Para quem acompanha o blog há pouco tempo, cabe uma pequena explicação: nós nos mudamos em dezembro, de uma casa para um apartamento menor, em uma cidade do interior. De lá para cá, estamos tentando deixar o apartamento organizado e sem gastar muito, pois temos muitas despesas. Por isso, eu dividi a organização dos cômodos por meses, pois assim não pesaria tanto no bolso. No mês de junho, por exemplo, estou organizando o banheiro da suíte.

O que acontece é que estamos enfrentando os grandes dilemas da decoração em um imóvel alugado: devemos pintar as paredes? Devemos instalar objetos com furadeira? Devemos fechar a varanda? Devemos instalar um revestimento no piso? E muitas outras questões que aparecem no dia-a-dia.

Uma ideia que eu tenho é revestir uma das paredes da sala com papel de parede (a parede onde fica a tv). Queria revestir o piso porque ele é inteiro branco e, além de eu achar feio, é terrível para quem tem mania de limpeza. Os banheiros estão bem completinhos, apesar de eu querer colocar nichos ou prateleiras e ele ser inteiro de azulejos. O escritório é um dos cômodos mais caros porque quero uma mesa nova, uma cadeira decente e arrumar prateleiras na parede. Também penso em fechar a varanda, mas será que compensa?

Não está em nossos planos comprar nosso apartamento próprio (ou pelo menos mudar, caso acabemos comprando antes) nos próximos dois anos, então penso que essas mudanças podem compensar. Mas né? Acho que todo mundo que tem apartamento alugado passa por essas indecisões.

Alguém que esteja passando por isso poderia me dar um conselho? =)

 

45 Comentários

  1. Bom dia Thaís!

    Dois anos passam num ápice.
    Se esse é o vosso prazo para comprar casa própria, e o actual apartamento está em boas condições então não vale a pena, apenas por uma questão estética, alterar a estrutura (piso, paredes, fechar varanda) do apartamento actual. Os gastos não compensariam pois essas alterações você não poderá levar consigo. Mobiliário já é outra conversa, pois você poderá transportar tudo para a casa que comprar.
    Tenho a certeza que você, sem transformações de fundo, apenas com mobiliário e elementos decorativos ( tapetes, luminárias e outros ) vai conseguir construir um lar a partir do apartamento que tem agora.
    Antes de ter apartamento próprio passei por muitos alugados, desde residência de estudantes, em Portugal e no estrangeiro, até apartamento e casa alugada. Os senhorios (propriétários) nunca permitiram alterações estruturais, e eu consegui dar sempre a volta e construir um lar, apenas com apontamentos de mobiliário e decorativos. E se eu consegui Thaís, você consegue, e com uma perna às costas. Porque se criatividade, determinação e empreendorismo tivessem cara de pessoa, essa cara seria a sua.

    Beijinhos e abraços cheios de idéias decorativas.

    Rosália Moreira

  2. Thaís,

    Eu moro em apartamento alugado há dois anos, e entrei aqui com um apartamento próprio comprado na planta. Não fiz mudanças drásticas, mas já fiz vários buracos na parede sim.
    É praxe, quando você entrega um apartamento, entregar ele pintado. Assim, acho que você pode pintar ele da cor que você quiser. Vai ter que pintar mesmo depois.
    E os furinhos, massa corrida e lixa resolve. Furei até azulejo (vá lá que foi na cozinha, que já tinha vários furinhos nos azulejos, de armários e outras coisas.
    Então pintar e furar é tranquilo.
    Sobre mudanças mais drásticas, sugiro que converse com o dono do apartamento, se isso for possível. Diga o que vocês querem fazer e veja como ele vai encarar isso. Se ele encarar isso como problema seu, e dizer que vai querer como está agora no final, veja se vale o gasto de fazer e desfazer o que vocês querem.
    Se ele encarar numa boa, e achar que vai melhorar o apartamento, sugira que ele banque (ou pelo menos divida) o gasto, já que o “benefício” ficará pra ele.

    Espero ter ajudado!

    Bêjo,
    Clara

  3. Thais, concordo com a Clara. eestou no mesmo apartamento há quase três anos, renovei o contrato e pretendo ficar pelo menos mais 2 anos. Ainda não sei se vamos sair daqui para o nosso imóvel próprio. Acho que pintura e furar paredes vc pode fazer sim, é fácil resolver quando você for mudar. Agora, se vc for querer revestir o piso, fechar a varanda…tente conversar com o dono, e veja se ele não quer fazer (paga por) isso, pois irá valorizar o apartamento dele. Tive um problema de vazamento no banheiro, que danificou o apto de baixo, e o dono do apto pagou o conserto. Mas foi um conserto. Não sei se ele pagaria por mudanças “estéticas”. E esse apto não é exatamente do meu gosto, mas vou me virando, pois é temporário. Sinceramente, eu não acho que compensa esse gasto em um benefício pro outro. Essas coisas não saem barato. Procuro pensar a longo prazo e guardar minhas reservas e idéias pra quando tiver minha própria casa. Acho que os aluguéis já estão muito altos, pelo menos aqui onde moro (SP), e uma reforma iria dar motivos pra aumentar o valor do imóvel, e talvez o aluguel. Enquanto isso, vc pode investir em itens de decoração que poderá usar em outros ambientes futuramente.

