O que é uma vida organizada?

Uma vida organizada é uma vida realizada. Feliz. Coerente com o que somos, o que queremos, o que sentimos. Cada pessoa tem a sua organização pessoal. Organizar, como já disse algumas vezes aqui, não é colocar coisas dentro de caixas. Não adianta nada a gente guardar o que não deveria estar na nossa vida. Quando a gente guarda algo que não serve ou que não sabe qual a finalidade, está na verdade apenas adiando ou escondendo. E isso vale tanto para sentimentos e sonhos quanto para meias furadas.

Ter uma vida organizada, enfim, é viver de forma plena, promover mudanças (quando necessárias), se planejar para conquistar sonhos. É o desejo de querer mais aliado à satisfação com o presente.

Como as pessoas podem se organizar em casa?

Nossa casa é um projeto vivo que sempre demanda muita coisa para fazer. É importante cada um saber quais as necessidades da sua própria residência e encarar as tarefas como problemas que precisam de soluções. Todo dia precisa lavar a louça? Então não adianta reclamar a respeito – pense em como otimizar a coisa toda. Divida a tarefa, tenha uma lavadora, lave tudo de uma vez, lave aos poucos, enfim – encontre a solução que funciona melhor para você e a dinâmica da sua família. Não existe solução padrão, ideal ou regrada.

É fundamental atentar para o tamanho de cada residência. Uma kitnet terá necessidades totalmente diferentes de uma casa com cinco quartos, e o que serve para uma pode não servir para a outra. Da mesma forma, uma pessoa que fica fora de casa das 5h às 23h tem uma disponibilidade de tempo diferente de uma pessoa que trabalha em casa. Tudo isso deve ser levado em conta ao planejar soluções para uma residência.

Eu era (e ainda sou) muito a favor de tentarmos fazer tudo por nós mesmos, mas hoje acredito que a praticidade deva falar mais alto. Estamos todos bastante ocupados, então não vejo sentido em deixar o filho de lado para limpar atrás da máquina de lavar, só que isso precisa ser feito! Se eu não tenho tempo, tenho que aprender a priorizar, e óbvio que, para mim, ficar com o meu filho é mais importante. O mesmo vale para estudos, projetos, sonhos. Se alguém tiver condições financeiras para investir em bons profissionais, se quiser utilizar o tempo com algo que tenha prioridade maior, deve fazer isso sem sentir culpa.

O fato é que não dá para a gente fazer tudo o que a gente tem vontade. Até tem, mas não ao mesmo tempo. Logo, se você tem um emprego, passa o dia todo fora, ainda quer estudar, cuidar da casa e da família, entenda que vai ter que diminuir suas expectativas com relação a praticamente todas as frentes. Ou então, adiar uma coisa ou outra ou até mesmo deixar de lado.

Como as pessoas podem organizar o seu trabalho?

Em primeiro lugar, quero deixar claro que gosto de definir trabalho como tudo aquilo que você se dedica, com remuneração ou não. As pessoas tendem a achar que trabalho se resume a emprego, mas não é só isso. Uma pessoa que não tenha emprego não tem trabalho então? Não é assim que funciona. Cuidar da casa, dos animais de estimação, bordar toalhas, escrever, cozinhar, se dedicar a um instrumento, organizar um grupo de estudos na igreja e tantas outras atividades também são trabalho.

O primeiro passo é conhecer todos os trabalhos presentes na sua vida. Conhecendo cada um deles, é importante estabelecer rotinas e hacks para facilitar o dia a dia e melhorar a produtividade. A regra é clara: se uma pessoa está estressada com o multitasking ou a falta de tempo, é porque precisa tomar uma série de providências pessoais. E só a própria pessoa pode encontrar essas soluções pois, para isso, é necessário entender todo o contexto de vida dessa pessoa, do seu trabalho e do que precisa fazer, com o ânimo que tem. São muitas variáveis e, por isso, não existe uma regra geral nem como outra pessoa fazer isso por ela.

Como as pessoas podem organizar a vida em família?

Estamos falando sobre relacionamentos aqui. Além de a gente ter que se organizar, ainda precisa lidar com o estilo de organização de outras pessoas que convivem conosco. Logo, o segredo é ter muita paciência e ser tolerante com as pequenas coisas. Não dá para estragar um casamento porque um dos dois riscou a panela de teflon na cozinha.

Eu acredito que a observação seja a principal parceira da organização da família. Se uma criança sempre joga a toalha ou a roupa suja no chão do banheiro, talvez esteja faltando um cesto ali, e não uma bronca. Portanto, vale a pena observar as pistas que a bagunça traz.

