ou

Sejamos sinceros: comer custa caro. Especialmente para quem trabalha fora o dia inteiro e volta para casa tarde da noite. Pedir comida fora ou almoçar em restaurantes significa gastar muito dinheiro. Confesso que chegar em casa tarde e ainda ter pique para cozinhar fica fora dos meus planos diariamente. Juro que tento, mas o cansaço acaba falando mais alto. Hoje, por exemplo, o técnico do computador irá em casa à noite arrumar algumas coisas nos meus equipamentos. Ele vai embora o que: 21h, 22h? Sim, porque eu mesma só chego em casa depois das 20h. E quem tem pique para cozinhar depois das 22h? Pior: quem aguenta de fome até esse horário, depois de trabalhar o dia inteiro? Por sorte, sobrou comida do almoço e hoje passaremos mais um dia sem pedir pizza.

Escrevi esse longo parágrafo para dizer que venho tentando economizar com comida e para perguntar: o que você acha que pode fazer para economizar também? Eu deixei de almoçar em um restaurante na hora do almoço para ir em casa almoçar. Gasto somente o dinheiro do transporte (que é menos da metade que gastaria se comesse perto do trabalho), e ainda vejo meu filho. Isso me proporciona uma economia de $15 por dia, em média. Quer dizer: se eu não tivesse a possibilidade de ir para casa, gastaria cerca de $180 por mês somente com almoço. Se o seu vale-refeição compensa, ok, mas para mim é uma economia e tanto.

Então, quando fazemos almoço, tentamos fazer a mais para guardar para a janta. Mas eu não tenho vergonha na cara e às vezes chego em casa querendo comer algo diferente, ou então não sobrou almoço. O resultado? Cerca de 3x por semana de comida delivery, cujos gastos giram em torno de $30 cada. Fazendo as contas, isso dá cerca de $360 por mês (até eu fiquei pasma agora). É muito dinheiro.

Quando eu cozinho alguma coisa, também priorizo os bons ingredientes. Não dispenso um bom azeite, uma boa carne e ingredientes do tipo. Acredito que seja melhor optar por bons ingredientes que muitos e pouco nutritivos, como salgadinhos ou macarrão instantâneo (não como). Mas conheci uma pessoa que viveu de macarrão instantâneo durante muito tempo, quando estava desempregado, e está vivo e saudável agora. Mas não recomendo a ninguém!

O que eu tenho tentado fazer, então, é almoçar em casa e fazer a mais para a janta. Tem dado certo na maioria dos dias, mas ainda não está perfeito. Comer fora ou pedir comida gasta muito dinheiro e eu gostaria de saber como vocês economizam nessa parte.

Thais Godinho
16/05/2011
Veja mais sobre:
43
O que te inspira a limpar a casa?
A importância da organização na minha vida
Inspiração do dia: cozinha vintage

 

  1. Mari 16/05/2011

    >Nossa, Thais, total te entendo! E olha que eu faço comida em casa pro jantar pelos menos 5 vezes por semana e almoço de segunda a sexta na casa da minha mãe, mas gasto muito com mercado e com saídas pra comer no fim de semana. Eu tb só gosto de bons ingredientes, mas acho que o maior problema lá em casa é o desperdício. Meu marido não come coisa de um dia pro outro, então acabo jogando muita coisa fora. Sem falar nas coisas que eu esqueço que tem na geladeira ou na despensa e quando vejo, já estão vencidas. Difícil, viu… no meu caso, venho me esforçando pra evitar as tentações do mercado (um biscoito diferentes, uma marca importada de alguma coisa…) pra economizar. Mas ainda tô looonge do ideal…

  2. Thais 16/05/2011

    >Pois é. Até esqueci de citar, mas cada vez que vou ao mercado, gasto cerca de $30 (gastos para um dia e outras coisinhas básicas, tipo pasta de dente).E entendo seu marido, porque não sou muito fã de comida de um dia para o outro.

