ou

Na semana passada eu precisei fazer uma viagem a trabalho e ficar quase uma semana fora. Como fui de carro, não tive restrições para o tamanho e a quantidade de bagagem. Mesmo assim, levei somente três coisas:

  • uma mala média para as roupas
  • uma mochila para os gadgets de trabalho no geral
  • uma bolsa para usar todos os dias

Como fazer:

1. Definir sua agenda

O primeiro passo é saber o que você vai fazer lá. Jantar? Almoço com cliente? Evento? Trabalho operacional o dia inteiro? Faça isso primeiro e anote todas as ocasiões. Exemplo:

Segunda – Viagem de carro / Trabalho até o final da tarde / Jantar à noite

2. Verificar a previsão do tempo

Veja no Climatempo qual a previsão para os dias em que você ficará viajando. Pode não ser certeira, mas pelo menos dá uma boa ideia do que você irá enfrentar.

3. Definir roupas para as ocasiões mais importantes

Quando eu viajei, eu teria um evento de um dia inteiro e um jantar com parceiros – essas eram as duas ocasiões mais importantes. Defina as roupas que você deseja usar. Talvez você precise providenciar alguma delas, então precisa antecipar o máximo que puder.

4. Verificar quantos outros trajes vai precisar

Conhecendo sua agenda, você já terá o número de ocasiões da sua viagem. Pense em roupas para usar em todas elas. Você pode pegar aquela mesma lista ali em cima e fazer um brainstorm a respeito:

Segunda
– Viagem de carro: roupa confortável (legging + camiseta + tênis)
– Trabalho até o final da tarde: roupa social normal (calça preta + camisa branca + sapato preto)
– Jantar à noite: vestido azul + sapato nude

Depois de fazer isso para todos os dias e ocasiões, passe para a etapa seguinte:

5. Analisar seu inventário de roupas

Você perceberá que poderá otimizar sua mala de roupas usando várias peças mais de uma vez. Em vez de levar uma calça marrom e uma preta, por exemplo, levará somente uma calça neutra escura. Verifique tudo o que pode ser usado mais de uma vez. A dica é montar uma paleta de cores básicas e acrescentar uma única cor diferente, complementar. Exemplos:

branco + preto + cinza + rosa
bege + marrom + branco + verde

Cores que sempre fazem bonito: preto, branco, bege, rosa claro, cinza, vermelho, vinho, verde militar, marrom café, bege.

Na dúvida, monte uma mala com cores básicas e leve acessórios coloridos (um lenço, uma bolsa, um sapato). Não tem como errar levando peças neutras.

6. Separar as roupas

Faça a sua lista final de roupas e separe-as. Verifique se estão limpas e passadas. Dobre-as e deixe-as em cima da cama, enquanto separe o restante. Isso é bom porque te dá uma visão geral do que você irá levar. Eu levei o seguinte:

  • uma saia lápis preta
  • uma calça de alfaiataria preta
  • uma calça de alfaiataria bege (não usei)
  • uma calça de alfaiataria burgundy
  • uma camisa branca
  • uma camisa azul
  • uma camiseta pólo azul marinho (não usei)
  • uma camiseta branca com listras
  • uma camiseta cinza mescla
  • um vestido preto
  • um vestido azul
  • um suéter preto
  • um suéter cinza (não usei)
  • um blazer cinza grafite
  • uma pashmina preta
Para viajar, usei a camiseta listrada com a calça preta e a sapatilha prateada.
No dia seguinte, para trabalhar, usei a camisa azul com a saia lápis, o suéter, meia-calça preta e o sapato preto.
No outro dia, calça burgundy, camisa branca e sapato preto. De noite, o vestido preto no jantar.
No dia do evento, a calça preta com a camiseta do evento, a camiseta cinza de manga longa por baixo e o sapato preto.
No dia seguinte, na viagem de volta, usei o vestido azul, meia-calça e o sapato preto.

7. Separar os acessórios e sapatos

Da sua lista, separe os cintos, lenços, relógios, bijous, gravatas, meias e sapatos que pretende levar. Mais uma vez: não exagere. Eu levei um sapato boneca preto, um oxford marrom e uma sapatilha prateada, por exemplo, e ainda achei muito (acredito que o ideal seja levar apenas dois pares). Também levei um chinelo para usar no quarto, ao sair do banho.

8. Separar os cosméticos e remédios

Separe os medicamentos que costuma tomar e que pode precisar. Leve também os cosméticos essenciais (desodorante, shampoo, condicionador etc). Se você tiver daqueles kits de viagens, que são embalagens menores, tanto melhor! Eu cheguei a comprar um na Le Postiche, mas com certeza você encontra em lojas mais baratas (se eu tivesse a oportunidade, teria comprado na 25 de Março). Os itens de maquiagem eu levei em uma necéssaire específica (vou fazer uma resenha sobre ela depois).

