ou

Imagem: Getty Images

Este post faz parte do Especial – Mudanças, onde darei dicas para quem quiser se mudar baseadas em minha experiência pessoal, pois nos mudaremos muito em breve.

Quando se toma a decisão de mudar, é importante fazer um planejamento para ao menos ter uma ideia de tudo o que precisará fazer e gastar. Seguem algumas dicas para organizar esse processo:

1. Tenha um lugar para juntar todas as informações

Pode ser um fichário, uma pasta, uma caixa. O fundamental é centralizar em um só lugar para não perder nada. Eu também recomendo ter um caderno ou folhas soltas (com furos para o fichário) para anotações, desenhos, esboços, pequenas plantas, listas e todo o tipo de informação que você certamente precisará ter facilmente em mãos.

Como nós estamos fazendo:
Para a nossa mudança, providenciei um fichário grande, daqueles de arquivo de escritório, e mais para a frente faço um post somente sobre ele para exemplificar.

2. Estime algumas datas

Muitas vezes não sabemos a data exata da mudança, mas precisamos definir uma época como prazo para conseguirmos nos organizar. Essa data pode depender de uma série de fatores, como:

“Depois do casamento.”
“Depois que eu me formar.”
“Depois que conseguirmos juntar X de dinheiro.”
“Depois de terminar de pagar o carro, daqui a seis meses.”
etc.

Como nós estamos fazendo:
Aqui estamos estimando fazer a mudança entre dezembro e janeiro, mas sem o dia exato. Isso depende de uma série de outros fatores, como por exemplo, encontrar o imóvel certo. Antes disso, não tem como definirmos uma data.

3. Comece a selecionar as suas coisas

Vocês sabem que, aqui no blog, eu incentivo sempre essa seleção, chamando de “destralhamento” da casa. No caso de uma mudança, é obrigatório. Quanto menos você levar, menos gastará com a transportadora também, pois elas cobram por quantidade de objetos. Decidiu que irá se mudar? Comece imediatamente a selecionar o que gostaria de manter na sua vida e doe ou recicle o resto.

Como nós estamos fazendo:
Sem pressa, mesmo porque, com trabalho, nosso filho e outros afazeres, não podemos nos dedicar à mudança em tempo integral. Assim, aos finais de semana, ou sempre que consigo 15 minutinhos no decorrer da semana, eu me concentro em algum cômodo da casa para começar a selecionar o que eu quero que realmente me acompanhe para a nova casa.  Por exemplo, sou apaixonada por livros, tenho uma mini-biblioteca considerável, mas certamente consigo tirar alguns dali que já li e não pretendo ler novamente. Para que levar, então? Acabo dando de presente para alguém ou trocando no sebo (loja de livros usados) por outros que ainda não li. Minha regra é: tudo o que for feio, inútil ou estiver quebrado não deve ir.

4. Comece a pensar nos cômodos da futura casa

Ok, você pode não saber ainda como é o novo imóvel, mas você pode ter uma ideia básica de acordo com as suas necessidades. Cama, sofá, mesa de jantar, cadeiras, geladeira, fogão etc são objetos básicos para qualquer casa. Talvez você queira pintar os cômodos também, então precisa ter uma ideia de que cor quer para integrar com a decoração. Uma maneira de planejar os futuros cômodos é usar o site Pinterest, onde você pode agregar imagens da web por categorias.

Como nós estamos fazendo:
Eu sei que nosso futuro imóvel terá necessariamente uma cozinha, uma área de serviço, um banheiro e uma sala. Também vamos querer um quarto para a gente, um para o bebê e, se for possível, um terceiro quarto para fazer meu escritório. Se encontrarmos um imóvel grande de dois quartos, por exemplo, podemos improvisar o home-office na sala. Tudo depende do imóvel, mas já sabemos que vamos precisar de algumas coisas para os cômodos comuns, então estamos pesquisando. Já dá para ter uma ideia de cores, por exemplo, e pesquisa de preços e marcas dos eletrodomésticos.

5. Defina um orçamento

Com base nas suas pesquisas, você conseguirá ter uma ideia de quanto precisará gastar. Tente o máximo possível não usar formas de crédito sem ser à vista, pois ninguém gosta de entrar em uma casa nova com dívidas. Porém, pode ser que você não tenha outra alternativa. Veja o que será necessário no seu caso. Farei um post mais adiante especificamente sobre isso, mas é importante pensar em: artigos para a casa nova, transportadora, material para empacotar tudo, pequenos reparos, instalações etc.

