ou
Imagem: Asia Food Recipes

Imagem: Asia Food Recipes

Eu já comentei um pouco sobre o meu emagrecimento no blog, explicando como foi a dieta que eu comecei a fazer e que será a minha forma de alimentação pelo resto da vida. Pessoas com problemas com peso não podem se dar ao luxo de comer como quiserem e achar que não engordarão novamente. Assim, adquirir uma nova consciência sobre a comida me fez modificar completamente a minha alimentação no dia a dia, e isso facilitou muito a logística do nosso menu semanal.

Recebo muitos comentários de pessoas pedindo para eu passar as receitas que utilizo na dieta. A grande questão é que eu não faço receita alguma – taí a primeira coisa que simplifiquei. Minha alimentação se resume a um bom grelhado com legumes na manteiga ou uma salada. Alterno entre frango, carne vermelha ou omelete, que adoro. Existem diversas receitinhas para quem faz a dieta do dr. Atkins, como o bolo de queijo e o tal pãozinho revolucionário (ambas as receitas estão em seu livro), mas eu nunca as fiz.

Isso não afetou o planejamento do menu semanal aqui em casa porque, na verdade, ele continua sendo feito para o meu marido e o meu filho, que comem a mesma coisa, mas com complementos (arroz, batatas, macarrão). Quando eles comem pizza caseira, eu faço omelete, por exemplo. Se em um dia vamos fazer arroz, purê de batatas e frango grelhado, eu como somente o frango grelhado, sem problemas. A única coisa que realmente mudou foi o fato de estarmos gastando menos, pois eu não estou comendo esses outros alimentos.

Muitas vezes, sequer precisamos fazer o menu semanal, pois ele já está meio pronto sempre. Sabemos que vamos comer, por exemplo, frango três vezes durante a semana, carne umas duas vezes, hambúrguer em um dia e pizza/omelete em outro.

Mesmo meu marido não cozinha com receitas, pois ele gosta de cozinhar “intuitivamente”. Às vezes ele procura algum modo de preparo na internet, quando quer comer algo diferente, mas dificilmente cozinha com receitas. Nossa comida é a trivial mesmo.

O fato de fazer essa dieta simplificou de diversas outras formas. Não preciso mais comprar lanchinho para levar no trabalho, por exemplo, porque não sinto fome. Bebo muito mais água do que antes, além de comer mais verduras e legumes. Quando almoço fora, em um restaurante por quilo, minha refeição pesa (e custa) muito menos justamente porque não como arroz, massas etc.

No final das contas, essa foi a grande simplificação que fizemos aqui em casa. Nossa alimentação nunca foi tão simples e nunca estivemos tão saudáveis. Eu cheguei a ter uma gastrite em estágio inicial antes de começar a dieta, e agora até o meu colesterol está normalizado. Meu marido, que frequentemente tinha dores de estômago, nunca mais as teve. Isso só de reduzir os níveis de açúcar refinado e carboidratos simples.

Simplificar a alimentação resultou em uma simplificação da rotina médica também, porque precisamos comprar menos remédios e ir menos ao médico.

Enfim, somente um relato de como simplificamos a nossa alimentação aqui em casa. =)

Thais Godinho
08/01/2013
Veja mais sobre:
Emagrecimento, Minimalismo
79
Um moleskine e uma caneta
Reflexões sobre o meu trabalho atual
Como eu agilizo as minhas manhãs

 

  1. Erica Paiva 08/01/2013

    e o seu café da manhã, como é? vc só come frutas e alguma proteína?leite?

    • Thais Godinho respondeu Erica Paiva 08/01/2013

      Se eu não estiver com fome, não como nada. Mas geralmente faço ovos mexidos e bebo muita água, ou faço chá. Não tomo leite, pois tem lactose.

      • Lilly respondeu Thais Godinho 09/01/2013

        Eu parei quase que totalmente em consumir leite, por conta da lactose. Minhas crises alérgicas praticamente não existem mais.

  2. Leticia 08/01/2013

    Mais um post inspirador ! Me animei a estudar para concursos por causa do blog e me deparei com a dificuldade de fazer jantar para o marido e tentar estudar no pouco tempo que sobra… vou tentar organizar a rotina do jantar também. Obrigada mais uma vez !