Eu tenho uma necéssaire impermeável que uso para guardar todos os cosméticos. Os medicamentos são guardados em um dos bolsos laterais. No outro, guardo escova de dentes, pasta, fio dental e antiséptico bucal.

9. Separar o material de trabalho

Separe tudo o que irá precisar efetivamente – evite sobrepeso. Não se esqueça dos seus cartões de visitas, uma boa caneta, um caderno para anotações, post-its (sempre são úteis) e clipes. Na mochila eu também levei os carregadores para celular.

10. Arrumar as malas

A arrumação das malas em si não deixa de ser uma arte. Eu uso aquela técnica de colocar primeiro as calças e “fechar” as roupas com elas por cima. Veja este vídeo:

Quem recebe o post por e-mail pode ver o vídeo clicando aqui.

Para arrumar a mochila, não há segredo: guarde cada coisa em seu compartimento.

Na bolsa de mão, leve os essenciais: carteira, celular, livro, óculos, câmera fotográfica, chaves e o que mais achar importante ter em mãos.

Algumas dicas gerais

  • Nunca leve roupas sem experimentar antes. Pode parecer besteira, mas se você não usa alguma peça há algum tempo, pode ter surpresas (blazers e calças que não abotoam são os casos mais comuns).
  • Use uma roupa confortável para as viagens em si. Para as mulheres, uma boa dica são aquelas travel flats – sapatilhas que dobram, de tão macias que são. Uma calça jeans strech ou outra que seja bem confortável é melhor do que qualquer saia, mesmo as longas. Inependentemente da blusa que você estiver, leve um suéter e uma pashmina, pois você pode pegar uma friagem com o ar condicionado. A pashmina ainda serve de encosto para a cabeça nas viagens mais longas.
  • Pense na praticidade e no conforto das roupas. Estar longe da casa já é um pouco estressante – facilite a situação o máximo possível. Você não sabe se andará bastante a pé, por exemplo, para levar um sapato de salto que aperta demais os seus pés. Leve os seus coringas.
  • Mesmo se estiver frio, leve roupas para vestir em camadas. Suéteres e cardigans ocupam menos espaço que um casaco enorme (que, se for o caso de levar, vale a pena viajar usando).
  • Acessórios dão um toque diferente às roupas básicas, mas não exagere. Escolha os clássicos também (eu levei um colar de pérolas, um maxi-colar e um colar médio, além de um par de brincos dourados discreto) para não ficar over. Afinal, é viagem a trabalho. Claro que, se você trabalha com Moda, há exceções.
  • Excesso de bagagem não é chique! Chique é ser organizado. (hihi, oi Gloria Kalil)

E você, costuma viajar a trabalho? Quais suas dicas?

Thais Godinho
03/09/2012
Veja mais sobre:
16
Livros de culinária que vale a pena a gente ter em casa
11 coisas para fazer antes de 2011 acabar
Dando um fim na papelada

 

  1. Fernanda 03/09/2012

    Não viajo a trabalho, mas com essas dicas, deu até vontade!!!hehehe

    Bjão!!!

  2. Marcia Regina 03/09/2012

    eu nao viajo mais agora mas quando isso era uma constante, eu usava a premissa de menos é mais.
    separava as minhas coisas como a Thais, uma mala para roupa e outra para trabalho e cada vez fui aprimorando a levar menos bagagem.
    bj,
    m.

  3. Daniella 03/09/2012

    Oi Thais,

    Adorei o post!

    Tenho mais um dica que pra mim é um coringa: um blazer dupla face, uma face estampada e a outra preta. Não é fácil de achar, mas se conseguir é uma boa pedida!

    E um sapato preto de salto médio é o ideal mesmo. Gosto também de bolsas que possam ser usadas como bolsa carteiro e como tira colo, são práticas.

    Um beijo, não vivo sem o blog!

  4. Fernanda 03/09/2012

    Como é difícil, as vezes, ver o óbvio! Vou viajar semana que vem e já vou arrumar a mala diferente!
    Beijos!

