Olá, Thais!
Acompanho o vida organizada há um bom tempo, e posso dizer com toda a certeza que contribuiu e muito para eu me motivar quanto à organização.
Gostaria de ajuda pra um probleminha que muitas pessoas têm: presentes que ganhamos e que não tem a ver com o estilo da casa ou com o nosso estilo mesmo.. Eu por exemplo, ganhei um relógio em forma de sapo esses tempos, bem bonitinho… pra quem gosta de sapos, ou pra quem gosta de verde.. e sempre fico louca pra me desfazer mas sempre tem aquela coisa de “nossa, seria muito indelicado da minha parte com a pessoa que me presenteou”..
Enfim, gostaria de uma luz pra esse problema.
Tudo de bom pra você e pra sua família!
Abraço 🙂

Olá querida leitora,

Esse assunto é mesmo muito delicado.

Eu faria o seguinte: se, e somente se, essa pessoa fosse muito importante para mim, eu manteria o objeto. Especialmente se eu tiver lugar em casa para guardá-lo. Em todo o resto dos casos, eu doaria sem remorso. Não vale a pena manter em casa um objeto que não usamos ou muito menos que não gostamos, pois vira tralha. Nossa casa deve ser vista como um espaço sagrado, onde guardamos somente aquilo que gostamos e usamos, pois faz parte da nossa vida.

Muitas vezes, uma pessoa dá um presente qualquer para “se livrar” da obrigação de comprar o presente. Essa mesma pessoa pode visitar sua casa tempos depois e sequer se lembrar do presente. Ou ela mesma pode já ter repassado um presente que ganhou e não gostou.

Portanto, não se sinta culpada em doar o dito cujo. Se essa pessoa for à sua casa e tiver a indelicadeza de perguntar onde você guardou o tal presente, diga que quebrou, infelizmente. Coloque a culpa no gato, no bebê, diga que você é desastrada e deixou cair, mas livre-se desse fardo.

Não vale a pena manter em nossa casa algo que não amamos e que poderia estar sendo usado por outras pessoa. Não se sinta mal por isso, de verdade.

69 Comentários

  1. Bom, eu sou um caso que guardou um presente de casamento por 12 anos mesmo ODIANDO o presente. hahahah É um quadro de 2 orquídeas que a pessoa mesmo pintou, mas eu achei horrível, não combina com meu gosto, nem com a casa. Mas nunca tive coragem de me desfazer, porque a pessoa é querida do meu esposo. Mas 12 anos olhando para um quadro feio é muita coisa. Já disse a ele que vou aproveitar a moldura (que é bem bonita) e fazer um quadro de recados. Vou comprar a cortiça e colocar nele.
    Pelo menos irá ser útil. *-*

    • Nesse caso, se por acaso a pessoa perguntar, você pode dizer que instaurou-se um fungo no quadro, que vocês fizeram de tudo para recuperar, gastaram um dinheirão, mas infelizmente não foi possível. A moldura, no entanto, conseguiram guardar!

    • KKKKKKKKKKKKKKKK Pior que periga acontecer mesmo, hein? KKKKKKKKKKKK
      Por essas e por outras que eu evito ao máximo dar presentes por obrigação. Sou muito mais dar alguma coisa sem motivo (tipo, aniversário, Natal), simplesmente porque vi e achei que a pessoa iria gostar. Ainda assim, sei que corro o risco de dar algo que desagrade completamente. Paciência! Acho que precisamos entender que não dá acertar sempre, e aceitar que a pessoa se desfaça do presente.

  2. Ótima ideia.Agora eu já sei o que dizer a respeito de um presente que ganhei mas não combina comigo.Estou começando a seguir a filosofia de manter somente o que realmente amo.O restante posso doar pra minha mãe pois ela gosta de várias coisas ou pra outra pessoa que está precisando mais.

