Imagem: Pinterest
Imagem: Pinterest

Agora que o verão chegou oficialmente, está mais do que na hora de organizar o seu guarda-roupa para esta estação. Se você não guardou suas roupas de frio, faça isso agora, deixando somente algumas peças de meia estação disponíveis (especialmente se você vive em uma cidade com uma clima louco como São Paulo). Se você já fez isso, então é hora de colocar em prática mais algumas dicas:

  1. Analise de verdade há quanto tempo você usou cada uma de suas peças que ficaram para o verão. Seja sincera(o) consigo mesma(o) e avalie se precisa manter essa peça no armário. Se você não usou nos dois últimos verões, pode ser que não precise dela. Considere.
  2. Estabeleça uma quantidade razoável (de acordo com as suas necessidades e estilo de vida) das peças que pretende manter. Se você mora no litoral e vai todos os dias à praia, ter mais de dois biquínis pode ser indispensável. Se você mora em uma montanha no interior, não.
  3. Separe os itens que pretende usar mais e confira se estão limpos e sem manchas. Separe para lavar para não ter que fazer isso de última hora, caso precise deles. Isso costuma acontecer bastante com biquínis e cangas, por exemplo. Depois, guarde os conjuntos juntos.
  4. Verifique o que precisa comprar para esta estação, mas atenha-se às suas necessidades. Se você precisa comprar bastante coisa porque teve uma variação grande de peso (como eu), invista nas peças básicas em vez de comprar “o que está na moda”.
  5. As roupas utilizadas na praia e na piscina sofrem desgastes maiores em decorrência do cloro e do sol. Portanto, ao lavar, cuidado redobrado. E deixe secar muito, mas muito mesmo antes de guardar definitivamente no final do verão. Evite guardar essas peças dentro de sacos plásticos, pois podem mofar. Armazene essas roupas em lugares longe da umidade. E, se possível, longe da luz do sol.
  6. Deixe com fácil acesso os itens mais usados no dia a dia calorento, como sandálias rasteiras, chinelos, chapéus, lenços e outros de sua preferência. Vale a pena reservar um espaço no armário para deixá-los.
  7. Aproveite a estação para organizar a sua roupa íntima. Colméias para calcinhas, cuecas e sutiãs podem ser encontradas em lojas virtuais de artigos para organização ou em lojas como a Multicoisas e folhetos da Avon, a preços variados.

E você, como organiza seu guarda-roupa no verão?

11 Comentários

  1. Otimas dicas. Realmente preciso reciclar meu guarda roupa para o verão. Estou de férias e acho que vou começar isso logo. Obrigada Thaís pelas dicas que estão ajudando a mudar minha vida atrapalhada.

  2. OI, adoro seu blog! Todos os dias dou uma passadinha para conferir as novidades. Você poderia dar dicas de como acabar com as traças em casa? A minha casa está cheia, e olha que o apartamento é novinho! Mas estão acabando com minhas roupas! Bjos

  3. Oi estou acompanhando seu blog a mais ou menos um mês, e simplesmente mudou minha vida!
    Estou desempregada(depois de 10 anos trabalhando sem parar) em casa sem fazer nada, estava passando os dias na internet sem ânimo, mas agora criei um plano para organização da casa, todos os dias pego alguma coisa, só no primeiro destralhe foram 8 sacos de lixo embora e 2 caixas pra doação.
    Estou me sentindo mais leve! Dividi a organização por comodo e por etapas em cada comodo, o quarto e banheiro já estão ok, falta, sala cozinha e escritório(o caos do caos), é muita papelada da minha facul e do meu marido, faço arquitetura então minhas papeladas ocupam um espaço generoso, mas devagar e sempre.

    Muito Obrigada por dedicar seu tempo dividindo seu conhecimento sobre organização.

  4. Bem, Thais, como me mudei recentemente, as roupas de frio mesmo já estão fora do guarda roupa do dia-a-dia, agora meu desafio é arrumar minhas roupas para fazer atividade física, porque esse ano hei de alavancar esse quesito, e sempre acho que não tenho nenhuma roupa pra esse fim, mas eu andei comprando umas peças e somem no guarda-roupa,kkkk, agora, focando Vida Organizada isso está melhorando.