  3. Mariana 08/01/2013

    O segredo pra muita coisa é exatamente esse: simplificar. Diminuir as porções; trocar bebidas e alimentos gordurosos e sem nutrientes por algo que talvez seja mais calórico, mas que tenha vitamina, também imagino que seja interessante. A gente criou uma mania de comer mais porque está gostoso e não tem quem não engorde assim. Cada um tem que descobrir o que é necessário pra ser saudável e estar feliz ao mesmo tempo. Saber equilibrar a alimentação e todo o resto é a melhor forma de levar uma vida melhor. E é muito bom quando além de emagrecer e ter uma visão melhor no espelho, o exame de sangue aponta que a saúde melhorou também 🙂
    Um beijo.

  4. luana 08/01/2013

    Pois o que mais simplificou a minha vida – rotineira e financeiramente – foi cortar todos os alimentos de origem animal da minha alimentação. Nossa, foi uma revolução, rs.

    🙂

    • Thais Godinho respondeu luana 08/01/2013

      Isso realmente barateia geral, porque ô paizinho que vende carne cara.

  5. Lilly 08/01/2013

    Eu conheci esse site e fiquei de fato surpresa e encantada. Leiam o post sobre a população de KITAVA primeiro.

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/

    Acho que quanto mais queremos glamurizar a comida, com ingredientes calóricos, exclusivos, vamos nos tornando escravos desse consumo e engordando, e estragando a saúde, claro.

    A Francine Jay que fala bem da refeição simples: http://www.missminimalist.com/2010/02/minimalist-food-one-bowl-eating/

    Simplificar é a chave.

    • Thais Godinho respondeu Lilly 08/01/2013

      Muito bom. Obrigada.

  6. LAURA BARRÊTTO 08/01/2013

    Minha maior dificuldade é a compensação, como para me aliviar do estresse, do cansaço, aff! Sinto prazer em comer e isso faz com que coma muito mais do que o necessário, ando tão estressada que comer me alivia. Mas não era assim, antes minhas amigas diziam que comia feito um passarinho e agora não consigo reduzir minha alimentação, e as vezes só ums pedaços de pizza aliviam meu estress, é incrivel como a comida tem esse poder comigo. Sinto necessidade de comer uma comida gostosa! Tipo hj sofri uma grande pressão no trabalho e no jantar só pensava: tudo que eu preciso é um X-BURGUER. Depois de emprego, filha e marido tudo fica mais complicado. E nada melhor do que um soverte. Tento me segurar, mas quando chega a TPM, saí de baixo!

    • Mariana respondeu LAURA BARRÊTTO 08/01/2013

      Laura, entendo você. Fui perceber que eu sofria de “auto piedade” quando uma amiga me disse isso, nesses termos. Que eu tinha pena de mim e me recompensava. Parecia tão natural que eu não me dei conta sozinha. Mas ninguém poderá resolver isso por você, é um terreno absolutamente seu. Ainda não estou no controle da situação, mas ter consciência é o primeiro passo. Encontrar prazer nas coisas saudáveis pode ser um caminho. Espero que você e eu consigamos terminar 2013 com resultados melhores (por termos feito escolhas melhores ao longo do ano). Boa sorte! 🙂

    • Thais Godinho respondeu LAURA BARRÊTTO 08/01/2013

      Adoro comer, Laura! Por isso essa dieta deu certo pra mim – ela não restringe quantidades.

    • Zulmira respondeu LAURA BARRÊTTO 08/01/2013

      Laura, passei por essa mesmíssima situação quando estava no meu emprego anterior, e deixa eu te alertar: comer não resolveu o stress, me fez aumentar 8 quilos e meio, elevou o colesterol para as alturas, e não evitou severas deficiências nutricionais que estavam provocando queda de cabelos e rarefação das sombrancelhas (!!!) Depois do susto, modifiquei tudo, começando pela alimentação (que, além de ter sido modificada para melhor, deixou de ser válvula de escape) e terminando pela troca do emprego. Às vezes precisamos tomar atitudes radicais por amor à saúde 😉

  7. Wilma 08/01/2013

    Que bacana Thais que você descobriu seu caminho pra emagrecer, também comer pizza 4 vezes por semana, não há corpinho que resista uma boa forma,hahaha Hoje eu sigo um pouco essa filosofia de menos carboidratos e gorduras e realmente já melhora e muito, agora preciso é achar um modo de organizar meu cardápio semanal prático e segui-lo porque ao contrário de você adoro uma receitinha nova e aí acabamos por comer mais mesmo. Parabéns!!