Outro ponto importante é a humildade no relacionamento com a família. Uma mãe e um pai não são donos do bebê, assim como uma pessoa que seja mais organizada não manda na casa só porque a outra não liga muito para isso. Atenção: este é um ponto de vista pessoal. Não acredito na disciplina através de ordens e antipatia, mas sim através do entendimento e engajamento de cada um. Quando meu marido não faz alguma coisa que eu ache legal fazer para manter a casa organizada, eu mostro a minha alternativa e pergunto a opinião dele. Muitas vezes, ele acha legal e implementa, porque viu motivo naquilo; não foi uma ordem. Assim como muitas vezes ele pode achar uma enorme besteira fazer aquilo e, sinceramente, pode ser mesmo. Serve para eu repensar e ver se não estou complicando demais as coisas. O fato é que nada é feito na base do grito, mas do trabalho em equipe, observando as necessidades de todos e o estilo de arrumação de cada um. A organização tem que ser o caminho mais fácil, senão não será possível nunca.

E aí vale colocar outro ponto também, que é: veja se ter uma família organizada é mais importante que ter a própria família em si. Não vale a pena viver brigando porque um é super organizado e o outro é bagunceiro. Não se trata de abrir mão, mas de ter prioridades. Eu prefiro ter uma casa mais sujinha a brigar com meu marido porque ele não limpou algo que deveria ter limpado, por exemplo!

Como as pessoas podem organizar os seus momentos de lazer?

A vida é uma só. Dividimos em áreas porque fica mais fácil de a gente entender as necessidades e planejar soluções. No caso das atividades de lazer, eu entendo que a melhor maneira de organizá-las é realmente priorizá-las tanto quanto se fossem um compromisso profissional, se elas forem importantes para você. Isso vale tanto para o cinema na quarta à noite quanto para a viagem que você sempre quis fazer para um determinado país.

No dia a dia, acabamos deixando o nosso lazer de lado em detrimento de oturas atividades que parecem mais importantes, mas o lazer também é importante. Acredito que ter isso em mente já nos ajude a pensar nessas atividades de uma forma diferente.

Como as pessoas podem organizar seu próprio bem-estar?

Priorizando. Para tudo, o que define se a organização vai dar certo ou não é saber priorizar. Se você prioriza a sua saúde, a sua alimentação, o seu sono, o seu conforto, você encontra espaço para eles na sua agenda tão apertada. Se para você não for prioridade, vai ficar claro. Tem gente que não gosta de dormir muito e dorme quatro horas por dia, enquanto há pessoas que precisam dormir mais de 10 horas diariamente. Oras, se dormir 10 horas por dia é uma prioridade para você, você tem que aceitar que deixará de lado outras atividades nas próximas 14 horas.

A vida é assim mesmo, esse Tetris que a gente faz com as 24 horas que temos todos os dias. Se a gente não definir o que for prioridade, fica tudo extremamente caótico em pouco tempo e ninguém consegue viver desse jeito.

Outro ponto que eu gostaria de ressaltar antes de terminar esse texto é sobre a importância do esforço pessoal. Não adianta esperar que a Thais, do blog, ou qualquer outra pessoa, pegue você pela mão, organize sua vida e pronto, mágica feita! Primeiro, porque isso só é possível se você tiver alguém ao seu lado, fazendo um acompanhamento profissional mesmo de coaching, aliado ao trabalho de um assistente ou secretário. Ou seja: caríssimo e para poucos! Se você não é essa pessoa, aceite que terá que se esforçar e mudar sua vida, se quiser se organizar. Ninguém, além de você, pode fazer isso. Ninguém, além de você, pode sentar e analisar sua vida, gerando direcionamentos. Dicas são apenas dicas, versões do que uma pessoa muito específica faz com a sua vida. Nem tudo serve para todo mundo e nem tudo pode ser seguido à risca. Você precisa encarar sua vida de frente, definir quais são as suas prioridades e pensar em soluções para os problemas que tem, e isso é absolutamente pessoal.

Espero que você tenha um mês de abril maravilhoso, cheio de significado e vivido de acordo com o que você acredita que deva ser.

35 Comentários

  1. Estou precisando tanto disso na minha vida. =/
    Quero imprimir esse texto e ler sempre que achar que não há solução.

  2. Simplesmente maravilhoso, Thais! Resumiu com primor o verdadeiro conceito de uma vida organizada. Concordo totalmente com o seu ponto de vista. Parabéns!

  3. Amei o post, parabéns novamente, você é minha inspiração, o blog ajudou muito e continua ajudando demais minha vida.
    Obrigada.

