ou

O desafio de fotos continua super bacana! Muito obrigada a todos que participaram e ainda estão participando. Eu acompanhei o tempo todo e adorei ver a participação de vocês. Portanto, achei legal continuar! Vamos lá?

A ideia é postar uma lista de desafios todos os meses aqui no blog e todo mundo participar postando no Instagram ou no Facebook (no grupo do blog) com a hashtag #desafiodefotosvo.

Vamos participar? Cada dia terá uma coisa que você deverá fotografar, e os temas de dezembro são:

[columns num="2"][col]1. Em dezembro eu gosto de…
2. Alguma coisa verde
3. Algo que eu ainda quero fazer em 2013
4. Área de serviço arrumada
5. Tralha
6. Alegria
7. Bebendo água
8. Minha principal ferramenta de organização
9. Menu da semana
10. Ídolo
11. Vista da minha janela
12. Sapatos guardados
13. No tapete
14. Lista de coisas para fazer
15. Sala arrumada
[/col][col]16. Algo que eu tenho que ter paciência
17. Espaço de trabalho
18. Uma preocupação
19. Minha cama
20. Festa!
21. Verão
22. Lista de compras
23. Comidas gostosas
24. Natal
25. Presentes
26. Mesa posta
27. Algo pelo qual eu agradeço
28. Família
29. Em 2013 eu…
30. Resoluções
31. Branco[/col][/columns]

Como fazer

  1. Veja a lista acima todos os dias e qual o tema do dia em que você está;
  2. Tire uma foto representando o tema do dia. Fique livre para ser criativo(a)!
  3. Suba a foto no Instagram (se não estiver Instagram, vale postar no grupo do Facebook também!);
  4. Use a hashtag #desafiodefotosvo;
  5. Veja o que as outras pessoas estão postando e divirta-se! =)

Quem vai participar?

Thais Godinho
30/11/2013
Veja mais sobre:
3
O que eu aprendi em 2016?
Dica do dia para o Evernote: saber o que tem na estante de livros
Linkagem de domingo {24}

Muitas, mas muitas pessoas mesmo me escrevem pedindo para falar sobre esse assunto. Elas não sabem como encontrar sua motivação para se tornarem organizadas, para trabalhar todos os dias, para viver a vida, enfim. Ontem eu li um trecho em um livro que me deu um estalo para escrever sobre isso aqui, e eu espero que o post ajude quem esteja passando por essa situação.

Não tem como alguém ter motivação se não tem um motivo muito forte para se engajar naquilo.

Posso dar o exemplo da motivação que uma pessoa tenha para estudar para passar em um concurso público.

Se essa pessoa simplesmente quer passar em um concurso porque acredita que seja uma boa opção, mas sem um motivo real, vai ficar difícil manter a motivação.

Da mesma forma, se você quer se organizar, mas não consegue encontrar motivação para isso, é porque você não tem um motivo real, muito menos um objetivo bem definido.

Por isso, se você hoje se sente sem motivação, eu gostaria de pedir que você pensasse e definisse os seguintes itens:

1 – Qual seu objetivo? Por que você precisa de motivação?

2 – Que motivo desencadeou a busca por esse objetivo?

Bem, no caso do concurso público, seu objetivo pode ser simplesmente ter tempo para estudar diariamente, pois precisa passar no concurso. Mas qual o motivo? Bem, você tem uma família e gostaria de ter uma estabilidade financeira melhor para sustentá-los sem problemas. Como está não dá para continuar. Esse é o seu motivo. E do motivo nasce a sua motivação.

Toda vez que você estiver com preguiça de estudar, você deve se lembrar do seu objetivo e do motivo que o levou até ele. Acredite em mim: será muito difícil não estudar tendo isso em mente.

Entra aqui a questão da boa-vontade também? Mas é claro, como tudo na vida. Porém, a boa-vontade não consegue nada se você não tiver um real motivo para fazer as coisas.

