ou

No último sábado, eu aproveitei o tempinho de folga para organizar o meu guarda-roupa. Eu precisava fazer isso pelos seguintes motivos:

1 – Estou emagrecendo e algumas roupas antigas já me servem novamente, e muitas já estão demasiado largas.
2 – Meu guarda-roupa estava lotado desde a mudança. Tudo bem que guardo roupa de cama e banho nele também, mas eu achava que tem muita roupa lá, de qualquer forma.
3 – Gosto de fazer esse destralhamento a cada estação para doar o que eu não uso mais e ajudar outras pessoas.

Separe as roupas em categorias de ações

A organização ainda está em processo. Afinal, quem tem tempo para fazer tudo de uma vez? Mas só pela primeira seleção que eu fiz, já valeu a pena. Experimentei peça por peça e separei as roupas em quatro grupos: ficar, doar, consertar, tingir. As roupas doadas ocuparam um saco de plástico bem grande. Para tingir, dois sacos. E finalmente, para consertar, um saco pequeno. As roupas para tingir são roupas boas, que estão em perfeito estado, mas precisam de um up na cor porque estão desbotadas.

Aí é só definir os próximos passos para as roupas separadas:

As que ficam devem ser organizadas direitinho no guarda-roupa (já fiz naquele dia mesmo).
As que serão doadas estão separadas para que eu doe na semana que vem.
As que preciso consertar eu separei em uma pilha de consertos simples (que eu mesma posso fazer, como uma costura que abriu um pouquinho ou um botão que esteja caindo) e uma com consertos tipo fazer a barra ou ajustar, que precisam de uma costureira. Essas eu levarei na sexta-feira, junto com as roupas que vou tingir (é no mesmo lugar).

Saiba o que você precisa ter

Depois de alguns meses, posso dizer aqui como tem sido bom e organizado da minha parte tem feito aquela lista de peças para toda a vida, pois consegui organizar o meu orçamento e, a cada mês, tenho novas opções para otimizar as roupas que uso no dia-a-dia. Todo mês, eu defino um orçamento médio para as novas aquisições e me atenho a ele. Mais ou menos assim: em um mês, posso comprar uma coisa mais cara, como um vestido ou uma jaqueta, a definir, uma mais barata, como uma camiseta ou blusa estampada, e itens mais baratinhos de manutenção mesmo, como calcinhas, meias-calças, meias sociais etc. Este mês eu comprei um vestido colorido (a ideia é comprar outro só daqui a um ano), uma calça colorida (a cada oito anos!), uma camiseta pólo (a cada dois anos), uma meia-calça (todo mês), e ainda faltam uma meia social e uma calcinha (todo mês). Extremamente didático e mastigadinho, mas a praticidade é indescritível.

Quando eu fui comprar a minha calça colorida (burgundy!), experimentei uma outra calça que ficou linda, linda. Mas eu fiquei no meu orçamento e optei por uma das duas. Se eu não tivesse essa listinha e um orçamento definido, certamente teria levado a outra sem problemas.

Eleja as peças-chave para o frio

Eu tenho um estilo que fica entre o clássico e o casual na hora de me vestir, então as minhas peças-chave para o frio são:

  • Trench coat, que vai por cima de todas as suas blusas de frio para quebrar o vento e ainda dá um ar mais arrumadinho. Eu tenho somente um (bege claro), mas acho legal ter pelo menos mais um vermelho e um preto;
  • Cardigans e suéteres em cores variadas, pois para mim são os verdadeiros curingas do inverno. Os básicos na minha opinião são nas seguintes cores: preto, cinza, azul marinho, bege claro, bege escuro.
  • Meias-calças, pois não vivo sem elas. Uso muitas saias e vestidos e mesmo com calças elas são boas naqueles dias extremamente frios. Tenho muitas pretas, mas também as coloridas;
  • Botas são o melhor calçado para o inverno, porque cobrem mais os pés e, dependendo da altura do cano, a perna toda;
  • Cachecóis e pashminas, pois protegem o peito e o pescoço e também deixam o visual mais incrementado e divertido, se forem coloridos;
  • Camisetas de algodão para usar por baixo das blusas;
  • Segunda pele. Tenho várias blusas assim e elas são fundamentais para não parecer um bolinho de chuva quando estiver abaixo de oito graus.

Em um típico dia frio, uso todos os itens acima. Não saberia viver sem eles.

Estabelecendo um orçamento para novas aquisições e deixando seu guarda-roupa funcional para o dia-a-dia, o inverno se torna muito mais fácil. Especialmente quando precisamos levantar bem cedo e está aquele frio!

Thais Godinho
25/07/2012
Veja mais sobre:
16
Usando a Tilifax de uma forma diferente
Como começar no sistema FLY Lady
10 ferramentas baratas e essenciais para organização

 

  1. Juliana 25/07/2012

    Adorei as dicas, também estou precisando colocar em ordem o meu guarda-roupa e otimizar a procura por peças. Gostaria que você comentasse também, se possível, o que você prefere deixar em gavetas ou prateleiras e que prefere deixar pendurado.
    Parabéns pelo “novo” site!
    Beijos.