  3. >Oie!!!!Eu, para não comer fora, seleciono receitas faceis e rapidas pois nem tenho muito tempo para cozinhar! Até fiz um blog para postar essas receitas =]http://refeicoesrapidasepraticas.blogspot.com/

  4. Thais 16/05/2011

    >Aline, já estou seguindo!Mas olha, tenho muitas receitas de comidas rápidas. É cansaço mesmo. É a coisa de estar quase dormindo em pé e só conseguir pedir algo pelo telefone e tomar banho no intervalo. Mas com certeza fazer algo todos os dias é o ideal… espero voltar a ser assim.

  5. Beatriz C. 16/05/2011

    >Hehehe… aqui em casa é o contrário, fazemos jantar pra sobrar no almoço no dia seguinte. Claro que é cansativo e acabamos pedindo comida vez ou outra, mas eu infelizmente não tenho tempo suficiente de almoço para vir em casa, cozinhar e comer… É, coisas que a vida agitada fazem com a gente, né?beijinhos!

  6. Angi 16/05/2011

    >Thais,adoro seus blogs, e agora eu vou te dar uma dica!Para mim super funciona, e eu adoro!Eu só fico em casa, mãe em tempo integral, quando ele era menor, e exigia mais de mim, eu fazia um panelão de arroz, e congelava. Fazia feijão, e congelava, um frango, congelava, uma carne moída e congelo. Daí na hora de descongelar, em potes do tamanho que dá para nós 3, eu incremento, sabe? Um caldo de carne, cozinho uns legumes, que é uma barbada, brócolis,cenoura,batata doce, chuchu… faço uns 3 por refeição, e tá tudo feito, e super rápido, e tranquilo. E fico revezando para não enjoarmos. E para não pedir pizza mais, eu coloco na forma de pizza pão de sanduíche integral, uma maionese, uma fatia de tomate, e um queijo, com óregano, e azeite de oliva quando tiro do forno. É super rápido, quando derreter o queijo tira, uns 20 minutos, e fica ótimo. Dá para varias nos recheios… Espero que aproveite uma ou outra dica, aqui funciona!BEIJOS

  7. Thais 16/05/2011

    >Angi, obrigada pelo comentário. Já cheguei a congelar durante um tempo, mas não gosto. A coisa de fazer sanduíches de forno é legal e eu também faço às vezes. Ótimas dicas!

    • Jéssica Monteiro respondeu Thais 15/07/2014

      Thais, não sei se tu já tentou congelar os alimentos crus ao invés de prontos. Para mim os prontos também não ficam gostosos como os feitos na hora então, faço assim:todas as quintas tem feira de rua no meu bairro e o mercado local faz promoção de carnes.

      Pois bem, eu compro todas as carnes e verduras para a semana e corto em pedaços que acho que vou usar, grande para uma carne de panela, em bife, pequena para strogonoff, com carnes vermelhas e brancas, não funciona funciona muito com peixe… Coloco em potes pequenos e tiro do congelador com antecedência quando chego do trabalho.
      Com verduras como couve, moranga, salsinha, cebolinha, enfim, tudo que é difícil e demorado de cortar e preparar e que não perca muito nutrientes, como as frutas, que não faço por causa disso
      Quando tá tudo assim em porçõezinhas cruas no congelador eu só corto uma cebola, alho e tomate (porque congelados eles perdem o sabor) e coloco na panela as porções. Arroz e massas eu faço na hora também.

      Demora um pouco para cortar tudo, dá dor nas costas (kkk) mas penso que é só naquela quinta e fico a semana sem precisar ficar cortando legumes e carnes no balcão, sujo uma vez só também 🙂

      Sei que o post é meio antiguinho mas estou dando olhada em todos, bjs

  8. Myriam 16/05/2011

    >Olha Thaís, aqui comemos na janta o mesmo do almoço, mas ás vezes opto pelo miojinho, só que eu incremento um pouco.No almoço, como trabalho muito longe de casa, levo comida, e sempre acrescento uma saladinha diferente, sempre tenho latarias em casa( sardinha, atum), tomates e ovos não faltam, pois, sempre servem a um lanche e até mesmo o almoço. Aos finais de semana sempre faço tortas salgadas e umas duas receitas de bolo, ajudam na hora de levar ao trabalho, é o lanche da tarde, o lanche noturno de casa..(rsrs)Comecei a congelar carnes prontas, um picadinho simples, uma carne ou frango assada(o) fatiada, o molho faço na hora…a gente vai inventando. Sanduíches naturebas são o canal, eu adoro, então, ás vezes substituo, mas não faço isso sempre. Não sei…tem tantas coisas legais para aprender, eu ainda preciso ler mais sobre isso, a economia é grande. Bjs