Por exemplo, sua casa pode estar um caos, e mesmo assim seu motivo não é forte o suficiente para arrumá-la? Oras, talvez porque suas prioridades realmente sejam outras. Então esqueça o assunto e toque sua vida. O que não é legal é você ter um motivo real (“meus filhos encontraram um rato na despensa, no meio da bagunça” ou “perco 40 minutos todos os dias de manhã sem encontrar uma roupa limpa para me vestir”) e mesmo assim não tomar uma providência.

Toda vez que pensar em não fazer alguma atividade ou tarefa relacionada ao objetivo que você definiu lá em cima, lembre-se do seu motivo. O seu motivo deve ser forte, e só você pode definí-lo. Se o motivo for certeiro, sua motivação sairá de dentro de você naturalmente, sem deixar chance para a procrastinação.

Exercite e depois me conte se deu certo. Comigo funciona e eu espero que com você também.

Boa sorte.

Thais Godinho
29/11/2013
Veja mais sobre:
23
Reorganizando projetos
Vamos todos morrer mesmo
Definindo critérios para compra de livros

Em novembro tirei férias! E foi maravilhoso porque estava precisando muito. Foram duas semanas com acesso reduzido à Internet e pouco trabalho, de modo que consegui recuperar as energias (pelo menos um pouco!). Neste post, vou contar como nos organizamos para fazer uma viagem em família.

A primeira coisa é definir a data da viagem. Como pedi para tirar 15 dias em novembro, já esperava ir para a praia. Primeiro, porque queria levar meu filho para conhecer o mar. Segundo, que eu gosto muito de ir para a praia e espero conseguir fazer isso pelo menos uma vez por ano daqui para a frente. Definida a data, foi a vez de pensar no local.

Nós temos algumas praias preferidas que ficam no litoral norte de São Paulo, então tivemos apenas que optar entre elas. Acabamos escolhendo Camburi, em São Sebastião, pois é uma praia que eu ia muito quando era criança e, além disso, fica perto de duas praias boas para levar os pequenos, como Maresias e a Praia da Baleia. Destino definido, hora de procurar um lugar para ficar!

281113-mapa-camburi

Já conhecia algumas pousadas e campings na praia de Camburi, então foi fácil decidir. Optamos pelo Chalé Primavera, que tem opções diversas de quartos. Ficamos no formato flat, que tem microondas e geladeira, para podermos levar frutas, iogurtes etc. Foi uma boa escolha!

Como viajamos de carro, também pudemos controlar algumas coisas. Fizemos a revisão uma semana antes, enchemos o tanque e calibramos os pneus no dia da viagem e organizamos o porta-malas de acordo com as nossas necessidades.

Uma coisa que ajuda muito nessas viagens de carro é ter um kit de emergência. Sempre fica no nosso carro, especialmente em viagens.

Levamos somente uma mala para cada um de nós, sendo que, dentro de cada mala, foi tudo: roupas, toalhas, cosméticos e acessórios diversos.

Para entreter o filhote na viagem, levei um joguinho (que vou postar aqui no blog) de procurar coisas ao longo da estrada (ele adorou!) e também gravamos as músicas preferidas dele para irmos cantando. No geral, tanto ida quanto volta foram muito tranquilas porque o caminho era novidade para ele e ele ficou entretido o tempo todo.

Também fiquei praticamente uma semana sem acessar a Internet para nada! Os dois únicos dispositivos eletrônicos que eu levei foram minha câmera e o Kindle. Celular, desliguei assim que cheguei na pousada. Depois vou contar em um post separado como foi ficar sete dias sem Internet.

Além de ter conseguido descansar bastante, consegui riscar um item da minha lista de coisas que eu quero fazer, que foi levar nosso filho para ver o mar. =)

041213-praia

Thais Godinho
28/11/2013
Veja mais sobre:
De férias/folga
20
Minha rotina com o blog
Minhas listas preferidas no Spotify para trabalhar, limpar a casa e relaxar
Editorial: Ame