vidaorganizada-gtd-evernote

Pessoal, venho há MESES estudando maneiras diversas de implementar o GTD no Evernote. Cheguei a uma estrutura que, hoje, me parece a ideal. Pode mudar amanhã? Pode, pois o natural da vida é mudarmos e aperfeiçoarmos o que não está mais servindo para a gente. Porém, venho estudando esse formato há um bom tempo e gostaria de montar uma espécie de guia definitivo do blog para mostrá-lo passo a passo, para que o post sirva como referência daqui em diante. Portanto, sejam bem-vindos a uma nova série de posts com o Guia Definitivo do Vida Organizada para usar o GTD no Evernote. 🙂

Se você não sabe o que é GTD, clique aqui. Se você não conhece o Evernote, clique aqui.

Importante: este guia é para uso avançado de ambos, então não focarei em princípios básicos nesta série. É fundamental conhecer o método GTD e saber manusear o Evernote para acompanhar.

Eu utilizo como base o guia mostrado pelo Matt Martin, do site After The Book. Ele usa uma estrutura com apenas dois cadernos e todo o restante gerenciado por tags (ou etiquetas). É assim que faço também. Meu guia é baseado no dele, mas eu preenchi alguns gaps que ele deixou (e que eu identifiquei à medida que ia usando) e está em português.

Aviso de atualização em dezembro/2015: Quando escrevi este post, em 2014, eu não tinha feito os cursos diretamente com o David Allen e, por isso, estou revisando esta série um ano depois para aprimorar alguns conceitos. Se você já leu esta série antes, peço que releia e encontre notas como esta ao longo do texto para conferir as atualizações.

Outro ponto importante: Este modelo pode parecer complicado para quem estiver começando a usar GTD, e é mesmo. Ele foi feito, como disse ali em cima, para quem já usa o método e queria um modelo mais completo. Não falo isso por besteira, mas porque é bem complicado assimilar conceitos com os quais você não está familiarizado. Caso seja iniciante no GTD, recomendo que comece pela série Aprenda GTD e não use este guia. Obrigada.

Por que usar poucos cadernos e mais etiquetas?

O limite de cadernos do Evernote é de 250, enquanto que o de etiquetas é de 100.000. Nós não vamos usar 100.000 etiquetas, mas é muito mais reconfortante saber que podemos trabalhar à vontade com as nossas configurações que não seremos parados por um sistema que diz: “ei, você atingiu seu limite permitido de cadernos”. O principal, porém, é o fato de que cada nota pode estar somente em um caderno, mas pode ter várias etiquetas. Quando eu falar sobre o processamento das notas, a importância disso ficará mais clara. Conheça todos os limites de sua conta no Evernote.

Usar diversos cadernos pode ser útil especialmente para quem trabalha com cadernos compartilhados, mas falarei sobre isso também.

Vamos começar?

gtd-evernote-print01

Nós temos acima a home do Evernote, assim que criamos a conta. Estou utilizando o Evernote 5.5.2 no Windows 8 para tirar esses prints. Eu criei uma conta totalmente nova para mostrar como configurar desde o início. Na minha conta pessoal, a estrutura já está toda montada e com mais de 8.000 notas rodando. Optei por mostrar uma nova conta porque assim posso ensinar a fazer desde o início, além de manter a minha privacidade.

Nós vamos começar então criando dois cadernos: Entrada e Processadas. Para fazer isso, clique com o botão direito em cima de “Cadernos”, na lateral, e em “Criar caderno”.

gtd-evernote-print02

O caderno Entrada deve ser o seu caderno padrão. Você faz isso selecionando a caixinha correspondente (mostrada na imagem acima) ao criar o caderno. Atenção: somente o caderno Entrada deve ter essa configuração. Isso significa que, quando você criar uma nova nota no seu Evernote, ele entrará por padrão neste caderno, e é isso o que queremos – que o caderno Entrada seja a sua caixa de entrada mesmo. O caderno Processadas servirá para abrigar cada nota que você processar da sua caixa de entrada.