  9. Angi 17/05/2011

    >É, hoje em dia ainda congelo uma carne, porque como era vegetariana não cozinhava, e hj como, mas não cozinho frequentemente, então maridão faz e deixa congelado, mas já cheguei a congelar arroz, e sabe que fica bom até!Na época funcionava!Se tiver mais dicas te dou!Mas com certeza, cozinhar em casa, e abrir mão de pedir comida, ou mesmo sair para jantar é a melhor opção para economizar $$, agora para economizar tempo, é melhor pedir mesmo! beijãooo

  10. Thais 17/05/2011

    >Myriam, essas tortas são a salvação mesmo! E são uma delícia. Também adoro. Obrigada por postar. =)

  11. Deb Sunshine 17/05/2011

    >Perto da minha empresa tem uma lanchonete ótima e muito barata! Facilita pra mim, que moro bem longe do trabalho… O único problema é que não tem opções muito saudáveis, com exceção dos sucos e dos sanduíches naturais.O melhor mesmo é levar "marmita" de casa, tipo um sandubão ou uma torta (levava muitas tortas na época em que trabalhava pertinho, agora, bem longe, é até melhor). O que não rola pra mim é levar uma refeição "de gente", tipo arroz e feijão… Fica horrível e, como às vezes faz calor demais, corro o risco de ficar sem comer por ter o almoço estragado :/Adoro seu blog, Thais! Bjos!

  12. Thati Dias 17/05/2011

    >Olá Thais, tudo bem? Adoro o seu blog!!!Então, eu trago comida de casa, mas confesso que às vezes enjoa… fora que eu adoro comer uma "porcaria", né? O meu maior problema está no fim de semana… meu noivo e eu "desperucamos" um pouco e praticamente não comemos nada saudável… quero ver como será quando a gente casar… estou morrendo de medo de engordar um monte só por comer essas "porcarias"…Beijão, Thati

  13. aline 17/05/2011

    >O negócio é ir de pratos rápidos, gostosos e saudáveis, tem para todo gosto. Alguns q eu faço e adoro pq é rápido e suja pouca louça ehehe, macarrão com legumes, omeletes, saduíche de atum, torradinhas incrementadas… dá pra variar bastante e como não sou chegada a carne facilita mais ainda. Claro que tem dias em que o Cup Noodles Reina absoluto, só não deixo virar rotina! Beijos, Aline

  14. carol fabio jp 17/05/2011

    >Eu tô com a Angi. Congelar comida !Eu não congelo o arroz, tempero só com alho e folhas de louro ( cebola azeda)e deixo em tapeware bem fechado na geladeira, dura 15 dias, na hora de fazer é só colocar água e levar ao fogo. Congelo feijão, carnes, frango desfiado e temperado (é td de bom!), pq o frango desfiado é um curinga, vai na panqueca, vai no sanduba, vai na torta… Se congelar direitinho fica o mesmo sabor do fresco.bjs Obs.: Thaís, ADORO seu blog !!!!!!!

  15. Bia 18/05/2011

    >Menina, aqui na Bahia não temos o costume de comer o que comemos no almoço não. Comemos raízes, como aimpim (mandioca), inhame ou batata doce, cuzcuz, banana da terra cozida, sanduíches, e se for comida, macarrão ou arroz com alguma carne e salada. Não sei se vende essas coisas aí onde você mora, mas por exemplo, nos mercados daqui já se vende o aimpim cortado e congelado. Se tiver ai e você gostar de comer, você deixa durante o dia descongelando na geladeira, e de noite, quando você chegar, coloca na panela de pressão, com água e sal. Deixa por 15 a 20 minutos, o tempo que você toma banho, se ajeita, etc. O cuzcuz também é super rápido de fazer, você pode fritar um ovo ou colocar queijo por cima. São apenas sugestões. Eu não conheço seu gosto, mas tem que economizar aí na janta. =)

