ou

professor-polvo

Eu já postei aqui no blog um texto com dicas básicas de organização para professores, mas o assunto é tão amplo que todos os dias teríamos assunto para conversar.

Gostaria de montar um post respondendo as principais dúvidas e dando dicas relacionadas às principais dificuldades que os professores têm para se organizar com relação ao trabalho em si, o dia a dia de aula, o começo do ano letivo etc. Por isso, conto com vocês! Deixem um comentário neste post com suas dúvidas, sugestões e aflições. =)

Obrigada!

Thais Godinho
14/02/2013
Veja mais sobre:
47
Criando um sistema de arquivos que realmente funcione
Organize sua caixa de entrada de e-mails
5 coisas para fazer toda segunda-feira

 

  1. Ana 14/02/2013

    Boa Thais! No meu caso (professora de História da rede Estadual de Minas) é muitas salas de aulas (6 salas) X uma papelada infinita! Provas, trabalhos, relatórios! São cerca de 150 alunos de 3 anos diferentes 6º, 7º e 8º ano, antigas 5º, 6º e 7º séries.Na semana de prova minha casa parece um mar de papéis! Tem ainda os textos complementares e revistas que uso como material de apoio…eu até tentei organizar em um fichário, mas parece que não rolou… #ajudaeu bju!!!

  2. Flávia 14/02/2013

    Olá, Thais! Sou professora de educação infantil na rede municipal de Campinas. O trabalho com crianças bem peqenas depende, quase que exclusivamente, de uma documentação feita através de fotos e vídeos da rotina das crianças. As conquistas do primeiro passo, de criar novas brincadeiras, interagir com os colegas são possíveis de serem registrados com riqueza de detalhes em fotos principalmente. Nas minhas turmas, utilizo as fotos para ilustrar minhas falas nas reuniões de pais (já que a turma é de bebês e não há atividades no papel para mostrar como trabalhos ou provas). Porém, chego a term em um único TRImestre cerca de mil fotos do dia a dia da turma. Minha maior dificuldade é organizar estes precisos arquivos, de maneira que facilite a preparação da apresentação de slides na reunião de pais e ao mesmo tempo, ajude na confecção de um DVD de fotos que é entregue para cada criança no final do ano letivo. Dicas serão muito bem vindas!!! Um abraço e obrigada!

  3. Francisco 14/02/2013

    Olá! Sou professor iniciante na rede de ensino particular superior. Estou muito ansioso e tenho grande dificuldade em organizar meu tempo para estudar, mas mais ainda, para organizar o conteúdo de cada aula no tempo disponível. Tenho grande receio de terminar um conteúdo antes da aula acabar e me perder, não saber o que fazer, sou péssimo no julgamento de tempo. Gostaria de dicas de “planos B” para esses casos, e também de como evitar que isso aconteça. Abraços, obrigado e parabéns pelo blog!

    • Zulmira respondeu Francisco 14/02/2013

      Oi, Francisco! Eu dei aula em ensino superior um bom tempo, e posso lhe dizer que é necessário preparar com antecedência não apenas uma aula — aquela que você vai dar em seguida — mas sim várias (pelo menos mais uma) e levar as anotações com você. Dessa maneira, se o conteúdo terminar antes do previsto, você sempre poderá avançar mais um pouco, utilizando plenamente o tempo disponível. Às vezes eu apenas iniciava a discussão do assunto da aula seguinte, sem necessariamente passar texto. Nessa altura os estudantes já estão um pouco cansados e até apreciam uma atividade mais leve, como uma introdução qualitativa sem dados numéricos, por exemplo (minha disciplina era Física). Outra coisa bacana é contar histórias no tempo restante, como fatos relacionados ao tema e que tragam informações surpreendentes. Sempre gostei de contar aspectos da vida dos cientistas, a maneira como solucionaram os problemas de suas pesquisas, etc. Ter várias aulas preparadas com antecedência é importante também para o caso de acontecer algo inesperado que atrapalhe a realização dessa tarefa para a semana seguinte. Além do que, avançando um pouco mais no assunto você sempre terá mais informações a oferecer caso surjam perguntas mais aprofundadas. Mas tenho certeza de que dentro de algum tempo, principalmente depois de conhecer melhor o seu público-alvo, será mais fácil e até intuitivo planejar a duração das suas aulas. Boa sorte! 🙂

      • Nay respondeu Zulmira 06/03/2015

        Que dicas fantásticas, Zulmira!
        Vou aproveitá-las nas minhas aulas, com certeza!
        Também sou professora iniciante e, como o Francisco, tenho enfrentado esta angústia com a administração do tempo fora e dentro da sala de aula.
        Obrigada por compartilhar!

    • Jéssica Macedo respondeu Francisco 15/02/2013

      Francisco, sou professora também e comecei a trabalhar recentemente. Antes de começar, tinha muito medo em relação a isso também. Mas, o que aprendi na prática é que, até você descobri qual é o ritmo da turma, você dificilmente conseguirá elaborar atividades que batam exatamente com o tempo da aula. A minha dica, é sempre ter em na bolsa algum exercício extra que seja atemporal (que a turma possa realizar independente do conteúdo que estão trabalhando). Com isso, quando você acabar a aula e ainda tiver tempo, dê esse exercício. Ou, uma outra opção é aproveitar esse tempo para discutir com os alunos algumas questões como relacionamento, desempenho nas atividades, suas aspirações quanto a eles, o que eles esperam de você…

  4. Oi Thais, sou professora do ensino superior. Ensino desde q sai do mestrado em 2009 e foi aos trancos e barrancos que comecei a seguir uma rotina de organização mas a minha principal dificuldade é como guardar o material que preparo, os resumos, as apresentações. Esse ano vou começar a anotar o tempo gasto para preparar aulas. Outra dificuldade é como guardar as anotações sobre alunos que eu faço, afim de ajudar os com mais dificuldades e dar uma feedback para a coordenação no fim do semestre com as reprovações e tals…. Se precisares de uma cobaia para qq coisa relacionada a esse assunto estou a disposição. Bjs