    Beijos,
    Aline

  4. Olá,

    moro em casa alugada há um ano e meio e acho que não compensa gastar muito… Como o imóvel é alugado, vocês não ficam presos ao local e podem mudar os planos em breve e vão se arrepender dos gastos desnecessários… eu por exemplo esperava ficar uns três anos aqui e vamos acabar nos mudando ainda esse ano… sorte que não fiz nada que não fosse mt necessário…
    As prateleiras e móveis acredito que compensa… eu comprei coisas meio coringas, que dá pra usar em outros lugares que for morar… e se não for colocar coisas pesadas nas prateleiras, eu já ouvi falar que dá pra instalar a prateleira sem furar… (achei esse produto aqui: http://www.ferragensatual.com.br/baixo_lancam4.html, mas eu não usei porque já abuso das minhas prateleiras…rs)
    pintar as paredes e colocar um papel até compensa pq não sai tão caro… agora fechar a varanda e revestir o piso, é um gasto grande… eu não faria, mas se resolver fazer (porque vale a pena se for algo que realmente te incomoda), faça logo antes que pense que já tá pra sair e desista…

    bjs
    Mari

  5. Thais, estou nessa mesma fase que você, porém tenho um agravante: moro em outro país, e sei que será impossível levar tudo de volta para o Brasil quando eu voltar, pois o preço de um container é absurdo (fora a dor de cabeça que dá).
    Então meu lema tá sendo, se quando eu devolver o apê der pra tirar e, no meu caso, vender, tá valendo.
    Minha sorte é que ele já veio com todos os armários e carpete de madeira novinho, então tudo o que estou fazendo é paleátivo mesmo, pra ficar mais com a minha cara.
    E concordo com tudo o que a Aline e a Clara disseram, acho que pintar e fazer furinhos vale super a pena, mas mudanças mais definitivas do que essas é legal você conversar com o proprietário para ver se ele bancaria. Se ele não concordar, aí acho que não compensa. Afinal, é um investimento sem volta para você.

    Beijos e boa sorte!
    Sabrina.

  6. Thais

    Em relação as mudanças que vc pretende fazer no apto é necessário verificar o seu contrato de locação, pois lembro que vc comentou no blog que o apto era novo. Depois converse com o proprietário, verifique se ele tem ou não interesse nessas mudanças e se possível negocie a possibilidade de abatimento do aluguel.
    Aptos novos ou semi-novos normalmente tem mais restrições aos inquilinos, mas tudo é questão de negociação entre as partes.
    Espero ter ajudado.

  7. Geralmente os apartamentos são construídos em um modelo padrão, se você fechasse a varanda o próximo locatário pode não querer alugar porque queria ter uma varanda (exemplo). Mudanças estruturais e estéticas são difíceis de convencer.
    Como as meninas falaram, furos e pinturas são comuns, mas talvez fosse melhor investir em itens de decoração que mudem a cara do ambiente sem precisar pintar (quadros, prateleiras, posteres), afinal você já vai ter que pintar uma vez ao devolver o apartamento.
    Eu moro de aluguel e não invisto em nada de mudanças pois o próprio dono não é dos mais atenciosos, então estou comprando móveis mais legais, coisas que posso levar comigo.

    Boa sorte!

  8. Oi Thaís

    Eu moro em apartamento e minha situação é super complicada porque envolve aluguel para familiar mesquinho e muita humilhação… história triste a parte, eu penso assim, se você for ficar pelo menos 5 anos nesse apartamento, vale a pena fazer umas mudanças sim, como pintar as paredes, colocar piso laminado (daqueles que nem cola precisa, aí quando você for embora é só chamar alguém pra desencaixar e pronto, deixa o piso frio horrendo para o proprietário rsrs), instalar box no banheiro (no seu deve ter, mas aqui onde moro é comum os proprietários alugarem seus imóveis sem nada dentro e a um preço absurdo), e por aí vai. Mas sempre mudança pequena, nada de estrutural ou drástico. Eu já morei 7 anos em uma casa alugada, quando era adolescente, e a gente fez muitas mudanças legais, coisas das quais a gente não se arrepende pelo tanto de tempo que ficamos por lá.
    Agora, eu não sabia que tinha que pintar apartamento para devolver, lavar as paredes não basta? rsrsr
    De resto, se o tempo que você for ficar aí for pouco, e se o dono for do tipo aproveitador, que vai querer subir o aluguel por causa de uma parede pintada, então faz como as meninas sugeriram, investe em móveis legais, guarda suas ideias para seu apê ou casa própria 🙂