  5. Graciele 03/09/2012

    Oi Thais! É a primeira vez que comento por aqui… parabéns pelo blog.
    Em muitos aspectos me indentifiquei com vc: sou mãe, libriana (rsrsrs), apaixonada por livros e tento me organizar um pouco no dia a dia. Como cheguei aqui? Semana passada eu tinha uma viagem (viajo pelo menos uma vez por mês) e estava em busca de como organizar melhor minha mala de viagem… bom, nem preciso dizer que encontrei “um pouco mais” do que eu precisava e agora seu blog virou tarefa diária… rsrsrs. E fiquei feliz em encontrar essas dicas hoje pois me ajudarão na próxima viagem (semana que vem!). Abç

  6. Nilza 03/09/2012

    Bom dia Thais,

    Sabe aqueles saquinhos de tecido que a gente compra para lavar roupa dentro da máquina? Uso para organizar a mala e é muito útil. Sempre preparo um pequeno com duas mudas de roupa íntima, duas meias e um pijama e deixo bem fácil de pegar. É muito útil, principalmente depois de horas no carro ou no aeroporto, quando estamos doidas para tomar banho e deitar.
    Também tenho uma gavetinha em casa onde vou guardando roupa íntima e pijamas velhos que pretendo descartar. Deixo para viagens longas, porque uso e jogo fora. Volto com menos roupa para lavar e sobra espaço na mala para comprinhas.
    Bjcas

  7. Carla 03/09/2012

    Taís, viajo toda semana a trabalho. Claro, tenho um quarto fixo a minha espera, então algumas coisas estão lá, como escovas de dente e cabelo, artigos pra banho, etc.
    Mas tenho que levar minha roupa toda semana. Faço bem como tu faz: penso em todas as ocasiões que irei enfrentar e separo roupas adequadas.
    Além disso, tenho uma espécie de kit sobrevivência na mala, que nem tiro (já que é pra toda semana). Nesse kit levo dentro de um tubinho daqueles de filme fotográfico linha (branca e preta), alfinete de segurança e agulha e colada no tubinho uma pequena tesourinha e uma borrachinha de cabelo. Pode parecer besta, mas já me salvou de várias faltas de botões e fechos quebrados.
    Além disso, minha dica é nunca levar menos que dois pares de sapatos. Explico: usar o mesmo par de sapatos por mais de um dia pode machucar a coluna. Eu já passei por isso e só descobri quando cheguei no hospital. Então, vale muito a pena. Não adianta achar que está super-mega-hiper frio e aquela bota muito confortável será suficiente. Em viagens de trabalho a gente costuma trabalhar muito mais tempo que o normal e a própria viagem desgasta. Trocar de sapatos muda a pisada e evita desgastes. Ou pelo menso é o que meu ortopedista diz.
    Acho que o que vale é lembrar que a gente está fora de casa, e como tu disse, tudo é desconfortável, então, temos que diminuir os danos.
    Beijos

  8. juliewq 03/09/2012

    Thais,

    NUNCA viajo a trabalho.
    Mas as suas dicas irão me ajudar a organizar a mala que pretendo fazer hoje para passar o feriado lá na casa da minha familia.
    O problema é que ainda não sei quais ocasiões terei…..jantares,encontros e afins então tento pensar sempre em roupas que sirvam para várias ocasiões como você falou.
    Vou levar uma unica calça jeans e algumas blusas que combinem uns 2 ou 3 vestidos e uma roupa de sair.
    Acho que está de bom tamanho….serão só 3 dias(INFELIZMENTE quase não tenho tempo para ficar com a minha familia nas ocasiões que vou para casa é tudo sempre bem corrido).

    Genial seu blog
    Cada dia mais me surpreendo e não consigo deixar de vir e de indicar.
    Te sigo no face tb e vivo compartilhando postagens suas para que os meus amigos tb acessem sua página.

    Beijos

    Julie

  9. Deborha 03/09/2012

    Deixa eu dar uma dica que pra mim faz toda a diferença na mala e em estar arrumada em viagens onde o tempo é diferente do que você está acostumada. Eu sou nordestina, moro no Ceará, e pelo menos uam vez por ano, viajo pra lugares que no inverno ficam bem frios.

    A verdade é que pra quem vive em Fortaleza, onde a temperatura não oscila e a média é de 28° a 30°, quando dá 20° a gente já tá com frio. O povo de lá, anda de camiseta e short porque estão acostumados e você fica igual uma matuta com casaco, bota e cachecol se tremendo de frio. E quando precisamos enfrentar 7° na serra gaúcha, se não estivermos bem aquecidas, literalmente, a gente passa mal.

    Para você não precisar investir em casacos e botas que são caros e só vão ser usados por um inverno (porque infelizmente a moda passa, a gente engorda, o tecido encolhe e na terra quente eles não têm serventia) a dica é: invista em segunda pele. Assim, você vai poder usar as suas roupas normais no frio.