  5. Aline 14/02/2013

    Olá Thais! Meu nome é Aline e a minha situação é bem parecida com a da Ana. Eu sou professora de Matemática da rede pública do Distrito Federal, aqui nós temos a jornada ampliada (30h de regência e 10h de coordenação), podemos pegar até 18 turmas (cerca de 720 alunos). Temos que registrar todo nosso dia-a-dia no diário de classe, além das provas, trabalhos, alunos que apresentam dificuldade etc. Além da montanha de papéis que temos para ler e corrigir ainda temos uma série de informações a gerenciar (alunos faltosos, desempenho geral da turma, alunos que recebem benefícios do governo, conteúdo e leituras para preparação das aulas) seja para o conselho de classe ou outras situações. E além de todas as nossas obrigações na escola, temos que deixar um tempo para atualizar as leituras de materiais complementares, no meu caso da pós-graduação e dos concursos… Tem hora que bate aquele desespero com tanta informação!!! Desde já agradeço a atenção para ajudar a nossa classe que é tão sofrida, mas que ainda tem esperança de que as coisas melhorem um dia!

  6. Marcela 14/02/2013

    Muito bom! Thais!!!
    Sou professora universitária e vou ler depois com mais atenção, pq agora estou no meu PODOMORO, não vou conseguir dar a devida atenção e postar minhas dúvidas que são IMENSAS a respeito!!!!!!

    • Marcela respondeu Marcela 14/02/2013

      Thais,
      Tenho 3 turmas enormes, cada uma com uma média de 50 alunos, imagina dar conta das provas e trabalhos para correção. A grande dificuldade é cumprir com a ementa no período determinado pela instituição. Montar planos de aula e entregar um cronograma de eventos também não consigo vencer. Adoraria ter todas as aulas prontas com os devidos exercícios, notas de aula, provas tudo numa pastinha (com plásticos internos, para cada disciplina). Essa eu tenho, mas não consigo me disciplinar para as aulas seguintes, acho que é pq estou começando na área. Outra dúvida é quanto ao escaninho da sla dos professores o que de fato vale a pena deixar lá ou em casa….afff Na verdade ser como a leitora Gabi é um grande exemplo!

      • Gabi respondeu Marcela 15/02/2013

        Oi Marcela!

        Fico feliz que tenha gostado das minhas sugestões,mas saiba que só consegui me organizar depois de pagar MUITOS MICOS em sala de aula,viu?

        Cansei de me perder na minha própria bagunça, de ser enganada por aluno espertinho que diz que fez o trabalho e não fez ( e tive que dar a nota…), de preparar a aula toda no Power Point e chegar lá e puf, não tem equipamento…Ó,foi duro!

        A verdade é que você vai encontar logo logo seu ritmo…Como a Thais sempre nos diz, a gente tem que conhecer nossas necessidades e possibilidades, não tem fórmula mágica nem exemplo perfeito ,não. Se você chegou aonde está, é porque tem vocação, talento e conhecimento. 😉

        Converse com seus colegas de disciplinas,quem sabe você não pode se inspirar em um método para achar o seu…E o coordenador de curso sempre ajdua também,pois tem mais experiência e conhece bem o perfil da Instituição — às vezes, o simples é mais que suficiente.

        Por fim,fiz um curso de Docência do Ensino Superior que me ajudou muito! Se um dia tiver oportunidade,recomendo…

        Bjos!

  7. Erika/SP 14/02/2013

    Oi Thais! Sou professora infantil da rede municipal de Sao Paulo. Acredito que uma das dificuldades que vivencio na escola junto com as outras profs seria como organizar o material escolar das criancas no armario da sala de aula; por exemplo, tintas guaches, pinceis, sulfites, cadernos, lapis, etc. Eu costumo usar potes de sorvete, latinhas de pomarola essas coisas para organizar o armario e facilitar o uso coletivo dos alunos. Outra coisa seria como organizar as atividades pedagogicas dos alunos, jah que nesta fase da pre-escola usa-se muitas folhas, lembrancinhas de epoca. Eu costumo separar em plasticos individuais e no final de cada semestre entrego na reuniao de pais como se fosse um portfolio. Acredito que a organizacao eh tudo para quem leciona pq o que eu jah vi de profs com armarios lotados e com coisas caindo nao tah escrito no gibi!..rsrrsrs….
    Tbm costumo usar o diario de bordo onde registro as dificuldades minhas e dos alunos, os aprendizados, o que precisa ser modificado na pratica pedagogica, o que pode ser mantido, os temas a serem trabalhados que foram sugeridos pela vivencia dos alunos, enfim um caderno que serve para refletir e melhorar a pratica pedagogica.
    Aguardo ansiosa pelas suas dicas! Beijos e obrigada por tudo! Erika/SP

  8. Marcela 14/02/2013

    A minha eu acho que é em relação à avaliação de notas. Sou nova, sem experiência na área. Estou preocupada com essa questão mesmo: Por exemplo, vou dar aula no 5º ano e junto com minha colega de trabalho tivemos a ideia de organizar as avaliações da seguinte maneira:
    – relatórios semanais (no caderno – estética, organização, conteúdo, atividades);
    – lista de exercícios de matemática semanais;
    – Tarefas semanais;
    – Pesquisa / trabalho em grupo – pesquisa e apresentação de trabalhos (cada semana um assunto – geografia, história e ciências);
    – Prova bimestral;
    – Redação e refacção de português – quinzenal.
    Quando penso na ideia, vejo que a proposta é boa, mas me perco na imaginação de como organizar a sistematização e registro de tais avaliações.
    Um assunto bom também é em relação ao planejamento de aulas: vejo muita gente se enrolar (inclusive eu), com a questão do tempo de planejamento, da busca de atividades, da busca de sites específicos para cada disciplina, cada série, busca de ideias… etc.