Depois de criar os dois cadernos, seu sistema ficará assim:

gtd-evernote-print03

Caixa de entrada e processamento são termos utilizados no GTD. Se você não estiver familiarizado(a), recomendo que conheça um pouco mais sobre o método antes de prosseguir, pois pode ficar confuso para você, do contrário.

Tags (etiquetas)

Depois, nós vamos criar a estrutura de tags (ou etiquetas). Para facilitar a organização das tags, gosto de criar primeiro duas, que são: Gerenciamento GTD e Referência geral. Para criá-las, basta seguir o mesmo procedimento dos cadernos: clicar em cima de “Etiquetas” na lateral e, depois, em “Criar etiqueta”. Se o título “Etiquetas” não aparece no seu painel esquerdo, clique em “Exibir”, depois “Painel esquerdo” e, então, “Mostrar etiquetas”. Toda a nossa estrutura do GTD ficará dentro dessas duas tags.

Um dos pontos que eu mais gosto no GTD são os níveis propostos pelo David Allen. Os níveis servem para a gente avaliar nossos projetos tanto vertical quanto horizontalmente, para garantir que a gente esteja cuidando de todos os aspectos da nossa vida e investindo tempo no que realmente é importante. Eu traduzi esses níveis da seguinte maneira, para implementar no Evernote:

00.000 ft – Ações
10.000ft – Projetos
20.000 ft – Áreas de responsabilidade
30.000 ft – Metas para 1 a 2 anos
40.000 ft – Visões para 3 a 5 anos
50.000 ft – Vida

O “ft” refere-se a “feet”, que significa “pés”, que preferi não traduzir porque a sigla fica melhor com “ft” que com “pés”. Ficou mais dedutivo para mim, mas você pode substituir, se você quiser.

Aviso de atualização em dezembro/2015: David Allen reescreveu o livro “A arte de fazer acontecer” inteiro e lançou uma nova versão em 2015, onde renomeou os níveis, chamando-os agora de Horizontes de Foco. Então, em vez de 10.000 pés, 20.000 pés etc, ele diz Horizonte 1, Horizonte 2 e por aí vai. A nova nomenclatura como um todo ficou assim:

Solo: Ações e calendário
Horizonte 1: Projetos
Horizonte 2: Áreas de foco
Horizonte 3: Objetivos e metas
Horizonte 4: Visão
Horizonte 5: Propósito e princípios

Favor usar a nomenclatura nova ao criar suas tags.

Nós vamos criar essas seis etiquetas dentro da etiqueta Gerenciamento GTD. Para tal, basta clicar em cima da etiqueta Gerenciamento GTD e então “Criar nova etiqueta em Gerenciamento GTD” ou criar uma nova etiqueta da maneira convencional e simplesmente arrastá-la para cima da etiqueta Gerenciamento GTD. Dessa maneira, criamos sub-etiquetas. Aprenda direitinho este passo, pois vamos utilizar bastante daqui para a frente. O primeiro nível, de ações, deve ter a estrutura 00.000 (mesmo sendo o número zero) apenas para manter a indexação na ordem correta.

Essas definições acima foram todas dadas pelo David Allen no livro do GTD, “A arte de fazer acontecer” (Ed. Campus / Elsevier). Para mais detalhes sobre “por que pés?” ou “por que esses números?”, sugiro a leitura do livro.

Aviso de atualização em dezembro/2015: A edição 2015 do livro foi lançada pela Editora Sextante no Brasil.

Nós criamos hoje essa estrutura básica de cadernos e etiquetas e, no próximo post, vamos começar a destrinchar o que fazer dentro de cada um deles. Se tiverem alguma dúvida, por favor, postem aqui que eu tentarei responder todo mundo à medida que for escrevendo os posts. Obrigada!

84 Comentários

  1. Bom dia Thais,

    eu acompanho o seu blog faz alguns meses, estou lendo o livre e já consegui implementar bastante coisa.
    Minha dúvida é: a série será de quantos posts? E em qto tempo?

