ou

Li esse artigo no maravilhoso Life Hack e gostei tanto que resolvi compartilhar uma versão livremente traduzida por mim aqui no blog. Espero que gostem também.

Penso da seguinte maneira: nossa vida é muito preciosa para desperdiçarmos com ações esquisitas e, pior, prejudicando pessoas. Por isso, espalhar a bondade é um ato de doar-se ao mundo, procurar fazer as coisas melhorarem. E não precisa de muito para fazer isso – as atitudes geralmente são super simples, mas fazem toda a diferença. Querem ver?

Agradeça

Agradeça quando alguém te ajudar. Agradeça quanto te oferecerem alguma coisa. Agradeça pelo que você tem, pelas oportunidades, pelo seu trabalho, pelo seu dia, pela sua vida. É maravilhoso estarmos vivos. Agradeça a deus, ao universo, a quem ou o que você acreditar, mas agradeça. Todos os dias. Isso dá uma sensação de humildade tremenda na gente, e é para ser assim mesmo. Não somos mais importantes que os outros – somos iguais. Então agradeça por tudo o que você recebe, especialmente no que envolve o esforço de outras pessoas. A comida no seu prato foi feita por alguém. Agradeça. Se você parar para pensar, encontrará motivos para agradecer em todos os momentos.

Não julgue

Toda vez que estiver chegando à sua mente um pensamento julgando alguém, interrompa-o. Todo mundo tem motivos e muitos deles podem ser desconhecidos para você. Portanto, não julgue. Mesmo se você conhecer todos os motivos, ainda assim, cada pessoa tem sua história de vida. O que ela fizer, será escolha dela, e ela deverá arcar com as consequências. Quem somos nós para julgar? Quem saberia dizer o que não faríamos em outro tipo de situação? Gostaríamos de ser julgados? Claro que não. Julgar nunca é bom. Internamente, já é ruim. Fofocar com os outros, então, nem pensar! Evite esse pensamento ou, no mínimo, guarde-o para você.

Ajude outras pessoas

O que você pode fazer hoje para ajudar outras pessoas? Comece ajudando desde a hora de acordar: arrumando a cama, lavando a louça, levando um copo de água para um colega de trabalho que estiver com tosse, diminuindo o ar condicionado caso o outro colega esteja resfriado, entre tantas outras ações cotidianas. Se puder ir além e fazer um trabalho voluntário, que maravilha! Doe seu tempo, seu dinheiro, o que puder, mas doe. Ajude outras pessoas. O que seria do mundo se todos se ajudassem sem esperar nada em troca, apenas para fazer um ato bondoso?

Para de esperar coisas em troca

Não faça algo esperando que aquilo se reverta em algo para você. Não dê um presente esperando que a pessoa te presenteie de volta. Não empreste dinheiro esperando que, no futuro, a pessoa possa te ajudar também. Desvincule-se dessa ideia. Liberte-se. Faça as coisas porque você acha correto ajudar os outros e fazer o bem. Esse é o seu retorno.

Trate-se bem também

Precisamos estar bem para fazer os outros felizes. Portanto, cuide-se! Durma bem, descanse, trabalhe no que gosta, busque hobbies que te façam feliz, esteja com as pessoas que você ama, entre tantas outras escolhas. Crie um diário. Comece a escrever sobre tudo o que aconteceu de bom na sua vida e como pode melhorar os sentimentos ruins.

Pense nos outros

Sempre que tiver que fazer alguma coisa ou tomar uma atitude, pense nos outros primeiros, em vez de pensar em você. Nós somos tão apegados ao nosso próprio ego que pode parecer difícil sequer cogitar fazer isso, mas apenas tente e veja como você se sente depois. Pare de querer ganhar a discussão, de passar na frente do colega no trabalho, de querer mostrar que é o melhor, está sempre certo ou chama mais a atenção que todo mundo na turma. Tire o foco de você e leve para outra pessoa. Faça o teste.