  3. Gente, eu não consigo ficar disfarçando muito! rsrsrs. Tento ser o mais delicada possível, mas não fico com algo de que não gostei. Por exemplo, minha sogra é “super católica” e deu pro meu filhotinho uma imagem do menino Jesus. Não gosto de imagem, e não tinha nada a ver com a decoração do quartinho dele. Dei a entender isso a ela. Deixei um bom tempo dentro do guarda-roupa dele, mas, recentemente, dei um jeitinho de presenteá-la com a imagem. Ela adorou e entendeu! Outra vez ganhei um sapato que não tinha nada a ver comigo. Dei um jeito de trocar. Simples assim!!! Mas tudo com muita delicadeza pra não magoar a pessoa.

  4. Para roupas, já ouvi a seguinte ideia: vá na loja e troque. Se a pessoa perguntar, diga que ficou meio apertado/grande e, quando você foi trocar, não tinha mais aquele modelo no seu tamanho e você teve que pegar outro.

  5. Eu precisava ler este post!!!! Muito bom!!! Agora a seção de desculpas esfarrapadas foi demais!!! Muito engraçado!! kkkkk

  6. Eu já sigo as dicas faz tempo, nada de ficar com algo que não gostei, a não ser que a pessoa seja muito, muito importante (como pai, mãe, irmãos), caso contrário, doo sem dó…

  7. Ola!
    Para quem mudar, desfazer-se das lembranças que nao agradam fica mais fácil. A gente pode explicar que o item foi danificado ou extraviado na mudança. Pequenas reformas ou pintura na casa Tbem servem de boa desculpa. Ninguém quer ofender as tias queridas e desculpas assim ajudam. Para quem assiste big bang theory, fica a dica do episódio em que a amy presenteia a Penny com um quadro enorme com o retrato das duas. Foi muito engraçado!! Bjs

  8. Também podemos deixar o objeto exposto um tempinho, o suficiente para a pessoa ver. Depois sumimos com ele. Quem deu o presente já nem vai reparar, e se reparar dificilmente terá a descortesia de perguntar…
    Temos também que ficar atentos com os presentes que damos. Objetos de decoração são perigosíssimos, não dou de jeito nenhum. Aliás, gosto de presentear com coisas que acabem: chocolates, flores, bolos, vinhos. Assim ninguem é obrigado a guardar nada só por obrigação…rsrs.

  9. Perfeito o post, e também as desculpas rsrs
    Eu até ia mandar essa dúvida pra você, com relação a coisas inesperadas que acontecem e causam um certo desespero, como, por exemplo, organizar o menu semanal e de repente um amigo chega sem avisar, ou isso mesmo, de ganhar algo e não saber nem onde entulhar rsrs

  10. Olá!

    Certa vez, entrei em uma loja de decoração e presentes para comprar um presente de casamento para uma vizinha que ia se casar.
    Meu marido e eu nem conhecíamos o noivo, para dizer a verdade.
    A primeira pergunta que o proprietário da loja nos fez: vocês são amigos próximos do casal? respondemos..não, somente conhecidos. Então, ele disse.. não levem objetos de decoração..levem utensílios para o dia-a-dia. Qualquer objeto de decoração deve ser dado somente quando se conhece o estilo do casal ou quando for desejo expresso do mesmo.

    Achei o máximo!
    Compramos um kit completo para servir comida japonesa (sabia que ela amava comida japonesa..) e acertamos em cheio com direito a cartão de agradecimento e tudo!

    Fica a dica!

  11. Hahahahhaha tô rindo muito dos comentários… Desse mal consegui me livrar, passei a me desfazer de todo e qualquer presente que não gostava sem dó alguma! Mesmo que não consiga trocar, eu dou pra alguém que eu saiba que vá gostar ou vai pra doação mesmo! Agora, o outro lado da moeda… Eu sou PÉSSIMA pra dar presentes, por isso sempre aviso logo que se a pessoa quiser trocar, pode ficar à vontade! Não fico ofendida não, acho besteira! Você não é obrigado a adivinhar o gosto dos outros né? E “impor” um presente é meio exagero, afinal a ideia de presentear é fazer a outra pessoa feliz, não você!