  2. Denise Sampaio 25/07/2012

    Thais
    Organizar-se com poucas peças pra quem é adulto é relativamente fácil, como pude ver a partir do que tu falas, mas e como tu organiza o guarda-roupas do teu pequeno, meu filho tem 1 ano e onze meses e desde que ele nasceu eu tenho comprado roupas pra ele duas vezes por ano, mas compras grandes, que durem estação quente e fria, até porque criança nessa idade cresce rápido, mas nunca sei o quanto comprar pra ele, nunca sobrou roupa, mas às vezes umas “encurtam antes do tempo”, procuro comprar sempra duas categorias “de usar em casa” e “de passear”, mas por conta dos tamanhos acabo misturando as duas lá pelo fim da estação e já tive que fazer uma compra extra de “de passear”. Tu tens alguma dica pra não deixar faltar sem precisar esbanjar?

    • Thais Godinho respondeu Denise Sampaio 03/08/2012

      Compro sempre um número acima do que ele está usando no momento e também separo em roupas para passear e para ficar em casa. Vou comprando à medida que ele vai perdendo. Por exemplo, se uma calça ficou curta, já faço uma listinha com 1 calça, e vou acrescentando o resto para comprar depois. Vou substituindo.

  3. Tatiana 25/07/2012

    Thais mais uma vez você dividindo as suas ideias com a gente. Saiba que vou tentar fazer o mesmo com o meu guarda-roupas pois parei de fumar em outubro do ano passado e engordei cerca de 10 kg. Essa é uma história que pretendo postar se possível no meu blog. Se puder dá uma passadinha lá. Pretendo postar sobre artesanato, bijus, maquiagem e uma dica ou outra sobre organização. Claro que se vc der um pulinho lá vai ser uma honra para mim pois simplesmente leio as suas postagens diariamente. Bj e desde já obrigada.

  4. Ziula 25/07/2012

    Thais, percebi as meias de naylon como compras mensais. Se tiver oportunidade – ainda não achei no Brasil, mas não custa continuar procurando – compre meias Silvana, normalmente encontro nas Galerias Pacífico em Buenos Aires, tenho uma que uso há quatro anos e a durabilidade é bem maior que isso, o que evita as compras mensais.

    Bjs

    • Thais Godinho respondeu Ziula 03/08/2012

      Obrigada pela dica, Ziula.

  5. flaiane 25/07/2012

    Olá, gosto muito do teu blog, já peguei dicas ótimas e algumas até coloquei no meu blog, tudo com creditos, a indicação de livro do David Allen foi muito boa, já li e estou aplicando…
    http://rockprincessartdecoracao.blogspot.com.br/

    att,
    Flaiane

  6. daiane 25/07/2012

    Olá Thais !
    Acompanho seu blog,e tem me ajudado bastante.
    Gostaria de saber se você tem alguma dica de curso de inglês para quem não sabe nada, ou como começar ?

    • Thais Godinho respondeu daiane 03/08/2012

      Daiane, eu procuraria na internet, porque tem muitos sites didáticos bem legais.

  7. Ana 25/07/2012

    Excelente dica Thais…vou aplica-la para a compra de roupas periodicamente.
    Bjs
    Ana

  8. Fernanda 26/07/2012

    Oi Thaís, você pode me ajudar por favor? Você tem a marca Vida Organizada e gostaria de saber como você garante que ninguém vá usar sua marca? Tenho uma no início ( não tem nada a ver com a sua , logo mais vou dividir com vocês) e gostaria de saber se é preciso registrar, você pode me orientar? Obrigada

    • Thais Godinho respondeu Fernanda 03/08/2012

      Fernanda, a melhor coisa é procurar um advogado e um bom contador para avaliar o seu caso. =)

  9. Dora 26/07/2012

    Bárbaro, Thais! Adoro as suas dicas… às vezes é tão simples de resolver… está tão óbvio e eu não consigo enxergar! Foi o caso das roupas a tingir. Tenho algumas assim, mas na minha mente (tapada!) isso é algo que eu deva fazer em casa, com as “tintas Guarany”, como era na minha adolescência… resultado: uma pilha de roupas no fundo do armário encostadas a tempos.
    Uma coisa que me ajudou demais foram os espace bags. Comprados pelo ebay saíram infinitamente mais em conta do que comprados aqui no Brasil (em outubro de 2011 paguei o equivalente a R$ 100,00 03 sacos extra-grandes).
    Beijos, Thais.

    • Thais Godinho respondeu Dora 03/08/2012

      Dora, já tentei por aqui também e quase tingi a parede da cozinha! Você sabe que onde eu moro custa 30 reais para tingir uma peça de roupa? Jea desisti, haha. Prefiro doar e comprar uma nova. Muitas das que eu tingiria custaram menos que isso…

  10. Elisa 26/07/2012

    Thais,
    As roupas que você manda tingir dão muito trabalho para lavar? Tenho medo de tingir e depois ter que lavar tudo separado…

    • Thais Godinho respondeu Elisa 03/08/2012

      Elisa, eu lavo separado no começo, mas depois misturo com as coloridas ou escuras normalmente.