  9. Marcela 14/02/2013

    Com relação ao planejamento, resolvi fazer o seguinte: planejo tudo no computador, imprimo, furo e guardo em um fichário. Achei que foi um bom método, porque ficar escrevendo o planejamento à mão no caderno, gasta muito tempo e é bem cansativo.

  10. Ivana 14/02/2013

    Olá Thaís, sou professora de Arte da rede estadual do Paraná, e antes de qualquer coisa, queria lhe contar que ler o seu blog já me ajudou mto, principalmente na organização de documentos escolares, muito do que se faz em uma empresa se faz também na escola. Meu caso é o que a Aline citou, sou uma professora que trabalha 30h em sala de aula e tenho 10h/aula fora de sala, mas na escola, para preparar aulas, preparar avaliações, corrigir trabalhos e provas. Não dá, e temos que levar serviço pra casa. Nessa cai super bem todas as dicas de home ofice, pois todo professor precisa de um. O meu maior problema é em fim de bimestre, quando alguns alunos reprovam por pouquíssimos pontos, faço de tudo pra rever minhas avaliações e “tirar” nota de algum lugar, outro problema é o livro de registro, nele temos que copiar a nota em vários lugares, uma burocracia que só. Gostei da ideia de falar sobre o meu emprego em específico. Como esse comentário tá muito grande, peço que se precisar de ajuda, pode entrar em contato. Abraço

  11. Marise Andrade 14/02/2013

    descobri seu blog tem pouco tempo, mas ja organizei minha carteira,rs rs me propus a viver com o mínimo,e quero muito aprender o gtd. um abraço

  12. Gabi 14/02/2013

    Oi Thais!

    Leciono na graduação e pós-graduação há 5 anos, nos cursos de Publicidade,Jornalismo e Cinema.

    Quando comecei, tinha dificuldade com as aulas práticas,pois necessitam de acompanhamento, nota e feedback individuais…Imagine isso em 9 ou 10 turmas de 50, 60 alunos cada…Me atrapalhava muito, até que comecei a usar o que chamo de “carômetro”.

    No início de cada semestre, eu peço uma foto 3×4 de cada aluno e monto os diários com as fotos, ao lado de campos em branco nos quais incluo, ao longo do semestre, as notas das atividades e das avaliações. Tenho colegas que falam que parece coisa de professor de “ensino primário”, mas é muito melhor do que ficar memorizando nomes/rostos ou correr o risco de não ter ideia de quem seja aquele cidadão que nunca aparece na sua aula…No final do semestre, devolvo as fotos. É nítido como os alunos percebem a nossa preocupação em avaliar com o empenho individualmente, principalmente nos trabalhos em grupo.

    Outra coisa qu eu faço antes do início das aulas é pegar o calendário e fazer o cronograma do semestre inteiro: todos os feriados,pontes,eventos da Universidade, datas em que vou precisar de equipamento técnico (data show,auditório,equipamento de gravação,etc.), datas das visitas técnicas,etc.

    Os funcionários da Universidade se assustam, pois já no primeiro dia de aula apareço lá com a agenda fechada e já faço toda a reserva pro semestre inteiro…

    Na pós-graduação, em que as disciplinas são mais teóricas,também já deixo disponível aos alunos, logo na primeira aula, todos os textos da disciplina e as datas em que eles serão discutidos, para que cada um possa trazer uma contribuição no dia da aula correspondente. Desde que comecei a fazer isso, as discussões se tornaram muito mais ricas e produtivas, sem aquela desculpa de “ah, professora, não tive tempo de ler o texto que você pediu semana passada”.

    Bom, é isso. Acho que a organização varia muito, dependendo do tipo de Instituição e do perfil do aluno. Já trabalhei em Universidades muito rígidas com cronogramas e planos de aulas, e em outras que dão total autonomia e liberdade ao professor….

    Um abraço e boa sorte com o post!

    • Marcela respondeu Gabi 14/02/2013

      Gabi vc é meu sonho de consumo!

  13. Vanessa Rosa 14/02/2013

    Oi Thais! Sou professora de Geografia do Ensino Fundamental e Médio, e minha maior dificuldade é guardar meus planos de aula para aproveitar nos anos seguintes. Comecei com um pasta de elástico pra cada turma, onde guardava anotações, trabalhos, provas, mas acabou fazendo muito volume e guardei muita coisa desnecessária. Esse ano comprei um caderninho pra cada escola onde trabalho (são duas) e dividi em duas partes: uma para anotar os planos de aula e outra para anotar o que já fiz em cada turma e assim não manusear toda hora o diário de classe (ainda tem isso nas escolas onde trabalho…rs) e assim mantê-lo mais conservado. Tenho uma única pasta sanfonada dividida por turma pra guardar cópias de atividades, trabalhos etc, mas sei que nas próximas semanas ela vai começar a ficar muito cheia e a desorganização vai começar de novo. Me ajude! Bjos!

  14. Hamadria 14/02/2013

    Olá Thais

    Sou professora da rede estadual do Paraná, trabalho em duas escolas, manhã, tarde e noite, em dias alternados (como a Ivana), meu maior problema é conseguir planejar aulas nos horários da chamada hora atividade na escola, me distraio muito.
    Queria uma idéia também para dividir horários para: organização e limpeza da casa, estudar para concurso, planejar aulas e corrigir atividades, leituras… Faço pós graduação aos sábados em outra cidade e alguns cursos EAD eventualmente.
    Agradeço muito a sua iniciativa em nos ajudar, abraços.

    • Ivana respondeu Hamadria 15/02/2013

      é Hamadria, pra ajudar nosso problema da hora atividade ainda é um problema político né.

  15. Elaine Valeria 14/02/2013

    Olá, Thais!

    Gostaria de saber qual a melhor maneira de organizar os arquivos no computador. Como trabalho em Sala de Leitura, crio vários documentos para ler com os alunos. Devo ter duas pastas? (Uma com os arquivos que já usei e outra com os que ainda vou usar?)Devo datá-los? Organizar por gênero?

