ou

Miss Minimalism é o blog de uma moça chamada Francine Jay e, na Amazon, há um livro com o mesmo nome, com uma coletânea de alguns dos seus melhores posts. Tenho baixado e lido ao mesmo tempo diversos livros no Kindle, então vou tentar falar um pouco sobre eles aqui no blog.

Eu adoro ler sobre minimalismo, mas muitos livros, blogs e sites acabam caindo nas mesmas frases-clichê de sempre e, mesmo que tenham validade, eu gosto de textos que agarram a sua alma e sacodem antes de devolver para o corpo. O livro da Francine não é como um Walden da vida, mas é um bom livro sobre minimalismo, que recomendo a todos. Já baixei também o mais famoso dela (The joy of less), que lerei em breve.

Captura de Tela 2013-10-10 às 23.09.16

Recomendo o livro por ser uma coletânea de posts do ótimo blog que ela tem sobre minimalismo (linkado lá em cima), mas todos os textos podem ser encontrados em seu blog. No entanto, como o livro custa menos de 1 dólar, achei legal comprar para prestigiar o trabalho dela, que acompanho e gosto muito.

Posso dizer que foi um livro que me fez despertar novamente a vontade de ter uma vida minimalista. Eu interrompi a leitura diversas vezes para separar coisas para doar ou jogar fora, porque alguma frase que ela disse me fez efeito imediato. Meu banheiro é outro! Eu tinha todos os meus cosméticos de uso diário em cima da pia (organizados, ok), mas agora guardei tudo, deixando somente o sabonete líquido para lavar as mãos. No gabinete, ficam somente os artigos de uso diário e, no gavetão, itens de suporte (papel, absorventes, outros cremes que uso uma vez por semana etc). Esse foi só um exemplo. Destralhei muita coisa depois de ler o livro e enquanto o lia.

Tive uma conversa hoje com meu marido, quando comentei com ele que adoraria fazer como a Rita, ter uma mesa baixinha para sentarmos no chão e fazermos a refeição ali, de forma descontraída, e juntos. Ele adorou a ideia. Ele também estava contra a gente se desfazer da mesa de jantar mas, quando eu expliquei a ele o que tinha em mente, ele passou a me entender um pouco melhor com relação a esse objetivo de ter uma casa e uma vida mais minimalista.

Por fim, é um bom livro sobre minimalismo e recomendo, caso você tenha dúvida sobre adquirí-lo ou não. E não vejo a hora de vir aqui falar sobre o outro livro dela, que dizem ser muito bom também.

Você já leu esse livro? Conhecia o blog Miss Minimalism? O que pensa sobre minimalismo?

Obrigada por tudo, pessoal.

Thais Godinho
26/10/2013
Veja mais sobre:
Minimalismo
32
Editorial: Conecte-se
Resultado do desafio de organização – Fevereiro 2015
Como fazer a revisão semanal do GTD

 

  1. Danielle 26/10/2013

    Se desfazer da mesa de jantar? Vcs recebem visita? Nem todos sentariam no chão… cansa a perna. Fora o desconforto pra levantar.

    amo seu blog. ;*

    • Thais Godinho respondeu Danielle 26/10/2013

      Não recebemos visitas quase nunca. As decisões aqui em casa são baseadas no nosso dia a dia e no nosso bem-estar, não em hipóteticas situações “e se”.

  2. ivs leles 26/10/2013

    Oi Thais, não conheço esse blog, mas gostei do conceito. O seu blog têm sido referência pra mim em diversas áreas, logo estarei casando e quero colocar muita coisa que aprendi e aprendo aqui no meu lar que será simples e com algumas tralhas pq tem muitos livros so meu sogro e coisas da sogra que nao poderei mexer, mas ficará em um quarto separado (tipo: o que os olhos não vêem, o coração não sente)… Eu aplico a simplicidade na vida com as roupas, coisas, final de ano chegando colocat tudo em ordem pro novo ano eh o plano! Beijos

  3. Marcia 26/10/2013

    Nunca me esquecerei de um comentario que minha professora doutora em Psicologia disse numa aula: “a gente monta sala de jantar e sala pensando nas visitas… Mas já percebi que hoje em dia as pessoas são muito ocupadas pra te visitar meu sofá quem usa são as crianças pra pular em cima

    • Marcia respondeu Marcia 26/10/2013

      A Profa tinha razão.. o Lar é pra nós nos sentirmos bem e não para os outros …

  4. Bruxa do 203 26/10/2013

    Não conhecia e já me interessei. Adoro esse assunto e já venho adotando esse estilo de vida há algum tempo. Quero muito ler as dicas e aprender mais. Obrigada pelos links!