    Pergunto isso pq como será em partes, para implementar eu gostaria de esperar até o final para ver se irá me atender ou não. Não gostaria de mudar toda a estrutura que eu tenho (que hoje não esta me atendendo pq esta mega complexa e ai nunca preencho tudo) sem saber como que é esse estudo que você esta propondo.

    Amooo o seu blog.

    Obg.

    • Oi Michele,

      Não gostaria de estragar a surpresa dos leitores. A quantidade de posts vai depender também das dúvidas que colocarem, pois vou esclarecer e explicar com maior ou menor profundidade.

      Obrigada e espero que goste!

  2. Oi Thais, passando só pra dizer o quanto vc é ídola! <3
    Logo após conhecer seu blog, reli o livro do David Allen (que tinha sido absolutamente sub-aproveitado desde a 1a leitura em 2009) e minha vida já está "rodando" com o GTD implementado no Evernote. Seu blog é fonte diária de consulta.
    Minhas tags de tarefas e projetos já estão bem encaminhadas; já os itens de mais longo prazo precisam ser estruturados.
    Enfim, aguardo ansiosa os próximos posts da série.
    Obrigada por compartilhar.
    Sucesso!
    Bjs

  3. Thais, quero muito te agradecer, acompanhar seu blog está mudando a minha vida. Este post foi o mais esclarecedor para mim, vou seguir passo a passo. Ansiosa pelo próximo.
    Abraços e Obrigada!

  4. Oi Thais,
    Estou muito empolgada com essa série. Acompanho sempre seu blog e até hoje resisti à organização do Evernote, mesmo porque só o usava para gravar textos para ler “mais tarde”. Já li o livro do David Allen, mas não engrenei totalmente no GTD. Sou iniciante ainda, apenas consciente das minhas caixas de entrada e fazendo revisões periódicas.

    Agora, com esse passo-a-passo, estou empolgada. Como não tenho muitas notas, vou programar meu evernote conforme vc disser.

    Obrigada!

  5. Olá Thais, tudo bem! Adoro seu blog, acompanho seu blog, o blog da vida minimalista, do morando sozinha, e o conceito de organização e vida mais simples tem me feito refletir. Comecei a poucos meses e estou me encantando. O meu problema se chama computador. Tanto no seu blog quanto nos outros que acompanho, o computador é um grande aliado. A minha questão é que trabalho 9 horas na frente dele e confesso que em casa me da uma aversão. Eu até tentei coloquei uma disciplina completa da pós-graduação no Ove Note do Office, é o máximo o programa, coloquei as abas, show de bola. Mas, não entrei mais rs… para mim, é tão cansativo usar o computador pós-trabalho, pós 9 horas. O que você me sugere para guardar anotações ou eu tenho que vencer este horror? kkkk

  6. Acho que será uma ótima série de posts! Eu também uso o Evernote para aplicar o GTD e também gostei da estrutura proposta pelo site After the Book. Comprei o livro que ele publicou, mas ainda não terminei de ler. Eu ainda acho que no meu sistema tem coisas não resolvidas e confusas. O que está mais me incomodando ultimamente é a quantidade de tags que eu criei para Referências, acho que saiu um pouco de controle! De qualquer maneira estou avaliando para ver onde posso melhorar no meu sistema como um todo. Acredito que os seus posts serão muito bem vindos!
    Continue com o ótimo trabalho!!

  7. Olá, Thaís!
    Acompanho seu blog há um tempo e, o tema que mais gosto, de longe, é o GTD no Evernote. Isso porque já fiz alguns testes mas ainda não consegui me adaptar ao Evernote para gestão de coisas a fazer, justamente porque não vejo integração entre as diferentes ações, projetos e metas.
    Este post é ótimo, a série então, será um arraso!
    Minha dúvida: o GTD propõe que a gestão diária, cotidiana, é a de 00.000ft, não é mesmo? De quanto em quanto tempo há revisões das demais “altitudes”? é na revisão semanal/mensal? É no momento desta revisão semanal/mensal de tudo que eu escolho novas ações para começar a trabalhar no 00.000ft?
    Obrigada!