Como estamos fazendo:
Por aqui, o orçamento é um dos motivos de a mudança demorar um pouco, mas definir desde o começo quanto poderá gastar dá um norte para você economizar e também buscar soluções mais baratas que não comprometam a qualidade. Não dá para pensar na mudança sem ter uma estimativa de gastos.

6. Ande com um kit-mudança na bolsa

Essa dica eu li no Efetividade.net (sou fã) e acho básica para qualquer um que esteja planejando se mudar: ter sempre na bolsa um bloco de anotações, uma caneta e uma trena de 4m. Se já tiver as medidas do imóvel novo, coloque junto. Isso porque você nunca sabe quando irá precisar desses dados. Imagine que esteja andando pela rua e encontre uma loja incrível com coisas para casa. Então você vê um gaveteiro perfeito, exatamente do jeito que você está procurando para colocar embaixo da sua escrivaninha. Mas será que a altura dele dá? Será que cabe? Ter uma trena resolve o problema.

Como nós estamos fazendo:
Eu já ando diariamente com caderno e caneta na bolsa, mas a trena é artigo novo. É importante mesmo. Lembrei dessa dica quando dei uma passada na Tok&Stok semana passada e não tinha levado a trena. Algumas lojas oferecem uma trena de papel, mas a maioria não. Não custa levar.

7. Faça uma lista de providências que precisa tomar até lá

E não estou falando de providências práticas tipo “contratar uma transportadora” não. São tarefas que você precisa resolver antes de se mudar e que não tenham ligação direta com a mudança em si. Talvez pintar a casa antiga? Vender o carro? Doar algumas roupas? Fazer backup dos arquivos de todos os computadores? Na verdade, é um grande exercício de desapego.

Como nós estamos fazendo:
Bem, lá em cima, quando eu falei de selecionar o que vai, eu já disse um pouquinho sobre como estamos fazendo, mas a verdade é que as necessidades surgem a cada dia que passa. Por exemplo, meu esposo vai tirar carta de motorista antes de nos mudarmos. É uma das providências que estamos tomando. Todos nós temos providências a serem tomadas. Liste as suas.

No próximo post, vou publicar uma lista de tarefas que você pode começar a fazer imediatamente com relação à mudança.

Thais Godinho
26/07/2011
Veja mais sobre:
Mudanças
12
Organizando a papelada
Menu semanal para 2 a 7 de setembro
5 regras básicas para organizar o quarto das crianças

 

  1. Rê Martins 26/07/2011

    Adorei o post, caiu como uma luva aqui em casa.
    Queremos nos mudar até dezembro, então já estamos na procura desde o início do ano..até que achamos um no bloco do lado no mesmo condomínio, o que achei uma benção por não precisar gastar com transportadora, mas por outro lado teremos que recrutar amigos para ajudar no carregamento para o prédio ao lado.

    Infelizmente o apartamento ainda não foi liberado para locação e isso tá me deixando ansiosa, pois quero e preciso me mudar o quanto antes e a imobiliária fica enrolando. Então não tenho nem ideia do tamanho dos cômodos. (Mas sei que é bem maior que o atual apartamento)

    A vantagem é que nós vamos sair de um apartamento de 1 quarto para um apartamento de 2 quartos e uma dependência de empregada..na atual situação o quarto é lugar para dormir e guardar as caixas com nossas coisas que não temos onde colocar (e olha q qdo mudamos de cidade me desfiz de MUITA coisa) e o home office fica na sala o que me incomoda bastante por conta das visitas.

    Vou aguardar ansiosa pelos próximos posts.
    Seu blog é sempre uma inspiração 😀

    Beijos

  2. Ukiyou 26/07/2011

    Thaís, adorei suas dicas! Vou precisar delas muito em breve, pois estou com 80% de chance de mudança para o Japão no ano que vem. Vou sozinha primeiro, e uns 6 meses depois o meu namorido deve mudar tb, levando a minha cachorrinha.

