ou

Algumas pessoas vêm me pedindo um post sobre como eu estou me organizando com o trabalho de conclusão da pós mas, como eu ainda não estou sequer na metade do processo, não sinto que um post escrito assim ficaria completo. Portanto, estou esperando finalizar tudo para escrever um bom post com dicas a respeito, dizendo como eu fiz. Mesmo assim, gostaria de registrar aqui alguns acontecimentos relacionados.

Faltam dois meses para o fim das aulas e, depois, tudo o que eu preciso fazer é finalizar o TCC e entregar até outubro. Parece pouco, mas é muita coisa. Fiquei com um pouco de medo do tempo porque troquei de tema umas cinco vezes. E, agora que eu cheguei ao tema definitivo e escrevi o pré-projeto inteiro de uma só vez, empolgadíssima, entendi porque tinha mudado tanto – porque não tinha chegado ao meu tema de verdade. É muito difícil escrever sobre algo que, no fundo, seu cérebro está mandando você não escrever.

Eu estava decidida a fazer monografia porque quero fazer mestrado depois e isso já daria um direcionamento. Insisti tanto nisso que estava completamente presa a temas que não me interessavam. O que eu queria realmente falar, era “profundo” demais para uma especialização (palavras da coordenadora do curso) e seria mais adequado ao mestrado mesmo. Enfim. Durante a aula de apresentação dos projetos dos colegas de sala, um grupo apresentou um projeto de blog e eu fiquei morrendo por dentro porque não estava fazendo a mesma coisa. Afinal, eu já tenho um blog. Eu já escrevo e tenho tantas ideias para ele, além de experiência profissional na área (Internet, blogs, mídias sociais, planejamento digital). Por que, afinal de contas, eu não estava usando toda essa minha experiência para montar um projeto para o meu blog? E foi o que eu fiz.

Acho engraçado como os caminhos se desenham à nossa frente com uma naturalidade que não percebemos. Eu nunca havia pensado no blog como um projeto profissional. Ele começou como um hobby e, de um ano para cá, foi se profissionalizando porque foi isso o que aconteceu com a maioria dos blogs no Brasil. E, apesar de tê-lo como um segundo emprego mesmo (pela minha dedicação e estudos relacionados), nunca sequer havia cogitado pensar nele como um projeto profissional de verdade, quase independente. E, agora, tudo faz muito sentido.

Eu tenho no meu quadro de avisos um post-it com uma frase da Martha Stewart que eu nunca, nunca me esqueço, que é: “All the things I love is what my business is all about” (“meu negócio é sobre todas as coisas que eu amo”). E existe outra maneira de colocar em prática algum objetivo profissional?

Mas não, eu não vou largar o meu emprego. Eu adoro a minha carreira, adoro a vida corporativa no geral e ainda tenho um longo caminho a percorrer para realizar meus projetos no meu emprego atual e profissionalmente, no geral. Em fevereiro li uma matéria na Você S/A (eu adoro essa revista!) falando como está se tornando comum para as pessoas terem dois trabalhos e como elas conciliam isso, e a matéria apresentava vários exemplos. Acho que isso está se tornando comum porque as pessoas estão se tornando múltiplas hoje em dia. Você um diretor comercial que também é chefe de um grupo de hiking, por exemplo, ou uma vice-presidente de empresa que também tem uma franquia de loja de cosméticos.

Em termos práticos, o que isso vai mudar para todos nós? Bem, eu pretendo reformular o blog de uma maneira geral, mas isso será feito somente daqui a alguns meses. Nesse meio tempo, estou estudando tudo relacionado ao nosso assunto preferido e anotando, anotando e anotando as preferências de quem visita e comenta por aqui. Não tenho a menor vontade de encher o blog de posts pagos (acho que todo mundo detesta os blogs que fazem isso, inclusive eu), mas algumas coisas podem ser feitas – coisas que ainda estou pensando. Não tenho como colocar tudo aqui, mesmo porque ainda estou escrevendo o projeto, mas eu tenho certeza que jamais vou “trair o movimento” do blog e muito menos transformá-lo em algo que ele não é nem nunca foi. Meu projeto da pós é a chance de aplicar meus conhecimentos e minha experiência na área em algo palpável e mostrar como eu acho que as coisas devem ser feitas, e enquanto for fiel ao que eu acredito, eu me verei lá. E não é assim que as coisas devem ser?

Incrível como, por mais que a gente planeje, a vida nos leva a caminhos inesperados. E, quando começamos a trilhá-lo, ficamos nos perguntando por que não chegamos ali há mais tempo.

Sobre o TCC, minha dica no momento para quem está passando por isso é: não se apresse para encontrar o tema, porque ele é o mais importante de tudo. Quando você encontrar o tema e o problema certos, o resto sairá intuitivamente.

Thais Godinho
02/05/2012
Veja mais sobre:
24
Henry Thoreau e a simplicidade voluntária
Resumo da minha semana
Perspectivas para abril

 

  1. Gabriela 02/05/2012

    Oi Thais!