  8. Olá Thais!
    Estou a escrever-lhe de Portugal para lhe dizer, entre outras coisas, que adoro o seu blog!
    Tive sorte de a descobrir ao mesmo tempo que peguei no GTD – apesar de Virginiana, sou uma organizada que não sabe para que lado se virar! – do David Allen e ainda bem que assim aconteceu. É verdade que o GTD pode ser um pouco “overwhelming” mas a sua ajuda é preciosa, mesmo!! Por isso, resolvi fazer reset de tudo, começar a ler o GTD como se fosse a primeira vez e tirar as dúvidas com os seus posts. Fantástico.
    Só tenho uma pergunta para lhe fazer: uso o Evernote mas mais numa de juntar coisas que quero ler mais tarde – a ideia de o usar para o GTD é excelente e queria começar a fazê-lo sem deixar de ter a “parte de leitura”. a questão é que uso a versão gratuita do Evernote – é a mesma que a Thais usa? (sou franca, nunca o explorei ao ponto de saber o seu potencial). Muito obrigada por este trabalho fantástico que está a ter. será que vamos conseguir comprara o seu livro em Portugal?
    Beijinhos de Cascais,
    Ana

    • Tem poucas diferenças entre a versão gratuita e a premium, e a principal é a quantidade de transferência de dados mensais. Em termos de recursos, não muda muito. Tudo o que vou mostrar aqui pode ser feito em ambas as versões.

      Sobre o livro, depende da encomenda das livrarias de Portugal, mas haverá versão online.

      Bjo

  9. Muito bom o post! Não me entendo muito bem com o Evernote no Android… Vai ter alguma orientação para a versão móvel?

    Abraço

      • Olá Thais!, Parabéns pelo blog conheci esse ano e não consigo mais parar de vir aqui ver as novidades. Sobre este post minha maior dificuldade é que uso praticamente tudo no iPhone, inclusive o Evernote, e na versão móvel – não sei porque – não é possível criar tags. Você tem alguma dica pra remediar isso? Obrigado e sucesso!

          • Olá Thais! Obrigado pela resposta descobri hoje como criar tags no app do Evernote para iPhone agora fica mais fácil de tentar te acompanhar – apesar de ainda acha o GTD meio confuso, mesmo depois de ler o guia do Call Daniel (excelente guia muito bom mesmo recomendo) mas acredito que isso se deve ao fato de ainda não ter lido o livro do David.

            Aproveitando eu queria te perguntar, apesar de não ser exatamente o tema deste post, se você tem um guia desses para usar o Evernote na faculdade/estudos minhas aulas voltaram e eu estou animado com a possibilidade de utilizar o Evernote para me organizar neste aspecto também.

            Muito obrigado e sucesso!

  10. Thais, adorei essa série de posts!
    Há um tempo atrás comentei em um post que tinha abandonado o Evernote por não ter achado pratico, ja que gosto muito de papel e etc. E você deu a dica de scanear, e está dando SUPER certo!

    Adorei!
    Vou acompanhar com certeza!

  11. Estou ansiosa pelos próximos posts.
    Eu sempre leio seu blog. E sempre ficava um pensamento na minha cabeça: “GTD, Flylady, evernote, toodledo…Nossa, que complicado! Precisa mesmo de isso tudo para organizar a vida?? Parece que vai complicar ainda mais.”
    Aí eu pensei e concluí: uai, essa moça não deve ser doida. Se ela usa tudo isso é pq deve ser bom!
    Então resolvi tentar! kkkk
    :DDD
    Abraços

  12. Olá Thaís! Venho acompanhando seu blog faz uns meses, porque sou muito bagunceira e decidi – pela sexta vez esse ano – ser mais organizada. Mas você sabe… Sou humana e tenho séééérias recaídas! hahahah

    Enfim, sobre esse post, eu gostaria de perguntar o seguinte: É possível você pegar uma etiqueta e sub-etiquetá-la? Por exemplo, eu tenho a etiqueta @Revistas aí quero colocar uma etiqueta que já existe, nomeada @Exame/SA. É possível fazer isso? Se for, como?