    Bjs

  9. Thaís, morei doze anos em apartamentos alugados. No último fiquei 5 anos. Pensanod agora retrospectivamente eus ei que deixei de fazer muitas coisas, como pintar paredes, por besteira. O custo não é alto e realmente depois você tem que pintar de novo pra entregar…
    Sempre furei as paredes para pendurar prateleiras, armários, quadros e tudo o mais que quiz e nunca representou um custo excessivo na hora da entrega.
    Mas também, observando agora, sob a perspectiva de termos um apartamento nosso, acho que cometemos grandes acertos. Por exemplo, o que já foi dito nos comentários anteriores, investir em móveis bacanas que depois ficaram conosco. Nós deixamos de fechar uma varanda para comprar móveis que queríamos e hoje eles estão aqui, conosco. A varanda, bem, teria ficado lá, valorizando um imóvel que não era nosso e sinceramente, o conforto proporcionado por ela não teria sido tão grande. Nós já estávamos acostumados a usá-la muito pouco como espaço de convivência, não fazia falta mesmo. Já nosso sofá retrátil feito sob encomenda segue nos satisfazendo em todos os aspectos há cinco anos. Assim como as estantes para nossos amados livros e a cama super-mega-power confortável que nós adquirimos nesse período. Para não falar dos itens de decoração garimpados com tanto carinho ao longo dos anos e que só puderam ser comprados porque o orçamento estava folgado. Acho que vale investir no que fica com vocês ou no que representa conforto imediato e consumível no tempo em que vocês ficarem aí. Outras coisas, não compensa.
    Beijos,

  10. Thaís, como as meninas aí de cima já falaram, colocar papel de parede, furar e pintar numa cor que você goste mais é tranquilo, mas as outras mudanças compensam conversar com o proprietário, afinal ele pode ir abatendo no valor do aluguel! Minha cunhada mora em Brasília e já fez várias alterações assim no apê alugado que ela mora e o proprietário pagou descontando no aluguel (ela fechou a sacada, sustituiu uma divisória entra a sala e um dos quartos por uma parede de gesso, etc).

    Bjão e boa sorte!!

    CR!S
    @alem_horizonte
    Blog Além do Horizonte

  11. Thaís, como as meninas aí de cima já falaram, colocar papel de parede, furar e pintar numa cor que você goste mais é tranquilo, mas as outras mudanças compensam conversar com o proprietário, afinal ele pode ir abatendo no valor do aluguel! Minha cunhada mora em Brasília e já fez várias alterações assim no apê alugado que ela mora e o proprietário pagou descontando no aluguel (ela fechou a sacada, sustituiu uma divisória entra a sala e um dos quartos por uma parede de gesso, etc).

    Bjão e boa sorte!!

    CR!S

  12. Moro em apartamento a 1 ano. Não pintei nem revesti com papeis de parede. Mas furei as paredes para colocar espelhos e quadros. Concordo com a cris, tem que falar com o proprietário antes. Antes de fechar a sacada, falei com o proprietário antes, que concordou.
    Beijos

  13. Thaís, acompanho o blog desde a sua mudança, na época estava em busca de dicas para minha própria mudança, e tudo aconteceu mais ou menos na mesma época.

    Assim como vc, enfrentei o dilema do piso feio no apto inteiro, num tom de cinza manchado de outro cinza mais claro, que por onde eu olhava me sentia numa pilha de sujeira. Um horror de verdade. Pensei muito no que poderia fazer, se ia valer o investimento, mas poxa, pensa se vale ficar dois anos ou mais frustrada com o piso?

    Eu e o marido pesquisamos mto e achamos a soluçāo perfeita. Recentemente optamos pelo piso vinilico. Compramos na Leroy Merlin e estava até que barato, tinha a partir de 39 dinheiros o metro quadrado, mas o rodapé tem que comprar separado. Achamos bem legal por diversos motivos: A instalaçāo é mto simples e rápida, sem sujeira, podendo ser instalado sobre o piso atual, sem danificar o que tem por baixo. As padronagens que imitam madeira enganam até msmo os olhos mais atentos, tem até as ondulaçõoes da madeira em textura, o q o torna mais seguro contra quedas. O conforto térmico é incrível e o andar nāo faz tanto ruído como nos pisos laminados. Mtoooooo fácil de limpar, é perfeito para o seu baby. Algumas marcas oferecem até mais de 10 anos de garantia e se vc se mudar, pode levar ele com vc. Vc pode optar pelo piso em manta (sem emendas ajuda a nāo acumular pó) ou em placas, e em ambos os casos, tem como tirar e levar embora. E como o material é leve (parece um tapete de borracha), nāo mudaria muito o valor do transporte dele na mudança.

    Em relaçāo aos nichos e prateleiras, super recomendo vc dar uma olhada no PS dos vidros, lá vc encontra mtas coisas bem legais e baratinhas de verdade, o único inconveniente é que lá eles nāo fazem entregas, mas o preço vale muito a visita.

    Espero ter ajudado.