  8. Sónia 08/01/2013

    Na sua dieta inclui sopas?

    • Thais Godinho respondeu Sónia 08/01/2013

      Posso sim, mas confesso que faz tempo que não preparo (tempo + calor). Acabo comendo o que for mais rápido e simples de preparar.

      • luana respondeu Thais Godinho 09/01/2013

        E vê só, né? A gente vive num país com muito tempo quente – quente demais! – e não tem bem o hábito de tomar sopa fria (tipo gaspacho). Tem umas receitinhas que são deliciosas e acabam surpreendendo a gente. Porque eu também faço muito isso, adoro sopa, mas penso que tá calor, rs.

  9. O carboidrato não te faz falta??

    • Thais Godinho respondeu Cristiane Ricci Mancini 08/01/2013

      Mas eu como carboidratos. Só não como arroz, pão, massas.

      • May respondeu Thais Godinho 08/01/2013

        Só uma curiosidade que eu sempre tive: na sua reeducação alimentar – que restringe bastante os carboidratos refinados, você pode comer por exemplo, purê de batata? Batata frita/assada (seja como for)? Porque batata tem um alto teor de carboidrato e vejo muitas dietas de lowcarb que restringem o consumo da mesma.

        • Thais Godinho respondeu May 08/01/2013

          Nada de batata.

        • Hugo respondeu May 08/01/2013

          Há formas de se fazer purê de batata mais saudável.
          Não é preciso varrê-lo do cardápio.
          Se você fizer com leite desnatado e colocar um pouco de aveia (baixa o índice glicêmico), ele não fará mal em uma alimentação balanceada!
          Dieta boa é a que não exclui nada, mas mantém o equilíbrio.

          • Thais Godinho respondeu Hugo 10/01/2013

            Não tenho interesse, Hugo, mas obrigada pelo comentário.

  10. Mariana 08/01/2013

    Thaís, tu conheces a marca de pães “Bem Nutrir”? Apesar de um pouco mais caro, não tem glúten, lactose, açúcar e nem colesterol. Eu sentia falta de um pãozinho pela manhã e me ajudou bastante. Beijão!

    • Thais Godinho respondeu Mariana 08/01/2013

      Não conheço, obrigada!

  11. Fátima 08/01/2013

    oi Thais, que fantástico, admiro quem tem força de vontade e disciplina pra se alimentar. Eu sempre fui magrela, até demais, mas hoje, depois dos 40, está facílimo engordar, é incrível como o metabolismo muda. E agora me vejo precisando emagrecer uns 5 quilos, eu que passei a adolescência tentando engordar!

    Mas olha, vou dar um palpite: você não acha que está ingerindo proteína demais, não?
    É aquela velha história da dieta americana, o mito de que precisamos comer muita proteína, e na verdade é o excesso dela que causa muito mais doenças que a carência (que é raríssima).

    • Thais Godinho respondeu Fátima 08/01/2013

      Na verdade eu não como muita proteína, eu como o mesmo que comia antes, mas sem arroz, macarrão etc.

  12. Luize 08/01/2013

    Admiro sua força de vontade, pois eu não não conseguiria manter uma dieta assim por muito tempo. Por isso o que eu sempre faço, é o Vigilantes do Peso, mas é como você falou: “Pessoas com problemas com peso não podem se dar ao luxo de comer como quiserem e achar que não engordarão novamente” e sempre me dou o luxo. =/

  13. Natália Puga 08/01/2013

    Thais, gosto muito de ler essa seção no seu blog. Entrei em uma reeducação alimentar recentemente, não porque preicse emagrecer ou engordar, apenas para adquirir bons hábitos e saúde. To chamando de Projeto Jamie Oliver, porque ele é minha grande inspiração.
    Enfim, você não sente falta de arroz? Eu não consigo me imaginar fazendo qualquer refeição sem a dupla arroz + feijão. Parece que está incompleto, sabe? Nem o integral entra? Que carboidrato você usa para substitui-los?