    Tenho um blog no qual eu conto as minhas aventuras morando durante três meses na Europa… Se você puder dar uma olhadinha:http://gleanheadclose.blogspot.com.br/

    Beijão e Sucesso!

  13. Excelente post! Agora dá para visualizar de forma muito clara a aplicação do GTD no Evernote. Parabéns pelo blog! Esperarei a continuação.

  14. Bom dia, Thais! Gosto muito do seu blog, todavia, a minha dificuldade é que trabalho 9 horas no computador. E eu não consigo ficar no computador em casa. Quais ferramentas você me sugere?

  15. Querida Thais, há uns 2 anos te sigo. Amo e me conecto muito contigo. Tanto que me impressiono: pensei e necessitei de um post como o que escreveste hoje e PLIM! Aí está ele!! Que grata surpresa!!! Meus parabéns pelas suas novas iniciativas e por acreditar no seu talento. Eu acredito em ti. Espero o seu livro e a sua visita à Recife o quanto antes. Obrigada e um forte abraço! Juliana Das Oliveiras.

  16. Oi Thais!
    Já li ali em cima que vc não quer estragar a surpresa do post, mas só preciso saber uma coisa antes de mudar minha estrutura.
    Meu maior uso do evernote é para arquivar docs digitalizados (contas, documentos, culinária etc)
    Vai ter um espaço para isso na sua estrutura? 😊

    Muito obrigada pelo post! E muuuuito sucesso e coisas boas nessa nova fase! 😘

  17. Interessante a ideia, parece um pouco trabalhoso já que é tudo manual, uso o GTD com o Doit.im, mas quero ver os próximos artigos para entender melhor a ideia, pode ser que é melhor mesmo (como parece) e passe a usar.

    Não sei se todos tem esse problema mas eu além de ter que gerenciar as tarefas eu preciso lembrar de executa-las, horário e tal, no Evernote não faz isso até onde sei, então estou curioso em saber como se organiza nessa questão.

    Abraços e sucesso!

  18. Oi Thais! Eu tenho uma duvida com relação as áreas de foco… afinal, qual é a diferença entre um projeto e uma meta? Pq afinal de contas se vc for analisar, um projeto pode ser visto tbm como uma meta ou objetivo, ou eu estou errado? Pelo o que eu percebo projetos seriam metas de curto prazo, é isso? Por que se for, seria somente um questão de nomenclatura. Enfim me desculpe se parece uma duvida tola, mas é que ja faz um tempinho que eu li o livro de David Allen e esse lance de ter que sistematizar tudo as vezes me incomoda um pouco. A questão é, vc não acha que seria mais pratico colocar todas as tarefas que demandem mais de uma ação em uma lista unica como “Projetos”? O que você me diz?

    • Oi Tiago. Olha, acaba sendo um pouco de nomenclatura sim. O David chama de projeto qualquer ação que tenha mais de um passo para ser concluída. Um projeto maior pode ser uma meta também (acaba entrando no conceito de big rocks). Vou abordar esse tema nos próximos posts pois tem sido uma dúvida recorrente. Obrigada!

      • Pois então, da forma como eu vejo projeto e meta é praticamente a mesma coisa. É como vc mesma citou, “uma ação que requer múltiplos passos para ser concluída”. Ja objetivo seria, ao meu ver, o resultado que vc espera alcançar através dessa ação – ou seria dessas? Ah que se fueda tanto faz ^^

        Enfim, o importante é planejar e fazer, o resto é conversa fiada 😉

        Mas ae, obrigado por responder. Espero que nos próximos posts vc possa abordar esse assunto de uma forma mais aprofundada se possível (se é que isso seja necessário pq é algo tão simples… ou não né, pq sempre vai haver pessoas burras como eu fazendo esse tipo de pergunta rsrs). Um xero na bunda e até a próxima – hehe to pegando intimidade, cuidado viu 😛

  19. Thaís, estou usando o Evernote no computador mas não aparecem aqueles menus: arquivo, editar, exibir. Tem que baixar o programa Evernote no computador para aparecer? Ou é apenas uma configuração?