  5. ALINE PARA ACABAR COM TRAÇAS E SÓ COLOCAR EM SACHES OU MESMO EM TAMPA DE REFRIGERANTE CRAVOS DA INDIA QUE ELIMINA AS TRAÇAS DE SEU GUARDA ROUPA OU GAVETAS, OU AINDA PIMENTA DO REINO EM GRÃOS. É TIRO E QUEDA. BJUS

  6. Thais adoro seu blog, sigo ele e leio todos os posts com muito carinho.
    Para este fim de semana eu já esta me preparando para arrumar o guarda roupa, e vi no youtube um vídeo muito legal sobre embalar as roupas a vácuo depois de lavadas.
    é uma dica muito boa para guardar as blusas de lã, casacos, cobertores, já que ficarão guardados neste verão!O link segue: http://www.youtube.com/watch?v=st6UFj6qxbM
    Beijos Pâm

  7. Se tem uma coisa que eu adoro fazer é arrumar meu guarda roupa Hehe aproveitei o comecinho das ferias pra fazer isso e tirei duas sacolas de roupa. Nao sei se tenho a sorte de ter um armário grande ou o azar de ter poucas roupas, mas nao preciso separar as peças por estação e acho que me organizo melhor visualizando tudo! So os sapatos que são mais difíceis de organizar, queria tanto uma sapateira ou um armário na lavanderia que coubesse todos! Beijo

  8. Eu já fiz essa organização no meu armário (faço duas por ano).
    Nesta de Verão consegui doar muitas roupas boas e caras que não usava há anos!
    Quem ganhou adorou!
    Sandálias e sapatilhas eu guardo numa caixa grande de plástico duro, transparente ou não, depende do seu gosto(dessas que vende em Supermercado) e fica sobre um banquinho na lavanderia.
    Sempre que chego da rua, lavo o que calcei, deixo secar bem, coloco Lisoform em spray que minha podóloga ensinou. Só ando dentro de casa de Havaianas.
    Mas sempre estamos precisando organizarm né? Nunca acaba rsrsrsr
    Beijos.