    • Letícia, presentes realmente são muito pessoais, mas uma dica para vc é quem sabe observar um pouquinho mais a pessoa que será presenteada, é tão bom ver os olhinhhos do presenteado de satisfação. Dá uma sensação de PRONTO ACERTEI EM CHEIO!!! Além de ser uma demonstração de carinho muito grande, pois a pessoa nota que ela é importante para vocÊ

  12. Ah, dou uma desculpite fácil! Mas precisa ser bem bolada para pessoa não rebater com outra pergunta e ficarmos malz…Ante de sequer ter qq coisa dentro do meu apê meu pai disse que separou um vaso de cimento pintado de amarelo ovo pela esposa dele, aí levei para casa e percebi que estava sujo de terra dentro, poxa além de me dar um vaso enorme para uma varandinha, amarelo ovo ainda era usado? Não tive dúvida….chegando na porta de casa coloquei ele na calçada do outro lado da rua, e passou um abençoada e levou pois gostou….afinal não é todo lugar que recebe um vaso enorme para doação. simples assim! O que eu falei? Putz pai choveu tanto, ventou tanto que ele virou e trincou! fiquei maior triste ;-P

  13. Gente, pra mim o piooooooor é ganhar porta retrato com a foto das pessoas em questão. Primeiro que odeio porta retrato, segundo que é meio absurdo ter que colocar num local privilegiado a cara de duas pessoas pra vc ficar olhando todos os dias. Essa pessoa vive se casando, casa vez que troca de esposa, troca o porta retrato que me dá! Sim, é uma pessoa da família muuuuito próxima, mas acho esse gesto de uma indelicadeza… Estou prestes a casar, mas não vou aceitar esse tipo de coisa, não. Mas confesso que já aceitei muito pra não magoar, viu?

  14. Ótimo post. Também sou adepta do “se não gostou, vai pra frente”. Acho horrível quando alguém dá um presente em que não há possibilidade de troca (produtos de catálogos, por exemplo – tenho trauma porque já ganhei vários) ou ainda algo que de alguma loja que não tem nada a ver com a pessoa. Na dúvida, acho o vale-presente ideal.

  15. E as famosas “lembracinhas” de praia e de outras cidades? Vem de chaveiros a bibêlos…até um barco eu já ganhei. E a maioria ainda tem o nome da gente, da cidade… nem dá para dar de presente não. Cada coisa que não tem nada a ver comigo. Entendo a consideração da pessoa e agradeço, mas é complicada a situação. Detesto ter qualquer coisa que não uso. Tenho uma sacola cheia dessas benditas lembrancinhas e acabo ficando com dó de colocar no lixo…rs

    • Essas lembrancinhas são terríveis mesmo. Se não quiser jogar fora, tenha uma caixinha só para elas, ou então coloque em cima dos livros, por exemplo.

  16. Nossa…. Me identifiquei mto com o post. Na verdade, nunca tive dó de me desfazer de presentes que não tem nada a ver ou que simplesmente, não gosto! Ganho muito, mas muitos presentes de Natura, tipo sabonetes e hidratantes! De pessoas muito próximas a mim, mas não consigo dizer que não me agradam, acho que seria extremamente indelicado da minha parte! E o pior, é que são presentes que não podem ser trocados. Fico numa situação terrível! Tenho uma parte no meu armário somente acumulando esses produtos. Na primeira oportunidade que tenho, “passo” eles sem pena alguma! Acho que produtos de beleza/maquiagem, não podem ser dados de presente sem que a pessoa tenha possibilidade de troca: cheiro, textura…. são coisas muito pessoais!

    • Concordo. Sabonetes eu até uso nas gavetas etc, mas produtos cosméticos eu acabo doando para as minhas amigas. Isso se eu não usar, porque muitos acabo usando mesmo.

  17. Esse, definitivamente, não é o meu problema, adoro trocar os presentes que ganho. Eu posso até gostar do presente, mas sempre verifico se tem algo mais interessante e troco, mesmo que tenha que pagar mais. Eu ODEIO qualquer coisa cor de rosa, são os primeiros a ser trocados e quando não tenho opção de troca dou para alguém que gosta da cor.