  5. Ana Claudia 26/10/2013

    Pois eh Rita… Eu nunca consegui ser realmente minimalista. Embora a minha mae sempre ache que eu deveria ter mais pratos, mais copos, mais jogos de cama, etc, etc. Mas agora, sabendo que em 9 meses estarei arrumando minhas coisas para voltar para o Brasil, e que eu nao levarei a mudanca, eu fico pensando por que ja nao comecar a ter apenas as coisas que eu realmente gostaria de levar comigo? Eu olho para os lados e vejo coisas demais, abro os armarios e vejo coisas demais. E isso realmente consome energia. Sei la, acho que os objetos acabam consumindo a nossa energia vital. Eu conhecia o blog da Miss Minimalism. Nem sei como parei la: se foi pelo blog da Rita ou pelo do The Minimalists. Mas gostei da ideia do livro. Mais facil ligar o kindle a noite e procurar os textos do que ficar fucando…

    Grande beijo!

    • Ana Claudia respondeu Ana Claudia 26/10/2013

      Ops… Quis dizer, mais facil do que ficar fucando o blog dela em busca dos posts…;)

    • Thais Godinho respondeu Ana Claudia 26/10/2013

      Concordo.

  6. Wilma 26/10/2013

    Ainda não li o livro e nem o blog, o farei. Tenho me interessado pelo Minimalismo, aliás, li a primeira vez lá na Rita, o que me encanta não é resumi tudo ao mínimo,mas sim, evitar ter coisas inúteis, comprar coisas além do necessário que numa vida inteira nem terá tempo para usar. Digo isso porque sei de pessoas que tem tudo em ABUNDÂNCIA em todas as áreas da vida, onde mesmo que vivesse 120anos, não daria tempo de usufruir de tudo que possui (mas hoje pode nos encantar mostrando nos blogs, pinterest, tá valendo). Nesse caso, o Minimalismo até cai bem, agora viver em 9m², ter só um copo,um prato e um par de talher porque vive sozinha acho muito simplificador, fica até divertido pra quem saiu da casa dos pais ontém, ao longo do tempo é inviável, mesmo que não receba ninguém, terá que ter mais “coisinhas”. Quanto a sua mesa de jantar no chão, sei não, será um desconforto, terá que fazer muita flexão, eliminar qualquer excesso de peso, e ter articulações 100% …aí nem precisa se livrar da mesa, é só cortar os pés a altura desejada,hahahaha

    • Thais Godinho respondeu Wilma 26/10/2013

      Acho que depende de cada família mesmo, Wilma. Com certeza não é uma solução unânime.

  7. Claudia 26/10/2013

    Hoje eu vi que estou me tornando minimalista, desocupei 8 cabides do meu armário e vou tirar mais coisas até o final do ano. Isso significa mais tempo, menos trabalho e mais dinheiro para viajar, td de bom. Kkkk

  8. rAchel 27/10/2013

    Thaís, só existe versão em inglês e para kindler????

  9. Camila 28/10/2013

    Eu ando louca por minimalisto. Tenho lido um pouco todo dia.
    E isso é uma mudança significativa pra mim, pois sempre fui daquelas de querer ter/comprar tudo o q vê pela frente. Mas isso cansa ne?
    Me sinto tirando um peso das minhas costas por não pensar mais desse jeito. Quero reduzir e ter uma vida mais clean, isso me atrai demais.
    Mas penso no minimalisto que tira aquilo que não me faz bem, não um minimalismo de ter que viver num apto de 10m² e com um jogo de talher pra mim e outro pro marido.
    Quero uma vida mais leve, sem obrigações que não me fazem bem. Quero parender a dizer não.
    E sim, nós recebemos muito em casa, então o jogo de louças e talheres tem que ser grande heheh
    Em compensação, os jogos de cama e banho estão reduzidos ao mínimo, pois ninguém nunca fica pra dormir. E se ficar, damos um jeito na hr. Nada de “ses” aqui em casa tbm não.

