ou

Eu criei uma planilha para controlar meu inventário de roupas e planejar compras. A ideia é não gastar dinheiro com algo que eu não preciso quando poderia adquirir itens que eu realmente estou precisando.

Para entender mais sobre essa lista, leia o post Administrando o guarda-roupa.

Algumas dúvidas surgiram nos comentários de lá, e eu gostaria de falar sobre elas aqui.

Dúvidas comuns

Isso não é chato? Não ter liberdade para comprar o que quiser?

A lista é apenas um guia. Não significa que, se eu encontrar uma peça que eu ame de paixão, não comprarei. A lista serve apenas para dar uma equilibrada na situação e me fazer pensar antes de comprar. Há alguns dias mesmo, fui até a Zara e me apaixonei por uma echarpe de zebra, linda mesmo. Quaaase levei. Mas então lembrei da minha lista e que estou em uma fase de montar meu guarda-roupa básico, e outras peças são prioridade – não posso e não quero gastar dinheiro com bobeirinhas nesse momento. Mas já comprei peças que não estavam na lista porque acho que o grande barato da moda é justamente você usar o que realmente te representa e o que você ama. Assim, o que é clássico e básico para mim pode não ser para você. O objetivo da lista é montar meu guarda-roupa básico para, quando concluí-lo, ir fazendo somente a manutenção, sem perder, obviamente, o prazer de comprar roupas novas que eu goste muito.

Mas e quando chegar a época de comprar um item e o anterior ainda estiver bom?

Aí é claro que eu avalio a situação, e depende do item. Se for um sapato, avalio o estado em que ele está. Se estiver bom, aumento em mais um ano a frequência de compra. Se estiver estragadinho, compro até antes. Por exemplo, ano passado comprei um sapato que estragou muito rápido, mas eu “deveria” comprar outro somente no ano que vem. É claro que, assim que eu encontrar outro par que goste, semelhante, comprarei. Não são regras escritas em pedra. Me pauto muito mais pela necessidade que pela lista, mas a lista me ajuda sim a organizar o processo todo, pois tem itens que eu não me lembraria de comprar se não fosse por ela.

A lista é para roupas de trabalho ou roupas casuais?

Principalmente para roupas de trabalho, mas percebi que o legal na vida é sempre usar roupas boas, porque a nossa marca pessoal trabalha o tempo todo, mesmo ficando em casa. Faz tempo que parei de ter “roupas para ficar em casa”. Primeiro, porque isso não é prático (se eu precisar sair de última hora, preciso me vestir novamente). Segundo, que não acho legal estar vestida de qualquer jeito em casa com a família. Não que eu vá usar roupas desconfortáveis, mas eu busco um casual que seja mais bonitinho. Não visto calça legging, por exemplo, nem camisetões. Procuro comprar pijamas fofos, essas coisas. Terceiro, que a pessoa mais importante a quem eu quero agradar (eu mesma) está sempre por aqui, então mesmo estando sozinha em casa eu quero me sentir bem.

Isso não significa que eu ande empoleirada o dia todo quando estou em casa (aliás, tenho PAVOR disso e imagino a Donna Smalin de calça branca e camisa azul sentada no sofá no domingo à noite). Só significa que confortável não é “qualquer roupa”. Procuro caprichar um pouquinho. Não uso calça furada, por exemplo, ou camiseta com a barriga de fora. Essas coisas.

Confesso que tenho algumas roupas que eu uso somente em casa, mas elas são justamente roupas que ainda estão boas mas que eu não usaria para trabalhar ou para passear com a minha família, por exemplo. Mas não as comprei depois que fiz a lista – elas já são mais antigas. A cada estação, vou doando o que já “passou do ponto”.

Outra coisa também é que, quando o guarda-roupa é clássico, essa divisão entre trabalho e casual fica mais tênue. Eu posso usar uma camiseta pólo azul marinho com uma calça bege de alfaiataria e oxfords marrons para trabalhar, assim como posso usar a camiseta e os oxfords com uma calça jeans aos finais de semana. Aos poucos eu percebo que, quanto mais vamos amadurecendo, mais vamos unificando nosso visual. Não sei se é uma coisa só minha, mas acho isso importante. Lá no Walden o Thoreau diz: “desconfie de empregos em que você precise de roupas novas”, porque significa ser quem você não é. Na época que eu li pela primeira vez eu não entendi direito, mas hoje concordo.

Como você montou a sua lista?

Bom, com a minha idade, já sei mais ou menos o que eu gosto e fica bom em mim, e me pauto nessas peças. Meu estilo é uma mistura de clássico com casual e rocker, se é que posso definir assim, então já tenho minhas peças preferidas. Também acompanho muitos blogs de moda, revistas, tendências, livros com listinhas básicas, e vou tirando ideias. Nada muito extraordinário.

Algumas premissas

  1. Minha lista é composta pelos itens que eu considero básicos para mim. Assim, você pode usar como guia, mas dificilmente você concordará com as minhas escolhas porque isso é uma coisa muito pessoal.
  2. A frequência de compra estabelecida não é eterna e mudo o tempo todo. Por exemplo, comecei achando que comprar uma camiseta branca de manga curta por ano seria suficiente, mas mudei para “a cada 6 meses”, pois uso muito. Mas deixarei assim somente até ter uma quantidade que considere ok, então diminuirei a frequência de compras.
  3. Tenho muito em vista o espaço disponível que tenho, especialmente para sapatos. Por uma imensa sorte, não tenho tara por sapatos e gosto de usar os modelos mais clássicos. Meu problema são as bolsas, e é aí que eu preciso me segurar muito. No entanto, se eu gosto de bolsas diferentes, é só adaptar a minha lista. Eu posso colocar, por exemplo, uma “bolsa colorida e diferente” para comprar uma vez por ano (não é o caso, mas poderia ser). Cada um deve adaptar a lista às suas necessidades e vontades.
  4. Eu fazia a minha lista no Toodledo, mas resolvi passar para uma planilha porque estou revendo meu uso do site, deixando lá só tarefas mesmo, e não listas, como fazia antes. Fica mais manual a atualização, mas dá para controlar melhor.

A planilha, enfim





A planilha será enviada em até 48 horas após o pagamento feito via PagSeguro.

Minha planilha é super, super simples e dedutiva. Espero que realmente ajude como guia. Coloquei alguns comentários que podem ser úteis em alguns campos.

Ah, e o detalhe é que ela é alterada o tempo todo. Muitas vezes incluo ou excluo itens, mas essa versão acima é a atual. =)

Thais Godinho
23/09/2012
Veja mais sobre:
34
Algumas dicas simples para simplificar a sua vida
Sugestão de cardápio para a semana de 10 a 16 de setembro
Livre-se de jornais e revistas inúteis!

Atendendo a pedidos, a partir de hoje eu volto com a linkagem de domingo. Esta categoria de post mostra os links que eu li e gostei muito na última semana semana. Eu espero que vocês gostem também.

Bom domingo para você. =)

Thais Godinho
23/09/2012
Veja mais sobre:
9
Checklist de fevereiro 2015
Cuidados com os animais de estimação no inverno
Passeio no Bosque dos Jequitibás