  16. Thais Bessa 18/05/2011

    >Aqui nao se almoca em casa quando se trabalha, nao existe isso, ja que intervalo de almoco eh 30 minutos a 1 hora (enquanto no Brasil 2 horas). A vantagem eh que o expediente acaba mais cedo e se chega mais cedo em casa. Eu prefiro. Poder chegar em casa as 6 (saindo do trabalho as 5, 5:30) muda tudo. Da pra brincar com a bebe, colocar pra dormir e ainda ter pique pra fazer jantar.Aqui a gente alterna, sem muita regra, quem faz o jantar. Vai da disposicao no dia e do prato que cada um faz melhor. A gente eh bem regrado com orcamento, nao passamos nunca. Compra grande de supermercado (pela internet, entregue em casa) um fds sim outro nao, e nesse fds entre a compra grande vamos ao mercado comprar so os pereciveis mesmo, tipo salada, verdura, fruta, leite, etc. Com isso nao ficamos indo no mercado todo dia que eh batata pra gastar um monte. Qdo fazemos as compras grandes ja planejamos mais ou menos os menus dos jantares, mas nada muuuito rigido, a gente vai tendo ideias de um prato que queremos comer e botamos os ingredientes na lista. Assim que chega congelamos o que tem que congelar, tipo carne, peixe, etc. Ajuda o fato de que comida aqui eh bem mais barato. Tambem economizamos porque o almoco a gente leva sanduiche de casa pro trabalho. Entao eh so a janta mesmo. Esse sistema funciona porque tanto eu quanto Ben nao comemos comida que sobrou nem de uma refeicao pra outra, nao gosto mesmo. Nem de comida congelada, tipo arroz cozido. Mas vai de cada um. Mas aqui a janta eh a continha pra nos mesmos, fazemos ja medindo no prato. Eu falo que se chegar uma visita na hora H fica sem comer, rs.Sobre delivery tambem temos nossa regra: so uma vez na semana, geralmente sexta. Nao fazemos mais que isso por 3 motivos: 1) ja compramos a comida pra fazer em casa, se nao usar vai perder, pois compramos o tanto certinho pra 2 semanas. 2) Sai muito caro. 3) Estamos os dois numa dieta e nao existe comida delivery que nao seja engordativa. Nos fins de semana temos um orcamento "lazer" que inclui saida com amigos, almoco em familia, saidas, cinema, etc.Funciona assim!Bjos

  17. bestappsiphone 18/05/2011

    >Este é o meu maior problema agora que vou morar sozinho. Sou uma negação na cozinha e não posso gastar muito com comida fora todo dia. No meu caso, o problema é só o jantar pois o almoço será na empresa. Inicialmente será delivery ou comida de mercado (pizza pronta, massa pronta, macarrão instantaneo e etc). Mais pra frente terei que aprender a cozinhar (até anotei o blog refeicoesrapidas da Aline hehehe). Thais, saiba que seus posts (e também os comentários) estão me ajudando bastante. Seu blog é ótimo!

  18. Deb Sunshine 18/05/2011

    >Ah, sim! Eu me lembrei de uma coisa que eu fazia há muito tempo: tem um arroz que vem em saquinho, a medida certa pra uma/duas pessoas. Basta você colocar água até cobrir o saquinho, tempero pronto e deixar lá até a água secar ou o saquinho inflar, já cozidinho. Muito mais prático, pelo menos o arroz, já que não precisa lavar e nem escolher, e muito saboroso também! E sai soltinho! 😀

  19. Thais 18/05/2011

    >Já usei esses arroz de saquinho. São bem práticos mesmo. Hoje fizemos feijão de caixinha. É meio eca, mas passa, uma vez ou outra.