    • Oi Lu!! Sei que este post já é antigo, mas eu sigo o vida organizada a um tempão e lembrei desse post agora que me mudei para um ape alugado…o piso da cozinha é horrivel e li nos comentarios que voce colocou o piso vinilico na sua casa…você já se mudou?? se sim, você retirou ou deixou?? é facil de remover? e de aplicar? voce conseguiu fazer sozinha?? Abraço!!!

  14. Oi Thais.

    Moro pouco tempo em apartamento alugado e quando cheguei queria mudar tudo. De início queria pintar as paredes, inclusive do quarto que está vazio, que é rosa. Como pretendemos comprar nosso próprio apê, decidimos nem pintar as paredes. Mas furar a gente fura sempre que precisa.

    Resumindo, acho que pintar e furar é o de menos.
    Agora, trocar revestimento, por mais que se intencione ficar pelo menos dois anos acho que não vale a pena. Não é seu, quando você sair, ele vai ficar. Quanto a fechar a varanda, podem recorrer a meios mais baratos, como tela.

    Minha humilde opinião!

    Beijos

  15. Olá Thaís!
    Tb moro em apartamento alugado há anos e acho que vale sim o investimento se levar em consideração o ganho de qualidade de vida que vc terá.

    Sou arquiteta e acho que pequenas mudanças como pintar com cores que nos agradam e instalar papel de parede são investimentos definitivos ao imóvel e não temos como levar conosco qdo sairmos, mas fazem uma total diferença no astral da casa, visando deixá-la com a nossa cara.

    Qto ao piso, se o proprietário não topar dividir com vcs a troca, vale pensar em revestí-lo com piso laminado, que possibilita um aproveitamento de 80 a 90% qdo vc for sair do imóvel(só não aproveita as peças dos cantos, onde houve recorte, além de não danificar o piso existente).

    No caso dos furos: nas paredes com azulejo vale uma conversa com o proprietário do imóvel. Se a resposta for negativa, aposte em peças com fixação adesiva, temos muitas alternativas no mercado hj em dia. Nas paredes sem azulejo, fure sem dó! Um pouco de massa e tinta resolvem o problema qdo vcs devolverem o imóvel…

    O fechamento da varanda caracteriza um investimento definitivo no imóvel, então, se o proprietário não aceitar pagar, ou pelo menos dividir com vcs, avalie a necessidade deste investimento.

    No mais, eu investiria em móveis em tamanhos padrão, nada planejado ou feito sob medida. Nichos e prateleiras são sempre úteis! No escritório, por exemplo, é completamente possível montar um ambiente aconchegante e funcional lançando mão de peças de lojas como TokStok, Etna, etc.

    Bom, acho que é isso!
    Espero ter ajudado!
    Boa sorte pra vc!
    Um beijo

  16. Eu sei que quem dá as dicas normalmente é vc, mas bora brincar de trocar papéis.
    Eu acho que depende mto, Thais.
    O proprietário descontaria do seu aluguel o dinheiro q vc vai gastar pela troca do piso?
    Existem opções baratas de piso que dá pra vc colocar por cima do seu piso atual, sem quebrar, mas precisa que o piso atual seja nivelado.
    Só que só compensa fazer se o dono te descontar, sabe? Não precisa ser de uma vez, mas se por exemplo o valor da sua reforminha for 2 mil reais, e a pessoa te descontar em 10x de 200 já ajuda, certo?

    Papel de parede pra mim sempre pareceu algo caro. Já pesquisou ideias legais de pintar por exemplo listras na parede, usando fita crepe de base e referência? Fica bonito igual papel de parede, só que sai mais barato. Pintar a parede eu acho que vc pode e deve, mas deve levar em conta o seguinte: vc precisa devolver o imóvel no mesmo estado que pegou. Não significa entregar parede da mesma cor de antes, significa que se vc recebeu o imóvel recém pintado, é assim que vc deve entregar.

    Furar azulejo: poder pode, mas depende do contrato. Tem contrato que especifica que vc não deve fazer isso, tem lugar que não diz nada, mas uma dica é sempre tentar fazer os furos no meio dos rejuntes, na área de T. E Sempre tomar cuidado pra não ter de repente nenhum cano atrás do lugar onde vc pretende furar. Parece uma coisa óbvia, mas fui fazer um furo na área de serviço pra pendurar a lixeira, num lugar onde não devia existir cano e POF, tivemos um PUTA susto, vazamento e eu tive que arrumar, porque a cagada foi minha. :p