  4. Thaís! Adorei esse texto, sabe quando a gente lê algo e SENTE várias pecinhas se encaixando. Então, é assim que tô rsrs… engraçado que o racional ainda não entendeu o que tá encaixando.

  5. Bom dia, Thais! Sabe o que mais amo nos seus textos? O fato de você sempre deixar bem claro que qualquer forma de viver deve ser pensada a partir da necessidade de cada um, que toda escolha é extremamente pessoal… e perfeitamente aceitável!!! Não há padrões ou fórmulas mágicas, apenas a decisão e esforço individuais.
    Obrigada pela simplicidade
    Regiane F

  6. Abril é o momento ideal pra falar disso… acho que tá todo mundo louco no meio do semestre e se sentindo desmotivado.

    Estou tentando aplicar tudo isso na vida mas não é fácil né? exige uma postura pró-ativa diante da vida, e nessa altura do ano, eu mesmo me sinto esmagada.

    Mas obrigada por compartilhar :DD

  7. Olá Taís. Estou passando por momentos de reflexão sobre o que é prioridade na minha vida desde que perdi a babá dos meus filhos no ano passado, ela mais do que meu braço direito, era amiga, conselheira, dessas pessoas que está do seu lado para o que der e vier sabe, foi nesse momento que percebi que era a hora de cuidar dos meus filhos, até porque eles eram apaixonados nela, e vim trabalhar em casa, eu e meu marido temos um comércio de material elétrico e prestação de serviço, muitos me perguntavam porque não procurava logo outra babá para eles, as pessoas acham que para ser feliz precisa estar trabalhando numa empresa conhecida, ser muito bem remunerado e adquirir bens, mas pude perceber que não, pois como vc mencionou cada uma tem sua prioridade na vida de acordo com o momento que está vivendo, fico tão aliviada quando leio seus textos e pode ter certeza tem me ajudado muito, não só na parte de organização, mas principalmente no quesito reflexão. Um abraço e que venham outros textos maravilhosos como esse.

  8. Thais
    Esse texto foi fenomenal. Acompanho o blog e sua evolucao (apesar de nunca comentar).
    Chego a conclusao que textos como este motivam, dão um gas especial no nosso dia a dia. Sempre recomendo seu blog, pois o conteúdo não se resteinge só a organizacao, mas a vida como um todo!

    Obrigada mesmo!!!!!

  9. Amei o texto. Ultimamente estou tentando priorizar os momentos que posso passar com a minha família e isso me deixa feliz. Acho importante cuidar das relações e isso organiza a minha vida.

  10. Querida vc é minha inspiração, nesses dias tenho pensado que preciso acordar às 5:30 para poder conseguir economizar na condução para o trabalho e levar o almoço também, porém só vou conseguir fazer verdadeiramente isto se for olhado como uma prioridade, e neste post vc me fez ver isto, trabalho em tempo integral e almoço no serviço e ainda faço faculdade, enfim minha vida é muito difícil, meu filho e meu esposo não me ajudam nas tarefas de casa,logo tudo fica mais complicado,às vezes da vontade de desistir, entretanto quando leio algo tão bacana como o que vc escreveu, enfim é uma injeção de ânimo. Só o que posso te desejar é muita saúde para vc e os teus,um grande abração, do tamanho da tua generosidade

  11. Texto no mínimo, maravilhoso. Adorei. E como sempre, veio em boa hora, quando estou precisando rever muitas coisas na minha rotina. Obrigada, Thais.

  12. Oi, Thais! Ótimo abril pra você e pra todos nós! ;D
    Queria saber se conhece um serviço chamado Unroll.Me (https://unroll.me/). Comecei a usar agora, ainda tô testando, mas é bem interessante. É um serviço de gerenciamento de inscrição em newsletters. Logando e dando a autorização o Unroll.Me lista as newsletter que você está inscrito e dá a opção de cancelar ou combina-las em um e-mail só. Eu tenho algumas newsletter que curto receber, mas que “entulham visualmente” minha caixa de entrada e me desanimo a conferir o conteúdo que pode ou não me interessar. Com o Unroll.Me eu visualizo uma prévia de cada uma em uma e-mail só e processo bem mais rápido. Pra quem não abre mão de receber algumas newletters e quer manter a ordem na caixa, parece ser um ótima opção. Espero que curta a indicação. Adoro seu blog e não conseguiria elogiar o suficiente toda a inspiração que você me dá. Abraços!