    Obrigada e um ótimo dia!

  20. Não encontrei como adicionar tags no app do evernote para android. É uma deficiencia do app ou eu não olhei direito?

    • Os apps são apenas para suporte e não têm os mesmos recursos do aplicativo no computador. Toda a série está baseada no Evernote para Windows, como dito no primeiro post.

    • É possível criar etiquetas no Android, estou utilizando a versão 5.8.5.

      1) Crie uma nova Nota ou abra uma existente;
      2) Pressione os três pontos no canto superior direito;
      3) Escreva o nome de uma nova Etiqueta.

  21. Thais, eu li o livro, acompanho seu blog e pirei o Evernote, virou o backup do meu cerebro, e estou exercitando a disciplina para fazer uma coisa de cada vez. Isso é muito dificil pra mim, tenho mania de abrir varias coisas ao mesmo tempo. Talvez a geraçao Y tenha menos sentimento de culpa em fazer isso, mas eu sou geraçao X, me atrapalho bastante. Sera que a pratica e o tempo vao curar essa indisciplina? Tem so 9 meses que implantei o gtd, aos dois anos de uso vou ser faixa-preta mesmo?
    Outra agonia tambem é pensar em metas de 30mil ft, objetivos de 40milft e missao/valores 50mil ft. Acho que quem é escritor ou jornalista tem mais facilidade com isso, sera? Eu nao consigo, tenho bloqueio. Como resolvo isso? Meu gtd por enquanto é so de tarefas e projetos e estou tao feliz, precisa mesmo planejar maos alto?

    • Eu uso o GTD há oito anos e ainda hoje aprendo muita coisa relendo o livro e conversando com outros usuários. Sempre há aprendizados.

      Os níveis do GTD dão coerência às nossas escolhas. Não precisamos fazer nada, apenas se quisermos. ;D

      Bjo

  22. Thais, adorei conhecer o seu blog. Fiquei tão empolgado com tantas perspectivas que comprei o seu livro e o outro que indicou (A arte de fazer acontecer). Minha dúvida: qual leio primeiro??
    Parabéns e obrigado!!

  23. Boa Tarde Thais,

    Tenho uma dúvida que não consigo esclarecer, mesmo lendo seus posts várias vezes..
    Quando crio o caderno entrada e processadas e as etiquetas, fico confusa em saber por exemplo:
    Essas etiquetas é para estar no caderno de processadas? Porque quando estou processando meus papeis que estão na minha caixa de entrada física, coloco as próximas ações conforme as etiquetas por contexto, duração e prioridade, mas vejo que tudo está na minha caixa de entrada, mas isso já não é processado?

    • Sim, esse é um conceito do GTD. Quando enfatizo que o post fala de entender bem ambos, não é frescura. ;D É porque, quando a gente conhece, entende os termos e o que está sendo ensinado direitinho.

      Você coloca no Evernote no caderno Entrada. Deixa lá.

      Quando você for processar cada nota da Entrada, está tomando decisões. Aí você vai colocar as tags.

      Feito isso, vai para o caderno Processadas, porque a nota foi processada.

      Bjo

      • Olá, Thais! Tudo bem?

        Em breve estarei implantando o sistema GTD em minha vida, bem como o Evernote. Porém, estou estudando as regras e ideias apresentadas antes de efetivamente iniciar, pra começar certinho. Lógico, sei que é agindo que vou entendendo melhor e melhorando, mas meu eu me força a pensar deste jeito, rsrs.

        Dito isto, tenho uma dúvida: pensando na quantidade de tags que vou ter e na misturança de tarefas concluídas com as não concluídas, o que devo fazer? Vi em um dos comentários que há a possibilidade de exclusão de tags, bom, isso é útil de alguma forma? Também pensei na criação de um terceiro caderno, algo como Tarefas Concluídas. Na sua experiência com o programa, vê isso como uma possibilidade ou boa ideia?

        Era pra ser uma dúvida, mas acho que foram mais que uma, rsrs.