  18. Olá meninas adorei as dicas, bem, já que você não curte o presente de sapinho se quiser repassar eu aceito de bom grado e até pago o frete se você quiser me enviar pelos correios, adoro sapinhos 🙂

  19. Excelente post!

    Eu dôo ou repasso sem dó nem piedade! Nem tenho tanto espaço prá juntar tralha!! Ahahahaha

  20. Não gosto de bicho de pelúcia! Não sei porquê, mas meus ex-namorados sempre cismavam de me dar isso em aniversário de namoro, dia dos namorados, etc… Pra mim brinquedo é coisa pra criança, não pra mulher ter guardado…
    Aí eu sempre aproveitava o menor desentendimento pra me desfazer dos bichos… Se depois perguntassem, eu dizia que fiquei com raiva e me desfiz… rsrsrsrs…
    Mas com o meu marido não errei… Logo no início do namoro aproveitei uma ocasião, e disse que não gostava de brinquedo, que acumula pó e me dá alergia… Ainda bem, ele entendeu o recado e nunca me deu nenhum… Já pensou ter que guardar um monte de bonecos pro resto da vida?? rsrs

  21. Uma coisa que eu sempre ganhava da minha avó, e às vezes de outras pessoas também, eram aqueles sabonetes todo enfeitados e cheirosos… Eu ficava com dó de usar, e ia guardando um monte… Até que um dia vi que tinha um monte guardado, ressecando e sem utilidade. Parei com essa besteira. Agora, ganho um sabonete, e já vou usando!! Quanto mais lindo, melhor!! rsrs

  22. hahaha lembrei de vários presentes que ganhei no natal e já repassei… hidratantes, sabonetes, etc. Uma vez ganhei um pote enorme de louça com uma galinha enorme pintada em relevo hahahaa não era nem um pouco o meu estilo, deixava guardado no armário e coloquei em cima de um balcão na cozinha só quando eu sabia que a pessoa iria lá em casa. Fiz isso umas duas vezes e depois doei o pote. Acho que a pessoa nem lembra mais que me deu… mas deu um alívio me livrar daquela tralha hahahahha

  23. Olá Thais, ri muito com todos os comentários, mil desculpas rsrs. Mas veja se vc tem solução para o meu caso. Todo natal ganho sabonetes da minha sogra. Sempre ganho sabonetes de outras pessoas, até acho um presente simpático, mas costumo dar para outras pessoas pq eu uso só um tipo de sabonete, mania, essa é a minha. Acontece que o ritual acontece todo ano e eu já cheguei a ficar com muita raiva disso, devo ter cara de sabonete. Eu queria sinceramente que isso parasse. Alguma ideia?

    Adoro seu blog. Beijo grande pra vc e sucesso!

    • Cara de sabonete? hahahah. Esta foi a melhor!
      Quem sabe vc não compra para esses presenteadores aquele sabonete que vc usa sempre e diz: “acho que vc vai amar esse sabonete. é excelente. eu só uso ele!”
      Ou então, vc tenta inserir numa conversa que vc é alérgica. rsrsrsrsrs

  24. Anne Elise, eu também detesto esses bichos de pelúcia que só ocupam espaço. rs
    E foi o primeiro presente que meu marido me deu. Graças a Deus ele não repetiu essa besteira de me dar esses bichos…

  25. Aqui em casa a gente até criou um verbo pra isso: terceirizar! Não gostou do presente e quer passar pra frente? Terceirize! 😉

  26. Vivi, não é??
    Bicho de pelúcia ocupa espaço, guarda pó, e não serve pra nada. A única função dele é existir… rsrsrsrs

  27. Faço a mesma coisa, ganhei de uma amiga uma coruja horrivel feita de biscuit e conchas mas não consegui me desapegar pelo simples fato de que ela comprou especialmente pra minha coleção, antes deixava ela bem escondidinha na última prateleira da minha estante e ainda ofuscava com outras coisas mas mesmo assim ela se destacava, coloquei ela numa caixa e só tiro quando minha amiga vem haha.

