ou
Imagem: Children`s Dayton

Imagem: Children`s Dayton

Com toda a coisa da busca por um apartamento e a reflexão sobre os bairros que gostaríamos de morar, decidimos manter o filhote na escola em que ele estudou este ano até ele estar preparado para o ensino fundamental, quando buscaremos uma escola onde ele possa estudar até o ensino médio, provavelmente. A escola entrou em contato conosco facilitando o pagamento da matrícula do ano que vem (50% agora e 50% em dezembro), o que foi ótimo para aliviar as despesas de final e início de ano.

Por esse motivo, pensei em fazer um post para o blog lembrando as mães e pais de plantão, além do pessoal que estuda em cursos particulares diversos, que muito em breve chega a época de refazer matrículas e que é bom começar a guardar um pouco de dinheiro todo mês ou contar com essa despesa lá na frente.

Além da matrícula, lembre-se da taxa de material (ou a compra do material), dos livros, dos itens pessoais novos (mochila, tênis) e das peças de uniforme complementares. Faça as contas de acordo com a estimativa do ano anterior ou com base nas informações que já foram fornecidas pela escola e planeje-se! Não deixe para fazer essas contas no final do ano, quando o décimo terceiro já tiver sido gasto com presentes de Natal.

Para organizar no Evernote

Primeiro eu tenho um projeto, cuja tag eu intitulo como:

! Família – Fazer matrícula do Paul na escolinha

Essa tag fica em Projetos em andamento.

Dentro dessa tag, coloco todas as notas relacionadas a esse projeto: tarefas, informações.

Quando finalizar o projeto, eu o renomeio para:

2013 -Família – Fazer matrícula do Paul na escolinha

E movo essa tag para dentro de Projetos concluídos 2013.

O que tiver de documentação necessária para arquivar, eu tageio com:

E – Escolinha

P – Paul

Assim, fica fácil encontrar a referência quando for necessário.

Essas são as tags que funcionam para mim. Você pode querer optar por algo diferente, como M – Matrículas ou E – Escolinha 2014. Cada um deve usar como for mais intuitivo.

Thais Godinho
30/09/2013
Veja mais sobre:
6
Como organizar: Jantar no dia-a-dia
Planejando o menu semanal (de 25 a 29 de junho)
Analisando o fim do semestre: como dar um up nos projetos até o final do ano

Algumas dicas práticas para organizar o setor da cozinha onde ficam a pia, o tampo e os armários inferiores.

  • Deixe a área da pia sempre limpa. Lave a louça todos os dias e faça uma limpeza geral na pia antes de dormir. No método FLY Lady, é indicado “deixar a pia brilhando” antes de dormir porque isso eleva o moral – ter a pia limpa instantaneamente passa uma sensação de dever cumprido e de que a cozinha está em ordem – mais ou menos a mesma sensação de arrumar a cama no quarto. A diferença é que uma pia limpa também proporciona saúde aos moradores da casa, pois ali se concentram muitas bactérias. Por isso, tenha uma rotina diária de limpeza da pia, mantendo o mínimo de coisas possíveis sobre ela. Se possível, não deixe o escorredor e a lixeirinha sobre ela.
  • Instale travas de segurança nas portas do armário inferior se tiver crianças em casa, especialmente se forem pequenas. É claro que a observação constante é a melhor aliada, mas evite acidentes. As travas podem continuar ali depois que elas crescerem para inibir a bagunça.
  • Procure não guardar panelas nesse gabinete, pois a umidade pode danificá-las. Aqui em casa, infelizmente temos somente essa opção, então procuro deixar o gabinete aberto sempre que possível. As panelas estão bem conservadas, mas isso porque temos poucas (somente as necessárias e que usamos sempre). Tente não guardar alimentos também, pelo mesmo motivo.
  • Utilize um escorredor de pratos para organizar baixelas, tampas de potes e outros recipientes rasos. Eles são uma opção barata e muito fácil de organizar esses itens, e o resultado visual fica muito bom.
  • Caixas e cestos de plástico ou metal podem ser usados para setorizar os itens guardados embaixo da pia. Você pode guardar artigos de limpeza, panos, luvas, sacos plásticos, detergentes, esponjas e outros do tipo dentro desses compartimentos. Não faça isso se você guarda panelas e outros recipientes utilizados para armazenar alimentos, para não correr o risco de contaminação.
  • Se o espaço for grande, use pequenos armários ou sapateiras pequenas vendidas de forma avulsa. Elas formam uma espécie de prateleira baixinha ideal para otimizar tais espaços.
Organizar cozinhas hoje em dia é um grande desafio, porque temos cada vez menos espaço. Com algumas soluções simples, organizar esse espaço vira um processo um pouco mais tranquilo.

Thais Godinho
28/09/2013
Veja mais sobre:
19
Dicas de organização para professores
Como dobrar lençol com elástico
O que fazer com tarefas que você fica adiando?

Muitas pessoas têm pedido para que eu compartilhe como eu organizo a minha estrutura de tags no Evernote, e hoje eu estou postando alguns prints para exemplificar.

Como comentei, eu uso somente dois cadernos: Inbox e Processed. Quando uma nova nota entra, ela entra como padrão no caderno Inbox. Depois que eu processo – ou seja, organizo com as tags adequadas – ela vai para o caderno Processed. Não sei se esse é o modelo ideal, mas tem dado certo para mim. Não existe jeito certo de usar – eu mesma posso acabar mudando daqui a um tempo. O legal do Evernote é que dá para mudar facilmente sempre que houver necessidade.

Outro ponto importante é que a busca do Evernote é tão boa que, se você não quiser se organizar com tags, simplesmente não precisa. Eu faço isso porque curto o processo e porque, para o GTD, para mim é importante.

Minhas tags estão estruturadas assim:

Captura de Tela 2013-09-23 às 22.23.50

Acima estão as quatro macro-tags principais. Em GTD é onde eu administro tudo relacionado a projetos, tarefas, objetivos etc. Em Arquivo, arquivo todas as referências em ordem alfabética, conforme meu hábito com o próprio GTD (e porque é intuitivo). Em MPN estão as notas master de todos os projetos em andamento, caso eu queira ter uma visão rápida de todos eles. E em Compartilhados estão as notas que compartilhei com outras pessoas, apenas para ter controle.

Captura de Tela 2013-09-23 às 22.24.15

Acima está um print do segundo nível de tags.

Captura de Tela 2013-09-23 às 22.25.42

Tirei o último print acima detalhando mais um nível. No Arquivo, a letra I está destrinchada para vocês verem como eu organizo as tags por assunto. A ideia é deixar a tag mais intuitiva possível, como palavra-chave.

Preferi deixar com a letra inicial na frente porque facilita identificar um arquivo de referência na hora de tagear.

O ideal do uso de tags, em vez de cadernos, é que você pode usar diversas tags por nota, enquanto que caderno só pode ser um.

É isso. Espero que os prints tenham ajudado a entender melhor como estou fazendo.

Para quem não tiver entendido nada e quiser saber do que eu estou falando, leia: Organizando projetos no Evernote – o processo.

Thais Godinho
27/09/2013
Veja mais sobre:
Meu uso do GTD
35
Como criar um guarda-roupa versátil para clima quente na cidade
Guia definitivo do Vida Organizada para usar o GTD no Evernote – Parte 8 – Gerenciando notas na prática
Webinar gratuito: Como lidar com interrupções?