    Como organizar as avaliações? (É a mesma pergunta: o que fazer com as avaliações que eu ainda vou aplicar e como organizar as que já apliquei?)

    Eu acho que o maior problema é otimizar o espaço para tanto papel.

    Obrigada!

  16. alessandra lima alves 14/02/2013

    Olá Thais, posso dizer que o seu blog esta mudando a minha vida, sou professora da rede municipal de São Paulo, e sou conhecida por não se muito organizada, ou melhor eu era conhecida, rsrsrs. Agora eu estou cada dia mais organizada, no começo foi bem difícil, eu comecei pelo cardápio de casa, oque facilitou bem as compras e me ajudou a ter mais tempo por conseguir preparar a comida mais rápido e assim ficar menos tempo na cozinha… Comecei a fazer o serviço domestico aos poucos e a organizar tudo a noite, minha rotina é bem estressante pois trabalho em duas escolas, tenho dois filhos em idades diferentes e não tenho empregada, meu marido até tenta ajudar e as vezes até consegue, mas mesmo assim a parte pesada sempre fica comigo, com as suas dicas eu consegui me organizar e lendo os comentários me deu um grande alivio de saber que eu não estou sozinha. Obrigada pela ajuda!

  17. Danila 14/02/2013

    Olá!! Q fantastico!! Amei a iniciativa!! Bom, minha maior dificuldade eh trabalhar a carga horaria em q sou remunerada. O tempo previsto de planejamento é muito pouco e qd torna-se coletivo piora… É muita distração, rs…. Já faz um tempo q construo praticas de organização pra facilitar em sala de aula e meu proposito esse ano é exatamente este! Como sugestão para organização de armarios: 1- colocar tinta guache em frascos de catchup, facilita muito no momento de manusear, também tenho no meu armário uma caixa grande que guardo tudo que é relativo à pintura: os frascos de catchup com tinta, que ficam em uma bandejinha pra facilitar locomoçao; aventais de plastico; sacos plasticos pra forrar a mesa; palitos de sorvete; pratinhos de festa… Tudo q me dá na telha q pode ser usado pra artes, rs… 2- faço umas caixinhas com garrafa de coca-cola (mas só serve com garrafa de coca) corto elas mais ou menos no meio e depois faço cortes verticais gomo sim gomo não, então esses gomos se dobram e fecham a caixinha (ah, a parte do gargalo não é utilizada) 3- Massinha de modelar coloco em bolinhas em uma maletinha de plastico 4- Organizo livros e apostilas em uma única prateleira por generos – nao fica tao bonitinho, mas é bem mais prático, se preciso encontrar um material de matematica sei que estara junto com os outros de matematica 5- Tudo q é material em quantidade e miudo (canetas, borrachas, lapis, durex, apontador, lastex, canetinha) coloco em latas encapadas com retalhos de contact ou contact inteiro, fica um charme… Enfim, mas ainda tenho problemas em me organizar dentro do meu horario de trabalho, rs… Ajuda!! rs… Bjbj

  18. Janahina 14/02/2013

    Oi, Thais!
    Como comentei aqui antes, tenho dificuldades em conciliar faculdade e meu trabalho dando aula de inglês.
    Preciso aprender a administrar tempo para preparar aulas, material extra, reunioes com os coordenadores e tal.
    Queria muito a sua ajuda, já que você tem me ajudado em outras coisas. Amooooo seu blog e leio todos os dias.
    Ficaria muito contente em receber uma resposta sua.

    Obrigada, Jana

  19. Magda 14/02/2013

    Olá Thais! Sou professora de Física do ensino médio e minha maior dificuldade é organizar os materiais que acho interessante para as aulas. Já comprei vários tipos de pastas e arquivos mas sempre acabo abandonando-os no meio do caminho.
    Gostaria de aprender um método prático de organizar toda a papelada que só os professores sabem juntar.
    Obrigada. Magda

  20. Mari 14/02/2013

    Olá Thais! Sigo seu blog faz muito tempo e muito do que aprendi já consegui aplicar na minha pratica profissional. Sou professora de educação física em Curitiba e vejo sérios problemas com relação a registros em diários ou pareceres descritivos de cada aluno, pois lidamos corporalmente com todos…sendo assim, é complicado interagir e tirar fotos ou escrever, por exemplo. Na hora de registrar, que seria na hora atividade, acabo esquecendo do que aconteceu e tenho certeza que vou deixar passar detalhes importantes do aprendizado e seu processo (que eh até mais importante na disciplina)…obrigada desde já! Beijos!

  21. Samuel 15/02/2013

    Sou professor de ensino superior. Atualmente meu maior problema é saber se devo adotar a apresentação em slide, continuar com a escrita no quadro, ou mesclar ambos.

    Mas confesso que um problema recorrente é a organização da aula, principalmente como reter a atenção dos alunos. Fico sempre procurando a melhor maneira para fazer com que o aluno preste atenção e eu consiga passar o conhecimento da melhor.

    Gostaria de dicas de quais as melhores formas de passar o conhecimento, inclusive se vale a pena passar totalmente para apresentação em slide.

    • Zulmira respondeu Samuel 15/02/2013

      Oi, Samuel! Espero poder te ajudar um pouquinho com algumas sugestões. Os slides são interessantes porque facilitam e enriquecem a visualização dos conteúdos, mas a escrita no quadro continua sendo indispensável porque torna bem mais fácil para os estudantes a anotação das informações. Eles estão indo para o ensino superior sem ter adquirido experiência/maturidade/iniciativa (ou até mesmo disposição) suficientes para selecionar e registrar os aspectos mais importantes da aula (ou seja, compor um bom caderno), por isso precisam da nossa ajuda. A escrita no quadro vai nesse sentido, mesmo que seja só após a exibição dos slides, para resumir e esquematizar o conteúdo. Quanto à melhor maneira para fazer com que o aluno preste atenção, por favor me avise quando descobrir! 😉

      • Gabi respondeu Zulmira 15/02/2013

        Concordo com vc Zulmira!