  28. Nossa, gente, eu não tenho coragem de mentir. Acho que podemos apenas doar depois de um tempo, sem necessidade de desculpas. Por que é que a pessoa que presenteou terá que te cobrar o quadro na sala ou sei lá onde? Quando você ganha alguma coisa é um presente e pronto. Você gostar ou usar é outra coisa. Já ganhei coisas de que não gosto, guardo por um tempinho e doo. Não faz sentido mentir ou usar o que não se gosta. Porque dar satisfação desse tipo de coisa?? Acho mais honesto o que uma amiga tem feito: dizer que não quer ganhar presentes. Claro que nem sempre isso é possível, dependendo da situação ou da pessoa. Especialmente se não for alguém realmente próximo e íntimo. Mas, é melhor que inventar desculpas para não usar, até porque, se eu dou uma coisa para alguém, não vou ficar preocupada se a pessoa tá usando ou não, a pessoa é livre para fazer o que bem entende, não? Eu ganho muita coisa de alunos. Dou a maioria. O que vou usar e gosto uso. Ninguém nunca me perguntou se uso ou deixo de usar uma coisa que ganhei, isso não faz sentido. Um bom dia a todos. Bom final de semana.

  29. Estou morrendo de rir com os posts sobre sabonetes, eu sempre digo que vou ser uma velhinha feliz. Já observaram como pessoas mais velhas sempre ganham sabonetes? Pois é, eu amo sabonetes e quanto mais exótico e cheiroso melhor. Por gostar muito, também presenteio muito com sabonetes, mas não tinha pensado na possibilidade da pessoa só usar um tipo. Ni, fiquei curiosa, qual é o sabonete que você usa?

    • Eu adoro dar e receber sabonetes… mas geralmente compro em lojas, pois se a pessoa quiser trocar fica mais fácil. Sempre pensei: “É barato, é prático e todo mundo usa”. Jamais pensei na possibilidade de alguém não gostar. Fiquei preocupada agora. Já devo ter errado muito… rsrsrsrs

  30. quando eu nao gosto é super simples! eu troco!

    ja ocorreu de uma grande amiga escolher algo que achava que tinha tudo a ver comigo uma boneca estilo para decorar a casa, nao tinha nada a ver. eu dei… pq nao consegui trocar. mas eu nao hesito em trocar. Quando gasto meu dinheiro para dar um presente quero que a pessoa goste ou use. se nao for usar, por favor, troque para que se transforme numa coisa util e que vai servir de alguma forma mesmo que eu tenha dado uma blusa e ela troque por uma carteira! ela o que era precisava e queria! otimo!!! 🙂

  31. Milayne, eu uso o Dove. Não é o tipo de sabonete que se ganha e se dá de presente, mas é o que gosto de usar, o que minha pele curte e fica feliz.
    Até tento usar outros, mas não consigo por muito tempo.

    Pra quem gosta de dar sabonetes, eu costumo dar, mas costumo perguntar se a pessoa gosta ou dar a possibilidade de troca. Já ganhei diversos presentes, inclusive os sabonetes, que dei para quem eu sei que gosta. Eu AMO dar presentes e tento sempre buscar algo que se pareça com quem vou presentear. Se tenho dúvidas, ou pergunto, ou opto por coisas que fiquem guardadas dentro do armário, por exemplo (de casamento costumo dar petisqueiras, que são charmosas, fazem falta um dia ou outro e são facilmente “escondíveis” rsrs). Se a dúvida é maior ainda, compro chocolate. Mas até chocolate conheço quem não gosta. E tenho o cuidado de perguntar se alguém a família não pode comer. Meu cansaço com os sabonetes é que a coisa é cíclica, devo mesmo ter cara de sabonete rsrs.