    • Amiga, que disposição para cuidar tão bem dos seus calçados!… Parabéns! Quem sabe um dia eu chegue lá… rsrsrs
      Agora, quanto à arrumação do meu guarda-roupa, já há alguns anos que pratico algumas regras básicas:
      1. Duas vezes por ano, na virada das estações, faço uma limpa geral (tanto no que estou retirando de circulação, quanto no que vai entrar). No início da primavera deste ano, por exemplo, enchi uma mala e dois cestos de roupa, de inverno e verão. Até bolsas entraram na dança, pois decidi ficar somente com as que realmente gosto e uso e, principalmente, as mais leves (decidi: bolsa que, vazia, já é pesada, nunca mais compro!). Aproveitei um sábado para fazer a faxina no armário e, no domingo, levei tudo que ía ser descartado para a casa de uma irmã, onde a família se reuniria para almoçar. Resultado: minhas irmãs e sobrinhas fizeram a festa! Cada uma pegou o que servia/queria e o que sobrou, uma delas levou para doar na igreja que frequenta. Cuido bem das minhas roupas, por isso, mesmo as de mais idade nunca estão detonadas, mas sempre bem conservadas.
      2. Os itens de inverno que decidi manter foram parar no baú da cama box, dobradas dentro daquelas embalagens de cobertor/edredon (deixo o zíper um pouco aberto, para as roupas respirarem). Os sapatos e botas de inverno tiveram igual destino.
      3. Comprei uns cabides aveludados (tem na net), magrinhos mas resistentes, ótimos para pendurar peças fluídas (tops/camisas/vestidos de seda/musseline, de alcinha, etc.). Ocupam pouquíssimo espaço e as peças não escorregam. Agora, está na minha lista adquirir mais desses, para substituir todos do armário de blusas/camisas/vestidos por eles. Manterei outros de madeira, mais largos, apenas no compartimento das calças/blazer/casacos.
      4. Separei tudo por tipo/cor. Ficou ótimo para visualizar as peças e montar os looks pela manhã (ainda falta me disciplinar para fazer isso na noite da véspera; às vezes consigo, mas nem sempre).
      5. Nos três gavetões do armário, ficaram: uma para shorts/bermudas dobradas, peças de liganete/jérsei (melhor não pendurar essas, para não deformarem) e uns vestidões de malha/caftãs que gosto de usar no calor, nos fins de semana; na segunda, deixei uns cardigãs/sueteres leves (trabalho no ar-condicionado), para dias/noites mais frescos; na última, ficaram camisetas (não tão bem dobradas como as suas, preciso desse dobrador urgente!…) e regatinhas (gosto de ter umas de boa qualidade, para usar sob camisas transparentes).
      6. Tenho tb. uma cômoda, na qual ocupo duas das três gavetas (uma é do maridóvks): numa estão meias (poucas, quase não uso) e pijamas/camisolas de verão; na outra, sutiãs (encaixados um no outro) e uma colméia para calcinhas.
      7. Os sapatos da estação (muuuuuitos, ok, eu confesso…) ocupam uma sapateira com espelho (tokstock, quero royalties), metade das prateleiras de uma porta do armário (nas demais ficam as bijoux (1), bolsas/clutches/carteiras (2) e organizadores de pasta suspensa com documentos/contas do ano em curso (1). Ainda restam alguns pares sob os jeans/blazers, no outro compartimento (credo!, agora me toquei: é muito sapato mesmo…).
      8. Acessórios estão assim: um cesto com cintos enrolados; um cesto menor com pulseiras/braceletes e fios de contas/pérolas mais pesados; um cesto com biquinis/maiô; um cesto para cachecóis (no momento, vazio, já que os cachecóis foram para debaixo da cama tb.; preciso dar uso funcional para ele…); algumas lingeries mais finas de pouco uso (tb. dentro das tais embalagens de lençol); frasqueiras com o jogo de necessaries de viagem/embalagens para sapato dentro); lenços e echarpes (tb. em embalagem, acho que vou passá-los para o cesto vazio…) – tudo distribuído nas prateleiras sob/sobre o varão de camisas/vestidos.
      9. As roupas de cama/banho de uso cotidiano ficam num armário de prateleiras estreito, embutido num nicho do corredor. Alguma mantas/cobreleitos mais volumosos ficam no maleiro sobre a cama.

      Ufa, quanta coisa escrevi!…
      Enfim, quero dizer que, depois dessa última vez que organizei meu guarda-roupa, ficando só com as peças que, de fato, gostava/usava e estavam em bom estado, pude finalmente visualizar o que faltava adquirir para ter um guarda-roupa versátil, eficiente e com o meu estilo (para isso, contei tb. com dicas valiosas que obtive em livros e sites/blogs sobre o assunto, dos quais recomendo: A Parisiense – Ines de La Fressange; É Tudo Tão Simples – Danuza Leão; O Viajante Chic – Glória Kalil; O Essencial – Constanza Pascolatto; sites: http://www.robertacarlucci.com.br, http://www.oficinadeestilo.com.br e http://www.chic.com.br.). Com essa visão do que tinha e do que faltava ter, pude adquirir peças realmente usáveis e que têm conexão entre si e com o que já possuo. Hoje, estou absolutamente in love com o meu guarda-roupa atual, o que é muito gratificante, além de não ter mais crises de estilo na hora de vestir pela manhã – pois sei que tudo que está pendurado lá me serve, veste bem, combina com praticamente qualquer outra peça e tem exatamente o meu estilo pessoal.

      Bem, desculpa ocupar tanto espaço no teu blog para compartilhar essas experiências, mas acho que esse é o propósito de fato, não é mesmo?

      E estou adorando suas dicas e, especialmente, sua escrita (outra paixão). Bom encontrar na net quem ainda se preocupe com a boa forma do nosso lindo idioma!

      Abraço,
      Rita Vieira

      P.S.: Tb. estou em Campinas!

  9. Oi Thais, sempre sigo seu blog e me inspiro muito nele. Ando com o verbo destralhar na ponta da lingua! Até criei um projeto de blog para me divertir. Meus últimos avanços estão lá. danidesorganizada.blogspot.com

DEIXE UMA RESPOSTA