        Os slides ajudam muito, mas continuar a usar o quadro de apoio é fundamental….nem que seja para se escrever corretamente uma palavra/termo/nome próprio com o qual os alunos tenham demonstrado dúvidas! O ato de escrever, em si, é importante no processo de ensino-aprendizagem.

        Agora, uma coisa eu aprendi: nada de deixar os alunos malucos copiando o quadro enquanto você fala,fala,fala….Os coitados não absorvem nem uma coisa nem outra!

        Sempre que preencho o quadro, digo aos alunos que prestem atenção EM MIM, pois ao final da aula deixarei 5 minutos para que eles exclusivamente copiarem o quadro, se desejarem.

  22. Verônica 15/02/2013

    Thais,

    Encontrei seu blog através de uma de minhas alunas e, simplesmente, este tem me servido de muita inspiração para tentar me organizar o dia-a-dia como um todo (depois te conto mais sobre isso…).

    Esperei ansiosamente um post seu sobre “vida de professor”! Sou professora do curso de Engenharia Civil de uma universidade pública federal desde 2009 e tenho tentado me organizar de todas as maneiras pq acredito que qdo o professor é organizado, a turma funciona muito melhor. Não sei se tenho alguma dica para te dar, mas certamente tenho algumas coisas para dividir: (i) na universidade em que ensino, há dois anos estamos migrando para um controle de disciplinas através de um sistema on-line. Ainda estamos de processo de adaptação, mas muitas coisas que eram feitas de forma manual hoje são realizadas on-line: controle de frequências e notas, comunicação com os alunos (inclusive com fotos deles e nossa), plano de curso, impressão de listas diversas, envio de arquivos digitais, etc… Isso tem facilitado e muito a minha vida, (ii) acredito que antes da organização da disciplina (curso), existe a organização do estudo para preparação da disciplina. Uma vez que o curso está preparado, ai sim cabe qualquer estratégia de organização em sala de aula, (iii) eu prefiro ministrar as aulas com slides e projetor, porém sempre tenho que ter um plano “B”. Temos recorrentes quedas de energia e qq recurso digital pode falhar, mas a aula tem que ser dada. Levo sempre comigo os slides impressos e o arsenal comum de qq professor: pincel e apagador. Algo que tem facilitado muito é o fato de que hj em dia a maior parte das salas de aula está munida de computador e projetor, mas que tb podem falhar…, (iv) tento fazer a avaliação docente (na universidade onde trabalho essa avaliação é feita de forma manual e somente no final do semestre) na metade do semestre tb. Desta forma, eu ainda tenho tempo hábil para implementar modificações para aquela turma que está em andamento, (v) adoto o Plano de Ensino da Disciplina (PED) como a “lei” daquela disciplina. Esse documento é uma espécie de calendário com datas e conteúdos que devem ser ministrados. Todo início de aula eu pego o PED e posiciono o curso para os alunos. Essa é uma forma de me manter em dia com o que programei com eles, (vi) tento discutir as avaliações presencialmente com eles e anotar pontos que geraram dúvidas durante a resolução. Faço anotações com a intenção de adaptar as provas para os anos seguintes e mitigar possíveis dúvidas, (vii) durante as aulas, anoto questões que surgiram e que geraram dúvidas também com a intenção de melhorar as aulas para o ano seguinte, (viii) uma coisa que tenho feito com sucesso é tentar “organizar” um pouco a cabeça deles. Antes do início de qq aula, eu gasto entre 10-15 minutos verbalmente relembrando o que foi feito na aula anterior. Isso tem me ajudado muito também, (ix) ainda não achei uma maneira bacana de organizar os meus arquivos impressos e digitais, mas acho que aqui cabem outras lições de organização que servem para outras áreas da vida também. Mesmo quando o curso está 100% preparado, todos os anos ele é modificado a partir das experiências anteriores. Desta forma, tenho sempre arquivos duplicados com datas distintas, (x) tenho tb muitos problemas com a correção e a devolução de atividades (trabalhos e provas). É sempre muito cansativo, principalmente quando as turmas são grandes, e o atraso da nossa parte gera muita expectativa por parte dos alunos. Não costumo estabelecer prazos para devolução pq não quero me comprometer com eles e não cumprir o combinado…, (xi) quando a disciplina é prática ou teórico/prática ai existe um universo a parte que só o curso prático traz como: aulas de campo, correção de relatórios práticos, organização dos equipamentos que serão utilizados durante as aulas, uso (ou não) de monitores e/ou técnicos de laboratório, programação de visitas técnicas dentro ou fora do horário de aula e com ou sem recursos da universidade (transporte da própria universidade que precisa ser reservado), etc…

    Enfim… é realmente um universo a parte, mas eu penso que, com muita organização, essa profissão pode sim ser muito facilitada.
    Espero ter te ajudado de alguma forma! Estou esperando desde já ansiosamente pelo seu post!
    Abraços,
    Verônica