  13. Oi, excelente texto. Também acabei de voltar dos EUA e lá fiz a aquisição de algo que facilitará e muito a minha vida e da minha esposa, comprei um robô aspirador. Como tenho cachorro que solta muito pêlo nos presenteamos com isso, antes precisava aspirar 4 vezes na semana a casa, agora tem que faça por mim.

  14. Texto maravilhoso! Quando comecei a ler sobre GTD, tentei fazer ao pé da letra e vi não deu certo, me achei extremamente incompetente. Depois conheci o ZTD e achei mais simples. Agora acho que estou conseguindo “me encontrar na minha bagunça” e principalmente, estou curtindo o processo de me organizar. Adoro seu blog e também o blog da Rita (The busy woman and the stripy cat”) e consigo aprender muito com vocês duas.
    Beijos
    Kathia

  15. Olá Thais,
    Faz tempo que não comento aqui… Gostei muito da sua definição de trabalho. Concordo. Li todo este texto atentamente e gostei também desta parte: “Aceite que terá que se esforçar e mudar sua vida, se quiser se organizar. Ninguém, além de você, pode fazer isso. Ninguém, além de você, pode sentar e analisar sua vida, gerando direcionamentos”. Parabéns pelo ótimo texto!

  16. Thais, não sei se gosto mais do conteúdo ou da forma como você escreve. Eita menina talentosa!!! Muito obrigada pela reflexão que me fez pensar nas minhas próprias prioridades. Às vezes eu preciso voltar e ver se o que eu defini é isso mesmo. E outras parar de enrolação e pegar o touro na unha. E o seu texto me causou essa oportunidade de pensar e olhar para mim e para a minha vida. E digo para você que, tirando umas besteirinhas, ta tudo bem ok.
    Beijos e ótimo mês de abril pra você também!
    Cintia

  17. Querida obrigada por esse texto maravilhoso…sabe eu estou num momento de realmente determinar minhas prioridades..são três empregos diferentes, dois filhos, um esporte, uma casa e um marido e pouco tempo..mas vou levando de forma simples pq assim consigo realizar tudo..mas sei que tenho que adiar muita coisa,muito projetos, mas meus filhos e minha família são esseciais…beijus minha querida

  18. Estou perdidamente apaixonada pelo seu blog. No nível, entrei por acaso, li dois posts e quando vi estava há uma hora acenando loucamente e querendo voltar pra casa pra colocar todas as dicas em prática – isso porque me considero organizada… que delícia de dicas, práticas, fáceis e interessantes, com stress zero. Obrigada! Acrescentei você no meu próprio blog também, quem sabe mais alguém vai ficar com a vida mais fácil.

  19. Ola Thais. Acompanho o seu blog a um bom tempo e a admiro pela disciplina. Legal voce ter mencionado o esforco pessoal pois, pasme, nao eh algo tao claro assim para todos. Eu mesma estou engatinhando nas reorganizacoes que estou fazendo em minha vida e nao imaginava o quanto preciso colocar de vontade, foco e mao na massa para fazer as coisas acontecerem. Confesso que as vezes desanimo, mas vejo sempre um progresso. Obrigada pelo post!

  20. Olá Thais, fiz um curso mês passado de organização de closets e armários, despretensiosamente já que estou sempre fazendo um pouco de cada coisa que eu possa me dedicar até o fim. Sei que existe a pessoa organizada dentro de mim pois muitas coisas que aprendi no curso já faziam parte da minha vida e agora me encontro aqui, querendo aprender mais e mais. Estou a semanas de concluir meu curso de Multimídia Digital e encontrei teu blog ao procurar sobre organização para escrever um artigo para o meu site (que é meu produto multimida para a conclusão do curso) Escrevo porque queria te dizer o quanto estou amando isso aqui e pra te parabenizar pelo trabalho. Você com certeza esta contribuindo para que eu me torne uma pessoa melhor, porque não se trata apenas de organização do espaço físico, mas do nosso interior. Muito obrigada e que você possa sempre nos agraciar com teu conhecimento. Partilha. =)

  21. Obrigada por me inspirar Thais. Tenho “provocado” mudanças contínuas, ainda pequenas, mas que têm feito a diferença em minha vida e de meu marido, baseando-me em seu blog. Fica aqui minha sincera gratidão.

  22. Identifiquei-me muito com o blog.
    Fala de tudo em que acredito e que tento praticar em minha vida.
    Fiquei fã!

  23. Nossa… Como eu não conheci teu blog antes? Parabéns, és objetiva e segura no que diz. Agora eu virei tua fã! Obrigada pelos esclarecimentos. Preciso mesmo organizar minha vida neste novo ano.
    Felicidade pra ti!
    Giselle.

DEIXE UMA RESPOSTA