        No mais, sempre a acompanho, apesar de ficar quietinho aqui. =)

        • Sugiro não começar com esse guia, porque ele tem conceitos avançados mais indicados para quem já está usando o GTD há bastante tempo.
          Comece com algum sistema mais simples.

          No geral, não entendi sua dúvida!

  24. Fantástica forma de controle: simples, intuitivo e funcional.
    Estou implementando; seguindo em partes, na medida que posta.
    Ansioso pelo post em que revelará o relacionamento de todas as etapas com um todo.
    Ótima iniciativa. Parabéns.

  25. Oi Thaís, tudo bem?
    Não estou conseguindo criar uma etiqueta dentro da outra. Quando abro a etiqueta “gerenciamento” e adiciono outra, as duas ficas em ” etiquetas” separadamente.
    Será que é a versão q estou usando? Baixei hoje o app.
    Beijos e obrigada (;

    • Você está usando a versão para celular ou tablet? Se for, não tem como criar sub-etiquetas. Só dá para fazer no computador mesmo, arrastando uma etiqueta para cima da outra.
      Abs

      • Eu estava usando versão para tablet.
        Você explicou muito bem como usar o evernote ( até para iniciantes como eu), agora é só colocar em prática.
        Obrigada por me ajudar a organizar a minha vida, sempre!
        Beijos!

  26. Oi Thais.
    Descobri o seu blog e o seu sistema de organização recentemente, e desde então venho tentando assimilar as informações sobre o GTD. Vi outros vídeos de organização que usam métodos parecidos, mas em cadernos, como acredito que você usava antigamente. Você aboliu os cadernos e usa somente o Evernote? Todas as informações que você escrevia na Caixa de Entrada do caderno, agora você escreve no caderno de Caixa de Entrada do Evernote?
    São dúvidas meio óbvias e dedutivas, mas é só para me esclarecer mesmo. Sempre fui super desorganizada e estou tendo até um pouco de dificuldade de entender por onde começo a implementar o sistema GTD na minha vida.

    Obrigada e parabéns pelo blog.
    Beijos!

    • Uso o que estiver mais fácil de usar no momento. Papel é difícil de substituir, pois nunca acaba a bateria. E eu sou da turma do papel. 🙂
      Porém, digitalizo muitas coisas. Tudo o que faço no papel vai para o Evernote depois do mesmo jeito.
      Bjo

  27. Oi, Thaís!
    Eu estou amando o blog e, por indicação da minha filha to viciada nele… Tudo o q eu quero eh me tornar uma pessoa organizada e n perder tanto tempo com a minha desorganização… A divisa eh: será se eh possível mesmo uma pessoa desorganizada como eu conseguir trabalhar num método desse? Terminei agora de instalar o sistema GTD… Emocionada demais..☺️

  28. Thais, boa tarde! Mesmo utilizando o Toodledo para controlar seus projetos e ações, você mantém uma cópia de cada projeto no Evernote?

  29. Thais,

    Muito bom seu site, após ser apresentado a ele, e está fazendo a leitura de “Arte de fazer acontecer” estou me organizando e a minha vida já é outra… estou conseguindo fazer tudo durante o meu dia, e estou apenas na minha segunda semana…

    Parabéns…

    Não vi outros posts como utiliza as tags no evernote.

  30. Sensacional, apesar de conhecer o GTD há algum tempo e utilizar o Evernote há muito mais tempo ainda, agora tudo ficou incrivelmente organizado e estou conseguindo finalmente colocar o GTD em prática. Faz pouco tempo que comecei a seguir o caminho minimalista e seu livro “Vida Organizada” e o blog estão ajudando demais! Obrigado Thais.

  31. Thais, estou implementando o GTD com base no seu modelo, porém notei que os posts 5, 6, 8, 9 e o “Como fazer as revisões” estão dando erro ao tentar acessá-los… Muito obrigado.

    • Olá Rogerio,
      Tive um problema no servidor e isso alterou links internos.
      Os posts estão todos disponíveis, mesmo os links não funcionando. Por favor, utilize o mecanismo de busca para encontrá-los.
      Tenho quase 2 mil textos e estou editando aos poucos para consertar os links, então vai demorar um pouquinho para todos estarem ok.
      Obrigada.