Encoraje em vez de criticar

Criticar é fácil. Se deixar, é a nossa reação natural a qualquer coisa. Encorajar é muito mais complexo, sabe por quê? Porque precisamos pensar para reagir. Seja essa pessoa. Analise a situação apresentada e encorage o outro a agir de determinada maneira positiva. Segure as críticas. Muitas vezes, a pessoa precisa somente de um apoio, pois já está cansada de saber o que é certo ou errado.

Esteja presente

Deixe claro aos seus amigos, familiares e pessoas que você ama que está sempre por perto para tudo o que eles precisarem. Isso não se faz com uma declaração verbal, mas com pequenas atitudes no dia a dia. Um telefonema, um recadinho preocupado no Facebook, um SMS de bom dia. Encontre maneiras de estar sempre presente na vida das pessoas que são importantes para você.

Faça pequenas coisas

Sorria para um estranho na rua. Limpe a pia do banheiro no seu trabalho. Dê bom dia em uma sala que fica distante da sua. Diga a uma mulher que o batom combinou demais com ela. Deixe um bilhetinho na mesa daquele colega que está chateado. Troque o galão de água. Leve uma fruta de sobremesa para quem almoça sempre com você no restaurante da empresa. Empreste um livro. São tantas coisas que a gente pode fazer..! Pense a respeito.

Encorage uma visão positiva nas outras pessoas

Se alguém estiver triste ou pessimista, encorage uma visão otimista. Tente ver o lado bom da história e encorajar a pessoa a vê-lo também.

Não divulgue sua ajuda

Ajude as pessoas sem elas saberem. Afinal, você faz isso por elas ou por você? Se fizer um trabalho voluntário, não poste fotos no Facebook dizendo o que fez, para não parecer promoção pessoal. Faça doações sem assinar com seu nome. Enfim, ajude anonimamente. Sinta-se bem pelo fato de ajudar, não para ser reconhecido(a).

Trate bem todas as pessoas

E não apenas aquelas que são superiores a você no trabalho ou mais próximas. Trate bem um estranho na rua, um pedinte, a atendente do McDonalds, o gari, o carteiro, o caixa do supermercado, a moça da limpeza, o seu pai, a sua avó, o seu chefe, o seu colega de mesa no trabalho. Todo mundo.

Lide de forma diferente com as pessoas que te deixam “mal”

Todos temos pessoas que fazem com que a gente se sinta mal. Na verdade, o que faz a gente se sentir mal ou bem é a nossa própria mente. Se encararmos tudo de outro jeito, fica mais fácil e verdadeiro. Veja aquela pessoa que te xingou, te provocou ou te agrediu de outra maneira. Tenha compaixão por ela, que tomou essa atitude de agredir outra pessoa. Tente vê-la como uma pessoa que ajuda você a ser alguém melhor, por fazer você exercitar a paciência, por exemplo. Seja pró-ativo(a). Não culpe os outros por se sentir bem ou mal. Lide diferente com essas pessoas e mude sua vida.

Não é difícil. =)

Thais Godinho
10/01/2014
Veja mais sobre:
48
Novas versões de planos do Evernote – e agora, qual escolher?
Melhores livros lançados em dezembro 2015 e janeiro 2016
Organização é diferente de arrumação

 

  1. Cris 10/01/2014

    Que post e foto linda 🙂

    • Thais Godinho respondeu Cris 10/01/2014

      Obrigada.

      • Silvania respondeu Thais Godinho 23/02/2014

        Thais, nada é por acaso acredito ao entrar no seu blog senti uma mistura de
        sentimentos recordei até do meu diario que joguei e parei de escrever
        assumir os erros olhar o outro com bondade e não julgar simplesmente
        colaborar se doar é simples,mas que complicamos com a nossa rotina,
        se colocar no lugar do outro. Veio em uma hora boa,mudança requer esforço
        vou tentar ser um ser humano melhor, muito Obrigado!

  2. Jhonny Oliveira 10/01/2014

    Muito bom artigo, chegou bem na hora que eu estava precisando!
    Muito obrigado e parabéns pelo trabalho.

