O post de hoje foi escrito pela leitora Mariana Roncari.

Olá meninas! Aqui vai a sugestão da “Dieta do Envelope”, que vi há alguns anos numa revista feminina e colocou ordem na minha vida financeira de uma vez por todas! Espero que ajude!!!

– Pegue um caderninho e faça uma lista das despesas que tem no mês. Aqui em casa são essas: – Aluguel – Saúde (plano de saúde, farmácia) – Internet – Água – Luz – Telefone – Supermercado – Despesas cotidianas (almoço, lanches) – Transporte – Lazer

(Se for casada, o ideal é que o marido entre na “brincadeira” com você. Pode ser que enfrente um pouco de resistência no começo, como eu enfrentei, mas logo ele vai perceber o resultado e começar a curtir essa organização tão produtiva também!)

– Definidas quantas são as despesas, agora é hora de comprar um envelopinho para cada uma. (No começo estava tão apertada que fiz os envelopes com folhas de caderno. Depois comprei envelopes pequenos, coloridos, e escrevi o nome das despesas do lado de fora). Como sempre, as coisas bonitas tornam o hábito mais prazeroso e rapidinho você passa a gostar de cuidar do seu dinheiro! É legal também ter uma caixinha ou pasta para organizar essas despesas e os boletos que precisa pagar, por exemplo.

– Assim que receber seu salário, o interessante é que, se possível, reserve 10% numa conta poupança para realizar um sonho de longo prazo – pode ser uma viagem ou mesmo a compra de um imóvel ou aposentadoria. Depois, separe o valor necessário para abastecer todos os envelopes. Como algumas despesas não são fixas, use o maior valor como referência. Aqui, a conta de água vem no MÁXIMO 30 reais, então separo 30 reais por mês para essa despesa. Coloque uma meta sensata para as demais despesas para manter todos os gastos dentro do seu orçamento!!!

– Se depois de separar 10% e “pagar” todos os seus envelopes ainda tem dinheiro na sua conta, esse é o dinheiro que você pode gastar “a vontade”. Mas fique atenta: se tem R$ 500,00, pense que o mês tem 30 dias, então é o mesmo que ter R$ 16,66 por dia e você não deve ultrapassar esse valor nunca! Se quer gastar mais em um dia, deverá economizar no outro!!!! Esse dinheiro pode ainda ser usado para sonhos de curto e médio prazo – como comprar um sapato, uma bolsa, o ingresso de um show, etc. Também pode reservar mais uma parte para aquela poupança, dependendo da sua vontade de poupar!!!

Espero que ajude vocês como ajudou aqui!

Gostaram da dica? Eu adorei!

44 Comentários

  1. Algum tempo atrás eu tentei fazer esse método somente para os gastos sem faturas, e não deu certo porque sempre faltava troco e acabava misturando os envelopes… mas sabe que vou tentar novamente, para pelo menos saber quanto ando gastando em farmácia (cremes e afins), passagem pq abandonei o carro e compras de Horti e Mercado, aqui está um abuso de caro e em 2014 vou pisar no freio. A única coisa que incorporei de vez são os 10% ou mais, sempre me preocupo em gastar menos do que ganho.

  2. Algum tempo atrás eu tentei fazer esse método somente para os gastos sem faturas, e não deu certo porque sempre faltava troco e acabava misturando os envelopes… mas sabe que vou tentar novamente, para pelo menos saber quanto ando gastando em farmácia (cremes e afins), passagem pq abandonei o carro e compras de Horti e Mercado, aqui está um abuso de caro e em 2014 vou pisar no freio. A única coisa que incorporei de vez são os 10% ou mais, sempre me preocupo em gastar menos do que ganho.
    Parabéns pela casa nova, nada como Ano Novo Casa Nova!!! Felicidades!!

    • A ideia de ter o dinheiro na mão é que dói muito mais pagar usando dinheiro que passando o cartão. Pelo menos comigo é assim. É muito diferente pagar 70 reais no débito ou contar as sete notinhas de 10 reais na hora. Ter o dinheiro na mão faz a gente ter mais noção da realidade, e serve muito bem para quem tem dívidas e não sabe organizar o orçamento.

      • Eu também pago tudo pelo banco e sei perfeitamente quanto custa tudo e para onde vai o meu dinheiro e quanto me fica para eu poder gastar. Na prática é como os envelopes só que utilizo uma folha de cálculo do excel e no dia em que o dinheiro entra na conta sei imediatamente para onde vai cada parcela.

        • Eu também faço tudo online e sei exatamente para onde vai cada centavo! Até o que gasto em picolé!! Uso uma ferramente gratuita chamada zeropaper.