  14. Wanice Bon'ávígo 08/01/2013

    Thais, cheguei hoje em São Paulo muito disposta a me disciplinar mais com o que como e no final das contas o simples é o que funciona mesmo. Como diz a minha filha Mariana (ela tem uma alimentação semelhante à sua, o prazer de se olhar no espelho e gostar do que está vendo supera a vontade de comer qualquer “besteira”. Vc come carboidratos complexos? Vi que no café da manhã, nada de pão né? Nem mesmo o integral. Bjs e continue firme! Vc é nossa musa inspiradora! Bjs

  15. Hugo 08/01/2013

    Thais! Gosto muito do seu blog.
    Por favor, não me leve a mal.
    Mas cuidado com isso de seguir a dieta do Atkins pra vida inteira.
    Não é saudável deixar de consumir carboidratos, ou consumi-los em baixíssima quantidade.
    O corpo precisa deles e há carboidratos extremamente saudáveis, como os complexos.
    Emagrecer às vezes cria uma ilusão de que a pessoa está saudável.
    Cortar o arroz do cardápio é quase um crime. Arroz e feijão formam uma combinação nutricional fantástica! E pra isso há arroz integral, perfeitamente saudável.
    Já fui gordinho: tive 90kg e hoje peso 70kg. A melhor coisa não é emagrecer. É manter o peso no longo prazo, com saúde!
    A dieta do Atkins pode funcionar no curto prazo, mas não é uma boa escolha pra vida inteira. Ele é bastante criticado por muitos nutricionistas.

  16. Hugo 08/01/2013

    Ah, só uma sugestão:
    Coloca no post um aviso de que o mais saudável é sempre procurar um especialista.
    Alimentação requer cuidados.
    Se houver, me desculpe, mas não vi.
    Mais uma vez, não me leva a mal, tá?
    Parabéns pelo blog!

    • Lilly respondeu Hugo 09/01/2013

      Já há especialistas e cientistas e nutricionistas que não estão propagando o que a indústria dos xaropes e dos derivados de cereais maciçamente prega.
      Dá uma olhada: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/ . Tem muitas referências científicas linkadas.

      Ou aqui: http://vejario.abril.com.br/edicao-da-semana/diario-dieta-verao-reporter-veja-rio-fernanda-thedim-729878.shtml

      Se realmente o que o jargão dos nutricionistas e médicos fizesse tanto bem assim, teríamos tantas doenças cronicas causadas pela obesidade? Minha irmã aumentou consideravelmente o peso por conta de uma desordem hormonal. Foi numa nutri que passou uma reeducação com frutas sementes e farinhas. Ela deveria se preocupar em baixar a insulina SEM carbos, mas né, quem tem coragem de enfrentar essas falácias aprendidas nos bancos das faculdades?

      Ninguém vai querer tirar os carbos, porque o açúcar é a nossa cocaína. A farinha também. Eu sou viciada em doces e massas, e ex-pré-diabética, e estou aderindo às proteínas. Eu sei do que estou falando. Larguei o remédio (com consentimento médico, pois não era dependente dele, meu tipo estava pra ser o 2) e emagreci desde então.

      • Karolina respondeu Lilly 10/01/2013

        Lilly, como sua irmã resolveu o problema da desordem hormonal?

        Obrigada.

        • Lilly respondeu Karolina 10/01/2013

          Não resolveu, vai ao médico somente em abril. Ela começou a engordar depois de um anticoncepcional pra eliminar as espinhas. Ela tomava errado também. Nossa família tem tendência à obesidade, hipertensão, etc. E engordou MUITO depois disso (era a única magrela da casa).