  32. Gente, adorei esse post e o comentários então!!!
    Detesto escolher presente, nunca sei o q dar a outras pessoas, mesmo q seja aniversário de criança sempre fico na dúvida, principalmente qdo elas são do tipo q tem tudo que é brinquedo, afinal elas não curtem roupa e tem pais q nem dão a possibilidade dos filhos ganharem brinquedos de presente, de tanto q eles mesmo já compram.
    Quanto a ganhar presente, adoooro sabonetes (principalmente da Natura!!), pois eu uso, e se não gosto deixo no banheiro para os outros usarem.
    Nunca tinha pensado na ideia de q sabonetes, chocolates, doces, bolos, etc. são mais fáceis de dar pois se terminam, evitava esse tipo de presente, pois queria q a pessoa ficasse com o objeto, no entanto, pensando melhor, acho q esses presentes são os ideais, pois não obrigamos os outros a ficar com o que não querem
    Quanto a ganhar presente, não gosto, pois quase sempre ganho coisas q não uso ou não gosto. Já ganhei até brinco, mesmo sem ter furo nas orelhas, isso de pessoa da família!!
    Para crianças maiores e adolescentes acho q dar dinheiro é a melhor opção, pois sempre querem alguma coisa mais específica, tipo video-game,jogos, etc. O meu filho ganha dos tios e avós e junta pra comprar o q quer, já comprou um skate, mp4 e tablet desse jeito. Afinal não pesa pra quem dá e ainda ficam com o que querem.
    Gostei muito das desculpas!!

    • Esse lance do dinheiro é muito bom. O meu filho não quer saber de outra coisa. E depois de muito penar para acertar presentes para a minha mãe, passei a dar dinheiro para ela também. Ela a-do-ra!

  33. Olha, quando ganho algo que não combina comigo, guardo para presentar outra pessoa!!!huahuahuahua Por exemplo, ganhei como presente de casamento várias coisas que não teriam utilidade para mim, e nunca soube onde foram compradas, então dei de presente de Natal para algumas pessoas! Quando são souvenirs, aí não tem jeito: vai para doação mesmo.hehehehe

  34. Ni, que engraçado, eu imaginava que fosse DOVE mesmo, por um tempo eu também só usava ele.
    Quanto a ter “cara de sabonete” não se preocupe, eles são muito cheirosos, rs.

    • Milayne, obrigada! Nunca tinha pensado por esse lado, sabonetes são cheirosos rs. Há dois aniversários atrás todo mundo do trabalho, inclusive alguns pacientes, me deram sabonetes de presente. Foi um record mundial rsrs. Até surgiu a piadinha de que as pessoas estariam me mandando tomar banho rs. Agora vi por outro lado, talvez me achem cheirosa e querem ajudar a manter isso :). Adorei!!!!

  35. Ah, eu não guardo presente que não gosto. Acho que pra mim funciona de forma negativa. Se eu gosto muito da pessoa, fico lembrando que ela me deu algo que eu não gostei porque não prestou muita atenção em mim e isso meio que traz amargura. Prefiro me desfazer do objeto e manter a afeição intacta.

  36. Estou de mudança e este post foi ótimo para tirar umas dúvidas sobre destralhamento. E ainda me diverti muito com os comentários!rs

    Sempre “sofro” na hora de comprar presentes pois me obrigo a acertar e às vezes perco muito tempo com isso, mas a partir de agora deixarei bem claro que não me importo com a possibilidade de troca, assim todo mundo ficará satisfeito.

    Quanto à mudança, já estou me sentindo menos culpada em ter de me livrar de certas coisas. Não só presentes, mas roupas e objetos que ficam guardados à toa.

    É a primeira vez que comento aqui… seu blog é muito útil pra mim! Obrigada!

  37. Tenho uma tia que fica super brava quando uma pessoa não gosta de um presente. Detalhe: Mesmo que ela não tenha dado o bendito presente! kkkkkkkkk Eu acho super engraçado!

    É curioso observar que as pessoas dão presentes, na maioria das vezes, por obrigação e acham que os outros têm que gostar. Você só tem uma opção: Goste do presente porque se você não gostar é ingrato. Qual a lógica disso? Dificilmente dou um presente, mas quando dou é de coração e se a pessoa não gostar, problema dela. Pode doar, vender, trocar… tô nem aí!

