ou

>(ou: como economizar muito dinheiro no supermercado)

Você costuma pesquisar preços antes de ir ao supermercado? Você costuma comprar tudo no mesmo supermercado, só para não se dar ao trabalho? Pois saiba que pode estar pagando caro pela preguiça. Pessoas que vivem com até um salário mínimo no Brasil conseguem se sustentar graças a um planejamento minucioso do que comprarão, e tal planejamento se baseia na pesquisa de preços de produtos em diversos pontos de venda.

Para ajudá-la(o) nessa jornada, sugerimos que você monte uma “pasta oficial” de supermercado, onde você guardará listas e folhetos de promoção. No começo pode parecer complicado, mas com a prática se tornará um hábito e você não saberá viver de outro jeito, com o passar do tempo.


Baixe aqui o arquivo com uma tabela simples que você poderá usar (imagem acima). (não está mais disponível) Coloque-a dentro de um arquivo do Word em formato paisagem e diminua-a até que caibam duas tabelas por página. No arquivo zipado, você encontrará a versão colorida e a versão preto e branca. Depois imprima quantas cópias achar necessárias ou tire xerox. Vale lembrar que elas valem somente para uso pessoal. Não as reproduza sem a nossa autorização.

Como usar a tabela?

Você usará uma tabela por item, o que já lhe dá uma idéia do trabalhinho que você tem pela frente. 🙂 Mas não se assuste, você se acostuma.

Anote, no canto superior direito, o item cujos preços irá comparar. Embaixo, você anotará a data de quando viu o preço, o local (Extra, Carrefour, supermercado do bairro, tendinha etc), a marca (Sadia, Perdigão), junto com o tamanho (1kg, por exemplo), o preço enfim e a quantidade (um pacote de bolachas com 24 unidades, por exemplo).

Pela quantidade de linhas, dá para perceber que a tabelinha durará por bastante tempo, pois você anotará em datas diferentes, o que lhe servirá como base de comparação mais tarde (tal item aumentou, outro abaixou).

A pergunta é: como fazer isso? Bom, você vai ter que vasculhar. Pegue folhetos de supermercados, na Internet, na rua, enfim, por onde você passa sempre que vai às compras. A diferença é que você não comprará nesse dia, mas depois. Nesse dia você vai somente comparar. Esse trabalho vale a pena, pois você economizará muito fazendo isso.

Vale lembrar que a tecnologia ajuda a dar uma “frescurada” nas coisas, mas ao invés de imprimir nossa tabela, você também pode pegar um caderno espiral, riscar linhas com uma régua e fazer o mesmo procedimento. Você também pode criar sua própria planilha no Excel com o mesmo fim. Mais uma vez: faça o que parecer melhor para você, pois é você quem vai usar.

Com o passar do tempo, você estará apta(o) a identificar os melhores preços, reconhecer ofertas que valham a pena e marcar o produto com um círculo ou uma caneta marca-texto.

Em breve disponibilizaremos uma nova tabela para que você possa escrever a sua lista de compras, mas você já pode fazer isso, se quiser. Basta pegar uma página para cada supermercado (ou ponto de venda) e anotar, abaixo, os itens que irá comprar (e o preço).

Dicas gerais

  • Utilize códigos para cada supermercado. Por exemplo, ao invés de Carrefour, coloque “Carf.”, por exemplo. “Wall Mart” pode virar “W.M.”. Você encontrará o que funciona melhor para você.
  • Sempre leve os folhetos de supermercados onde os produtos estão mais baratos. Hoje em dia, a grande maioria dos supermercados abate o preço menor no caixa. Se você conseguir isso, terá menos trabalho ainda, pois precisará ir em poucos lugares.
  • Tenha sempre uma calculadora junto com você, especialmente se quiser calcular o preço unitário dos produtos, a fim de comparar com outras marcas.
  • Esteja preparada(o) para surpresas. Pode ser que você encontre uma oferta imperdível no dia em que for comprar outras coisas. Neste caso, como você estará devidamente equipada(o) com a sua pastinha (risos), bastará uma rápida consulta para saber se vale a pena levar o produto ou não. Mas mesmo assim, tenha bom-senso. Não compre 70 latas de óleo só porque estavam em promoção. Leve o que dê para consumir.
  • Alguns supermercados não gostam de ver pessoas entrando com pastas, cadernos, calculadoras etc. Se alguém te abordar, explique delicadamente do que se trata e não terá maiores problemas. Se puder elogiar alguma oferta da loja, faça isso. 😉
  • Fique atenta(o) aos produtos sazonais e, se possível, compre-os antes da época “fatídica”, quando os supermercados estão cheios e os preços disparam, tipo ovos de Páscoa.
  • Nem sempre uma oferta é a melhor opção. Muitas vezes o preço baixo de um ponto de venda ainda é superior ao preço normal de outros lugares. Para isso você tem as suas listinhas.
  • Acima de tudo, suas tabelas de preços lhe darão a informação que precisará quando quiser barganhar algum produto.