  32. […] e aquelas que já posso arquivar ou que vou precisar editar raramente. Essa ideia eu aprendi com a Thaís, achei o máximo, pois antes minhas notas ficavam todas misturadas. Agora dessa forma fica tudo […]

  33. Comecei hoje a usar o Evernote para implementar o GTD. Obrigada pelos posts Thais. Muito úteis, tô no inicio do GTD e só não estou super perdida graças aos seus tutoriais.

  34. Olá Thaís,

    Adoro seu blog e principalmente este seu guia do evernote.
    Muito obrigado por te-lo atualizado. Estou relendo pela terceira vez, e sempre aprendo algo novo.
    Estava querendo me aprofundar mais e não estou mais encontrando os vídeos do Matt Martin, do site After The Book, mas saiu do ar. Sabe de alguma coisa?

    Outra coisa, as vezes estou trabalhando em um projeto e ele acaba gerando muitas tarefas, tipo umas quarenta tarefas. Eu coloco todas no caderno tarefas? Não fica muito poluído? O que normalmente você faz em uma situação destas?

    Obrigado.

  35. Olá Thaís, tudo bem com vc? Adoro seu blog, descobri ele faz uns 3 anos quando tentei pela primeira vez aplicar as técnicas do GTD e usar o evernote… no meio do processo assumi um trabalho na minha empresa que não me permitiu mais dar continuidade… não dava conta de tanta demanda….

    Agora que estou com mais tempo retomei tudo, voltei a acompanhar o glog, a usar o evernote e esta indo… porém cometi uma arte!!! Usei esse manual avançado para aplicar tudo… fiz o que vc disse para não fazer… mas estava ansiosa pra colocar tudo no lugar rs… agora estou focando mais em ações para ir assimilando o restante aos poucos, estou lendo o livro a Arte de fazer acontecer….é tudo MARAVILHOSO!!!

    1. Mas diante desse guia… fiquei com uma dúvida… para a execução…. aonde fica os níveis de energia, tempo disponível e prioridade?? seriam “sub tags” da tag próximas ações???

    2. algum guia menos aprofundado do GTD no evernote para iniciantes??

    Parabéns pelo trabalho é tudo LINDO e muito ENVOLVENTE!!!! Estou passando seu blog a muitas pessoas que estão precisando, fazendo sucesso!!! Bju grande.

  36. Olá Thais, primeiramente parabéns pelo blog, tem sido valioso para mim!
    Agora uma dúvida:
    Li esta série até o final, e também estou lendo o livro do David em português.
    Uma coisa que fiquei em dúvida é que nas listas de ações, na estrutura do Evernote que você sugeriu, não existe uma categoria “Um dia / Talvez”.
    Ou você coloca nas próximas ações(utilizando a tag de contexto), ou adiciona no calendário/tickler.
    E se for uma ação “um dia/talvez” devo adicionar nas próximas ações de qualquer forma?
    Pelo que acompanhei nesta série, é apenas nos projetos que você tem essa categoria de “um dia/talvez”… aí fiquei na dúvida.

    Obrigado.

    • Tem sim, mas eu nem olharia mais essa versão do Evernote. Fiz há muitos anos e ainda não era instrutora certificada de GTD. Obtive novos aprendizados desde então. 🙂 Obrigada.

  37. Muito obrigado Thais, muita agilidade na resposta!
    Vou ler 2 os posts de atualização de julho e setembro de 2015, para adaptar meu sistema, pois tinha montado de acordo com o guia e já estava achando muito bom.
    Além de continuar lendo o livro do David(estou começando a parte 2), se tudo der certo pretendo fazer um curso que você pode indicar, seria pela Call Daniel?
    Por hora, se tiver mais algum material indispensável do blog pra esse assunto específico(visão geral da prática do sistema), agradeceria se você pudesse me indicar.
    Obrigado!!

DEIXE UMA RESPOSTA