  20. Cristina 23/05/2011

    Oi Thais… realmente a parte da comida é uma complicação enoooooooooorme.. trabalho longe, almoço em casa e faço pra sobrar pra janta, que levo e deixo pro marido… tento levar a alimentação mais saudavel possivel dentro do que o tempo permite…. resumindo… em uma ida ao sacolão compro muitas frutas e já deixo lavadas e prontas pra consumo… verduras fáceis de cozinhar rapidinho no vapor… (ou congeladas, são ótima opção), feijão (faço e congelo), arroz faço pra durar uns 4 ou 5 dias… e as misturas a maioria é congelada ou coisa bem rapida de fazer..(o que tiver menos gordura), lanches naturebas ajudam muito.. verdurinha comprada já ralada.. uns frios lights…. substitui bem uma refeição… Quando não dá tempo de fazer compra ou preparar alguma coisa.. recorro ao Subway.. com um sanduba cheio de salada e pouco molho!! Espero que ajude!! Abs

  21. Thais Godinho 24/05/2011

    Obrigada pelas dicas, Cristina.

  22. Cristina 25/05/2011

    Imagina Thais, por nada!!! Seu blog tem me ajudado tanto, espero ter ajudado de alguma forma!!!

  23. […] A partir dessa semana, postarei às segundas-feiras o menu da nossa casa. Eu já tinha comentado como economizar na alimentação e viemos fazendo mudanças desde então. Uma delas foi voltar com o menu semanal, o que dá muito […]

  24. Rosemary 25/06/2011

    Gasto muito com comida e sempre existe desperdicio, ninguem gosta da comida de ontem, tentei fazer o jantar para sobrar para o almoco, visto que nao vou para casa na hora do almoco, nao deu certo… se a comida fica boa, gostosa, comem mais e nao sobra, rsrs
    Comida rapida demais e engordativa tipo lasanha, nuggets, salsicha, batata frita pre congelada, hamburgeres, etc.
    Pior ainda e o consumo de lanches e pizzas, e refrigerantes, comidas nada saudaveis nem para nos nem para nosso bolso.
    Ouvi um conselho que diz que devemos ir a feira e ao chegar em casa, lavar tudo e separar em porcoes para consumir, isto ajuda ate para emagrecer, pois se nao tem comida pronta na hora que chegamos em casa, senao o que fazemos ?, comemos pao…
    Gostaria de saber congelar arroz e feijao, direitinho, para quando descongelar ficasse com a cara de feito na hora…isso e possivel? Assim ficaria despreocupada com o basico durante a semana e prepararia no jantar somente o que vamos comer na proxima refeicao.

    Adorei seu blog, eh o primeiro blog que transparece a organizacao em seu conteudo e apresentacao, parabens pela sua organizacao, sua mae era assim tambem ? quanto isso tem a ver com sua educacao?

  25. Elaine 22/07/2011

    Para economizar com mercado e ñão ter desperdício o ideal é fazer o cardápio da semana ou quinzena antes das compras, incluindo todos os itens necessários para a realização dos pratos e acompanhamentos assim facilita muito.

    A feira não tem jeito precisa ser feita semanalmente, o mercado faço uma compra grossa mensal e abastecimento quinzenal.

    O açougue faço quinzenalmente, demoro uma hora no açougue, aonde compro eles limpam, cortam e separam de acordo com o que preciso, sem contar as etiquetas disponíveis no local p/ marcar o que é cada coisa assim na hora de fazer fica fácil e prático sem contar que evito o desperdício porque descongelo só a quantidade necessária.

    Beijos,
    Elaine

  26. Eloise 23/07/2011

    Oi Thais,
    Algumas dicas para vc, pois eu tenho o mesmo ritmo de vida alucinante e cozinho todo dia. Eu sempre tenho cogumelos diversos picados e congelados, carnes já porcionadas, que tb deixo congeladas, entao é so descongelar no micro e voilá, tem logo um bifinho ou similar. Quanto as saladas, compro no dia em que vou ao mercado (sábado), lavo, pico e separo porcionada para a semana, assim polpo dinheiro e tempo. Minhas refeicoes semanais nunca demoram mais que 30 mins. Além de que no fds eu sempre preparo um prato coringa para a semana e deixo congelado, em caso de fome, preguica ou aperto pelo tempo. Para vc ter uma idéia, apesar de eu comprar bons ingredientes e cozinhar em casa e tal, por mes eu gasto em torno de $300 de mercado, e saímos para comer fora uma vez por mes, que é a nossa noite especial. Depois que comecei a fazer isso economizei horrores. Tipo cortei para 1/3 o total das despesas com alimentacao, mas sem cortar qualidade.