          Eu já tive e ainda tenho (tendo retorno ao médico, carece de verificação) SOP. Tomei hormonios, sem sucesso, e controlei com Metformina. Controlar a insulina melhorou muito minha vida, e me ajudou a eliminar aprox. 6 kg ao longo dos anos. Tive crises de hipoglicemia em sequencia e larguei a metformina, autorizada pelo médico. Substituí por outro hormonio, mas ainda não me adaptei a ele. Vou retornar na próx. semana e pedir pra eliminar de vez esse remédio.
          O que me ajudou muito nesses períodos foi etr uma alimentação bem mais proteica. Mas como eu disse, eu sou viciada em doces e massas e quando tenho recaídas, é bem difícil. Ainda não consegui que meu corpo ficasse cetoadaptado. Legumes verduras e etc tem CARBO gente. Em forma de fibras, e na quantidade que é necessária, sem precisar aderir aos pães, arroz, etc etc. Ninguém morre por não consumir carbos, pois eles estão em vários alimentos.

          Minha mãe teve câncer no colo do útero, logo, todas nós já tivemos algum ‘detalhe’ no aparelho reprodutor. É preciso muita atenção.

          Acho que a chave de tudo é a INSULINA, antes mesmo de conhecer esse site ( http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/chave-de-tudo-insulina.html ), meu médico já me dizia isso.

          • Karolina respondeu Lilly 10/01/2013

            Obrigada pela resposta! Desejo que tudo se dê certo para você e sua irmã.

            Beijos.

          • Elisa respondeu Lilly 10/01/2013

            Obviamente cada um escolhe a dieta que considera mais adequada, mas acho que essa escolha deve ser o mais informada e consciente possível. Por isso, acho importante alertar para o fato de que legumes possuem carboidratos sim, mas em quantidades muito pequenas dependendo do caso. Tanto que a técnica de “contagem de carboidratos”, muito recomendada para diabéticos, por exemplo, os legumes e verduras só entram na contagem do dia quando se consome mais de três porções numa mesma refeição (considerando-se, claro, os tamanhos permitidos).
            Enfim, só quero chamar atenção para o fato de que, quando se adota uma dieta um pouco mais “polêmica”, os cuidados com pesquisa de informações de qualidade devem ser redobrados.

            • Thais Godinho respondeu Elisa 10/01/2013

              Exatamente, sempre fazendo acompanhamento médico (como eu estou fazendo) e se informando bastante.

    • Thais Godinho respondeu Hugo 09/01/2013

      Hugo, está sim, no primeiro post que falei sobre isso.

  17. Murielly 09/01/2013

    Parabéns Thais!
    Por uma vida mais saudável 🙂

  18. Patricia 09/01/2013

    Eu também mudei minha dieta. Procurei uma nutricionista. Agora como mais frutas, verduras, grãos, fibras e castanhas. Estou tomando suplementos e próbioticos que me foram recomendados. Procurei uma especialista em nutrição por estar baixa imunidade, com infecções e alergias constantes, e ainda, fadiga crônica. As infecções sumiram, as alergias estão sob controle ou ausentes, e não sinto mais tanto cansaço! Melhorei muito minha qualidade do sono! Isto com 2 meses de tratamento. 🙂

  19. Nathalia 09/01/2013

    Oi Thaís, parabéns pela força de vontade. Comecei 2013 com esse mesmo intuito, emagrecer.
    Uma perguntinha: até agora quantos quilos você emagreceu?

    • Thais Godinho respondeu Nathalia 09/01/2013

      20kg, Nathalia.

  20. Vanessa Rosa 09/01/2013

    Thais, que tipo de carboidrato você come?

    • Thais Godinho respondeu Vanessa Rosa 09/01/2013

      Todos os legumes têm carboidratos. =)

  21. Tatiana 09/01/2013

    kd os menus semanais, moro em uma cidade muito quente, mas meus filhos de 7 e 9 não curtem quase nada de salada…. Adoro o bloq, já intitui os quinze minutos de organização na minha semana…

  22. Helena 09/01/2013

    Uma coisa leva a outra, né… A alimentação melhora a saúde, a saúde boa melhora a disposição e por aí vai.
    Mas é uma dificuldade, até perder os hábitos ruins é uma luta!