    • Thais Godinho respondeu Camila 29/10/2013

      Minimalismo é isso mesmo, Camila, viver com o essencial. O essencial é diferente para cada um, né? Tem gente que vive bem em um apto de 10 metros quadrados, rsrs. Eu não sou uma dessas pessoas, com certeza.

  10. Michele 29/10/2013

    Ela pode ser a Miss Minimalism, mas a Miss Organizada é você…rsssss
    É uma pena que eu não tenha kindle, ipad, pode baixar para o celular? Mas gosto mesmo de livros com capa, orelhinha marcada.
    Deixa eu te dar uma dica de livro também. Eu estou lendo um livro chamado ” Crianças Francesas não fazem manha”, da Pamela Druckerman. Ele está sendo um choque na minha forma de criar meu filhote. Espero que você goste também.

    • Thais Godinho respondeu Michele 29/10/2013

      Michele, eu tenho app do Kindle no celular, e se não me engano no site da Amazon dá para baixar um programinha para ler no pc também!

      PS – Já vi esse livro e outras pessoas me recomendaram. deve ser bom mesmo, obrigada!

  11. Roberta 31/10/2013

    Oi, Thais,
    Adoro seu blog, não lembro se é a 1ª vez que escrevo aqui, mas eles super me ajudam. Principalmente agora que estou morando com meu namorado (ele é bagunceiro demais).
    Como nós gostamos de receber visitas em casa, a mesa de jantar é muito utilizado. Não abro mão, nem meu namorado. Usamos até no dia-a-dia quando estamos só nós dois. Tomo café da manhã nela também.
    Então, é como você fala; o que serve para uns, para outros pode não servir. A gente tem que ver o qual é a necessidade própria.
    Bjs!

  12. Taís Bravp 07/11/2013

    Thais, você conhece a Annie Leonard? Acho que a pesquisa dela (e seus vídeos) são um ótimo exemplo do poder político do minimalismo. Essa entrevista é ótima, porque ela fala sobre consumo, meio ambiente e felicidade: http://www.youtube.com/watch?v=P5BcJb3BBz8

  13. Léia Medeiros 03/08/2014

    Hã, espera encontrar um blog minimalista, mas o blog dela é tão “cluttered”que dá até preguiça.

  14. Yves Dethyere 18/04/2015

    Tais, acabei de me mudar para meu apartamento a 6 meses. Tenho 37. Sou arteira e adoro mimos. Minha cozinha é fofa…um mimo aqui outro alí…Tentei fazer do meu apartamento o mais funcional possível. Adoro cada cantinho. E pensei em cada detalhe, a quantidade que precisaria de pratos até a quantidade de jogos de toalha? Só tenho o que necessito, engraçado penso que se tenho jogos de taça de cristal, não espero aquela visita especial para tomar um vinho…eu sou especial…rsrsr…uso tudo que tenho e quando quebrar ou se quebrar compro outro e coloco no lugar…comprar estocar e guardar em grande quantidade, não é comigo.
    Acho que não colocaria uma mesa baixa em minha casa…porém entendo a história da mesa…rsrsr… estou adorando seu blog. Abraços!

  15. Debora 15/09/2015

    Essa semana comecei a pesquisar sobre minimalismo e sobre como ter uma vida mais organizada (sou bagunceira e bagunçada, if you know what I mean) e seu blog tem me ajudado a clarear as idéias. Com certeza vou dar uma olhada no link que você indicou.

    Um abraço e até breve. 🙂
    Debora

  16. Ana 27/01/2016

    Ei, adorei seu blog! Muito mesmo. Tem como me enviar o livro da Francine Jay? Não achei online… Estou seguindo por email seu blog! Compartilharei. É um assunto que muito me interessa! Abraços