    Estou com o dilema do tema em minha iniciação científica e a sua dica veio bem a calhar! Que legal! =)
    E adorei a frase da Martha Stewart, pois ela me lembra o porquê da minha tardia faculdade, pois apesar de ter uma estabilidade no meu emprego e minha profissão, ainda não é aquilo que eu quero fazer o resto de minha vida e é por isso que cá estou eu na faculdade.

    Boa sorte com os estudos!

    • Deborah respondeu Gabriela 13/05/2015

      Estou em situação parecida, querendo fazer uma nova faculdade.

  2. Rosália 02/05/2012

    Boa tarde Thaís!

    Parabéns pelo entusiasmo com que está enfrentando a recta final da sua pós-graduação. E, sim, nunca é tarde para constatar que não estava no caminho certo. Foi muito corajosa em dar a volta. E como quem corre por gosto não cansa, você vai conseguir. Mas Outubro está já ao virar da esquina e por isso seu orientador pode ajudá-la a dar, apenas, o necessário para concluir dignamente a pós-graduação. Pois se a sua intenção é que o tema da tese de mestrado seja ainda o blogue, então talvez não fosse má idéia guardar seus melhores trunfos para essa ocasião. E sei que você vai arrasar.
    Muita força e foco.

    Rosália

  3. Claudinha 02/05/2012

    Oi =)

    Acho que já sou uma leitora mais do que assídua no seu blog, mas só agora resolvi comentar, pois estou passando mais ou menos pelo mesmo que você.
    Entrei este ano na pós graduação, e como vc estava completamente perdida entre TCC e tese, e realmente, parece que tudo com o tempo (e muito trabalho) se ajeita.
    Quanto ao blg, creio que seja super válido você poder viver disso aqui. Mais do que somente um blog, creio que esse espaço seja um local de trabalho duro e que deve sim ser recompensado =)

    Boa sorte(para todos nós)

    Claudinha =)

  4. Ana Carolina 02/05/2012

    Olá, Thais!

    Eu gosto muito do seu blog e visito sempre, acho os posts
    interessantes e inspiradores.
    A respeito do que você falou hoje quero saber se você fez iniciação cientifica? Se fez, você tem algumas dicas?

    beijos

    • Thais Godinho respondeu Ana Carolina 07/05/2012

      Ana Carolina, não fiz.

  5. Aline 02/05/2012

    Post muito inspirador! Tenho tido problemas com o tema no projeto de mestrado. O que atrapalha muito é minha falta de confiança em meu próprio tema, mas temos que acreditar que pode dar certo! Para ajudar a mapear as mudanças que foram feitas, estou fazendo um “diário de pesquisa”, anotando o que deu errado, o que pode ser aproveitado, o que quero mudar no projeto, trabalhos que apresentei sobre o tema… Enfim, é bom pra colocar as ideias em ordem. 🙂

  6. Izabela Carulina 02/05/2012

    você não tem noção do quanto o blog tem inspirado a minha vida, sempre com temas que eu preciso realmente repensar, muito obrigada *—*

  7. Ana Vieira 02/05/2012

    Olá Thaís…

    Escrevo de Portugal, nasci no Brasil mas vim para cá com 9 anos, a minha vida foi por cá que aconteceu… Agora com 35 anos e depois de muitas batalhas a minha vida perdeu toda a sua organização natural…
    Enfim, depois de algumas pesquisas na net encontrei o seu blog, que me apaixonou desde logo! Já faz bastante tempo que recebo as suas postagens e hoje venho agradecer todas as dicas e informações que vem disponibilizando… Também tenho uns blogs, e se não se importar referenciei-a num dos meus posts fiz uns links para seu blog…

    Obrigada é apenas isso que quero dizer-lhe…

    Bjs Ana

  8. Dalila 02/05/2012

    Nossa, perfeito esse post! Eu tb penso exatamente como vc…

    No meu caso, eu sou completamente apaixonada pela área de casamentos. Já trabalhei com isso uma vez (para ter experiência direta com noivas e fornecedores – e adorei). Gosto muito da área digital (estou até fazendo um curso na área), além de ser jornalista. Gostaria de unir tudo isso, sabe? Tenho vontade de ter uma página na internet, porém não quero ser “mais do mesmo”.

    Assim como a área de moda, existem milhões de blogs na internet sobre o assunto. E isso se repete na área de beleza, tecnologia… (acho que vc foi muito feliz em escolher “organização” para tema de um blog). O meu tema – casamentos – é geral como qualquer outro. Corro o risco de falar das mesmas coisas: bolo/doces, vestidos, dicas, decoração, etc.

    Queria muito levar isso pra frente (profissionalmente falando), mas como ser diferente falando de um assunto “comum”? Me ajuda! rs

  9. Danielle 02/05/2012

    Ei Thaís! Parabéns pelas considerações! Há cerca de 2 anos terminei minha pós… Sou médica e o que você constatou agora, nós médicos vivenciamos profissionalmente há muito tempo. Eu, por exemplo, tenho emprego público e atuo no meu consultório. São dois trabalhos totalmente diferentes entre si! Mas damos conta do recado! Brinco que tem horas que sou Clarc Kent e noutras sou Super Man (depende de qual jaleco uso!). Um grande abraço! E sim podemos ser profissionalmente realizadas fazendo 2 ou até 3 atividades ao mesmo tempo! Meus hobbies: gosto de desenhar, agora descobri a culinária… ah meu outro hobbie é dar uma olhada diária no seu blog! Felicidades nas suas multitarefas…

    • Thais Godinho respondeu Danielle 07/05/2012

      Danielle, obrigada! É isso mesmo.

