ou

Dica rápida e pontual: fotografei cada prateleira da minha estante de livros e criei uma nota no Evernote com o nome “Livros na minha estante”.

Para mim, a organização da minha biblioteca pessoal é muito óbvia, mas muitas vezes eu precisei indicar para o meu marido onde estava uma edição e ele não conseguiu encontrar facilmente. Com as fotos, caso isso ocorra, basta consultar e responder: “o livro está na segunda prateleira da direita, de cima para baixo, ao lado do livro X e do livro Y, e ele tem uma lombada amarela”.

Pode parecer besteira, mas eu achei uma boa ideia!

Também é bom para eu consultar o que eu tenho na minha estante quando quiser comprar algum livro novo. Eu usava um software chamado MiniBiblio antigamente para catalogar os livros, depois passei para o Skoob (cujo gap é não ter todos os livros, e não acho prático ter que ficar cadastrando cada vez que eu quisesse inserir um livro) e agora bastou tirar uma foto da estante em poucos segundos que eu já sei o que eu tenho.

Vale lembrar que o Evernote busca palavras em imagens também, então taí outra vantagem de não precisar catalogar um por um.

Feito é melhor que perfeito. Praticidade sempre.

Thais Godinho
12/10/2013
Veja mais sobre:
15
Menu semanal para 25 a 31 de agosto
Segredos do ex-CEO da Microsoft para equilibrar trabalho e vida pessoal
O que eu aprendi em 2016?