  3. Andreia 10/01/2014

    Bom dia Thais, gostei muito do artigo.
    Obrigada!

  4. Bruna 10/01/2014

    Adorei as dicas, Thaís. São pequenos gestos mas que fazem toda a diferença no mundo. De pouco em pouco transformamos o mundo num lugar melhor, pensando na gente, mas também nos outros, respeitando a vida em sua totalidade e nunca fazendo aos outros o que não gostariamos que fizessem pra nós.

    Abraço!

  5. rosalia ribas 10/01/2014

    Parabéns pelo artigo!! Você escreve com o coração, por isso transforma a vida das pessoas.
    A reflexão nos torna pessoas melhores!!

  6. Concordo plenamente Thaís!
    Embora eu tenha a percepção de todos estes itens, me falta a rotina de aplicá-los diariamente, principalmente quando não tenho bom humor!
    Em 2014, quero ser uma pessoa melhor!
    Adorei o post!

    Beijooos!

  7. 10/01/2014

    Bom dia, queridíssima Thais!!! Obrigada pela leveza que esse post me proporcionou…

    🙂

  8. Lilian 10/01/2014

    Não chamaria nem de maneira de espalhar a bondade pelo mundo, mas sim de ter paz interior. :]]

    • Thais Godinho respondeu Lilian 10/01/2014

      Mas aí o foco fica na gente e não nos outros. ;D

      • Percio respondeu Thais Godinho 14/01/2014

        Parabéns e muito agradeço pelas boas sementes que voce cultiva. Com boas práticas os caminhos, flores e frutos, assim como os suaves aromas da harmonia dos planos
        espirituais – tudo isso e muito mais poderá se descortinar na vida de cada um e de todos!

  9. Priscila 10/01/2014

    Excelente post, Thais! Obrigada por compartilhar essas dicas preciosas. Tem sido muito bons estes seus ultimos posts sobre bem-estar. Bjos, Priscila

  10. Josy Santos 10/01/2014

    Que post bacana Thais! Estamos precisando de mais amor ao nosso redor mesmo. As pessoas só vivem tensas e envolvidas em seus problemas, que poucas palavras e gestos de carinho são feitos.
    Ah, e sua foto ao lado está linda!!

    Abraços!!

  11. Bárbara 10/01/2014

    Eu já disse que seus posts são ótimos? Esse superou 🙂 Obrigada!

  12. Raquel 10/01/2014

    Obrigada Thais! Não canso de te agradecer! Por sua culpa também conheci o blog da Rita, o frugalismo (é assim que escreve), e tenho me libertado de muita tralha emocional e física. Minha casa tem ficado mais organizada e limpa! Só tenho a te agradecer! Eita… Isso acho que se encaixa lá naquela sessão dos depoimentos… Se quiser pode jogar pra lá

    No quesito… Limpe a pia do banheiro no seu trabalho, faço isso há anos, trabalhei em uma empresa que tinha um “recadinho no banheiro” simplesmente pedindo pra você secar a pia com o seu próprio papel que secou a mão… Dá uma diferença.. Faço isso até hoje, algumas meninas me olham de forma estranha quando me vêem fazendo isso, mas gosto e continuo fazendo!

  13. Carla 10/01/2014

    linda foto, Thais!
    o último item é o mais difícil pra mim, os outros itens por ser interessada pelo budismo eu até pratico (a gratidão, por exemplo), mas tenho pessoas na família que fazem questão de deixar os outros mal (nao só a mim), então já tentei de tudo que é jeito, ter compaixão, tentar entender o porque são assim, tratá-las como se fossem criançcas precisando de atenção, e muitas outras formas que nem lembro agora, mas eu prefiro evitá-las, até por tentar levar uma vida mais minimalista/frugal (ainda não me decidi entre os dois), e seguindo dicas aqui do teu blog e da Rita, estou aprendendo a dizer não.
    Eu trabalho, faço faculdade e tenho uma filha de 2 anos e meio, já tenho coisa que chega pra me estressar, não preciso ainda no fim de semana ir visitar pessoas que só me estressam, literalmente não ajudam e ainda atrapalham criticando, plantando intrigas no casal etc.
    meu mantra tem sido “Muito obrigada, mas hoje preciso lavar roupa, limpar a casa, quando der tempo eu ligo pra te visitar.”
    Thais, te agradeço por todo dia regar a sementinha que você plantou em nós de sermos pessoas melhores!
    um beijão e fica com Deus!!!