  27. Lucia 07/08/2011

    Cara Thais, eu também preparo algumas comidas no domingo e guardo em porções para usar durante a semana. Trabalho o dia todo e qd chego em casa à noite (sempre após às 20h, pois trabalho longe do serviço)perco pouco tempo na preparação do janter. As vezes, qdo saio pela manhã, já levo meu almoço e esquento no microondar do trabalho, raramente almoço em restaurantes durante a semana, pois gasta-se muito com isso. Vou a feira toda quinta, após o trabalho, e tenho frutas e verduras fresquinhas, sempre. Com certeza disciplina e a vontade de se cuidar e tb cuidar da família, nos faz encontrar caminhos para ter uma alimentação saudável, sem estourar o orçamento.

  28. rafaela e riquinho 21/03/2012

    adorei amei isso!!!!

  29. rafaela e riquinho 21/03/2012

    adorei amei isso tem AJUDADO MUITO EU E MEU NAMORADO!!!!

  30. Josi 16/04/2012

    Gente vou dar uma dica para vocês que aprendi com a minha mãe. Não conheço ngm além dela que faça isso (esceto as pessoas para quem ela ensinou, heheh).

    Nós não congelamos o feijão, nós o fazemos uma vez por semana e não colocamos na geladeira. Deixamos na panela e fervemos todos os dias na hora do almoço e na hora da janta.

    Ou seja, fervenos duas vezes por dia a panela toda, mesmo que ngm vá comer. O Feijão não estraga, continua delicíoso (10000 vezes melhor do que qdo é congelado) e não perde tanto suas qualidades nutricionais como perde qdo é congelado.

    Tentem! Fica muito mais gostoso. O problema é gastar um pouco mais de gás todo mes, mas vale a pena.

    Beijos.

  31. hilda 18/05/2012

    o feijão fervido varias vezes amolese d+ ,vai virar papa kk cozinhando um pouco menos que o normal talves possa dar certo ,ele nao ficara tao mole.mas para quem gosta de feijão mole!gosto e gosto não se desculte .

  32. Dora 25/06/2012

    Oi, Thais
    Também sofro nessa batalha refeições x cansaço noturno. Essa semana, numa tentativa de resistir às passadas na padaria antes de ir p/ casa, me organizei assim: Ontem (domingo) de noite já deixei o grill sobre a pia, os filés de frango e carne na geladeira e comprei no varejão legumes já higienizados e picados.A quantidade certamente dá p/ segunda e terça à noite + meu almoço de terça. Meus planos: sujar nada além do grill e uma panelinha que cozinha no vapor (e a louça do jantar, of course). Sal e pimenta moidos na hora e um bom azeite devem dar o sabor necessário.Na quarta passo no varejão p/ renovar o estoque. Vamos ver se dará certo.
    beijos

    • Thais Godinho respondeu Dora 25/06/2012

      Boa sorte, Dora. Realmente, tudo o que pudermos facilitar no dia-a-dia, devemos fazer! Dentro das nossas possibilidades, é claro.

      • Ivone respondeu Thais Godinho 12/02/2014

        Olá, Thais!

        Adorei seu blog.

        Bem, eu trabalho muito longe de casa, então fica impossível ir para casa comer algo. Então resolvi comer em restaurante mesmo, mas eu costumo comer em restaurantes a kilo com um preço mais acessível, aí uno o útil ao agradável, escolho muita salada, frutas, claro que boto uma carninha e mais alguma coisa de grão, arroz, feijão, lentilha, vou revezando… Mas a salada sempre bastante pq na hora de eu comer outra coisa já estou sem fome . Geralmente eu gasto a metade do meu vale e com o que me sobra utilizo para os finais de semana sair em um lugarzinho melhor ou ir em um bar com amigos!