  17. Olá Thais, eu morei muito tempo da minha vida em imóveis alugados, com meus pais, e hoje moro com meu marido e filho em uma casa alugada. Tive muita sorte com o proprietário, que é meu vizinho e sempre tem nos socorrido com imprevistos tais como goteira no telhado e entupimento de calha. Nossa casa foi entregue pelo antigo inquilino sem pintura, o que nos fez pintá-la e negociar os gastos com o antigo morador. Não tinha box nos banheiros e o proprietário não quis arcar com esse custo, mas, como eu odeio banheiro sem box, fiz questão de colocar nos dois banheiros mesmo sabendo que não haveria devolução e que estava valorizando o imóvel que não é meu. Pintura e furos na parede concordo com as meninas, é fácil de resolver. Quanto às demais obras, eu penso sempre que devemos tratar o imóvel alugado como se fosse nosso, afinal nós moramos nele, faz parte da nossa vida, Fico indignada quando as pessoas dizem que não vão cuidar porque não são donas, ora, você está cuidando de seu lar, onde você passa seus momentos de descanso com sua família, então quanto mais confortável melhor, na medida do possível, lógico.
    Quanto à varanda, preste muita atenção na convenção do condomínio, pois alguns condomínios não permitem fechamento na varanda para não alterar a fachada do prédio.
    Geralmente os proprietários de imóvel destinados a eluguel não se importam muito com pisos de excelente qualidade e etc. Assim, se você quiser mudar o piso nem sempre o proprietário irá ver como melhoria no imóvel e sim como uma opção sua. Nesse caso ele não se sente na obrigação de arcar com a reforma.
    Tenha em mente o seguinte, no geral obras de melhoria devem ser negociadas pois o proprietário não é obrigado a arcar. Obras de manutenção são de responsabilidade do inquilino que está usando o imóvel e consequentemente, em tese, causando a deterioração. E obras de estrutura, tais como: telhado, rachaduras, trincas, etc. são de responsabilidade o proprietário.

  18. Em primeiro lugar estou amando seu blog, sou psicóloga e vou usar suas dicas para ajudar algumas pacientes
    Thais, alugado ou não, hoje é o seu lar; e como tal deve ficar o mais parecido com seu jeito e da sua família. Penso que tudo que “gastamos” em nosso lar é investimento, em qualidade de vida, em saúde, enfim em bem estar.
    Apenas procure se equilibrar nos gastos, deixar do seu jeito, mas de uma forma não onerosa, assim sobrará mais para investir no seu ap próprio.
    Não sei se gosta de tapetes, mas existem modelos belíssimos, super práticos e que darão outra aparência a sua casa, escondendo um pouco o piso que não lhe agrada. Quanto a varanda, aproveite o ar livre, coloque arvores de pequeno porte (se couber), uma bela namoradeira e ficará lindo.

  19. Thais,
    concordo com as meninas, tb moro em apartamento alugado. Furos na parede e pintura, num geral não costumam ser problema. Só evite furos no piso, pois estes são mais dificeis de remendar depois. Trocar piso, fechar varanda, alterar posição de pia/vaso sanitário) tem que conversar com o proprietário antes. Não só para negociar os custos como para pedir autorização. E se ele não aceita fechar a varanda de jeito nenhum? Já pensou vc gastar pra fechar e depois gastar pra tirar o fechamento e pra recuperar o local da fixação? Nada que uma boa conversa não possa resolver. E sempre há uma solução criativa para situações adversas.

  20. Moro em apartamento alugado e te entendo.
    Acho que seria ideal uma conversa com o locatário sobre o assunto.
    Se ele autorizar numa boa, não há porque você não fazer as mudanças que deseja.
    Dependendo da boa vontade dele, ele até pode dar algum tipo de desconto no aluguel por algum tempo, para compensar o teu gasto.
    Eu peguei meu apartamento com uma pintura horrorosa, falei com o locatário, e repintei todo ele de acordo com o meu gosto.
    Enfim, acho que vale a pena o diálogo.

    Beijo!

  21. Thais, morei muito tempo em casas alugadas (hoje moro no meu apartamento). O que você tem que levar em conta com as mudanças são:
    – 1º tenho que negociar com o dono? Trocar azulejos, piso, fechamento da sacada/varanda só podem ser feita com autorização expressa – tem que ser expressa mesmo, no papel – do proprietário (no primeiro apartamento que eu morei, troquei o piso com um “de acordo” verbal do proprietário, depois ele não quis arcar com nenhuma parte do custo e tive que pagar pelo valor total);
    – 2º vou conseguir deixar as coisas como estavam antes: se for fácil “desmontar” o que foi feito, pode valer a pena, senão é questão do tal custo/benefício.

    Furos em paredes de alvenaria, não têm problema nenhum, já nos azulejos, pode ser um problema e mesmo algumas meninas aqui em cima dizendo que podem ser “cobertos”, dependendo da cor do revestimento, isso não dá pra fazer, além do quê mesmo sendo branco, vai dar para perceber o furo.

    Ao invés de colocar papel de parede por que você não tenta colocar tecido? É bem mais fácil de aplicar (você aplica cola branca, dessas de escola mesmo) e muito mais fácil de retirar (não arranca massa corrida, como às vezes acontece com papel).

    Pintar as paredes, com certeza você pode. Você pode até mudar a cor se quiser, só vai ter que ver se no seu contrato existe alguma especificação de cor (por incrível que pareça em uma casa que minha irmã morou, por contrato ela era obrigada a devolver o imóvel repintado e de acordo com as cores descritas no contrato – tinha a marca e até o número da cor, pensa bem!).