  23. Fabiola 15/02/2013

    Oi, Thais, bom dia!
    Sou professora das redes públicas do Rio de Janeiro, ensino fundamental II para crianças e pré-adolescentes, e ensino médio para adultos e jovens. Bem, sem planejamento não há como desenvolver um bom trabalho, isso é básico. Como já foi dito, as coisas dependem em parte da instituição em que trabalhamos, porém nas públicas, apesar de tudo que falam por aí, temos que seguir os PCNs, os currículos mínimos para cada ano, etc, adequando ao calendário letivo e ao perfil dos alunos. Na Prefeitura do Rio, trabalhamos agora com todos os lançamentos on line, desde o planejamento anual até frequência diária, conteúdos de cada aula, relatório dos alunos, todas as avaliações, qq problema que ocorra em sala, tudo fica registrado on line, sendo que a dificuldade é fazer os registros na sala de aula, pois a internet quase sempre não funciona, kkk, aí, não tem jeito, anotações no nosso cadernão e depois lançamos em casa. Na minha escola do município, destaco a eficiência da nossa coordenadora, hiper organizada, isso faz a maior diferença.
    Já no Estado, ih, a informatização ainda está na pré-história, credo! Diários de papel que só chegam no meio do semestre, aí temos que atualizar tudo, é massante.
    No meu computador tenho duas pastas, uma para cada rede. Dentro, são divididas em sub-pastas com cada tipo de arquivo, por ex, provas do 1ºano, provas do 2ºano, resumos, textos,planilhas, etc. Quando estou procurando algo, vou direto onde está.
    Em papel, tenho uma caixa onde ficam envelopes (na vertical) com as cópias das provas, testes, textos, gráficos de notas (guardo cópia de todos, vai que dá um tilt nos virtuais…), na hora que preciso é só puxar o envelope, como um arquivo aberto.
    Convém concentrar anotações em um caderno, nada de papéis soltos, a gente sempre perde, esquece, fica bagunçado. No cadernão, faço o roteiro de cada aula, meu resumo, meus exercícios, as páginas do livro e da apostila (de acordo com o planejamento anterior feito e registrado), o que não posso esquecer naquele dia, naquela turma, anoto quem faltou, quem não trouxe material, tudo. Qualquer coisa, é só abrir na data da aula, está tudo registrado. Lá na escola todas fazem assim e funciona bem, parece trabalhoso, mas não é, dá um alívio e tanto, vc não perde nada.
    A única coisa que deixo no armário da escola são as pilhas de apostilas para dar visto no horário complementar. Tb corrijo provas na escola, mas montar as aulas, as avaliações, selecionar textos e corrigir redações só em casa, no meu sossego. Desculpe o texto longo. Bj,

  24. Helena 16/02/2013

    Oie Thais,
    Fiquei muito contente com o post! Sou professora de história em duas cidades diferentes no Maranhão (a distância é mais ou menos 2 horas de uma para outra, o q torna minha vida bem corrida). Tenho tentado me organiza e foi assim q achei o seu blog. Para cada uma das escolas que leciono eu tenho uma pasta com divisorias, divido por série onde coloco os trabalhos ou provas dos alunos. Não costumo passar muito trabalho, normalmente faço atividades na sala, acredito que rendem mais, pois eu posso orientar melhor, acompanhar (Até pq se tiver muitos trabalhos para corrigir não vou corrigir com a atenção necessária), tenho sorte por que as minhas turmas são pequenas (nenhuma tem mais de 22 alunos, isso ajuda muito!)

    Meu maior desafio tem sido com relação ao planejamento. Levo horas para planejar uma aula, estudo para isso e as vezes me perco no tempo e acabo não planejando todas as aulas. Como otimizar meu tempo de planejamento? Como arranjar tempo para fazer leituras paralelas do assusto que estou trabalhando?

    Bom, no ano de 2011 (ano q comecei) sofri muito com isso de querer ensinar tudo. Hoje sou mais centrada, foco em pontos mais importantes, naquilo que quero que meus alunos aprendam, mas ainda assim, não sei utilizar corretamente meu tempo de planejamento.

    É isso, obrigado pela atenção! Um abraço

  25. Lílian 16/02/2013

    Olá thais,
    Eu sou professora da rede publica de minas gerais e coordenadora pedagógica, sou muito desorganizada e minha maior dificuldade está em organizar as papeladas que se acumulam ao longo do ano letivo,planos de aula, modelos de atividades, modelos de provas,sobras de materiais( que eu sempre guardo pois imagino que vou utilizar algum dia) livros, documentos e outros. Além de tudo divido meu escritório com ateliê ( adoro artesanato) então já dá pra pensar na bagunça em que me encontro.
    Espero anciosa por ideias e soluções.

  26. Lais 16/02/2013

    Oi, Thais,

    Estou começando agora, ainda sou estagiária e, por enquanto, minha maior dificuldade é organizar a lousa de forma útil e que não me faça perder tanto tempo escrevendo. Gostaria de trabalhar com tópicos e cores, mas ainda não sei muito bem como organizá-los para as aulas de Redação, Gramática e Literatura.
    Também não sei se compro cadernos para planejamento ou se trabalho com fichas destacáveis.

    Uma coisa que aprendi como estagiária e que acredito ser muito útil é ‘perder’ a primeira aula do ano para explicar aos alunos uma série de combinados, que nada mais são do que as regras aureas que não serão mais repetidas e deverão ser seguidas durante todo o ano tanto pelos alunos, quanto pelo professor. Essas evitam que sejamos vistos como ‘injustos’ por eles, uma vez que todos as conhecem e tudo se torna menos subjetivo. Você evita algo que é mais comum do que deveria, que é descontar os problemas pessoais nos alunos (aliás, eles percebem isso muito bem, tenham certeza).

    A professora que me ensinou tudo isso exige que sejam anotadas na primeira folha do caderno de Português: a formula para calcularem a própria média, o tipo de organização esperada para o caderno e o portfólio, a necessidade de uma agenda; o que deve estar todos os dias em sala de aula (como caderno, livro de exercícios, estojo e agenda), o que pode ser buscado no armário (dicionário, gramática, portfólio e livro paradidático), como será a ‘punição’ para cada falta cometida (ex.: na primeira vez que esquecer algum material de sala, recebe uma advertência verbal, na segunda, é anotado no registro e na terceira, além de não assistir a aula, vai pedir o material emprestado para a coordenadora) entre outros combinados bem bacanas.