    Sabe o tipo de presente que acho o fim? Roupa íntima: Calcinha, meia… O.o Graças a Deus nunca ganhei e nem pretendo. Roupa em geral é tenso. Essa mesma tia minha diz o quanto é difícil comprar uma roupa para mim, mas sempre que posso dou indireta dizendo que quem tem que saber comprar uma roupa é quem vai usar. Se for para a pessoa me dar alguma coisa e ficar com frescura, prefiro não ganhar nada.

  38. Olá. Ganhei da minha namorada uma carteira da Le Postiche. Gostei a intencão dela, porém a carteira só tem marca e preço. Pois não tem muitos espaços para os documentos e tals e é sem zíper/velcro. E eu já tenho uma carteira, que é imitação da imitação, mas atende as minhas necessidades. É pequena e tem varios slots.
    Não me vejo usando a que ela me deu. Além de achar desnecessário eu ter que andar com as duas, pois não caberá tudo que preciso.
    O que devo fazer? Contínuo usando a minha mesmo? Uso a duas? Como me desfaço do presente sem quebrla pegue mal comigo?

  39. Tenho uma experiência um tanto inusitada. Eu ganhei um presente muito bonito que foi um quadro. Amava ele. Em um certo dia, fiz uma análise de Feng Shui na minha casa, e foi orientado que deveria de me desfazer do quadro, pois o tema retratado era algo desorganizado (era um quadro abstrato), e isso iria desarmonizar o lar. Ganhei esse quadro dos meus tios que amo muito, mas a orientação era que a influência do tal quadro não era auspiciosa para mim e para meu lar.
    Fiz pesquisas sobre o assunto e vi que a analista estava com a razão, mas mesmo assim deixei por mais 1 ano na minha casa, e eu estava bem desorganizada mesmo. Daí, acabei me desfazendo do presente, com “dor no coração”, pois adorava ele.
    Essa coisa de energia é muito interessante se estudarmos profundamente. Faz tempo que esses tios não me visitam, mas terei de mentir, infelizmente, ao dizer que foi derrubado tinta no quadro.

  40. Oi eu ganhei da minha sogra de natal uns potes tuppeware… Eu sei, dura, mas serio, tinha tantos bonitos, ela escolheu os mais bregas e feios, meu niver foi agora em fevereiro… E ai ela me deu um jogi de toalhas bordada em croche com umas rosas penduradas… Muito brega!!! Ainda disse q eh pro enxoval, mas pera, eu estou namorando… E nao estou noiva ou coisa do tipo… Pq, meu deus? Eu nao sei se ela faz de sacanagem ou se acha bonito e pior acha q vou usar… Eu acredito q se eh meu aniversario, me de algo p mim, ou nao me de nada… Ao inves de me dar coisas bregas de casa q eu nao vou usar nem qd tiver minha casa!!! E ai? O q eu faco???

    • Seu caso é fácil, diz que levou para o trabalho em uma festa de fim de ano e sumiram com seus potes rsrs,diz que ficou muito chateada com isso.E que vc guarda na memória eles

  41. Gostei do post e a sequência de desculpas, presente de aniversário é o único que não tem jeito de não aceitar e ficar.Eu por exemplo ganhei um casaco da minha namorada porque ela trocou uma blusa que não queria e peguei o casaco pagando a diferença porque ela insistiu de eu pegar a troca, dei o casaco p minha mae e ela ficou irada me chamando de mau agradecido kkkk,pow uma coisa é a pessoa embrulhar um presente e escolher pra você a outra é se desfazer de uma troca e te dar a troca do produto sem data comemorativa e nem motivo.

  42. Foi meu aniversário e uns dias antes meu marido me perguntou o que eu queria de presente. Eu disse que precisava de uma carteira nova, já que a minha estava em frangalhos, e deixei bem claro que se ele fosse por acaso me comprar uma, que não comprasse de uma determinada marca, pois eu tenho horror a essa marca, não gosto mesmo. Eis q na noite anterior ao meu aniversário qdo fui me deitar percebi algo embaixo do meu travesseiro. Era a bendita carteira, da bendita marca que eu não gosto… e ele olhando pra minha cara. E aí gente, o q fazer em uma situação dessa??? Vindo do próprio marido a quem vc especificamente avisou antes???

DEIXE UMA RESPOSTA