ou

Frequentemente, recebo recados de leitores com links de pessoas que copiam os textos do blog sem dar os créditos ou, pior, assumindo a autoria. Geralmente eu deixo para lá, porque todo mundo que tem um blog ou site está sujeito a isso. A Internet é enorme e não temos muito como controlar, a não ser que alguém descubra. Eu também não me importo porque, se a pessoa está copiando, ela não tem o dom de escrever, então por quanto tempo ela sustentará isso online?

Porém, quando uma pessoa tenta usar os meus textos para benefício próprio, especialmente enganando outras, aí sim eu interfiro. Não vou divulgar aqui o endereço da pessoa que fez isso desta vez porque não quero promovê-la nem associar sua imagem a algo negativo. Quero acreditar que foi por ingenuidade e, registrando aqui o nome dela, sempre que alguém procurar no Google aparecerá essa referência aqui, e eu não quero prejudicar ninguém. Mas quero agradecer todo mundo que me ajudou a contatá-la pelo blog e pediu que ela retirasse os textos. Basicamente, ela montou um blog para divulgar seus serviços de personal organizer e 80% do conteúdo era do Vida Organizada. =( Ou seja, além de usar textos de outra pessoa, ela ainda queria ganhar dinheiro com isso. Com uma coisa que eu escrevo por prazer, de graça.

Eu nunca quis trabalhar como personal organizer. Acho a profissão super legal e com certeza eu poderia conseguir muitos clientes se eu quisesse, pela relevância do blog. Mas eu pensei que, postando meus textos na Internet, de graça, eu alcançaria muito mais pessoas e, com isso, poderia ajudar quem não teria acesso a personal organizers. Minha filosofia aqui no Vida Organizada é que cada um pode ser o seu próprio personal organizer. Então eu tento fazer o possível para mostrar que, com pequenas atitudes no dia-a-dia, todo mundo consegue colocar a vida minimamente em ordem. Fiquei chateada por ver alguém usando os textos que escrevo com tanto cuidado assumindo a autoria e ainda vendendo serviços, enganando as pessoas.

Esse acontecimento, no entanto, me fez refletir sobre o “por que eu estou aqui”. Me fez pensar em quantas pessoas acessam o blog todos os dias, esperando um post novo, e me deixam recados incríveis sobre como o Vida Organizada tem ajudado a colocar a vida nos eixos. Isso é extremamente gratificante porque é um papel que eu exerço na vida de vocês, mesmo sem saber, muitas vezes. Acho que toda pessoa deva buscar sua “coisa” no mundo, a sua missão. Apesar de isso ser uma construção, eu acredito que esteja cada vez mais perto da minha, e o blog tem um papel gigantesco nessa busca.

Por esse motivo, e depois do que aconteceu ontem, eu resolvi dar um passo além e seguir a sugestão que muitos de vocês me deram, que é escrever um livro. Eu amo o formato de blog e a interação que existe com os leitores e isso não vai acabar, mas um livro também pode ser legal para atingir aquelas pessoas que nem sabem que o blog existe. Tipo a sua mãe, que não sabe acessar a Internet direito, ou uma pessoa que não tenha o costume de ler blogs mas ame colecionar livros. E também é uma coisa que, se ficar realmente legal, você pode dar de presente. <3 Enfim, acho que finalmente chegou a hora de dar esse passo e eu só tenho a agradecer a vocês pelo apoio dado diariamente. Eu acredito muito que tudo o que a gente faz volta para nós, sabe? E, quando eu recebo algum recado, comentário ou mensagem tão bacana, sobre como o blog tem ajudado em diversas áreas da vida de vocês, eu me sinto feliz porque sei que devo estar fazendo alguma coisa certa. Então é isso. Obrigada por tudo, pessoal.

Quanto ao blog com os textos copiados, eu denunciei ao Google por infração de direitos autorais, mas o que eu realmente espero é que isso dê uma mexida com a pessoa para que ela pense também em qual é a missão dela na vida e encontre sua voz da mesma forma que eu encontrei a minha. Tomara que ela consiga.

Thais Godinho
17/07/2012
Veja mais sobre:
81
Mudanças à vista
Todos os cursos online do blog agora disponíveis
Ganhe um vale-compras de R$1.500,00 com a Rubbermaid