ou

110414-flylady

FLY Lady é um método americano de organização da casa muito falado aqui no blog. Para saber mais recomendo que leia o post: Como começar no sistema FLY Lady. Este post é sobre a aplicação do método para quem é muito, muito ocupado(a), trabalha fora e, na maioria das vezes, está tão cansado(a) que não consegue nem arrumar a cama e lavar a louça direito. Será que dá para a gente manter uma rotina de limpar a casa mesmo nessas condições?

A ideia do sistema FLY Lady é justamente conseguir dar conta das tarefas domésticas sem surtar muito, deixando a casa em ordem. Confesso que, quando trabalhava em casa, era tão tranquilo! Especialmente antes de o nosso filho nascer. Depois que ele nasceu e, especialmente, agora, quando eu tenho diversas frentes de trabalho, a rotina ficou bastante complicada. Por isso, eu venho refletindo sobre as aplicações do método, adaptando ao nosso dia a dia, e gostaria de compartilhar com vocês então as minhas reflexões sobre a pia*.

1. Acompanhar os e-mails

Eu não sei vocês, mas eu não consigo acompanhar todos os e-mails enviados pela FLY Lady. Deixo para ler alguns que me interessem quando eu tenho algum tempo para isso (envio para o Evernote e uso a tag “Ler” para organizar). No geral, para saber as missões da semana e outras informações, eu tenho o hábito de visitar o site regularmente. Acho mais fácil.

2. Manter os hábitos

Confesso que, por já conhecer o método há tantos anos, os hábitos são fáceis para mim, pois acabo fazendo naturalmente. A coisa da pia sempre limpa, acordar e se vestir, destralhar todos os dias – isso tudo já é bem natural.

3. Manter o control journal atualizado e funcionando

Tenho hoje nosso control journal no Evernote e é lá que eu organizo as listas detalhadas de limpeza e todo o resto. Reviso de vez em quando para mudar algo, se sentir necessidade. Não tenho mais um control journal físico, pois acho que dá trabalho manter, além de ocupar muito espaço.

4. Cumprir as missões do dia

Acho que cumprir as missões é o mais fácil, porque geralmente são tarefas curtinhas e que a gente faz em quaisquer 15 minutos livres de noite em casa. O problema é quando eu estou viajando a trabalho, pois aí as missões acumulam e acabam ficando para o próximo dia livre, e confesso que muitas vezes acabo não fazendo.

5. Organizar a limpeza por zonas

É a maneira mais fácil de organizar, na minha opinião, mas o problema é o mesmo que eu relatei acima: se eu estiver viajando, o esquema vai para o ralo. Quem viaja bastante a trabalho acaba tendo esse problema. E aí, como fazer? Ou coloca uma faxineira no esquema ou engaja as outras pessoas da casa para manterem a organização. Se nenhuma das duas alternativas for possível, a alternativa seria juntar com as tarefas da semana seguinte ou fazer tudo no sábado, por exemplo, o que é cansativo. Não tem muito o que fazer nesse caso.

O que eu aprendi quando comecei a trabalhar (muito) é que não dá para ter a casa brilhando, ficar com o filho, o marido, investir em hobbies, estudar e fazer toda a sorte de coisas que temos vontade. Entre ter uma casa semi-limpa e viver / ter uma casa brilhando e viver morta de cansaço, eu fico sempre com a primeira opção. É uma mudança de paradigma, mas o sentimento de desapego ajuda bastante nisso.

* A FLY Lady publicou um livro nos Estados Unidos com esse título (“Reflexões sobre a pia”, pois um dos seus hábitos mais famosos no sistema FLY Lady é o de deixar a pia da cozinha sempre brilhando). Para quem ainda não pegou isso, vale a pena começar desde o início, um hábito de cada vez. São hábitos mesmo, e não tarefas que aumentem ainda mais a nossa carga de atribuições no dia a dia. 

Thais Godinho
18/04/2014
Veja mais sobre:
15 minutos, Em casa, FLY Lady, Organizar
18
Linkagem de domingo {76}
Como organizar: Rotina de crianças em idade escolar
Tire as tranqueiras da entrada