ou

Eu comprei a minha rotuladora há cerca de cinco anos, na Kalunga. A marca dela é Brother e o modelo é este aqui. Na época paguei uns 70 reais e optei por esse modelo simplesmente porque era mais barato e parecia me atender bem. Não me enganei! Para vocês terem uma ideia, troquei as pilhas somente duas vezes nesse tempo todo e a fita dura até hoje. Claro que eu não saio etiquetando tudo loucamente (na época que eu comprei, fiz isso, mas depois a empolgação passou), mas mesmo assim eu considero de uma durabilidade incrível.

Existem outras marcas e eu sinceramente não vejo necessidade de um produto mais complexo para uso doméstico. Eu costumo deixar a fonte sempre na mesma padronização (para dar unidade a tudo que estiver rotulado em casa). Há também a opção de fitas coloridas, mas nunca usei – uso a branca tradicional.

Eu mostrei um uso que fiz dela em um post anterior (clique aqui para ver).

Muitas pessoas acreditam que não seja necessário ter uma rotuladora. Necessário não é. Porém, eu considero muito prático o seu uso. Não utilizo impressora para etiquetas e todas ficam padronizadas, com o tamanho do mesmo corte etc. Fora que bastam poucos segundos para imprimir uma etiqueta plastificada e com durabilidade. Na minha opinião, foi uma boa aquisição.

Thais Godinho
11/09/2012
Veja mais sobre:
26
Testando o novo Kobo Aura H20, um e-reader à prova d’água (sim, você leu direito)
Vale a pena comprar um leitor de e-book mesmo já tendo um tablet?
Como fazer um potpourri de flores secas

Todo mundo precisa se alimentar diariamente. Se a hora de preparar a comida tem sido estressante para você, então talvez seja a hora de considerar algumas dicas para facilitar esse processo. Confira:

1. Defina o que irá comer a semana toda

Não precisa complicar – escolha os pratos simples e preferidos da família e anote em uma folha de papel. Se você tiver sete pratos, já está feito. Determine o que fará em cada dia da semana. Somente este pequeno planejamento já tirará das suas costas um peso enorme. Eu não sei você, mas quando eu não planejo o que farei em cada dia da semana, perco um tempão pensando – além de correr o risco de não encontrar os ingredientes que eu preciso. Ninguém precisa passar por isso.

2. Faça compras no mercado uma vez por semana

Definindo o que você irá preparar em cada dia da semana, monte uma lista de ingredientes que precisará ter para cozinhar: arroz, sal, açúcar, azeite, peito de frango, contrafilé etc! A lista é infindável, pois depende de cada família. Analise a sua lista de pratos feita no item 1 e anote os ingredientes (e as quantidades) que irá precisar.

Comprando uma vez por semana, você garante suprimentos para pelo menos sete dias e não precisa se estressar fazendo compras durante a semana. É claro que isso não impede você de ir ao mercado novamente se ficar com vontade de comer algo diferente, mas já ajuda muito não precisar fazer isso.

3. Prepare os ingredientes antes de começar a cozinhar

Pode parecer uma dica boba, mas tudo fica mais simples quando já temos tudo pronto. Você já reparou nos programas de culinária? O cozinheiro geralmente deixa tudo pronto e picadinho dentro de potinhos e só vai acrescentando à medida que vai cozinhando. Vale a pena fazer esse planejamento anterior.

Antes de começar a preparar o arroz, por exemplo, pique a cebola e o alho, já deixe a porção de arroz que usará em um copo separado e só então coloque a água para ferver.

4. Lave a louça enquanto cozinha

Sempre que tiver alguns segundos enquanto prepara a comida, lave a louça. Cebola refogando na panela? Lave o potinho onde ela estava picada, a tábua de corte e a faca, por exemplo. Não deixe a louça acumular. Quando você terminar de preparar a comida, restarão somente as panelas para lavar. Isso faz uma diferença enorme no dia-a-dia.

5. Congele porções

Algumas pessoas não gostam de comer alimentos congelados, então é só pular esta dica. =) Quem não se importa pode preparar porções maiores e congelar em pequenos potes, suficientes para uma única porção, e descongelar rapidamente no dia-a-dia para comer. Algumas ervas também podem ser congeladas, o que aumenta a vida útil de cada uma e facilitam muito no preparo dos alimentos.

Mesmo que um membro da família fique em casa durante o dia, preparar somente uma vez a comida proporciona uma economia de tempo gigantesca. Aqui em casa, por exemplo, preparamos o jantar e ainda aproveitamos a refeição para o dia seguinte, no almoço.

Com algumas pequenas atitudes, preparar o jantar no dia-a-dia fica muito mais tranquilo. Não transforme esse momento tão gostoso da família em uma tarefa estressante. Basta se organizar.

Thais Godinho
11/09/2012
Veja mais sobre:
10
Guia para o hábito do mês: Destralhar
Coisas que você faz quando se fortalece mentalmente
Linkagem de domingo {47}