    Para o piso, tem essa opção de piso vinílico (http://www.triangulo.com.br/pisovinilico/pisosvinilicos.htm) como ele é colocado só na base do encaixe acredito que você possa retirar depois, sem problema algum com relação ao piso de baixo. (não sou representante da marca, só coloquei o link porque coloquei o piso de madeira deles em casa e é ótimo! *rs*).

    No meu escritório eu também queria colocar uma mesa, mas estava completamente sem verba $$$. Achei essa da Evolukit (http://evolukit.com.br/produto.aspx?id=176&cat=5) que é muito boa e o preço não é um absurdo.

    Desculpe o comentário compriiiiiido, mas espero ter dado boa dicas. 😉

  22. Assim… eu não me estresso muito com isso, porque certas coisas são necessárias. Coloquei o espelho do banheiro com fita adesiva 3M, mas não tive como evitar furar a parede pra instalar uma cantoneira (não havia armário ou porta shampoo já instalados). Uma coisa é precisar de aval para derrubar ou levantar uma parede, outra coisa é o proprietário fazer birra por causa da cor da sua pintura. Certas coisas são essenciais e inevitáveis.

    Exemplo: Moro de aluguel há 5 anos com meus pais. Há 2 anos e meio, mudamos para a casa onde estamos atualmente e somos os primeiros inquilinos. Uns 15 dias depois da gente ter mudado, a proprietária chegou lá em casa (pra fazer o quê, eu não lembro) e nós ainda não tínhamos instalado o armário da cozinha. Detalhe: a cozinha é revestida até o teto.

    Minha mãe comunicou a ela que estaria instalando o armário naquela semana, e a mulher sustentou até o fim que nós não poderíamos colocar armário ali porque iria furar o azulejo. E “sugeriu” que continuássemos guardando nossas coisas nas caixas já que “estava dando tudo certo até agora”, ou que na pior das hipóteses, a gente instalasse o armário na sala, porque depois era mais fácil de corrigir. (=O minha cara na hora)

    Fala sério! Colocar o armário da cozinha na sala? Qual é a cozinha que não precisa de armário? E qual é o armário que por mais modesto que seja não precise de furar a parede para ser instalado? Só aquelas estantes de 25 anos atrás… Acho que ela não pensou nisso na hora de colocar a casa a aluguel. Se não queria que seu azulejo fosse furado, não o colocasse em todas as paredes até o teto.

    Não deu outra, instalamos o armário na cozinha. Quanto ao furinho que vai ficar quando sairmos, eu passo massa corrida nele. Se ela não gostar, vai arrumar o jeito de tapar ou rezar pro próximo inquilino ter um armário igual ao nosso pra aproveitar o furo que já tá lá.

    Esses dois furos (um no banheiro e um na cozinha) foram as únicas “mudanças” que fizemos na casa em todo esse tempo. E eram essenciais pra nossa rotina funcionar direitinho. O aluguel que nós pagamos é justo, além de que já fizemos alguns reparos e tivemos que trocar os conjuntos dos banheiro (coisa que não vamos levar quando sairmos) porque foi usado material de 3ª qualidade no acabamento da casa (e logo deteriorou). É justo que o inquilino possa fazer alterações simples como essa. É ruim pro proprietário? É. Mas é necessário pra quem mora no ambiente.

  23. Thais,
    casei ano passado e moro de aluguel desde então, sem previsão de comprar apê nesse mercado louco do RJ.
    Pois bem: decidi não me furtar de ter a casa mais próxima dos meus sonhos, mesmo morando de aluguel. Claro que não troquei o azulejo velho por pastilhas, embora tivesse vontade, pois seria mta grana. Mas fiz mudanças que refletem no meu bem-estar, na minha alegria, por mais que tenham sido custosas (como as cortinas e o papel de parede, por exemplo). A vida é curta, não quero ficar numa situação capenga, “porque essa casa não é minha”. Sei lá o dia de amanhã!

    Falei um pouco sobre o assunto no meu blog: http://chezbiessa.blogspot.com.br/2011/11/eu-moro-de-aluguel.html

    Bjs!

  24. Olá Thaís!
    Tb moro em apartamento alugado há anos e acho que vale sim o investimento se levar em consideração o ganho de qualidade de vida que vc terá.

    Sou arquiteta e acho que pequenas mudanças como pintar com cores que nos agradam e instalar papel de parede são investimentos definitivos ao imóvel e não temos como levar conosco qdo sairmos, mas fazem uma total diferença no astral da casa, visando deixá-la com a nossa cara.

    Qto ao piso, se o proprietário não topar dividir com vcs a troca, vale pensar em revestí-lo com piso laminado, que possibilita um aproveitamento de 80 a 90% qdo vc for sair do imóvel(só não aproveita as peças dos cantos, onde houve recorte, além de não danificar o piso existente).