  27. Ana Paula 16/02/2013

    OLá Thais!
    Primeiro te parabenizar pelo blog. Sou leitora dele há algum tempo e de todos os outros que sigo no google reader este é o que sempre leio com a maior atenção todos os feeds. Já sigo várias de suas orientações que deram super certo.
    1)Separar as contas em pastas e depois por ano;
    2)Lousa para cozinha, com as coisas que precisam comprar e ser feitas;
    3)Ter um homeofficer (ainda estruturação)
    4)Tarefas semanas bem delimitadas e divididas com o maridão que tb é super parceiro que nem o seu;
    5)Só não consigo ainda fazer o menu semana(que acho super util) pq além de não gostar de cozinhar, não tenho ideias de que comida fazer e o que combina com o que no paladar.Por isso gasto dimais no supermercado com enlatados e comidas prontas. Qd cozinho perco muito tempo na elaboração do prato(ME AJUDE!!!)

    Bom em relação a organização do professor:
    1)Sou professora há 1ano e meio e só agora estou conseguindo me organizar melhor com os planos de aula, avaliações e arquivos em geral, mas tenho bastante dificuldade também.
    2)Como sou da area de humanas tenho milhões de textos digitalizados e impressos. Por isso separei por pastas de temos tanto no computador como na estante de livros pq daí fica fáceil eu achar um texto sobre as temáticas que vou dar aula naquele semestre tanto na graduação como na pós.
    3)Como tenho um horário vago durante as aulas é nele que eu atualizo as faltas, notas e o que foi dado naquele dia no meu Diário.
    4)Tento preparar 2 aulas no mínimo com antecedência, para caso eu termine o assunto daquela aula antes ou haja um imprevisto que não possa preparar a aula daquela semana.
    5)No início do semestre, antes do início das aulas, sacrifico meus finais de semana para pensar e fazer meus planos de ensino. É uma ótima ferramenta. Pois assim vc já tem definido no cronograma de aulas os assuntos de cada aula, as datas de trabalhos, seminários e avaliações.

    No entanto tenho muitas dificuldades com a organização do tempo de preparo das aulas e leituras complementares de atualização profissional. Além de professora, tenho ou trabalho. Dou aula 2x na semana a noite e tenho carga horário de 6h por dia como Assistente Social. Portanto preciso realizar leituras tanto para me atualizar no trabalho de Assistente Social como no de professora. Concentro tudo relacionado ao meu trabalho durante o dia para ser realizado lá mesmo, sem levar nada pra casa. Até as leituras de atualização eu faço no ambiante de trabalho. Deixo para fazer em casa somente as atividades relacionadas a docência. Mesmo assim é complicado organizar o tempo e a disposição de chegar em casa e preparar aulas, realizar leituras e ainda estudar para concurso.

    Esse é meu drama!rs

  28. Helena 16/02/2013

    A Ana Paula descreveu o que mais me angustia: “No entanto tenho muitas dificuldades com a organização do tempo de preparo das aulas e leituras complementares de atualização profissional”.
    Professor leva muito trabalho para casa, esse é um outro ponto.

    Um abraço Thais!

  29. Débora 16/02/2013

    Olá, Thais!
    Primeiramente gostaria de agradecer sua boa vontade em nos ajudar!
    Sou professora de ensino fundamental e médio da rede pública e certamente me identifico com muitas das dificuldades expostas pelos colegas acima, mas também gostaria de expor umas das maiores dificuldades no meu trabalho, que não dependem só de mim (mas de outros) pra que eu me organize. Se você enxergar alguma solução pra esses casos que vou relatar abaixo, por favor, eu gostaria muito de saber!
    A dificuldade começa, por exemplo, quando a diretora da escola nos pede a nossa disponibilidade de horário, antes mesmo de terminar o ano letivo e sem saber se ficaremos com aquela mesma carga horária ou se perderemos turmas… Porque dependendo do caso, não precisaríamos disponibilizar todos os dias… Isso dá margem muitas vezes pra que nosso horário fique quebrado, com “buracos” entre aulas…
    Outra dificuldade é que na jornada pedagógica perde-se muito tempo em discussões e o planejamento mesmo, que deveria ser feito nessa ocasião, acaba não acontecendo por falta de tempo… (e isso mais uma vez fica como “dever de casa”). Aliás, como fazer planejamento quando nem sequer somos comunicados com quais séries e turmas iremos trabalhar? Só pra você ver o absurdo: a diretora, uma vez, disse que deveríamos fazer o planejamento de determinadas séries e depois nem sequer ficamos com as mesmas… Na hora da divisão de carga horária, ficamos com turmas para as quais nem tínhamos feito planejamento… Ou seja, foi todo um trabalho pelo ralo…
    Mais: você planeja um determinado conteúdo prevendo usar o livro didático adotado pelos professores da escola e a Secretaria de Educação manda outro que não foi escolhido e sempre depois que as aulas já começaram e até com 1 MÊS de atraso! Quem trabalha com interpretação de textos e precisa de recursos (já que não dá tempo de colocar no quadro, ou os alunos reclamam de tirar cópia), sabe o que isso significa!
    Mais uma dificuldade: quando chegamos pensando que vamos dar aula em determinadas turmas e, na hora “H”, mudam todo o nosso horário! Por exemplo, sabemos que naquele dia íamos dar aula nas turmas de fundamental e ao chegar, nos mandam pras turmas de ensino médio! E isso acontece praticamente durante todo o 1º mês do ano letivo! TENSO!!!
    Outra época que deixa qualquer professor preocupadíssimo é a da entrega de notas na secretaria. Por conta de atrasos na entrega de trabalhos e atividades dos alunos, acabamos nos atrasando também, já que no fim das contas, sempre vão nos dizer pra “dar um jeito” na situação dos alunos com notas baixas.
    Outra coisa complicadíssima é que só ficamos sabendo dessas datas de entrega ou de eventos na escola com 1 semana de antecedência. Pelo menos na minha escola não se tem feito um cronograma anual de todas as atividades a serem desenvolvidas durante o ano letivo e isso atrapalha todo o andamento do nosso trabalho! Muitas vezes, a própria Secretaria de Educação não disponibiliza esse calendário letivo no site. Assim fica difícil!
    Na nossa escola, ainda não temos hora pedagógica, então sempre levamos trabalho pra casa! E aí vem outra dificuldade (principalmente pra quem é mãe de criança pequena): como conciliar trabalho e vida pessoal? Não tive tempo ainda de ler todos os comentários, mas li a maioria e creio que os colegas já pontuaram as demais questões quanto a isso.
    Desculpe-me o desabafo e, mais uma vez, obrigada pela gentileza de sempre!