Encare como uma grande diversão! No fundo, trata-se até de uma atividade terapêutica. Economize dinheiro e organize-se com esta estratégia. Você consegue!

Thais Godinho
29/11/2006
Veja mais sobre:
9
Organizando-se financeiramente para o Natal de 2013
Top 5 sacadas para economizar dinheiro
Saiba como reciclar e onde doar objetos

 

  1. Ana Paula 20/06/2012

    Oi Thaís ! Venho visitado seu blog com freqüência e confesso que adoooorrroooo! Tenho aprendido muito por aqui! Quem sabe até o final do ano eu alcance o meu objetivo de me tornar uma mulher organizada…tô tentando, mas não é fácil… Bom, em relação ao tema “livro de preços”, estive pensando, será que a gente não acaba gastando mais quando temos que nos deslocar para fazer essas cotações e aí o dinheiro economizado com os produtos acaba sendo gasto com combustível ? Pelo menos aqui em Brasília, os supermercados são distantes

    • Thais Godinho respondeu Ana Paula 22/06/2012

      Ana Paula, cada um precisa analisar seu caso mesmo. Perto da minha casa só tem Pão de Açúcar, e gasto muuuito mais do que deveria se eu fosse em um Carrefour da vida, por exemplo.

  2. Érica 24/06/2012

    Thais adoro o seu blog, aprendo muito. Quero iniciar o meu livro de preços fiquei super interessada na tabela de cotação de preços, salvei mas ficou tão pequeno que não dá para enxergar. Por gentileza, você teria como indicar um local para download.
    bjs
    Érica

    • Thais Godinho respondeu Érica 25/06/2012

      Érica, não tenho mais o arquivo, infelizmente. =/

  3. Érica 19/07/2012

    Olá Thais, obrigada por responder. Segui as suas dicas. Resolvi fazer uma planilha simples, com o tipo do produto, a quantidade, a marca, o valor junto com a sigla dos supermercados próximos a minha casa (são três). Consegui fazer ótimas economias. Aconteceu até algo engraçado, estava no Condor e uma mulher achou que eu era funcionária porque estava com prancheta analisando preços. O pior é que eu estava com uma camisa da cor dos uniformes dos funcionários. Expliquei o meu motivo e cai na risada. Reparei também que ninguém faz listas no mercado e comparações de preço. Só um exemplo: o açúcar união em um mercado estava R$ 2,24 e em outro R$ 1,92. Baita economia. Amo o seu blog, tenho fuçado sempre e aprendido muito. Muito obrigada pela gentileza em repartir os seus conhecimentos. Estou aguardando ansiosa o livro.
    Bjs

    • Thais Godinho respondeu Érica 20/07/2012

      Érica, eu acho divertido também. rsrs

  4. Douglas Moraes 02/03/2014

    Meus parabéns, que variedade de conteúdo de altissima qualidade, fiquei muito encantado com a grande opção que encontrei.

  5. Larissa Veloso 07/03/2014

    Nossa, uma vez eu pirei nesse ideia e fiz uma tabela imensa. Na época eu morava em São Paulo. Acabei descobrindo que não existe um supermercado mais barato, mas itens mais baratos aqui, outros mais baratos lá.
    Quem quiser ver (e copiar) minha tabela, está disponível aqui: https://docs.google.com/spreadsheet/ccc?key=0AvdO3yVuMRM-dGktbkZCT3pZMEFQLXZaNWx4ZGpLU1E&usp=sharing