ou

>

Para os mortais, um simples caderno. Para os apaixonados, a ferramenta mais indispensável de todos os tempos.

Ok, exageros à parte (ou não), os Moleskines são cadernos de notas produzidos pela empresa homônima italiana.

Embora a Moleskine divulgue que os seus cadernos de notas foram utilizados por reputados intelectuais que influenciaram a cultura no século XX – escritores e artistas como Vincent van Gogh (1853–1890), Henri Matisse (1869–1954), Pablo Picasso (1881-1973), André Breton (1896-1966), Louis Férdinand Céline e Ernest Hemingway (1899-1961) -, a marca Moleskine foi registrada oficialmente apenas em 1996, voltando a ser lançada em 1998.

Francesco Franceschi, titular do Departamento de Marketing da Modo & Modo, foi citado como tendo afirmado, “É um exagero. É marketing, não ciência. Não é a verdade absoluta.”.

Um escritor que confirmou utilizá-las é Neil Gaiman, que escreveu acerca da sua paixão pelas Moleskine em seu blog. O roteirista neerlandês Simon de Waal também usa cadernos de notas Moleskine. Em uma entrevista afirmou usar as Moleskine pequenas para tomar notas de pesquisa e guardar idéias, e as de maiores dimensões para cada script e livro que escreve. Dave Eggers usa as Moleskine para escrever enquanto viaja, e o seu livro de contos “How We Are Hungry” foi lançado originalmente com uma capa imitando um Moleskine.

Mas o que os tais caderninhos têm de tão especial?
Embora o nome aluda ao tecido de mesmo nome, moleskin, o caderno não é produzido ou revestido com ele, e sim com uma capa dura de cartão envolvida por material impermeável. Outras características que a distinguem são cantos arredondados, uma tira de elástico para mantê-la fechada (ou aberta em determinada página) e uma lombada costurada que permite que ela permaneça chata (a 180 graus) enquanto aberta. A folha de rosto vem impressa para que o seu proprietário possa escrever os seus dados pessoais, assim como estipular um valor de recompensa caso alguém a encontre perdida.
Na verdade, o grande atrativo dos caderninhos é justamente a sua simplicidade. Existem cadernos para todas as funções: bloco de notas, agenda (diária, mensal ou semanal), desenho, música, storyboard, quadriculado etc, além de estarem disponíveis em três tamanhos diferentes: large, pocket e A5.
O fato é que os cadernos viraram sonho de consumo de muita gente, especialmente no Brasil, onde são tão difíceis de serem encontrados.
Onde comprar Moleskine no Brasil?
A Livraria Cultura vende com pouca variedade (por enquanto), dando mais ênfase aos cadernos de viagens (sim, um caderno personalizado para várias capitais do mundo, com direito à mapa e informações especiais). No Mercado Livre você pode encontrar algumas pessoas vendendo, mas não espere pechincha: todos giram entre R$50 e R$90. Vale mais a pena pedir para algum amigo que viajar para o exterior trazer-lhe um (ou vários) de presente.
Algumas informações deste post foram tiradas da Wikipédia.
Thais Godinho
30/01/2009
Veja mais sobre:
3
Packing Pro, o aplicativo para organizar suas viagens
Agenda ou diário com fichas de papel
Você já preparou seu guarda-roupa para o inverno?

 

  1. >Eu sou uma fã dos blocos de notas, desenhos, aquarela, reporter, etc. Mas como é difícil encontrá-los no Brasil! Os últimos encontrei na Livraria da Vila.Seria tão bom se alguém resolvesse representá-los no Brasil!

  2. DChallenge 05/04/2011

    >Achei deles na Saraiva.com!

  3. claudia Marotti 28/07/2012

    Tambem encontrei na Saraiva..