    Eu andei comprando seleta de vegetais congelados porque sou a única da casa adepta dos legumes/vegetais e tem sido muito bom, assim fica variado e não estraga. Antes, se comprasse um brócolis, era tudo com brócolis a semana toda. Hehehe 🙂
    No inverno fiz sopas e congelei em porções individuais. Ótimo pra comer a noite, quando chega em casa com frio 🙂

    Parabéns pela reeducação, assunto muito legal 🙂

  23. patty 10/01/2013

    É engraçado, muita gente acha que um alimento tem só um tipo de nutriente, ou que um tipo de nutriente é exclusivo desse alimento ou daquele. Esquecem que proteínas, carboidratos, minerais e etc estão espalhados por aí em diversos alimentos. google tá aí pra isso, gente.

    • Thais Godinho respondeu patty 10/01/2013

      Bingo!

  24. Karolina 10/01/2013

    Thais, boa tarde.

    Poderia, por gentileza, mencionar mais sobre os alimentos ricos em proteína que costuma ingerir? Digo, citar exemplos. Obrigada.

    • Thais Godinho respondeu Karolina 10/01/2013

      Oi Karolina, é como comentei no post mesmo.

  25. Thais Godinho 10/01/2013

    Pessoal, vou deixar uma coisa bem clara aqui.

    Eu não sou médica, nem nutricionista. Como eu disse no primeiro post sobre o assunto (linkado no texto), só falo sobre isso no blog (que diz respeito á minha vida pessoal) porque há leitores que pedem, pois têm curiosidade sobre o meu emagrecimento.

    O título deste post é “Como eu simplifiquei a minha alimentação” – um relato pessoal, no meu blog pessoal. Não é “Como simplificar a sua alimentação”. Não estou sugerindo nada disso que eu estou fazendo. Como disse no outro post, deve sempre existir um acompanhamento médico. Eu, por exemplo, estou fazendo com um cardiologista, um nefrologista e um endocrinologista.

    Peço, por gentileza, que não “julguem” minha alimentação com base no que posto aqui, pois são informações MUITO incompletas. neste post, apenas resumi como tenho feito para fins didáticos, a fim de compôr o post. Não sinto vontade de postar aqui EXATAMENTE o que eu como todos os dias, o dia inteiro. Posso garantir a todos vocês que minha alimentação hoje é mais saudável do que antes, quando eu comia muitos farináceos e açúcares que, para mim, são os grandes vilões. PARA MIM.

    Eu sinceramente me sinto incomodada e até ofendida quando preciso justificar alguma atitude pessoal porque postei algo no blog com a melhor das intenções, mas recebo comentários grosseiros e desnecessários (apaguei alguns). Adoro trocar ideias com os leitores, mas não espero validação alguma da minha alimentação. Não estou procurando informações nutricionais, visto que tenho feito acompanhamento com médicos e me informando MUITO, pois, afinal, é o MEU corpo. Sou mãe, não vou brincar com a minha saúde.

    Ninguém nunca vai me convencer que arroz branco é melhor que arroz integral, por exemplo, ou que eu preciso comer massas no dia a dia. Cada um tem seu metabolismo e deve conhecer, com acompanhamento médico, o que funciona melhor. Não existe fórmula certa e há MUITO MITO envolvendo informações nutricionais super ultrapassadas que são espalhadas a torto e a direito o tempo todo.

    Por favor, não seja essa pessoa. Estou super na minha, apenas postando como eu faço, e não aconselhando ninguém a fazer o mesmo. Peço o mínimo de respeito e uma pequena ponderação antes de escrever.

    • May respondeu Thais Godinho 10/01/2013

      Thaís, falta muita informação e, pior, falta muito interesse em correr atrás de informação… mas falta de educação não dá pra tolerar mesmo.

      Você está ótima! Que bom existir pessoas como você!
      Obrigada por compartilhar conosco um pouco da sua vida e tentar todos os dias nos mostrar como podemos ser melhores – se quisermos!

      😉

    • Lilly respondeu Thais Godinho 10/01/2013

      Apoiada.

      Eu até gostava de pacientemente argumentar esses conhecimentos nutricionais controversos com as pessoas, mas dá preguiça. Eu sou da área, e perdi totalmente a paciência.