        • Faz quase 1 ano que adotei planilhas no Excel. Estipulei um valor máximo (fixo pro ano todo, tipo: R$ 1.800) gastar no mês com todas as despesas fixas e os extras.
          Pago o que posso no crédito. Toda semana consulto a fatura e atualizo na planilha de cartões todas as compras parceladas ou não e que vai debitando na planilha geral.
          Antes de fazer qualquer compra verifico se ainda tenho limite pra gastar. O resto vai pra poupança e fico, em média, com R$ 200 livres. Em 2013 minha renda teve um plus em alguns meses porém o valor estipulado não foi alterado.
          Hoje, já tenho 20% do valor do imóvel que quero comprar.

  3. Muito bom o método, mas o meu é todo informatizado, tenho uma planilha prevista e o somatório, já sei o que vou e o que não vou ter pra gastar. Todos os dias olho a planilha e vejo o que preciso pagar. Se aparecer imprevisto, pago no cartão parcelado e economizo até o dia da fatura pra não ficar apertada com os juros.
    Meu dinheiro também é virtual. pago as contas on line e nem sequer imprimo o comprovante (guardo em meu e-mail). Tem dado certo, e também diminuo o papel.
    Parei de gastar muito há cerca de um ano, tenho mais grana pra sair e me divertir com a família. Há um ano não compro bolsas nem sapatos, roupas só o que é necessário (pois engordei um pouco), ou seja, estou usando tudo o que tenho, e ainda está tudo em ótimo estado. Esse ano tive uma “febre” de esmaltes, mas passou também, terei esmaltes o suficiente para os próximos 2 anos no mínimo.
    Em 2014 já determinei que gastarei muito pouco com o quesito “supérfluos”, sem contar que vou me casar e toda grana vai pros móveis e casa nova.

  4. Eu gostei da ideia, e pensei em usá-la juntamente com o meu arquivo de referência rápida. Os envelopes serviriam como uma “coleta” do dinheiro e depois eu os colocaria no ARR nos dias designados para o pagamento delas.

  5. Que legal. Também já fiz isso, com um detalhe a mais. Por exemplo. Conta de energia elétrica. Fiz uma média dos últimos 12 meses e o valor deu R$ 80,00. Faço de tudo para economizar energia e se eu conseguir que este mês a fatura chegue com R$ 65,00, tenho R$ 15,00 para guardar no envelope chamado “supérfluo”. Aquelaaa bolsa, aquele sapato. Que eu não me sentiria a vontade de comprar no cartão por não ser necessidade, mas por muita vontade compraria um dia. De quebra você ajuda o povo a se conscientizar em casa dizendo: Apaga a luz povo, olha o dinheiro do envelope hein!

  6. Adorei o post, vou fazer isso em 2014! Foi uma dica muito importante para mim que não tenho renda fixa e sempre me enrolo com organização. Parabéns pelo blog, beijos.

  7. Parece tão simples e básico, mais na prática é um pouco difícil.
    Adorei a dica e vou adotar, siiimmm!!! (:
    Beijos! Adoro o blog!

  8. Eu nunca conseguia me controlar financeiramente anotando no caderninho as despesas, como sempre indicam…

    Mas depois de usar os envelopes, coloco todas as notas junto com o troco no respectivo envelope e, além de me controlar para cada despesa, consegui otimizar os registros de gastos.

    Super indico essa técnica para organização financeira!

    Beijos, Thaís!!!

  9. Fiquei super interessada em fazer desta forma, eu faço quase assim, mais não ponho em envelopes daí de vez em quando sequestro uma notinha que acaba fazendo falta para outra conta 🙁 .
    Mais tenho uma dúvida: não faço compra mensal , e se tornou quase um vício passar no mercado praticamente todos os dias. Como vcs calculam as compras para o mês ou quinzena?

  10. Adoro economizar de maneira divertida! Neste momento estou tão apertada que ainda não sobra 10%!!!!!! Mas o objetivo é que até o final do primeiro semestre, comece a sobrar alguma coisa.

  11. Eu já faço isso, mas com o dinheiro que sobra divido pela quantidades de semanas que tenho até receber novamente. Feito isso coloco em 4 envelopes , 1° semana, 2° e por ai vai, quando termino a semana se não gastei o dinheiro, guardo numa caixinha e pego o dinheiro da próxima semana. Assim sempre tenho dinheiro no final do mês enquanto estão todos lisos.
    Beijos, adoro seu blog.

  12. Thaís, obrigada pela dica! Talvez eu precise de algo intermediário entre contas in cash e contas online. São tantas que perco o controle!
    Mas queria lhe sugerir que um dia abordasse o assunto finanças do casal, organização de finanças da casa, objetivos em comum.
    Abraços. Raquel

  13. A minha técnica é parecida, e acho que vale comentar as alterações que fiz.

    – Eu não tenho salário fixo e nem dia certo de receber (sou freelancer), então, os envelopes vão sendo preenchidos durante o mês todo.