    O problema é que não é uma simples mudança. É uma SENHORA mudança. Mesmo pq hoje eu vivo num apartamento grande, e sou artista, então invariavelmente hoje ocupo muito espaço, que com certeza não vou ter lá. Tenho que me resumir em 30kg de bagagem, hehehe. Estou naquele processo de preparação pra mudança: digitalizar o máximo possível (de livros, quadrinhos, desenhos, matérias de revistas), dar/vender os livros, me desfazer das roupas velhas… Você tem mais alguma dica?

  3. Mara Abgail 26/07/2011

    Amei o post…estou preste a mudar, faltam apenas 2 semanas para ir para meu primeiro cantinho exclusivo.

    Nem precisa dizer que só penso nisso, quando fecho os olhos só fecho cores de parede, utensilios e uma lista de coisas para priorizar,rs…não imagina o tamanho do trabalho, eu confesso. Mas é bem prazeroso!

    Thays, te acompanho a um tempo e suas dicas tem sido muito úteis, para a mudança eu elaborei uma lista de primeira compra de supermercado, lista de eletrodomesticos, listas de utensilios e decoração. Agora quero completar com suas dicas..

    Abraços

  4. Sharon 26/07/2011

    Oi!
    Sempre venho visitar seu blog e desta vez um pedido. Faz tempo que voce nao faz um post sobre casamento. Andei olhando e parece que o último foi em 2008. Poderia fazer um com dicas ou planilha básica?
    Beijos e obrigada!

  5. narinha 26/07/2011

    bom, já vi que tem um monte de gente de mudança…
    a minha deve acontecer no início de Setembro. moro num ap de 65m2 e vou mudar pra outro de 112m2…. sonho com ele todooooossss os dias….
    montaõ de armários… não terei desculpas pra não ser organizada. Já tem um tempo que te sigo e trabalho minha mente em relação a isso.

    fiquei mto impressionada quando vc falou sobre arrumar e organizar. vc tem mais posts sobre isso?? sempre achei que fosse o mesmo. Gostaria de digerir melhor esses conceitos.

    Já ando com o kit de mudança, com trena e tudo. SUPER ÚTIL!!

  6. Thais Godinho 26/07/2011

    Sugestão anotada, Sharon. ;D

  7. […] decisão de fazer a mudança, já começamos a agitar porque há muita coisa a ser feita. Veja uma lista de providências que você já pode tomar assim que decidir se mudar. Abaixo, você confere o andamento das coisas […]

  8. […] A primeira coisa a se fazer é planejar a mudança. Definir data (mesmo que somente por cima) dá a dimensão de quanto tempo você tem. Eu tinha um fichário com algumas folhas de plástico para colocar tudo relacionado à mudança (comprovantes, mapas, listas, documentos) e tomei mais algumas providências – que vocês podem ver no post “Como planejar uma mudança”. […]

  9. Paula 15/09/2013

    Thaís, o especial de mudanças não está com o link funcionando, queria muito ver e não consigo.

  10. Brena 28/07/2014

    Olá Thais,
    Adorei o post, em breve também estarei de mudança. Mas vou sair da casa da minha mãe para o meu ap, logo, não tenho muito o que levar rsrs. Estou comprando os móveis, utensílios e etc. Terei que levar somente meus papeis, livros e roupas.
    Quando a gente monta a nossa primeira casa é que temos a noção de como é complexa e extensa toda a estrutura que envolve um lar.

    Tenho uma sugestão, vc poderia fazer uma nova série de posts chamada ‘vida a dois’ ou algo nesse sentido e falar sobre relacionamento e tudo que envolve essa ‘relação companheira’ que vc parece ter. Aí poderiam entrar em assuntos como: A importância da conversa (meu namorado por exemplo fica tentando resolver tudo sozinho, tenta me contar somente as questões já resolvidas pra não me preocupar + e acho isso um grande errro), ciumes, orgulho (vejo como alguns casais têm a Necessidade de sempre saírem ganhando nas discussões e como outros nunca dão o braço a torcer), casais que competem (como Rubem Alves dizia: há casais que são como jogadores de tênis), finanças a dois, como criar o hábito de divisão das tarefas domésticas, e etc …

    Espero que anote e aprove minhas sugestões. =)

    Beijão

  11. […] – Converse com zelador, se for se mudar para um condomínio. Ele pode ajudar a desobstruir passagens, corredores, estacionamentos e entradas para facilitar no dia da mudança; […]