    • Dani respondeu Thais Godinho 10/01/2013

      Apoiada, Thais! Tô fazendo a dieta Dukan e o que já ouvi de críticas… haja paciência! O que importa é que estou me sentindo muito bem e cuidando da minha saúde. Cada um sabe o que é melhor pra si. As pessoas deviam se libertar um pouco dessas regrinhas nutricionais que ouvem por aí e procurar informação embasada em estudos científicos (também sou super fã do blog Dieta Low-Carb e Paleo). Parabéns pelo emagrecimento e pelo teu blog, que é incrível!

  26. Laís 10/01/2013

    Thais,

    Por favor, não deixe de fazer esse tipo de postagem em razão da falta de razoabilidade e educação de algumas pessoas.
    Entendo e compartilho a tua indignação, mas queria que soubesses que apesar de existirem pessoas que fazem julgamentos precipitados e infundados, há muitas outras pessoas que se inspiram e são ajudadas diariamente pelos pequenos pedaços da tua vida que divides conosco através do blog.

    Comecei a dieta logo após ter lido o teu primeiro post mencionando que estavas fazendo ela, e justamente por causa daquele post. Já tinha um longo ‘namoro’ com essa filosofia fazia algum tempo e, assim como você, já havia lido MUITA coisa sobre o assunto, mas era algo que eu sempre procrastinava.

    Saber que tu estavas fazendo a dieta e que estavas tendo resultado me deu um ânimo tão grande que pela primeira vez eu soube que poderia fazer também.

    Depois de algum tempo, enfrentando um efeito platô horroroso, estava quase desistindo e cheguei a sair da dieta algumas vezes. Foi quando tu postastes a foto e o detalhamento do que estavas fazendo.. Daí voltei com tudo!! Mais uma vez, a tua força de vontade me ajudou a encontrar a minha força de vontade.

    E agora, andava desanimada com a ‘mesmice’ na alimentação e li este post que me mostrou que ao invés de complicar e viver atrás de receitas low-carb/sem açúcar e lactose, a melhor forma era justamente simplificar. E pela terceira vez tu me ajudou a seguir no caminho.

    Enfim, fiz esse depoimento gigante e até um pouco inoportuno (já que este é o teu blog pessoal – hehe), mas foi para reafirmar que apesar das coisas ruins, existem pessoas que você ajuda e acho que tu nem imaginas.

    Os “simples” relatos que tu compartilhou sobre esse tema até agora foram fundamentais para que eu conseguisse eliminar 10 dos 18kg que preciso perder, e serei esternamente grata por isso!

    Abçs, Laís

    • Thais Godinho respondeu Laís 10/01/2013

      Muito obrigada, Laís! Parabéns pelo seu emagrecimento. =)

  27. Fernanda Ramos 10/01/2013

    Thais nao deixe de postar. Começamos a dieta Atkins aqui em casa, por causa de seus posts que foram bastante esclarecedores. Já sentimos uma melhora sensacional. Deixe de lado essas pessoas que so sabem criticar.

  28. FLAVITA 10/01/2013

    Thais gosto muito do seu blog e esse assunto me interessa muito,pois penso exatamente como você nós que temos problemas com a balança devemos nos cuidar diariamente e principalmente com a nossa alimentação,as pessoas acham só porque nos alimentamos com comida saudavel(frutas,legumes,carnes grelhadas)ao invés de frituras,gorduras e fast food,estamos erradas e podemos ficar doentes, o que pode acontecer mais facilmente se nos alimentamos de porcarias.
    Gostaria de deixar a dica de um livro que me ajudou muito e como você tem ajudado a todos com suas experiências fica a sugestão de leitura META SE COM A SUA META,espero que goste um bj Flávia

    • Thais Godinho respondeu FLAVITA 11/01/2013

      Obrigada pela dica.

  29. Karolina 14/01/2013

    Thais, não ligue para o comentários, as pessoas sempre acham que devem convencer o outro daquilo que pensam e não aceitar que cada um deve fazer como for melhor para sí.

    Tenho só mais uma pergunta para te fazer, estava pesquisando lanches para ingerir entre as refeições, mas ainda não encontrei boas dicas. Estou pesquisando isso pq. muitas vezes o lanches se resumem a biscoitos, bolachas, bolos.