    • Thais Godinho respondeu Carla 10/01/2014

      Ai, é difícil mesmo. O negócio é ter um afastamento de quem não te faz bem, pelo menos até você conseguir lidar melhor com esse sentimento.

  14. Ingrid Normando 10/01/2014

    Se as pessoas colocasse em pratica apenas 03 desses itens o mundo já seria um local muito melhor!

    *Blog Dona Ingrid*

    *Face Dona Ingrid*

  15. Amanda 10/01/2014

    Vou praticar o primeiro tópico agradecendo pelos textos inspiradores que você publica 🙂

  16. patricia 10/01/2014

    Thais
    alguns tópicos que vc falou no post acima me lembram coisas que estudamos na SEICHO-NO-IE e um livro, Diário do relógio de sol, fala bem disso que vc citou: registrar somente as horas em “que o sol brilha”, ou seja, as horas boas, para fixar na mente as coisas boas… e quanto ao comentário da carla, sugeriria a leitura do livro “pessoas maléficas” : Apesar do nome, trata de pessoas que envenenam o nosso dia a dia com palavras de discórdia e outras coisinhas que todos nós passamos, e ensina forma de lidar com elas no dia a dia. Bem, fica as dicas pra vcs! bjs a todos!

  17. renata 10/01/2014

    Parabéns pelo site, acompanho sempre e suas dicas são de uma utilidade tremenda. E no intuito de ajuda-la também, gostaria de fazer uma correção : encoraje vem do verbo encorajar e é escrito com j. Grande abraço e sucesso.

  18. Suzan Krichaki 10/01/2014

    Nossa, adorei!
    Especialmente o último, quanto a lidar de forma diferente com as pessoas que nos fazem mal. Esse conselho é muito pouco dito e aplicado! Além de mudar a nossa impressão acerca da ofensa, também é interessante mudar nosso pensamento acerca do ofensor.
    Pensar na pessoa que nos ofende como alguém que está fazendo mal para si próprio. Normalmente são pessoas infelizes, que sofrem em decorrência das suas próprias atitudes.
    Parabéns!

    Beijos,

  19. Karin Lisboa 10/01/2014

    Olá, Thaís! Acompanho seu blog já faz um tempo, mas nunca deixei um comentário. Parabéns pelo trabalho, você o faz com muita competência e sem dúvida inspira muita gente. Fico feliz em ver um blog sobre organização que entende que toda e qualquer simplificação precisa vir aliada a uma mudança interna, à leveza nas nossas vidas. Muito bom o texto. Nos faz olhar para dentro e pensarmos em qquaanto melhor podemos ser. Forte abraço e continue inspirando pessoas como você me inspirou a mudar de vida.

  20. Nathália 10/01/2014

    inspirador! Obrigada!

  21. Jessy 10/01/2014

    Excelente matéria, o mundo (nós) precisamos disso. Amo seu blog.

    E esse blog da Rita (o frugalismo) que li em alguns comentários aqui, qual é o link? alguém poderia me dizer, fiquei curiosas, rsrsrsrs.

  22. Kathia 10/01/2014

    Conselhos tão simples e, ao mesmo tempo, tão preciosos. Lindo post, obrigada.

  23. Bianca 11/01/2014

    Conheci o blog através de uma amiga que sabe que eu gosto bastante de organizar partes da minha vida, mas esse foi, sem sombra de dúvida, o melhor post de todos os tempos. A parte emocional é a mais complicada de se organizar na minha vida, e esse texto veio com uma clareza imensa e me passou muita serenidade. Parabéns e obrigada por compartilhar!