    – Como nem sempre sei o quanto terei aquele mês, defini prioridades e valores mínimos para cada envelope. Então a lista que criei tem números e quanto maior o número menor a prioridade. (Saúde, por exemplo, é mais importante que Viagem. Alimentação, mais que Telefone).

    – Vou enchendo os envelopes conforme a prioridade e o valor mínimo. Quando alcanço o valor mínimo passo para o próximo. Acontece muito de não preencher os últimos envelopes que são os não essenciais, mas também acontece de um envelope passar para o outro mês com dinheiro. Ai mantenho o dinheiro nesse envelope e no mês seguinte só completo.

  14. Adorei a dica. Me controlo através de uma planilha no Excel e costumo pagar as contas com código de barras.
    Já fui muuito mais controlada, sabia direitinho pra onde estava indo cada centavo que ganhava, preciso voltar a me controlar melhor!
    Essa é uma das metas pro próximo ano, na verdade, pra vida!
    Adoro o blog!!

  15. Adorei a dica! Comprei os envelopes coloridos ontem e conversei com o marido. Ficamos de organizar tudo nesse sábado. A única preocupação dele foi encontrarmos um lugar seguro para guardarmos sempre os envelopes. Vamos experimentar!

  16. Oi Thais! Adoro tanto esse assunto que escrevi uma série de posts sobre ele (http://rafaeldanigno.com.br/category/dinheiro/).

    Existe um software muito legal chamado YNAB (http://www.youneedabudget.com/) que faz tudo isso que o envelope faz, mas em forma digital. Passei alguns meses testando diversos softwares, e esse foi o melhor de todos (e ele trabalha bem parecido com a forma dos envelopes).

    Acho o YNAB tão bom que estou terminando de montar um tutorial sobre ele. Assim que tiver pronto vou disponibilizá-lo no meu blog.

    Abraços!

  17. Acho a idéia excelente para quem tem dificuldade em se organizar financeiramente. mpre extrapolam o que podem gastar… Para essas pessoas, facilita muito ter o dinheiro ali, fisicamente, já separado para pagar conta de luz, de colégio, etc. A pessoa “vê” se tem dinheiro ou não, se pode gastar ou não.
    Eu já tenho as finanças organizadas, então faço tudo no computador. Mas tbem fico com um valor em dinheiro: chamo de Despesas pessoais. É o dinheiro para um café, um chocolate, uma revista. Não fico controlando nem anotando essas coisinhas, acho isso um saco. Apenas defino um valor mensal, divido por 4, e ponho na carteira o valor correspondente à semana. Vou gastando, e se acabar, acabou!

  18. Cara, eu amei essa ideia!
    Estou por aqui (me imaginem com a mão na testa) de contas, e estou começando a pagar a faculdade. Estou anotando tudo em um caderninho, mas sempre me perco.
    Vou adotar a partir de hoje os envelopes, ótima ideia!

  19. Thais,

    Acompanho o seu blog há um ano e ao longo desse tempo venho aprimorando pouco a pouco a ideia e como fazer para me organizar melhor.
    O caderno caixa de entrada eu já utilizava desde a época da faculdade e funciona muito, anoto tudo. Recentemente comecei a utilizar o One Note como suporte. Aos poucos estou procurando e encontrando formas de melhorar.
    A organização é um aprendizado e uma caminhada continua e você e o seu blog fazem parte desse processo.

    Em relação ao tema do post.

    A ideia é boa, tendo possibilidade vou adota-lá.

    Tem alguns modelos de agenda que permitem fazer o controle.A primeira folha de cada mês tem o Planejamento Financeiro com a planilha de receitas,data,valor;despesas,data e valor e no final receitas – despesas e líquido. No verso da folha tem o calendário do mês e nas demais folhas tem um dia por página.

    Tenho utilizado e faz efeito. Vejo a planilha e os compromissos em um só lugar e ajuda bastante.

    Feliz 2014 a todos =)

  20. Olá…acompanho seu blog tem alguns anos…Já consegui colocar muitas coisas em práticas outras confesso que nem me atrevi…rsrs…mas enfim…preciso de ajuda…naum temos salário fixo, o dinheiro aqui em casa entra diariamente e cada dia um valor diferente…Não estamos conseguindo nos organizar essa idéia do envelope me parece ótima mas como fazer dar certo no meu caso? Abraços e muito obrigada pela existência desse blog!!!:D

DEIXE UMA RESPOSTA