Essa notícia é de 2009 (da BBC), mas algumas pessoas me pediram e resolvi publicá-la aqui no blog:

Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia em Riverside sugere que pessoas organizadas e disciplinadas tendem a viver até quatro anos mais do que as mais impulsivas. Os cientistas avaliam que traços psicológicos são tão importantes como fatores médicos e sociais na saúde.

“Pessoas mais conscienciosas têm melhores hábitos em relação a sua saúde, se arriscam menos, e tendem a ter empregos e casamentos mais estáveis”, disse o psicólogo Howard Friedman, um dos autores do estudo.

“Muitos desses indivíduos também têm até uma predisposição biológica a serem saudáveis”, acrescentou.

O cientista lembra ainda que pessoas mais discliplinadas tendem a ser mais felizes, e consomem menos drogas e álcool.

Características positivas

Para o estudo, publicado na revista da Associação Americana de Psicologia, Friedman e sua equipe analisaram dados de 20 pesquisas que se concentravam em características típicas de pessoas conscienciosas e que envolveram mais de 8,9 mil voluntários de países desenvolvidos.

Os cientistas examinaram em particular três características: o auto-controle, a organização e a diligência. Eles descobriram que os dois últimos aspectos são os mais ligados à longevidade.

Entre outras características consideradas saudáveis estão o perfeccionismo, a confiança, a determinação, a competência e a obediência.

“Existem algumas provas de que as pessoas podem se tornar mais conscienciosas, principalmente quando elas se sentem seguras e estáveis em um emprego ou no casamento”, disse Margaret Kern, outra autora do estudo.

Pesquisas anteriores se concentravam mais em ressaltar os malefícios de estados psicológicos negativos, como a depressão ou a hostilidade.

E você, concorda com essa pesquisa?

12 Comentários

  1. Oi Thais, adoro seu blog, você é bárbara e tem me ajudado muito!
    Aprendo cada dia mais que o organizado vive melhor porque, claro, não se atropela!
    E isso parece óbvio até.
    Quem vive organizado consegue dar conta das coisas da vida e ainda faz ginástica, come melhor (tenho preparado minha própria comida, mais saudavel, mais barato, mas, claro, demanda muito mais organização!) vai ao médico e vive mais tranquilo, ao cumprir com os seus objetivos.
    Beijos!

  2. Hm… viver mais nao necessariamente é viver melhor. Nao concordo com a pesquisa. Ha os organizados e ha os paranoicos/perfeccionistas.

    Mas independente da pesquisa, estou me organizando. Cada dia um pouquinho mais.

    Para poder viver nem tanto, mas muito bem.

  3. Olá! 🙂

    Eu não conseguiria viver muito tempo na desorganização, pois quando estou num ambiente desorganizado sinto-me a atacada de todos os lados, até me falta o ar! 🙂 No entanto, há pessoas que se devem sentir bem assim, a contar pela falta de organização dos seus espaços ou então sentem-se mal com isso, mas a preguiça fala mais alto! 🙂

    Beijinho

  4. Eu só não entendi a parte do texto em que diz: “…melhores hábitos em relação a sua saúde, se arriscam menos, e tendem a ter empregos e…”

    Se arriscam menos? Eu me considero uma pessoa organizada e acredito que sou do tipo que arrisca. Ou eu entendi errado o sentido da frase?

    • Elvis, pelo que eu entendi, significa que faz menos coisas por impulso, porque costumam sempre ter um plano.

  5. Eu concordo, pessoas organizadas,tendem a serem bem sucedidas.
    Eu já fui uma pessoa muito,muito desorganizada, e até me orgulhava disto. Hoje percebo, que com os talentos que tenho se tivesse sido um pouco mais organizada, teria reduzido metade dos meus atuais “problemas”, que acredito serem consequência de um estilo de vida, digamos assim, mais relaxado. Um abraço!

  6. não sei se entendi direito, mas daqui ficou parecendo que quem NASCEU organizado vive mais, entende? e nós, pobres mortais, na luta diária pra deixar de vivem embaixo da pilha de roupa suja com as tarefas caindo mortas ao redor da gente, não tem esperança?

  7. Sou muito desorganizada.
    Sofro horrores com isso. E sigo tudo o que é dica para melhorar esse aspeto. Sim AmArte, às vezes a preguiça fala mais alto… e os remorços matam! Daí a verdade deste texto…

DEIXE UMA RESPOSTA