  30. Débora 16/02/2013

    Esqueci de mencionar o fato de o diário de classe muitas vezes só chegar atrasado, normalmente em agosto, depois das férias!
    Sou professora de duas disciplinas e uma das minhas maiores dificuldades é o tempo que levo pra planejar uma aula que me agrade. Levo HORAS! Estou sempre pesquisando material, estudando mais o assunto… E mesmo que eu já tenha construído um banco de dados com essa pesquisa, sempre tem o que modificar, melhorar ou adaptar nas aulas que já tenho preparadas. E aí acabo me perdendo no tempo pra isso.
    Outra coisa: como organizar minhas leituras de trabalho, de estudo pro concurso da pós-graduação e as de lazer?

  31. Michele 17/02/2013

    Adorei o post, muito bom!

  32. Alessandra 18/02/2013

    oi, Thais!
    Ótimo post.
    Eu faço um plano de aulas desde o começo do semestre, o que me serve como guia para as aulas e provas. Reservo um tempo semanal na agenda para preparar e atualizar as aulas. Na sala de aula, tento usar alguns recursos além da tradicional aula expositiva, já que a atenção das pessoas só vai até 20 minutos. É preciso fazer uma quebra a cada meia hora para retomar a exposição, se for o caso.
    Para pesquisas e escrever, também reservo espaço na agenda, conforme o trabalho que estiver fazendo. Geralmente, escrevo um pedaço a cada dia, mas conheço gente que se fecha por 5 dias, apenas para escrever um artigo de uma vez só.

    Envio este link como contribuição.

    http://getalifephd.blogspot.com.br/2013/02/how-are-you-spending-your-time.html

    Recentemente li um livro com ótimas dicas de organização desde o plano de ensino até o tempo gasto com o trabalho “geral” (ensino, pesquisa e extensão e reuniões): “Ensinar na Universidade – Conceitos Práticos, Dicas, Métodos” de Markus Brauer.

    Aguardo o post com suas dicas =)

  33. Juliana Das Oliveiras 21/02/2013

    Olá Thais Godinho, gostaria muito de te agradecer pelo Blog. Tem sido minha atuação febre. Sim, tenho tentado tomar cuidado para não ser ineficiente e ler muito e fazer pouco, quando a ideia é justamente, angariar ferramentas e motivação para a AÇÃO, esta é a finalidade. Você pediu e eu decidi escrever-te. Sou professora de línguas estrangeiras: inglês e espanhol. A partir do seu post sobre ORGANIZAÇÃO DE PROFESSOR, fiz uma ficha que colei no meu caderno encabeçando o seguinte título PROFESSORA ORGANIZADA e montei um esquema, acho que você irá gostar.
    Quanto às necessidades. Comprei o caderno citado, sugerido por uma professora que trabalha dividindo turmas comigo, para que, a princípio tivéssemos sempre o mesmo conteúdo nele para apresentarmos aos alunos. Mas não deu certo e eu não sei porquê.
    Então dividi-o em: Reuniões, treinamentos e semana pedagógica; Calendário das avaliações; conteúdo das avaliações; conteúdo programático por unidade; Protocolo (assim como o colégio me obriga a assinar um protocolo que recebi as provas para corrigir, passarei a solicitar q assinem qd recebem-nas corrigidas), Anotações diversas; Circulares; Atas de notas; Projetos: visitas, viagens, festival da criatividade, teatro; e Didática de cada aula.
    Tenho dificuldades com imaginar meu cotidiano e estabelecer a rotina que devo adotar para não haver acúmulos, permitir-me dedicar-me aos meus estudos de pós-graduação, à minha casa, aos meus projetos, às aulas particulares (de onde tiro mais dinheiro), à minha vida pessoal.

  34. Marise Andrade 14/03/2013

    Thais sou professora de Biologia, atuo nos 6,7,8 e 9 ano do ensino fundamental,1, 2, e 3 série do ensino médio carga de 60 hs semanais, cerca de 380 alunos, gostaria de dicas p me organizar e quem sabe ter menos trabalho em casa que acaba com a possibilidade de ter vida pessoal e consequentemente com nossa saúde. abçs

  35. Damiana Sousa 21/06/2013

    Olá Thais. Parabéns pelo seu blog! Acompanho desde Portugal e achei este tópico de “Trabalhos Diferentes” super interessante. Gostava de deixar uma dica para uma profissão, para quando tivesse oportunidade. Sou Recepcionista de Hotel. Faço sobretudo turnos em que saio de noite (ou de manhã), já tarde e ainda tenho quase 1h de caminho. É muito complicado organizar os horários, porque de manhã preciso sempre de descansar. Mas se me descuido muito acabo por ficar sem tempo para quase mais nada, pois quando dou conta já está na hora de me preparar para sair. Pode deixar alguma dica de organização de horários (para incluir a oranização da casa, de actividades como cursos de linguas, ginásio e horas livres), para profissões que incluam trabalhos por turnos e que folgas aos fins de semana são raras…?
    Obrigada!

  36. Cláudia 18/03/2016

    Organizar a papelada, os livros…aff é muita coisa!

  37. Renata Silva 23/03/2017

    Aflições de um professora inciante:
    Como organizar e até se livrar da papelada? Eu amo ser prof, mas o lado ruim é a quantidade de material que precisamos p trabalhar.
    Melhor forma e tempo p planejar aulas, atividades?
    Professor se esforça muito pra tudo dar certo, mas uma ajuda e orientação é sempre bem vinda!

  38. Renata Silva 23/03/2017

    Ah, também quero parabenizar pelo blog e dicas!
    #ajudaosprofs :]