  10. Graziela Cristina 03/05/2012

    Olá Thaís,
    Estou indo para o segundo modulo do curso Tecnico de Logística e nos(meu grupo) estamos pensando com muito cuidado e carinho no nosso tema, já trocamos duas vezes antes mesmo de começar a redigi-lo.

    O tema é sempre muito importante e como você disse e minha professora de planejamento diz ”faça um tema que realmente gostem, se não fizerem vai dar errado ” e realmente acredito nisso, temos ainda um tempinho para decidimos. Estamos fazendo um trabalho de marketing que envolve a logistica reversa e nos envolvemos com o tema estamos empolgados, talvez seja um caminho certo ?

    Gostaria das dicas de horario e tudo mais, para mim no caso é dificil pois ainda curso o ensino medio, dicas seriam muito bem vindas.

    Beijos e adoro seu blog *-*
    com dicas preciosas.

  11. Claudia 04/05/2012

    Oi, Thaís, eu também adoro seu blog, estou sempre anotando as dicas, mas ainda preciso me dar um empurrãozinho kkk, mas acho ele completo e tem tudo o que se precisa saber para se organizar.
    Estou me formando em Administração e o meu maior dilema no momento também é o tema do meu TCC, que vou fazer no próximo semestre! Louca aqui pensando nisso. bjos

  12. Gabriela 04/05/2012

    Oi Thais!! Me identifiquei muito com o seu blog, amo amo amo decoração! Fiquei mais feliz ainda em ver que você é publicitária ahahaha eu tenho 17 anos e estou morrendo de dúvidas entre arquitetura ou publicidade, agora eu vi que nada me impede de fazer publicidade e ter um projeto paralelo (ou não tão paralelo hehe) de decoração. Você está de parabéns pois tudo aqui é muito bem pensado e lindo! Beijocas, fica com Deus

  13. Mariana 05/05/2012

    Thaís, concordo plenamente quando fala a respeito da importância do tema. Estou mais ou menos nessa situação – preciso achar um tema para uma dissertação de mestrado – e quero que seja algo com o qual eu me identifique e muito, pois só assim terei ânimo para me dedicar o quanto eu gostaria. Já tenho uma ideia, mas preciso defini-lo melhor. Não existe mesmo maneira de vc escrever (e defender) algo que vc não acredita ou com o qual não concorda. Gostei muito do post, desde que conehci seu blog entro aqui diariamente!

    Beijos!

  14. Francis 07/05/2012

    Pois olha, Thaís, eu te admiro na organização. E claro, fazer o TCC sobre este assunto será sensacional. Não só para vc como para o blog. Este momento de escolha do tema e depois, do foco a ser dado a este tema, é barra. Mas vendo o dos outros, sentimos que estamos mais nele que no tema que nos interessava, mas não nos seduzia! Felicidades!

  15. Joana Pacheco 07/05/2012

    Thais, a desorganização sempre foi um problema na minha vida e motivo de sofrimento!! Descobri seu blog fuçando na internet e posso dizer que mudou minha vida, rs
    Estou terminando de ler “A Arte de Fazer Acontecer” e já li “Organize-se num minuto”, ambos por Indicacao sua.
    Já coloquei em pratica varias coisas e minha vida mudou, você nem imagina o bem que me fez.
    Só tenho a te agradecer!!
    Obrigada!

  16. […] não só no design, mas na estrutura de categorias. Estou modificando tudo de acordo com o meu projeto de TCC e ainda vai levar um tempo para que tudo fique da maneira como eu acho que deva ser. A principal […]

  17. […] já comentei em um post anterior, meu projeto é sobre o blog. Ele começou como um hobbie e cresceu muito, e quero que ele seja […]

  18. […] Quando um hobbie se transforma em projeto profissional […]

  19. […] aliviada por ter chegado à essa definição porque, em primeiro lugar, precisava disso para o meu TCC da pós-graduação. Em segundo lugar, porque definir essas editorias mexe com todo o planejamento de posts, que […]

  20. […] eu já escrevi aqui, meu projeto do TCC foi sobre a profissionalização do blog. Eu o entrego finalmente na próxima […]

  21. Maria Paula 05/02/2013

    Acompanho seu blog ha tempos, e agora que estou morando nos EUA, resolve fazer um curso de Ingles para aprimorar, e posteriormente fazer Literatura Inglesa. Achei suas dicas muito legais, como sempre, e vou tentar organizar um metodo para estudar…
    Parabens pelo seu blog, mais uma vez!!! Nao me canso de parabeniza-la, pois seu modo de escrever eh muito facil e bonito!
    Abracos, Maria Paula