ou

Continuando a série sobre organização dos estudos para passar em concursos públicos, hoje o post falará sobre como organizar os estudos depois do edital.

Antes de continuar, gostaria de dizer que, como expliquei no primeiro post da série, todas as dicas aqui foram fruto de pesquisas em fontes diversas, sempre citadas. Você pode ver quais são as minhas fontes aqui.

Depois do edital, você precisa ser bastante organizado(a) para estudar, porque tem cerca de dois meses somente para colocar a casa em ordem, rever o que foi estudado e estudar as disciplinas que são novidade. Por isso, o ideal para qualquer concurso é que você comece a estudar muito antes da publicação de qualquer edital, como eu disse nos posts anteriores. O Deme costumava dizer que o edital é um presente para o concurseiro bem preparado.

O que você deve fazer quando sair o edital é o seguinte:

1. Analise o edital

O desespero baterá forte, mas é importante pegar uma caneta marca-texto e ir grifando todas as informações importantes: data de inscrição, data de pagamento, data das provas, pré-requisitos, número de questões por disciplina, número de mínimos para passar etc.

2. Imprima o programa de cada disciplina

Em uma folha separada. Sempre tenha o programa de cada uma como guia ao estudar, para não perder tempo agora com o que não cai. Quando você está estudando sem edital à vista, tudo bem querer estudar todos os assuntos, pois assim você entende melhor a matéria e aprofunda seus estudos, mas este não é o momento de fazer isso. Agora você precisa de agilidade.

3. Dê um jeito para arranjar mais tempo

Você precisa estudar! Especialmente se você trabalha fora, vai precisar restringir seu tempo livre somente aos estudos. Será que dá para acordar mais cedo? Usar o horário do almoço? Estudar uma hora a mais de noite? Isso quem vai dizer é você. O que não vale é dizer que não consegue estudar mais e perder tempo assistindo Big Brother. Isso é sério. Tenha prioridades.

4. Tenha estratégia

Se o concurso que você vai prestar não trabalha com mínimos por disciplina, mas mínimos por prova, veja desde já qual disciplina não vale a pena estudar e foque nas outras. Existem disciplinas que apenas fazem volume no edital e que não têm muitas questões na prova. O conteúdo é imenso e, se você não tiver estudado até agora, não vale a pena perder tempo com elas. Agora, se a sua prova tiver um mínimo por disciplina, então você precisa se concentrar em aprender mais de cada disciplina que não estudou muito. Esse é o tipo de decisão estratégica que você precisará tomar quando o edital for publicado.

A estratégia também se aplica aos materiais que você vai usar para estudar a partir de agora. Faça um curso somente se realmente for necessário. Compre um livro novo somente nesse caso também. Cursos em PDF podem ser uma boa, porque são mais diretos, mas sempre avalie seu tempo disponível.

5. Elabore um cronograma

Com o programa de cada disciplina em mãos, você pode elaborar um checklist para estudar cada tópico que falta dentro de um determinado período de tempo (um mês, por exemplo). Depois, pode destinar as duas últimas semanas antes da prova para revisar todas as matérias. Nas duas semanas que sobraram, você estuda os pontos mais críticos e que merecem atenção maior.

Existem diversas formas de organizar seus estudos depois do edital. O próprio Alex Meirelles recomenda, em seu livro (e em seu texto que circula pela Internet), montar um quadro de controle de estudo. Veja o que funciona para você.

6. Revise o que foi estudado

Não adianta estudar sem fazer revisões, senão você não consegue manter na memória nada do que investiu tempo estudando. Ter um período para revisar é importante. Como eu falei, você pode deixar as duas últimas semanas, ou somente a última, para fazer essas revisões.

7. Cuide da sua saúde

Muitos concurseiros bem preparados acabam indo mal na prova porque abusaram no último mês antes do edital e chegaram no dia do certame com piriri, dor de cabeça, tendinite, coluna dolorida, dor de estômago etc. O nervosismo é normal, mas todo o resto pode ser evitado. Não beba, não fique tomando remédios ou estimulantes a toa, não faça exercícios que podem ocasionar lesões, entre outras atividades perigosas.

8. Faça um checklist do que precisa levar no dia da prova

Para não ter que pensar nisso somente um dia antes e correr o risco de esquecer alguma coisa:

  • cartão de inscrição
  • RG
  • lapiseira com estoque de grafite
  • canetas da cor que pedir o edital
  • borracha
  • caneta marca-texto
  • algo para comer
  • algo para beber
  • algum doce estimulante (chocolate, balas)
  • remédios emergenciais (dor de cabeça, dor de barriga, gases, cólica)
  • absorventes
  • relógio

9. Não desista!

Muitas, mas muitas pessoas desanimam nessa reta final porque acham que não estudaram bastante ou que não vão passar. Ter confiança é fundamental! Por menos que você tenha estudado, encare a prova de frente. Saia de lá com a cabeça erguida, com a sensação de dever cumprido. Tenha em mente que fez o melhor que pôde com o tempo disponível. Não se cobre tanto. É só uma prova. Outras virão. São muitos candidatos bem preparados e o normal hoje em dia certamente é não passar. Mas é aquilo, é uma fila. Se continuar estudando direitinho, uma hora chega a sua vez. Mantenha-se motivado.

Boa prova. =)

Thais Godinho
12/03/2013
Veja mais sobre:
8
Guia simples para se organizar no trabalho
GTD e Estudos: Aprendendo a esclarecer tudo o que você captura
Planejando a volta às aulas

 

  1. Márcia 12/03/2013

    Oi Thais,
    não esquecer que tem alguns concursos que proíbem o relógio digital. Então tem que ser o analógico mesmo!

  2. Misa 12/03/2013

    Oi Thaís!Vc mudou minha vida!Muito obrigada!Ainda estou tentando ler todo seu blog,mas fico meia perdida.Que Deus te de em dobro de coisas boas!bjs

  3. Marina 12/03/2013

    Muito bom!!!!

  4. Renata 13/03/2013

    É isso aí, acho que o principal é ter MUITA disciplina, estudar muito mesmo, e não desanimar…a fila anda. Como disse um professor meu de cursinho, “muito mais importantes que as horas-aula de curso são as horas-bunda de estudo em casa”. haha. Estudei quase 3 anos na cadeira da sala e dou graças a Deus todos os dias por ter passado! É tudo de bom!!! Boa sorte a todos!

  5. Marcelo Almeida 09/04/2013

    Espero que todos leiam este texto, assim poderá economizar e otimizar muito seu estudo, garanto. ISTO aqui me fez passar, e poderá o ajudar também. Cada um tem necessidades e formas de estudar diferentes, mas com certeza algumas coisas poderão ser adaptadas e utilizadas por você.
    Você Thais esta de parabéns. Bons estudos.

  6. Liane 01/06/2013

    Thaís, suas dicas são mesmo ótimas! Acabei de fazer OAB e perdi por um ponto. Foi muito estressante, mas já estou no ritmo novamente..Uma coisa muito chata que aconteceu comigo foi sobre a saúde. Fiquei tantos dias sentada estudando que tive uma infalamção na lombar e no dia the prova estava péssima, com muita dor e tomando remédio. Foi uma péssima experiência…

  7. Rafael Rezende 11/11/2016

    Thaís, suas dicas são ótimas, leio seu blog sempre e venho aqui para dizer que segui suas dicas desde que você publicou o post a 3 anos atrás e cá estou eu para agradecer sua “ajudinha” em minha aprovação! Um grande abraço e sucesso sempre!