    Você chegou a pesquisar sobre o que comer nesses intervalos? Teria alguma dica bacana?

    Obrigada.

    • Thais Godinho respondeu Karolina 14/01/2013

      Eu costumo comer grãos, como amendoins ou castanhas, mas bem pouco, e só quando tenho fome.

      • Karolina respondeu Thais Godinho 15/01/2013

        Obrigada, Thais! Gostei.

    • May respondeu Karolina 14/01/2013

      Karolina, a sugestão da Thaís é ótima! Grãos são fáceis de carregar e são ricos em gordura boa!

      Outra dica também é rolinhos de presunto e queijo (ou o que preferir). Fácil de carregar também!

      • Karolina respondeu May 15/01/2013

        Obrigada, May. Muito boa a dica dos rolinhos tbm.

  30. Gabriel 18/01/2013

    Gostei do seu relato! Mas você disse que não leva mais lanchinhos para o trabalho, pois não sente fome… como conseguiu essa façanha? Penso que se eu deixar de comer arroz, mesmo comendo mais legumes e salada, vou sentir mais fome no trabalho…

    • Lilly respondeu Gabriel 18/01/2013

      Permita-me relatar um pouco do meu dia de ontem.

      Estou levando uma alimentação LCHF. Almocei (12h) bifes acebolados, cenoura cozida, salada de alface e picles. Uma fruta depois. Só tive fome às 19h00. Foi o primeiro dia que me aconteceu isso. E eu era a doida que comia quase de 2 em 2 horas!!!!!

      Quando você come proteínas e gorduras juntos, não tem aquele pico de insulina proveniente da ingestão de carbos, que gera uma fome LOUCA por doces ou massas.
      Tente. Veja como seu corpo reage e se ajuste a ele.

    • Lilly respondeu Gabriel 18/01/2013

      Desculpe.

      LCHF – low carb high fat.

      aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/

    • Thais Godinho respondeu Gabriel 18/01/2013

      Os carboidratos dão fome. Proteínas te saciam por mais tempo.

  31. Ryta 20/01/2013

    olá !!!
    vc tem alguma dica e/ou texto que ajude na compulsäo por doces ?

  32. Ryta 20/01/2013

    olá !!!
    vc tem alguma dica e/ou texto que ajude na compulsäo por doces ?

  33. Juarina França 24/01/2013

    Gostaria de receber as materias sobre alimentação.

  34. Amanda 25/02/2013

    Oi Thais! Estava lendo um post e lembrei de você. Achei bem útil e a sua cara.

    http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/5083-prepare-uma-refeicao-saudavel-em-cinco-minutos

    Espero que goste! Bjs e sucesso!

  35. maluiza 18/06/2013

    legal minha mae ve seu blog todo dia

  36. Lucas 29/06/2015

    Você consome sucos? Ou de líquidos você só consome água?

  37. fernanda 14/08/2016

    Oi Thais,
    sou viciada em doces e farinha branca. Por indicação dos meus médicos (endócrino + gastro + nutrólogo), preciso esquecer/ limar/ cortar carboidratos simples for ever.
    Encontrei um livro recente maravilhoso sobre este assunto “Chega de Açúcar”.
    Apesar de “chamarmos” com nomes diferentes, o carboidrato simples vira açúcar assim que entra.
    Este site aqui, tem uma lista dos 20 carbo_simples e 20 carbo_complexos, além de explicar a diferença. Achei bem útil e objetivo pra ajudar a escolher dentre as opções que a vida nos oferece.
    http://www.papofitness.com.br/lista-com-20-carboidratos-simples-e-complexos/
    Obrigada pelas dicas e sucesso! O cabelo ficou o máximo!

  38. anõnimo brasileiro 17/12/2016

    Atividade física e alimentação são temas fracos nesse blog.

    • Thais Godinho respondeu anõnimo brasileiro 17/12/2016

      Sim, porque o assunto dele é organização e produtividade. Existem diversos blogs ótimos sobre o assunto e minha recomendação é sempre consultar profissionais adequados. Tenho uma responsabilidade com o que posto aqui e não entro no que não é da minha alçada para não confundir ninguém. Anônimo. 😉