    Tenha pelo menos duas meias-calças fio 80 pra lá (uma com pé e uma sem pé) e várias blusas segunda pele (de alça, manga curta, manga longa) das cores que você achar necessário (as minhas de manga são todas pretas e as de alça, em tons neutros: branca, cinza, bege e preta). Elas não fazem volume nenhum na mala (10 peças dessas cabem num saquinho de plástico) e nem no seu corpo. Você pode até vestir uma por cima da outra, 3, 4 de uma vez só que você não vai parecer gorda, e vai ficar bem quentinha, sem passar frio. Elas são fininhas, mas não te deixam na mão quando o assunto é te aquecer.

    A parte ruim é que, caso você, como eu, more num lugar onde fica frio apenas a cada eclipse, você quase não vai usar essas peças. Você terá a sensação de que gastou dinheiro à toa, visto que elas serão usadas apenas em viagens. Mas em compensação, elas vão durar pelo menos pelos próximos 5 anos \o/ Se você faz uma viagem por ano, já vale a pena, porque não são caras e mesmo que seu corpo mude, elas esticam e continuarão servindo em você! Entra moda e sai moda e a tua segunda pele (que fica por baixo da roupa) se encaixa em todas elas. Há!

    Fica a dica =D
    Obs: Aqui é suuuuuper brega usar meia-calça. Eu queria usar porque acho lindo, mas não é conveniente.

  10. Monica 03/09/2012

    Leio tanto seu blog e aproveito tanto tudo o que você escreve que hoje me vi na obrigação de agradecer. Muitas vezes eu recomendo seus textos a amigas que passam por situações de desorganização ou simplesmente estão perdidas dentro da própria casa. Mas sempre faço um alerta; não leia apenas um post. Leia tudo. Porque esse blog não é apenas um blog. É um novo conceito de vida. Uma filosofia simples, clara e deliciosa. Através dos seus textos não mudei apenas no sentido de jogar fora o que já não me serve ou organizar armários e gavetas. Mudei também a maneira como enxergo o consumo, a rotina, minha vida. Como se não bastassem suas ideias sempre inovadoras, claras e eficientes, você ainda tem um texto primoroso, corretíssimo, bem escrito. Obrigada pela generosidade, pela delicadeza ao dividir suas experiências, pelo carinho de todas as palavras.

    • Thais Godinho respondeu Monica 04/09/2012

      Monica, muito obrigada!

  11. Luana Lamas 03/09/2012

    Thais,

    Amei o seu site.
    Eu sou uma pessoa super organizada sempre em busca de novas ideias pra organizar (ainda mais!) a minha vida.

    Até hoje eu lia blogs sobre organização porém todos em inglês. Vou acrescentar o seu na minha lista!

    Sensacional!

  12. Tabata 03/09/2012

    Meu marido viaja com muita freque

  13. Tabata 03/09/2012

    Adoro seu blog. Me ajudou muito na organização da minha rotina.
    Meu marido viaja com muita freqüência, por isso sempre separa uma troca de roupa na bagagem de mão, caso haja extravio da bagagem.
    Abraços.

  14. Jussara 03/09/2012

    Faço minhas as palavras da Monica, “sem tirar nem pôr”, como diziam os antigos. Parabens, Thaís, pelos excelentes posts e obrigada pela generosidade e dedicação.

  15. Karen 04/09/2012

    Nossa, comecei a ler o blog agora pois ví em um blog de uma amiga e adorei. Parabéns!
    Eu costumo viajar bastante a trabalho, no caso eu estou em uma viagem a trabalho neste momento rsrsrs
    Como minhas viagens são curtas (no máximo 3 dias fora) eu sigo a filosofia do personagem do George Clooney no filme Up in air. Levo somente uma mochila e minha bolsa.
    Na mochila eu coloco a blusa social dobrada estratégicamente dentro e uma pasta (ajuda a evitar amassados), uma bolsinha que vai dentro da mochila com xampu, condicionador (em embalagens pequenas), creme, sabonete e etc. Outra só para maquiagem, outra para roupa intima + roupa de dormir. Levo chinelo e duas blusas mais uma bermuda (ou calça dependendo do tempo, que eu checo na internet antes de viajar), aaa e a chapinha =)
    As vezes eu levo o sapato dentro da mochila também ou já vou com ele.
    Quando eu levo dentro da mochila eu levo as maquiagens na bolsa.

    Eu só levo mala mesmo quando vou para uma viagem acima de 4 dias, o que é bem dificil. Acho mais pratico bolsa+mochila pois não preciso despachar nada no aeroporto. ^^

    Parabéns novamente pelo blog.
    Bjoss