescimento. Enfim, se me deixar vou falar, falar e falar. E você não deve ter tempo para me escutar. Mas toda vez que escuto ela lembro de você pois tens filosofias similares com as dela.

    Abraço Thais, estou muito, muito feliz pelo seu sucesso. Já indiquei o livro para algumas pessoas. Que Deus continue te abençoando. =D

      • Obrigado, Thais. Espero que goste. =D
        Mais uma vez, estou muito feliz por você, pois vi você “engatinhando” anos atrás e isso tudo está se tornando algo tão grande que nem da para acreditar. O que acontece é que cada dia que você decidiu fazer o certo você plantou uma sementinha que está se tornando uma grande árvore frutífera, e esses frutos tem alimentado várias pessoas. Falo isso pois estou na época em que estou decidindo fazer o certo também e já vejo alguns frutos caindo do topo da árvore em cima da minha cabeça, o que faz eu ter ideias, rsrs. Enfim, haha. Continue assim que você terá um futuro tão brilhante que precisará de óculos de sol para vê-lo, haha. Até, abraços!!!!

  6. Olá Thais, bom dia 🙂

    Sempre passo por aqui, leio e nunca comento (shame on me!) Mas dessa vez, o que você colocou no final, me chamou muito a atenção (Vamos fazer um movimento para parar com a glorificação do “estar ocupado”).
    Sou professora de adultos, e uma das coisas que me irrita muito é essa imagem que alguns deles tentam passar, de que são muito ocupados e não tem tempo pra nada. Como temos um bom relacionamento, eu sempre falo pra eles que tempo é uma questão de escolha! Inclusive, tenho uma aluna que adora dizer que trabalha 16 hrs por dia, ela realmente sente orgulho disso, e eu não entendo. Em algum momento, tornou-se legal dizer que eu sou mega ocupado e não tenho tempo pra nada. Eu sempre que posso tento mostrar para eles que eles têm tempo, mas escolhem mal a forma de usá-lo.
    Obrigada pelo post – e pelas várias dicas!
    Bjo

  7. Entao Thais primeiramente quero te parabenizar por seus post, pois com o sistema que consome o nosso dia a dia, nao percebemos que apenas um detalhe que se chama organizacao, faz toda diferenca. Eu sou casada, tenho duas filhas, tenho 31 anos, e tbm sou autonoma, pois meu marido e Mestre de jiu jitsu e junto com outros professores de outras artes, montamos uma pequena academia de lutas. Encontrei seu blog, num desses meus passeios pela net, ja estava intediada e muito stressada , pois trabalho em casa, nao tenho empregada para ajudar nas tatefas diarias e a tarde vou para academia e ainda levo as criancas, pois comeco de negocio e sempre complicado. Enfim seu blog tem muito me ajudado a administrar meu tempo e modo em realizar minhas tarefas diarias. Que Deus continue a abencoar vc, para que possamos continuar desfrutanto da sua excelente visao de organizacao. Abracos!

  8. Ola Thais, estou adorando seu blog,ele esta me ajudando MUITO, queria que você postasse dicas de como correr atrás de emprego mais fazer isso de forma organizada.Estou precisando muito.Beijos

  9. Thais, tenho perdido muito tempo com redes sociais. Fico olhando toda hora. Além desse post, há algum outro no site que fale como melhor lidar com elas? Obrigado!

  10. Ola Thais, gostaria de pedir se possível para vc escrever sobre perfeccionismo, ou seja, fazer um post só sobre esse assunto e o que te ajudou a dar um stop nisso. Agradeço desde já, bjsss…

DEIXE UMA RESPOSTA