    No caso dos furos: nas paredes com azulejo vale uma conversa com o proprietário do imóvel. Se a resposta for negativa, aposte em peças com fixação adesiva, temos muitas alternativas no mercado hj em dia. Nas paredes sem azulejo, fure sem dó! Um pouco de massa e tinta resolvem o problema qdo vcs devolverem o imóvel…

    O fechamento da varanda caracteriza um investimento definitivo no imóvel, então, se o proprietário não aceitar pagar, ou pelo menos dividir com vcs, avalie a necessidade deste investimento.

    No mais, eu investiria em móveis em tamanhos padrão, nada planejado ou feito sob medida. Nichos e prateleiras são sempre úteis! No escritório, por exemplo, é completamente possível montar um ambiente aconchegante e funcional lançando mão de peças de lojas como TokStok, Etna, etc.

    Bom, acho que é isso!
    Espero ter ajudado!
    Boa sorte pra vc!
    Um beijo

  25. Não esqueça de verificar no contrato de locação se é permitido fazer furos nas paredes e azulejos. Se for permitido, procure fazer o furo, quando em azulejos, na região do rejunte, para não danificar tanto o azulejo.
    Dependendo do tipo de mudança que for fazer, é bom conversar com o proprietário para ver se é possível abater do valor do aluguel, pois está melhorando o imóvel.

  26. Olha eque interessante, já existe um tipo de laminado de madeira com encaixes macho-fêmea que dispensam o uso de colas. Isso significa que você pode colocar esse piso laminado sobre o azulejo que já está no imóvel. O inconveniente é que que terá que serrar um pouco as portas, já que o piso ficará mais alto.
    A vantagem é que vc economiza em mão de obra (já que não terá que quebrar azulejos e pagar disque entulho), e no fim das contas, se quiser, pode retirar o laminado e levar na mudança. Claro que terá que dar um jeito nas portas serradas, mas parece, ainda assim, uma boa opção.

  27. Bom, eu acho que depende de alguns fatores, o principal o que o dono do imovel concorda ou nao, pois se for mudanca estrutural como o piso e a sacada precisa do ok dele.

    Eu nao faria mudancasa estruturais porque por mais que vcs tenham a intencao de ficar por 2, 3 anos, pode sempre rolar que o dono resolva pedir de volta. Ai vc fez o maior investimento financeiro e emocional…

    Mas eu acho que varias mudancas podem ser feitas, pesando se os ajustes podem ser facilmente desfeitos quando for devolver. Se sim, faca. Por exemplo, pintar, colocar papel de parede, furar parede… tudo eh reversivel e deverao ser revertidos mesmo, pois apartamento alugado sempre tem que devolver como achou. Agora, piso, sacada, tudo isso alem de depender do ok do dono, vai te garar um transtorno com obra, um investimento (a nao ser que o dono desconte do aluguel, mas sendo apartamento zero bala, acho que fica mais dificil ele querer fazer mudancas assim). Se ele nao descontar, vai ser um dinheiro meio que perdido.

    Enfim, faria o que me desse na telha nas paredes, mas deixaria o resto intacto. O piso muito branco vc pode colocar uns tapetes grandes pra dar uma quebrada!

  28. Ah, lendo o comentario da Deborha acima do meu, acrescento que eu nao furaria azulejo nao! Ela disse que furou e quando sair a proprietaria vai ter que acietar, mas nao eh bem assim nao, ela pode mandar re-azulejar a cozinha toda e cobrar do inquilino na saida. Ja aconteceu com um familiar meu, na saida o dono implicou com um furinho na parede por armario de cozinha e o troco saiu carissimo! Deus me livre!

  29. Quanto ao comentário da Thais, acima, eu moro de aluguel há 10 anos, já li a lei do inquilinato, e não precisa trocar o azulejo da cozinha por causa de furos não.
    A não ser que exista uma cláusula no contrato tipo “não pode furar o azulejo”.
    Porque é inaceitável uma pessoa não poder ter armários na cozinha. Simplesmente ridículo até a proprietário ter sugerido isso. Se o proprietário não quer que fure o azulejo, então ele que instale armários antes e alugue o imóvel com a cozinha mobiliada…

    Quando ao post, na minha opinião acho que investir em pintura e reparos necessários tudo bem, porque embora o imóvel não seja nosso de fato, moramos nele e podemos fazer o que for possível para tornar nosso dia a dia melhor.
    Não recomendo investimentos pesados, como fechar varanda ou trocar revestimento, porque além de ser um gasto alto, o proprietário pode não gostar mesmo. Para investimentos desse tipo é sempre bom conversar com o proprietário antes, de preferência por intermédio da imobiliária (se for o caso).
    Já aconteceu comigo, num apto que morei não tinha box no banheiro, a proprietária autorizou a colocação e disse pra descontar no aluguel, mas quando fui pagar a imobiliária não deixou descontar porque alegou não ter sido avisada. Fiquei com o gasto. Quando fui sair do imóvel (que era uma droga, por sinal), como tive que pagar o box sozinha, de piraça tirei e deixei sem, mas ai não tinha nada pra fazer com ele, acabei jogando fora, ou seja, o dinheiro foi pro lixo!