  24. walquiria Moraes 11/01/2014

    Amei o texto: Se tivéssemos mais atentos às sugestões colocadas, certamente saberíamos como enfrentar melhor os inevitáveis dissabores da nossa rotina e progredir espiritualmente.

  25. nat 11/01/2014

    veio mt de encontro com parte do q busco… ser bom não eh separar oq vc n qr mais e mandar p doação… vai mt além!!! n comentei no post q vc disse da sua crise de estresse… só me fez te admirar mais, vc é normal!!! eu tenho uma rotina louca c meu trabalho, e n tenho filhos, e via vc c vários projetos ocorrendo de uma vez, sem deixar a casa e família de lado… caraca, sempre pensava em vc, como vc pe determinada, de fibra, e como a organização nos ajuda!! o evernote é parte da minha vida profissional… me ajuda bastante… e mts outras coisinhas q aprendi, e logo vou relatar no cantinho q vc está preparando p isso!!
    bjs

  26. Tallyta 12/01/2014

    Thais, texto muito bom. parabéns!

  27. Cida Gomes 13/01/2014

    Thais,
    É bom saber que estamos no caminho certo, pelo menos estamos tentando fazer do mundo um lugar melhor, e isso é possível! Sempre me identifico muito com seus artigos e isso me deixa feliz!
    Grande abraço e que 2014 sempre um grande ano!

  28. Anna 14/01/2014

    Que bom seria se todos que publicam coisas na Internet cuidassem de publicar bons posts como esse! Gostei muito!

  29. Esse texto fez-me lembrar de um filme muito bonito que assisti:

    A corrente do Bem
    http://www.imdb.com/title/tt0223897/?ref_=fn_al_tt_1

    Recomendo.

  30. anonimo 16/01/2014

    Parabéns, o mundo também fica melhor com a divulgação dessas dicas. Obrigada por dividir conosco!

  31. Marcos Santos 24/01/2014

    Belos Exemplos, Me Chama Atençao Pela Beleza Da Simplicidade, Espero Que As Pessoas Consigam Encarnar Atitudes Nobres ComO essas. Parabéns… =)

  32. Raniere 30/01/2014

    Thais, estou muito feliz de ter podido conhecer o seu blog, o seu trabalho, o seu dom… Desde que comecei a ler os seus textos tenho tido dias muito mais felizes, consegui me disciplinar muito mais, me organizar de forma mais prática e simples, me sentir bem comigo mesmo, praticar mais o bem… Com tudo isso, até consegui dar um up em meu relacionamento, que estava por um fio (boa parte culpa da minha desorganização e desapego ao bem estar alheio). Essa sua missão na terra é linda. PARABÉNS!
    Você hoje pra mim é uma inspiração.
    Também sou editor de alguns blogs e seu o quão trabalhoso pode ser. Acredite, sua mensagem é muito bem aproveitada por este leitor que vos escreve.
    Um grande abraço de quem já lhe quer um bem danado sem nem lhe conhecer.

  33. Andrea 18/02/2014

    Perfeita a sua publicação, dá vontade de compartilhar com todas as pessoas que conheço. Sensacional!!

  34. Camila Barbosa 11/09/2014

    Esse post merece ser colocado como um poster nas ruas das cidades, nos corredores dos prédios e escolas, nos quartos e salas de nossas casas, nos livros de anotações diárias, na nossa agenda, na NOSSA VIDA!!! Muito bom!!!

  35. Angélica 28/01/2015

    Oi Thais!!!
    Me senti bem só de ler essas boas atitudes… imagina colocá-las em pratica?
    A Flavia Calina fez um video ligando pra uma loja agradecendo pelo bom atendimento q recebeu de um dos funcionários de lá, achei maravilhoso, farei isso em breve, entre outras coisas… beijos!!!♡