  33. […] Exame, EntreCoisas, Vida Organizada. Fotos: Boris Abaunza e Manuel […]

  34. eliana blank 17/08/2012

    quero ajuda para meorganizar para um cardapio de segunda a sexta para janta para
    10 pessoas todos

  35. […] o blog Vida Organizada (que adoro, por sinal) da Thais Godinho, e me deparei com o post “Economizando com Comida“. É claro que resolvi ler o texto, tirar minhas próprias conclusões e compartilhar com […]

  36. Renata 09/01/2014

    Mais uma com o mesmo problema,eu trabalho o dia todo e ainda faço faculdade chego em casa por volta das 22:30 hs,as vezes o marido faz algum lanchinho pro jantar tipo uma sopa,uma torta,mas na grande maioria das vezes só me resta ligar para o Delivery o que de fato não é bom pois além de engordar o rombo financeiro no final do mês é grande,tento me programar para fazer o jantar mas tá mega dificil.

  37. Ivone 12/02/2014

    Olá, Thais!

    Adorei seu blog.

    Bem, eu trabalho muito longe de casa, então fica impossível ir para casa comer algo. Então resolvi comer em restaurante mesmo, mas eu costumo comer em restaurantes a kilo com um preço mais acessível, aí uno o útil ao agradável, escolho muita salada, frutas, claro que boto uma carninha e mais alguma coisa de grão, arroz, feijão, lentilha, vou revezando… Mas a salada sempre bastante pq na hora de eu comer outra coisa já estou sem fome . Geralmente eu gasto a metade do meu vale e com o que me sobra utilizo para os finais de semana sair em um lugarzinho melhor ou ir em um bar com amigos!

  38. Karla Akemi 17/04/2014

    Realmente cozinhar em casa é economico, dá trabalho, envolve tempo e disposição e precisa variar. O trabalho que dá pra mim é recompensado em ver que preferem comer em casa. Eu nao estou trabalhando fora, mas faço especialização na minha area, entao é bem tranquilo. Para nao estragar comida e ganhar tempo eu planejo o menu da semana, eu nao conseguiria ir ao mercado sem uma lista. Eu já comprei aleatoriamente e pra mim nao funciona. Porque aí você tem tudo, menos algum ingrediente fundamental pro prato. Penso nos almoços, e compro de acordo. Quando chego em casa fraciono o que precisa ser congelado. Assim, quase nao vence alimentos e nao estraga. Nao tenho comida estocada, congelada, é só para uma semana mais ou menos. Outra coisa que acho super importante, é que preparar os alimentos em casa me dá mais segurança de higiene no preparo e validade e conservação dos alimentos.
    Pra mim funciona legal! fazer menu, lista, fracionar e congelar. dá menos trabalho e gasto que fazer no “susto”.
    Amooo esse blog. Eu aprendo muito mesmo aqui. Super me identifico com os assuntos!

  39. Illana Oliveira 23/01/2015

    Sempre gastei muito comendo fora, mesmo com Vale Alimentação. Afinal de contas se o vale alimentação era de R$20,00 eu resolvia que um prato de R$18,00 estava “dentro do orçamento”, me esquecendo de somar os R$3,00 da bebida, os R$3,00 da sobremesa.. e é claro uma balinha na saída do caixa.. essa eu já nem perguntava mais o preço. Quando o Vale acabava no dia 15 é que eu me perguntava pra onde foi o dinheiro rsrs.
    Minha mãe e eu abrimos um negócio de comida congelada e eu aprendi muito com isso. Essa é minha dica: Congele a comida que sobrou!!!
    Ninguém merece comer dois ou três dias seguidos a mesma comida mas usando os recipientes corretos (potes para freezer e microondas) você pode congelar uma refeição completa sempre que perceber que as sobras permitem isso. Se fizer isso todas as vezes que houver sobras vai se surpreender quando abrir o congelador e puder escolher entre 10 pratos diferentes!
    Eu faço isso com o que “sobra” da cozinha da minha mãe.. monto refeições completas e congelo. Uso inclusive potes reutilizáveis 😉