  30. essa questão de furar azulejo é facilmente resolvida se furar no rejunte, ou seja, no encontro de 2 ou 4 ajulejos. mesmo em apto próprio, furo sempre assim, sem danificar o azulejo. depois que tirar, é só colocar massa corrida e fica perfeito.
    #ficaadica

  31. Poiseh, tb já li a lei do inquilinato. O inquilino é resguardado de ser processado por mudanças necessárias à rotina da casa. Furos simples em azulejos são considerados adaptação e não deterioração. Agora, não é por causa disso que a gente vai sair fazendo furo em todo lugar sem nenhum critério. Temos que honrar nossos contratos e sermos bons inquilinos, sempre com transparência e respeito, tentando a negociação mais amigável possível com o proprietário.

    No meu caso, para instalarmos o armário, eram necessários 2 furos. Um deles foi no rejunte (claro, é sempre a melhor solução e é facilmente corrigido), mas pelo tamanho da peça, o 2° furo não nos dava a sorte de poder ser exatamente no rejunte, teve de ser um pouco mais pro lado.

    Quando dissemos a proprietária que iríamos instalar o armário naquela semana, foi justamente para que ela nos desse uma boa solução, já que a cozinha é toda azulejada. Porém, ela não nos deu uma solução (ficar sem armário ou instalar na sala não é solução).

    Mantivemos nossa postura, pois ter um armário na cozinha era necessário, e com toda educação avisamos a ela que o armário estaria sendo instalado no cômodo a que ele pertence. No nosso contrato não tem cláusula de azulejo e ela teve que aceitar que nós não podíamos viver por anos com nossas coisas em caixas. Simples assim. Ela já foi lá em casa várias vezes depois disso e nunca reclamou do armário instalado. Quando a gente for mudar, vamos ver no que vai dar.

    Beijinhos!

  32. Thaís, independente do que seu locador decidir, vc pode colocar piso de madeira como durafloor pq esele pode ser levado embora qdo vc mudar. A instalação é por encaixe e a durabilidade é muito boa.

  33. É difícil sou as duas coisas inquilina em Aracaju-SE e proprietária no Rio de Janeiro; dei sorte com meus inquilinos (estou no 4 em 17 anos) e
    o ultimo fez mudanças radicais pro beneficio do imóvel e descontamos no aluguel, foi ótimo, pois ambos ganhamos, eu principalmente. E aqui
    em Aracaju (estou em fase de mudança) já sei que farei umas coisinhas rsrs porque sempre tem, não é mesmo? Algumas eu nem comunico ao proprietário o meu bem estar é o mais importante! Quanto as outras coisas
    uma boa conversa resolve…
    PS Tais, outros do seu predio fecharam a varanda? Investigue! E o piso?
    Você vai sair bem na fita viu! Sempre sai! Um beijo e amo o seu blog.

  34. Thaís, em primeiro lugar, adoro seu blog. Agora, a revista Minha Casa, numa edição do início do ano, publicou uma matéria muito legal sobre isso, dá uma olhada, tem umas dicas bem legais. Procurei o link da matéria pra enviar pra vc, mas não encontrei. Se quiser, eu escaneio e te mando. beijos.

  35. Tb moro de aluguel e estou passando pela mesma situação. Acho q primeiro, antes de tudo: qto tempo vcs pretendem morar aí? Depois de definir isso, tem q conversar com o proprietário ou imobiliária, não adianta. Meu caso é até tranquilo, dei sorte de alugar direto do proprietário e ele sempre foi acessível.

    • Obrigada por todas as dicas, gente. Ajudaram MUITO mesmo. Em breve vocês conferirão por aqui o que eu resolvi fazer. =)

  36. Thaís, gostei muito de ter passado por aqui e lido conselhos preciosos da experiência de morar em apto alugado.

    Sou inquilina e proprietária.E como foi dito, a restrição de não colocar prateleiras, entre outras; devem constar em contrato.Outra dica que aplico, para evitar transtornos futuros, é fotografar o antes de mudar e depois para entregar; o apto até mesmo para deixa-lo com a apresentação mais próxima do que encontrei.
    Espero que seja bastante feliz em seu novo lar.

  37. Olá Thais

    Li os comentários e estou de acordo com as dicas. Eu mesma estou procurando imóvel para alugar e está difícil, ainda mais por causa dos corretores. Um inferno! Mas, li o que Evelise contou sobre o box. Uma dica para quem não sabe o que fazer com os objetos que comprou e ao se mudar, nãot em como levar, ou, no caso da Evelise, acabou jogando fora. Eu, quando quero me desfazer de algo que ainda é prestável, procuro doar para alguma entidade aqui em SP, que arruma e colocar para vender em seu bazar. O caso do Lar São Francisco, na Vila Mariana. Já doei berço, aspirador de pó, ferros, lustre,sofá, escrivaninha, cama, utensílios domésticos, máquina de lavar roupa, e até roupas. E quando eu me mudar, vou chamá-los novamente, pois terei coisas que não irão comigo. Espero ter ajudado.

DEIXE UMA RESPOSTA